[Guest post] Todos os Programas de Acesso a Salas VIP de Aeroporto são iguais? Um mergulho nas diferenças entre o Priority Pass e o LoungeKey

Eis mais uma excelente contribuição do leitor Emmanuel Kalispera!

“Onze em cada dez gerentes de banco dirão que o cartão de crédito deles é melhor que a concorrência. Incluído no discurso de venda está frequentemente o atrativo do acesso a salas VIP — um símbolo de exclusividade e superioridade. No entanto, o acesso a essas salas muitas vezes é limitado pelo número de entradas ou pelas condições rigorosas de uso.

Por exemplo, é comum os gerentes exaltarem o Mastercard Black como uma oferta exclusiva, mas o que frequentemente não é divulgado é que seu acesso à sala VIP no Aeroporto de Guarulhos é limitado a voos internacionais apenas, e as salas podem ficar superlotadas durante os horários de pico.

Uma confusão comum também reside em misturar os programas Priority Pass e LoungeKey. O Banco de Brasília (BRB) já foi notado por enviar cartões suplementares que careciam do mencionado Priority Pass, enquanto os gerentes mantinham que “é tudo a mesma coisa” — mas não é. O Priority Pass é um programa de primeira linha do Collinson Group conhecido por sua extensa gama de opções, pelo menos é isso que a maioria concorda na blogosfera. Mas isso é realmente verdade? O Priority Pass é genuinamente superior ao LoungeKey, ou os gerentes de banco realmente têm um ponto?

Após vasculhar blogs nacionais e internacionais em busca de respostas, o mesmo narrativa sempre aparece: “O Priority Pass é mais abrangente e oferece mais salas”. Mas baseado em quê? Raramente fornecem evidências concretas, apenas palavras vazias.

Portanto, tornou-se necessário fazer o que deveria ter sido feito há muito tempo: comparar toda a base de dados do Priority Pass com a do LoungeKey para ver se realmente existem diferenças. Surpreendentemente, nenhum grande site de viagens havia feito essa comparação antes. No entanto, ao fazer essa comparação lado a lado dos programas de acesso a lounges de aeroportos Priority Pass e LoungeKey, é possível perceber que de fato há áreas onde o Priority Pass leva vantagem.

Já estiveram em Bristol? Lá, no coração da Inglaterra, o Priority Pass oferece seis opções, entre restaurantes e lounges, enquanto o LoungeKey oferece apenas cinco — uma vantagem leve que pode não justificar completamente o custo geralmente mais alto do programa. No entanto, a situação no Aeroporto de Haneda em Tóquio pinta um contraste gritante: o Priority Pass oferece aos seus membros sete opções de lounges em seus três terminais, além de uma parceria com um restaurante, enquanto o LoungeKey lista apenas o restaurante.

Essa diferença colossal, no entanto, não é comum. Globalmente, existem 689 aeroportos com pelo menos um serviço (restaurante ou lounge) do LoungeKey; a rede do Priority Pass abrange 705 aeroportos. Assim, apenas em poucos locais em todo o mundo você estaria coberto pelo programa mais caro da Collinson e não pelo LoungeKey. Aqui está uma lista desses aeroportos:

AirportCode AirportName Country
BZG Bydgoszcz Ignacy Jan Paderewski Airport Poland
BZV Maya-Maya Airport Republic of the Congo
CJU Jeju International Airport South Korea
CKY Conakry International Airport (Gbessia Int’l Airport) Guinea
DCA Ronald Reagan Washington National Airport United States
FLL Fort Lauderdale–Hollywood International Airport United States
IND Indianapolis International Airport United States
OHD Ohrid “St. Paul the Apostle” Airport North Macedonia
PEW Bacha Khan International Airport Pakistan
RMQ Taichung Airport (Taichung Ching Chuan Kang Airport) Taiwan
RZE Rzeszów–Jasionka Airport Poland
SCN Saarbrücken Airport Germany
SSG Malabo International Airport (Saint Isabel Airport) Equatorial Guinea
TPA Tampa International Airport United States
TSA Taipei Songshan Airport Taiwan
TUS Tucson International Airport United States
YQB Québec City Jean Lesage International Airport Canada

Além disso, existem 57 aeroportos onde ambos os programas operam, mas um dos programas possui uma rede maior, como visto em Bristol e Haneda, que serão objeto de outro post.

Conclusão

Existem, de fato, diferenças entre os dois programas, e o Priority Pass possui vantagens, embora tênues.

Se seu cartão oferece apenas o LoungeKey, provavelmente você estará bem servido na maioria das localidades “mais comuns”.

No entanto, para os viajantes brasileiros, existem aeroportos-chave, como FLL e DCA, onde você só teria acesso pelo Priority Pass.

E aí, acham que vale a pena o esforço para conseguir um cartão com Priority Pass? O que vocês pensam?”