Porto Seguro Visa Infinite: gasto anualizado de R$ 216 mil (R$ 18 mil mensais) pra se livrar da anuidade de R$ 1.500,00

Os requisitos para obtenção da isenção da parcela da anuidade do outrora tão aclamado PSVI estão cada vez mais complicados.

A partir de maio, será exigido um gasto mínimo mensal de nada menos de R$ 18 mil para se livrar da parcela mensal de R$ 125 da anuidade.

O cartão é, ao lado dos cartões Amex emitidos pelo Santander (versões TPC e Black), um dos poucos a oferecer o Priority Pass, porém, limitado a 10 visitas gratuitas anuais.

Conclusão

Péssima a novidade. A Porto Seguro pelo visto não faz questão nenhuma de manter o PSVI atrativo.

Para isenção completa da anuidade, o gasto anualizado precisa ser de no mínimo R$ 216 mil.

Hoje em dia, como a quase totalidade das salas conveniadas ao LoungeKey também têm acesso a aquelas conveniadas ao Priority Pass, fica difícil conseguir justificar a continuidade do cartão PSVI só pelo Priority Pass, ainda mais considerando a fartura de cartões concorrentes que oferecem acessos gratuitos e ilimitados ao LoungeKey, mas sem essas exigências astronômicas de gastos para isenção de anuidade.

A Porto Seguro ainda oferece outra alternativa para se livrar da anuidade, que é a de manter um volume de investimentos de pelo menos R$ 100 mil em sua plataforma de investimentos; porém, novamente aqui, o problema é que bancos concorrentes têm feito ofertas semelhantes para cartões com mais benefícios.

A única alternativa para o PSVI voltar a ser atrativo seria realmente a volta das visitas gratuitas e ilimitadas para as salas Priority Pass, mas parece que isso está bem longe de ocorrer, a julgar pelo histórico de medidas negativas que vêm sendo implementadas no cartão.

Tagged as: ,