Os devastadores efeitos da crise do coronavírus sobre os apps de pagamentos (Mercado Pago, RecargaPay, PicPay, Ame Digital etc.)

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

A caixa de comentários sobre a recomendação de parar de gastar dinheiro com juros e tarifas de apps de pagamento de contas (post aqui), juntamente com outros dados que coletei por pesquisa própria, estão revelando, aos poucos, a avassaladora destruição, ainda que silenciosa, da crise do coronavírus sobre muitos serviços oferecidos pelos apps de pagamentos.

Os efeitos estão sendo devastadores para os clientes, acostumados a obter descontos em pagamentos via QR Code, isenção de tarifas em pagamentos de contas, limites até então razoáveis para transferência de dinheiro entre contas etc.

Eis o que sabemos até agora (agradeço ao Swine pela compilação! se essa lista tiver algum erro, corrijam nos comentários):

  • Descontos no Madero, Giraffas, Droga Raia etc., para pagamentos com QR Code, simplesmente desapareceram do app do Mercado Pago;
  • RecargaPay diminuiu para R$ 500 a franquia isenta de pagamentos de contas no cartão de crédito (e segundo o leitor Renan postou, estão cobrando tarifa para pagamento de boletos de bancos digitais, independentemente do valor);
  • PicPay: franquia de R$ 800 por mês (via transferência para outra conta – e acabaram-se os cashbacks que apareciam de vez em quando);
  • Iti: 10 transferências de até R$ 500 (cartões não-Itaú) a R$ 1.000 (cartões Itaú);
  • Ame Digital: franquia de R$ 1.500 por mês, mas somente contas de consumo.

Conclusão

Se as empresas com faturamento na casa dos milhões de reais (pelo menos no período pré-crise), estão enxugando gastos, por quê você daria uma de teimoso e continuaria aumentando os gastos como se não houvesse amanhã?

Não faz sentido.

Em momentos de crise, devemos adotar posturas mais defensivas. Ou seja, cortar gastos. Assim como as empresas estão fazendo. Capisce?

  • Leandro Esteves

    Essa do RecargaPay não confere. Paguei boleto do Nubank e não cobrou taxa alguma.

    O Picpay não está mais dando cashback pois está direcionando essa “verba” pra propaganda no BBB. Desde que começou o programa os cashback sumiram. Mas faz sentido. A exposição já está enorme no programa.

    O ITI está diminuindo para 3 transferências por mês para alguns clientes.

    • Rodrigo Sampaio

      Acho que, pra quem não é prime+, o RP tá cobrando taxa no pagamento de boleto de conta digital. Aqui não cobrou, mas já vi gente que não é prime+ sendo cobrado.

      • Flavio

        Aqui tbm não cobrou taxa para nubank (sou prime+)

    • Rodrigo WebPoint

      Cara, nada a ver. O PicPay está dando taxa zero para todos os lojistas e tem um monte de estabelecimentos com 40% de cashback.
      Neste momento as plataforma digitais levam vantagem em vários sentidos. Um exemplo é pagamento sem contato em um E.C. Maquininha e dinheiro físico hj são transmissores da doença.

      • Leandro Esteves

        Aqui nós estamos falando do cashback referente ao envio de dinheiro entre contas e no pagamento de boletos. Sempre havia um cashback quando enviava dinheiro de uma conta pra outra, era recorrente e acabou justamente quando iniciou a propaganda massiva em TV, com comerciais e principalmente no BBB.

        Cashback em compras já são outros 500%.

  • Ítalo Alencar

    Já cancelei vários clubes e nessa semana irei cancelar o restante.

    • Renato Costa

      Somos dois.

  • Pedro M

    oi guilherme! quero te dar uma sugestao importante…mas acho melhor fazer no privado. qual seu email?

  • Alcunhaa

    Pela segunda vez eu peço, se atenha ao mote de seu blog, acredito que você não tem conhecimento de mercado econômico e sequer sabe das consequências dessas tuas recomendações.

    • joseph lucena

      O cara se dispõe a colocar conteúdo de qualidade de forma frequente e ainda tem gente mal humorada que acha ruim! Não gostou irmão basta não ler!

    • Carlos E. Araujo

      Considerando que é um blog, de livre participacao, se voce acha que o mesmo esta errado pode dar sua contribuicao. Acho que o caminho que voce escolheu foi o pior possivel, passivel de critica ate mais que a critica que voce esta fazendo.

    • SwineOne

      Esse é funcionário de companhia aérea, empresa de cartão de crédito, empresa de milhagem, alguma coisa desse tipo, É a única explicação possível para criticar o excelente e importante trabalho de conscientização que o Guilherme está fazendo.

      Mas vamos lá, sabichão. Você então que tem conhecimento do mercado econômico e sabe das consequências destas recomendações, por que não abre o jogo e explica tudo aqui? Argumentar por apelo ao medo de alguma coisa difusa não convence ninguém.

    • SwineOne

      Bom, claramente o covarde que postou isso não quer indicar as supostas consequências das recomendações do Guilherme. Isso não me surpreende; afinal, falar que, se não aderirmos à campanha ADIA da Jabalândia, ELE vai perder o emprego, não trará grande simpatia de quem também corre o risco de perder o seu, e provavelmente num ramo bem menos supérfluo da economia.

      Então, para quem ficou no vácuo das recomendações dele, vou me arriscar a dizer as consequências das recomendações do Guilherme:

      -Companhias aéreas ineficientes, que não fizeram caixa antevendo as crises cíclicas do setor, e que não conseguiram despertar nenhum tipo de fidelidade em seus clientes (porque os prejudicam em toda oportunidade possível), vão quebrar;
      -Programas de fidelidade terão que praticar preços mais próximos do justo nas quinquilharias vendidas no camelódromo de milhas, porque emissão de passagem, nesse momento, ninguém é louco de fazer, e eles precisam continuar pedalando;
      -Programas de fidelidade vão disputar a tapa os pontos vindos das instituições financeiras, Livelo, etc. oferecendo bônus de transferência jamais vistos e com poucas restrições (isso já começou — 120% na TAP esses dias se você se filiasse ao clube deles e comprasse pontos; pelo desespero da medida, me arrisco a dizer que é uma das primeiras empresas na fila para quebrar);
      -Empresas de cartão de crédito vão implorar para você ficar com o cartão, prometendo anuidade grátis por 1 ano, 2 anos ou mais;
      -Empresas de cartão de crédito vão disputar a tapa os gastos no cartão delas e não da concorrência, fazendo promoções de acúmulo (já começou no Santander com a atual promoção de pontos em dobro no cartão virtual, e prevejo a volta da promoção de bônus em triplo em breve, se bobear com metas mais factíveis que na última promoção);
      -Clubes de pontos farão promoções de verdade, não só aquelas para inglês ver.

      Isso para ficar em só alguns exemplos.

      Aí vai de cada um qual recomendação prefere seguir, de um cara isento como o Guilherme ou de alguém que claramente tem seus ganhos financeiros atrelados à indústria do turismo.

    • assolini

      @Alcunhaa:disqus O que você esperava do Guilherme? Que ele se fizesse de cego, fazendo de conta que não existe crise, não existe pandemia, não haverá quebradeira, postando apenas sobre as promoções ainda existentes, como se nada estivesse acontecendo?
      Ele está sendo lucido, alertando os leitores, diferentemente de outros blogs que ainda insistem em enviar milhas, gastar muito com cartão.
      Aéreas e programas de fidelidade irão quebrar. Milhas serão perdidas. Hoje mesmo o governo britânico anunciou as regras para ajudar as áreas locais e a Virgin não se qualifica. Sobreviverão como? E quem tem milha lá?

      Alavancagem de milhas (ainda) é usado por muita gente, que está pagando taxa pra poder rolar a divida, porque se embananaram, gastando mais do que tinham pra cobrir. Não, eu nao estou nesse barco, você provavelmente não, mas infelizmente muita gente está. O QR do MP funcionou até Fevereiro, depois passou a ser pago. E como aqui tem muito milheiro, o Guilherme está fazendo esse favor de avisar o que muitos enxergam mas não veem.

      Cada um deveria fazer a análise da sua realidade economica e não seguir a boiada, que continua inflando faturas, se alavancando só pra gerar milhas, que a qualquer momento podem virar pó.
      Cada um deveria fazer a análise da sua realidade economica e não seguir a boiada, que insiste em afirmar que “o dinheiro tem que circular na economia”, mantendo clubes, cartões com anuidades absurdas, pagando juros nos pays da vida, aproveitando aquela “promo imperdivel”, colocando seu suado dinheiro em coisas incertas.

      O Guilherme está fazendo um favor de alertar seus leitores, para que reflitam.

      O ignorante afirma, o sábio duvida, o sensato reflete.

      • SwineOne

        Não sei se o sujeito apagou o comentário dele ou se o Guilherme apagou — seja o que for que aconteceu, foi para o melhor, pois um zé-ninguém que chega aqui com o pé na porta ofendendo e desmerecendo o trabalho muito bem feito do Guilherme não deveria nem abrir a boca. Em todo caso, consegui ler a cópia do comentário que chegou no email.

        Apesar do auto-proclamado “conhecimento avançado de investimentos e finanças pessoais” deste sujeito, ele prosseguiu com um argumento de um keynesianismo tão ingênuo que faria até o Luiz Gonzaga Belluzzo ficar corado. Sugiro a este sujeito pesquisar sobre o efeito Dunning-Kruger, visto que ele é um exemplo caricato desse efeito.

        Dica: ninguém precisa fazer um esforço extra para a economia circular não, o governo já está fazendo isso com os pacotes monstruosos de estímulo. Só que existe uma constante em toda a história da economia, que nunca falhou e nunca vai falhar, tanto quanto a lei da gravidade garante que um objeto sempre vai cair e não subir após você soltá-lo: a consequência de um gasto desenfreado pelo governo é uma recessão. Com ou sem vírus chinês, ou qualquer outra desculpa. O vírus chinês provocará os efeitos de curto prazo como falências, mas este cheque em branco trilionário, e o correspondente aumento de impostos que virá para cobri-lo, custará muito caro e por muitos anos. A única outra opção realística, e muito pior, seria se o governo desse um calote. Então, os sábios guardarão todo dinheiro que puderem, para ajudar a pagar a conta desse pacote de estímulos, que perdurará no mínimo por toda a década perdida de 2020 — isso se dermos sorte de não contaminar a década de 2030.

        Notem que falei “a única outra opção realística”. Existe uma opção que nos tiraria dessa crise rapidinho, mas é mais fácil ter um dia frio no inferno do que ela acontecer: um corte brutal do tamanho do estado, idealmente associado a medidas de maior liberdade econômica. Mas aí estamos falando em: reforma da previdência de verdade (idealmente uma troca para um regime de capitalização); enxugamento radical da máquina pública, com demissões de boa parte do funcionalismo público e readequação de salários aos níveis da iniciativa privada dos que ficarem; reforma trabalhista de verdade (uma virtual extinção da CLT); e outras medidas que os políticos brasileiros jamais poderão se dar ao luxo de tomar, pois aí acabaria a boquinha deles. Mas podemos sonhar…

    • Rodrigo WebPoint

      Tirando de lado o histórico do cara em outras postagens, nessa postagem ele só falou água.
      Pq a postura de todas as carteira digitais vem sendo outra. Ele se baseou apenas nos apps dele, pq olhando em um todo, é o melhor momento possível para toda e qualquer carteira digital.
      Pagamentos de estabelecimentos sem contato é uma das vantagens.

      • SwineOne

        O que é “falar água”?

        Claramente a discussão do Guilherme é a respeito do pagamento de boletos usando esses aplicativos. Você que puxou a sardinha para outro lado. No que o Guilherme se propôs a escrever, ele foi extremamente preciso.

        Como que “a postura de todas as carteiras digitais vem sendo outra”, se ele deu diversos exemplos das mais conhecidas que cortaram benefícios? “Todas” é uma palavra muito forte.

        Depois você segue com um argumento difuso, de que “é o melhor momento possível para toda e qualquer carteira digital”, mas você dá um único exemplo: o pagamento sem contato, o qual dá pra fazer com Apple Pay, Samsung Pay, etc., e a maioria das máquinas aceita, diferentemente dos QR codes das carteiras digitais. Então: Apple Pay/Samsung Pay 1 x 0 carteiras digitais. Outros exemplos, por favor?

