[Dúvida do leitor] Antecipação de trecho doméstico (pela cia. aérea) em sequência a um voo internacional de chegada ao Brasil (horários próximos): o que fazer?

Essa dúvida do leitor Arthur gerou bastante resposta nos comentários, de modo que resolvi abrir o tópico, já que pode interessar a mais leitores que se encontrem eventualmente em situação semelhante.

“Prezados, boa tarde! Estou com uma situação incômoda com a Gol e gostaria de sugestões de leitores mais experientes do que fazer neste cenário. Vou chegar de ICN via IST em GRU às 17:55 de um sábado. Meu destino final é REC, mas fiz a compra do trecho GRU – REC em separado através da Gol. Como são reservas distintas, comprei com uma boa margem de segurança entre os voos, e iria embarcar às 2:00 do domingo.

No entanto, o voo foi cancelado e alterado para um outro às 22:30 do sábado. Até aí tudo bem, mas agora recebi a notícia que este último voo também foi cancelado e terei que embarcar de CGH às 22:10, o que julgo apertado, já que os aeroportos são distantes, é necessário fazer a imigração, etc.

Tentei buscar outras opções de vôo, mas a Gol simplesmente cancelou todos os voos da madrugada para REC, e não há nenhuma outra opção saindo de GRU ou CGH a não ser a partir das 9 da manhã do dia seguinte. A Gol não me oferece nenhuma alternativa a não ser aceitar a mudança de voo ou o cancelamento.

Caso aceite a alteração, vou precisar gastar com hospedagem para viajar no dia seguinte ou, caso aceite a alteração para o voo de CGH, pode ser que perca o vôo e tenha que arcar não somente com a hospedagem, mas também com uma nova passagem. O cancelamento também é uma opção muito ruim, pois com esta antecedência de menos de 2 meses para o próximo voo as tarifas estão bem mais elevadas do que paguei, então terei prejuízo.

Neste cenário de alteração com antecedência, tenho algum direito que a central da Gol não está me informando? Propus a acomodação em hotel no aeroporto de Guarulhos ou acomodação em voo de outra cia, mas fui informado de que não seria possível.

Como as cias aéreas têm esse hábito de esconder nossos direitos, achei por bem consultar aqui.

Agradeço desde já!”

…………….

O Lucas Machado escreveu:

“Legalmente falando, não tem o que fazer, a resolução 400 (art. 12) da ANAC deixa claro que, se comunicado com antecedência de 72h, a cia aérea só tem que oferecer reacomodação em outro voo (dela, claro) ou reembolso.

Em outros tempos eu diria para você arriscar a corrida para CGH, mas, dado meu histórico recente (onde absolutamente nenhum voo saiu na hora e, dos últimos 3, em 2 perdi a conexão por conta disso), eu diria para você reservar um hotel para passar a noite e decolar no outro dia de manhã de GRU. Pegue o Ibis Guarulhos que tem uma tarifa legal e shuttle para GRU se o objetivo for economizar”.

……………..

Veja outras respostas no comentário original.

O que vocês fariam, numa situação dessas?

Tagged as: