[Guest post] Coisas que valem e que não valem a pena trazer do exterior, agora que a cota de compras no exterior passou de USD 500 para USD 1,000

O Henry nos enviou o alerta de que as cotas de compras no exterior passaram de USD 500 para USD 1 mil, por passageiro.

Agora que a cota dobrou, o que vale a pena trazer do exterior?

O próprio Henry deu algumas sugestões para aproveitar o aumento da cota.

Confiram!

………………..

“Depende….

Celulares, notebooks e relógios

A compra de celulares no Brasil, com os bônus concedido por algumas lojas virtuais, tem ofertado boas operações de compras por aqui.. outra opção é a compra para quem tem plano de operadoras de celulares no pós pago (ainda existem pessoas que não tenham aderido à simplicidade dos planos “controle” ????? )

Notebooks nunca achei muita vantagem comprar lá fora, com exceção dos Mac’s… que por aqui sempre foram muito caros.. mas, confesso que os bônus dados pelas lojas aqui, também podem desequilibrar….

Já relógios caros por aqui, tem sido mais negócio comprar por lá, até porque vc não paga imposto se vier com ele no braço…

Roupas, ferramentas especiais, toalhas e roupas de cama

Roupas por lá eu acho que, mesmo com o dólar alto ainda é mais negócio, se vc pensar em qualidade do algodão e durabilidade do produto.. putz, tem camisa social que eu comprei em 2013, que ainda estou usando.. está perfeita e NUNCA caiu um único botão…

Idem topsider que comprei na falecida Rockport… apenas agora vou precisar trocar a sola.. couro é grosso e não fica quebradiço….

Ferramentas especiais para profissionais tb seja melhor comprar por lá…

Toalhas e roupa de cama, com lençóis 1.000 fios, é difícil vc achar por aqui com preço bom..

Conclusão

Enfim…. nem tudo vai valer a pena, mas tem uma coisa que não tem preço no aumento desse limite:

O fato de vc não ter stress de ser pego na volta para o país com quase 1.000 dólares num produto muito desejado e ter que pagar a taxa sobre o que ultrapassava os 500 dólares…

Na segunda vez que fomos aos EUA, na volta o Henry Jr. vinha empurrando um carrinho com 4 malas empilhadas, lotadas de Lego’s .. tava maior que ele..

Aí o fiscal comentou assim:

Ue.. tem um carrinho andando sozinho….

Aí o Jr. falou assim:

“… não… sou eu, o Henry Jr. .

tô com meus Lego’s aqui nas malas… vc quer ver?????”

Na mesma hora eu pensei: ferrou… vou morrer numa nora preta…

Mas o fiscal falou assim:

“… não, pode passar… não quero ficar com seus Lego’s”…

De repente, esses 30 segundos que vivemos ali no “corredor da morte” da Alfândega vão ficar menos tensos… rsrs

………………………..

E para você, o que vai compensar e pode ser tirado proveito do aumento da cota para mil dólares?