        Um ponto importante que você me chamou a atenção, certamente sem intenção, e que sugiro que o Guilherme chame a atenção em mais um dos seus excelentes artigos, é a seguinte: deixar dinheiro em conta nestas carteiras digitais, neste momento, é correr o risco de ver esse dinheiro desaparecer. Estas fintechs não tem o caixa de um grande banco, e nem a proteção do Fundo Garantidor de Créditos. Na verdade, como toda boa startup, a maioria destas fintechs só dá prejuízo e está sempre a semanas ou poucos meses de fechar, se não houverem novos aportes de capital. E no cenário atual, os investimentos de risco devem estar sendo deixados de lado em troca de investimentos mais conservadores. Resumindo: algumas dessas empresas vão quebrar e levar seu dinheiro junto.

        • SwineOne

          Aliás, vou fazer um contraponto mais convincente: para mim, estas carteiras digitais são muito mais difíceis de usar do que o Apple Pay.

          Vou dar exemplo das duas que eu uso de vez em quando: MercadoPago e PicPay.

          Uso ambas com o cartão virtual do Santander, especialmente em face dos relatos de clonagem de cartão com o MercadoPago (comigo nunca aconteceu; não sei se tem relação com o uso do cartão virtual).

          No caso do MercadoPago, cada vez que tenho que pagar, ele pede novamente o CVV do cartão. Preciso sair do aplicativo, abrir o Way, aguardar a enrolação de alguns segundos da tela de boas-vindas, aguardar a autenticação, aguardar carregar a linha do tempo, tocar no ícone do cartão virtual, aguardar a autenticação do ID Santander, e aguardar carregar a tela do cartão virtual para ler o CVV. O processo todo leva pelo menos uns 15 segundos se a conexão estiver excelente, uns 30 segundos se não estiver num dia ruim, e o que falar se estiver sem conexão? Nesse caso nem o MercadoPago vai funcionar.

          O PicPay é pior ainda, pois ele armazena o CVV e não pede para você confirmar a cada uso. Com isso, alguns dias depois do cadastro, se tento fazer uma nova transação, ela é recusada por erro no CVV. Tenho que apagar o cartão e cadastrar tudo de novo, um processo que exige toda a enrolação já descrita no parágrafo anterior, além de exigir que você digite todos os dados do cartão de novo. Se você for muito rápido e a conexão estiver exemplar, leva pelo menos 1 minuto para fazer isso, provavelmente mais.

          Isso que nem tentei usar com o cartão virtual do Itaú, pois pelo que vi, cada número gerado é de uso único. Então seria necessário repetir o mesmo processo de cadastro do cartão em ambos os aplicativos.

          Com o Apple Pay (que, por teimosia do Santander, só funciona com o meu TudoAzul Itaucard), o processo é simples de fazer e instantâneo, não depende de conexão à internet, e sem contar que é mais seguro que essas carteiras digitais, pois só a Apple sabe o seu número do cartão verdadeiro — o lojista nunca vê esse número, então não tem como clonar.

        • Henrique Prado

          Mercadopago era R$ 1 mil agora abaixou R$ 500
          RecargaPay era R$ 1 mil e agora abaixou R$ 500 sendo que não se pode pagar boletos de banco digitais e nem alguns boletos sem registros

          A empresa não fica com seu dinheiro , voce paga no cartão somente
          O valor da Conta / Boleto e sai o comprovante do APP

          Lembrando que no Caso do Mercadopago náo recomendo que deixe dinheiro em conta do Mercadopago se for vendedor Mercadolivre
          Até porque te cobram R$ 3 para cada TED para conta corrente

          Cada pessoa deve saber o quanto pode ou não gastar , tudo depende do custo x benefício de cada contratação , alem disso e excelente forma de GERAR MAIS MILHAS , do que simplesmente pagar boleto em conta corrente que nao ganha nada , pagando pelos Apps

          Ainda aproveito para listar

          APP IQ para pagamento de contas de consumo SABESP , ENEL , NET , VIVO entre outras e ainda tem promoção VISA DE R$ 20 de desconto para até 2 contas , ou seja economia de R$ 40 e tudo Gratis , facil e ainda tem historico de todas as suas contas e te avisa o quanto esta economizando em relacao a media de consumo.

          A empresa não fica com seu dinheiro , voce paga no cartão somente
          O valor da Conta de consumo e sai o comprovante do APP

          APP EZPAY , tambem para pagamento de contas de consumo , SABESP , ENEL , pena que ainda não tem convenio com NET / CLARO
          Também tem desconto VISA até 15 reais , sendo R$ 5 para cada conta , valido somente até 31/05/2020.

