Prazo e cashback, ou milhas e points back? Os dilemas envolvidos sobre qual promoção de compras aproveitar [caso TV OLED LG 55 OLED55CXPSA]

Hoje em dia, fazer pesquisas sobre qual produto em promoção comprar envolve realizar também muitos cálculos e avaliar também as condições pessoais de gastos e custos fixos ou variáveis de vida, a fim de decidir qual é a melhor opção a tomar.

Não há propriamente respostas certas ou erradas, mas sim respostas mais apropriadas a determinado perfil de gastos e planejamento orçamentário.

Veja, por exemplo, a TV OLED LG 55 polegadas (modelo OLED55CXPSA).

A TV está sendo vendida na Magazine Luiza por R$ 5.299,00, através de dois canais diferentes:

  1. O próprio site da Magazine Luiza, onde o cliente pode aproveitar, pagando com o cartão de crédito da própria Magazine Luiza Visa Platinum, o benefício de parcelamento em 24x de R$ 220,79 + um cashback de 4%, o que dá R$ 211,96.

2. O site do Shopping Smiles, onde é possível pagar com qualquer outro cartão de crédito, no máximo em 12x, mas com um recebimento, se for do Clube/Diamante, de 42.392 milhas, na promoção de 8 milhas por real que termina logo mais às 23:59 de hoje, 17 de maio de 2021.

Essas milhas podem ser convertidas em cerca de R$ 760 em créditos Uber; ou 160 euros em hospedagens All Accor, o que dá em torno de R$ 1.040 em rebate de hospedagem; ou ainda em R$ 730,16 em combustível Shell; fazendo o custo efetivo final da TV no orçamento global cair para valores entre R$ 4.259 a R$ 4.568.

Mas isso só é válido se para o perfil da pessoa ela rotineiramente ter esses gastos com Uber, combustível ou hospedagens.

É possível, ainda, resgatar essas 42 mil milhas em passagens aéreas que poderiam estar custando, no momento da emissão, mais de R$ 1.200,00, o que teria como efeito fazer o custo efetivo da TV, no orçamento como um todo, cair ainda mais, para patamares de R$ 4 mil ou menos.

Ou então vendê-las em sites como HotMilhas, MaxMilhas e similares.

Conclusão

Como eu disse acima, a decisão deve ser individualizada e baseada no perfil de gastos e uso de milhas e cashbacks da pessoa.

Há pessoas que, por questões de fluxo de caixa, preferem esticar ao máximo o prazo de pagamento pagando as parcelas no menor preço mensal possível, e ainda receber um cashback em dinheiro.

Já outras preferem maximizar os ganhos por meio de uso das milhas em trocas precificáveis por valores em produtos e serviços que elas de um jeito ou de outro teriam que utilizar (combustível, app de transporte urbano, hospedagem, passagem aérea etc.).

Tanto em um caso quanto em outro, dois ingredientes são fundamentais nesse processo: primeiro, muita pesquisa antes de escolher qual combinação usar; e, segundo, aproveitar bem os benefícios extras auferidos, otimizando ao máximo a precificação deles em vista de suas circunstâncias pessoais, sejam eles cashback, sejam eles milhas back.