[Guest post] A estratégia do leitor para fugir dos programas nacionais: o trio TAP Miles & Go + Iberia Plus + AAdvantage

A propósito do post Em tempos de passagens raras e absurdamente inflacionadas, qual a utilidade de se acumular em massa no Smiles ou em qualquer outro programa de milhagens aéreas?, segue o relato do Leandro Nicolau, que pode servir de norte para leitores que queiram ter alternativas aos programas brasileiros de milhagens aéreas:

“Como aqui é um fórum, e mesmo tendo noção que meu perfil foge bem à regra, vou compartilhar meu modo de ver o cenário.

Fuja assim como o diabo foge da cruz dos programas nacionais, isso só não vale se você tiver alguma particularidade que os nacionais sirvam e resolvam seu problema (porque digo isso: mesmo com uma ou outra boa emissão, como o post fala do acúmulo de milhas, hoje você acumular cegamente a chance de perder é maior do que ganhar).

Segurar a onda esperando essa ou aquela promoção é muito tenso, pois a chance de não aparecer o que você precisa é grande).

Ainda uso o TAP Miles & Go

Com TODOS os IMENSOS problemas eu AINDA estou usando o TAP M&G (Miles & Go) como programa principal, visto que eu NÃO TENHO PROBLEMA com emissões em cima da hora.

Então, para o meu perfil, eu vejo disponibilidades aparecendo de boa com poucos dias (sábado por exemplo por volta das 22:30 eu achei GRU-ORD em classe executiva pela United, 2 assentos award voando na quinta feira, eu acho – não tem mais essa disponibilidade hoje).

Agora, pessoal, podemos reclamar do M&G por ele ter um atendimento sofrível, call center ineficiente?

SEM DÚVIDAS!

Por outro lado, reclamar que a TAP não abre passagens é de uma falta de conhecimento sem igual, e para isso é simples: só fazer uma tripla conferência: site da United (um programa de fidelidade), site da ANA e o Expert Flyer.

Se obviamente a companhia não abre disponibilidade award não vai aparecer para a TAP e nem para NENHUMA outra companhia da Star Alliance, simples assim.

Utilidades do AAdvantage e do Iberia Plus

Com o fim da promoção Bateu Ganhou do Santander, vou deixar de lado o cartão de crédito co-branded AAdvantage Black, e voltar a acumular no Amex TPC, enquanto não tiro nenhum outro coelho da cartola.

Continuo tendo quase 1 milhão de pontos no Iberia Plus, que são facilmente renováveis, então minha idéia é também emitir do Brasil para Madrid, e de lá para outros pontos usando as milhas do TAP M&G.

Os pontos AA estão devidamente guardados para emitir trechos de primeira classe, da América do Norte para a Ásia, e pretendo chegar até a América do Norte gastando 100 mil milhas ida e volta via TAP M&G.

E os programas nacionais?

Os programas nacionais ainda podem ter bons resgates e boas opções?

Creio que sim, nas pesquisas ainda vejo bons resgates intra-Ásia com o Smiles, mas isso é um resgate MUITO particular.

Então acho difícil considerar uma boa estratégia acumular Smiles para a maioria da galera.

Conclusão

Hoje, com a minha experiência (isso não quer dizer que eu esteja necessariamente certo), não vale a pena o “custo” de se sentir feito de trouxa que é acumular nos programas nacionais de milhagens aéreas.

A Azul ainda é uma boa ponte para o ALL Accor, como o SwineOne falou, mas, no meu perfil, eu tenho que me esforçar para usar os pontos ALL Accor, já que geralmente não se encaixam nos meus planos e é chato demais ficar me desdobrando para usar os pontos ALL.

Mas como eu sempre falo: isso vai de perfil da pessoa.

Caso nada dê errado mais pra frente, vou começar a ver alguma emissão e, se por acaso algo interessante surgir, eu compartilho aqui e quem sabe pode vir a ajudar alguém”.

………….

E você? Também tem usado algum programa estrangeiro de milhagens aéreas como válvula de escape dos programas brasileiros?