          A empresa não fica com seu dinheiro , voce paga no cartão somente
          O valor da Conta de consumo e sai o comprovante do APP

  • Petson Pontes

    Nao de bola. Otima recomendação e voce esta correto.

    Quanto ao Iti, esta baixando p quem esta abusando, fazendo envio de 1mil em 1mil chamando atenção por nao se tratar ao fim a que se destina. Dica, facam ao menos valores mais reais, valores picados.
    Povo nao sabe usar depois reclama

    • SwineOne

      Ah, como eu queria conhecer alguém que trabalhasse dentro do Itaú e soubesse dizer qual a regra exata para limitar os envios…

      • Petson Pontes

        Pois eh, enquanto nao sabemos, tentamos usar da melhor forma

  • SwineOne

    É que ele está morrendo de medo de perder o emprego dele nessa área de viagens. O resto da população que passe fome depois, com suas milhas que não compram comida. Egoísmo puro.

  • Guilherme Marchese

    Recebi cashback do picpay no dia 02/04.

    • SwineOne

      Você diz aquelas promoções periódicas, com 5, 10, 20% de cashback que aparecem na área de notificações do aplicativo? A última que eu recebi foi dia 16/03.

      Agora, se for cashback pagando em máquina da Cielo, este recurso eu não tive notícia que foi afetado (mas também não usei para ter certeza).

      • Guilherme Marchese

        Paguei um boleto e recebi 10 reais de volta era 10% até 100 xreais. Exato, aquelas da notificação.

        • SwineOne

          Bom saber que ainda estão fazendo, mas devem ter restringido bastante. Talvez estejam dando preferência a novos usuários, ou a quem usa menos o serviço.

          • Flavio

            Eu não recebo essas promoções desde o inicio de março, minha irmã recebe quase toda semana, a última foi na sexta (3/4)

          • Fábio Wagner

            No começo quando comecei a utilizar chegava a aparecer umas 3 ou 4 dessas por semana. Depois ficou um tempão sem (quase 1 ano), e em janeiro ou fevereiro novamente começou a vir quase que diariamente. Depois disso cessou novamente.

      • juan bautista

        Para de usar para vc ver. As promo aparecem

  • TRL

    Ah, o Guilherme daqui é o mesmo Guilherme de lá? Bacana! Seguia o blogue de lá há bastante mais tempo. Parabéns, Guilherme por dois bons trabalhos. Em tempo, ô Alcunhaa, larga de ser chato: há muitos blogues para você ler por aí que devem agradá-lo. Vá caçar um deles.

  • Gabriel Brandão

    Ótimo post! Eu complementaria com o IQ (que tem algumas contas de consumo específicas) e que o AME é 1500 reais o limite, MAS cada conta não pode ultrapassar 700,00 e limitada 1 transação ao dia)

  • João Vitor Schmitt Roskowski

    Pic Pay está Normal, recebi hoje 06/04 uma promo de 5% de cashback pra pagar amigos no cartao de credito.

  • Carlos Eduardo Marques de Oliv

    Recarga Pay realmente está cobrando taxa para boleto de bancos digitais sim para quem não é assinante do serviço Prime,como eu. Mas, por enquanto só está cobrando boletos do Picpay, Mercado Pago e Nubank. Boleto do Iti não estão cobrando ainda não. Testei aqui.

  • Genaro Date

    Pode adicionar ai a ultima má noticia!!! AME cobrando taxa para TODOS os pagamentos!!!

    • Filipe

      Verdade, ontem consegui pagar sem taxas e hoje já estão cobrando R$ 1,99 por cada transação.

      • Gisele França Lazzari

        Vi isso agora. 😡

  • Leonardo Albano

    A ame ja passou a cobrar 1,99% por boleto pago. Não existe mais limite para pagamentos gratuitos!!!

  • Leonardo F J

    Qual o óbice dessa operação:
    mandar uma “cobrança” do mercado pago via zap p esposa( que tem cartão adicional seu), ela paga e o dinheiro vai pra sua “conta corrente” do mercado pago.
    Vc fica com 2 opções, pagar R$3 por uma TED para seu “banco de verdade” ou pagar boletos com esse saldo. (Além de uma 3* opção, deixar render 100% CDI)

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×