[Guest post] Os prós e contras do Visa Infinite Tudo Azul, para quem foca resgates no Azul Fidelidade. E mais: dicas para conseguir resgates a preços bons em voos Azul.

No post sobre o possível cancelamento do Amex TPC Bradesco, escrito a partir de dúvida do leitor Vinícius Barbosa, outro leitor, o RP, escreveu um comentário bem interessante sobre os prós e contras do cartão de crédito Itaucard Visa Infinite Tudo Azul.

O fato é que, para quem concentra seus resgates num único programa (Smiles, Azul Fidelidade ou Latam Pass), os cartões co-branded têm se tornado, sob vários aspectos, a melhor opção, superando os cartões “coringa” que pontuam no Livelo, Esfera, Itaú etc.

É bem verdade que o cartão sofreu pesados downgrades com as últimas modificações, que pioraram muito as regras sobre o Companion Pass.

Porém, para determinados perfis de usuários, ele ainda pode ter alguma utilidade residual. Além de escrever sobre o cartão, o RP ainda dá dicas sobre a melhor época para resgatar voos na Azul, que tem sido um problema grande em razão dos valores absurdos que a Azul cobra. O segredo é escolher bem o período de antecedência de compra.

Segue o comentário:

“Vinícius, se o seu foco HOJE é tanto assim na Azul, esquece isso de ‘volatilidade do mercado’ e ‘deixar pontos presos’. Se mudar, mudou, e você torra numa viagem nacional o que sobrou e parte pra outra, sem sofrer… A Livelo mesmo que você usa hoje piorou muito, não tem porque ficar preso nela.

Dado o que você descreveu, eu iria de TAVI sem pensar muito, ainda mais que você já está no Itaú. Tenho notado as transferências de Livelo/Esfera/etc para Azul com bonificações cada vez piores, de modo que o TAVI com a assinatura do clube básico (para ter a pontuação extra) vem se tornando cada dia mais interessante pra quem voa Azul.

Se antes os 4,5 pontos Azul/Real equivaliam a 2,25 pontos Livelo numa transferência com 100% de bônus (já em empate técnico com o Amex), a promoção Livelo->Azul do dia 12/março dava apenas 50% de bônus para quem assinasse um dos clubes, e 70% pra quem assina os dois. Mesmo no ‘melhor’ caso, 2,2 pontos do seu Amex viravam ~3,75 pontos Azul, contra 4,5 do TAVI. Se assinar só um dos clubes, 3,3 pontos, pior ainda.

A favor do TAVI:

– Uma das melhores pontuações na Azul hoje, devido às promoções ruins de transferência bonificada, como explicado acima;

– 10% de desconto na compra de passagens/pontos;

– Categoria Diamante na Azul, que te dá, entre outras coisas, bagagem grátis em voo nacional e internacional (voltaram atrás e mantiveram 3 pra EUA/Europa), fila preferencial no checkin/despacho/embarque (ótimo nos dias de caos no aeroporto e pra não ter que brigar por espaço no bagageiro ou ser obrigado a despachar seu notebook), marcação de assento e antecipação grátis em voo nacional, inclusive com Espaço Azul grátis ilimitado em voo doméstico, pontos com 5 anos de validade (ao invés de 2), 8 CPFs pra fazer resgate (ao invés de 5), salas VIP de CGH e VCP ilimitadas com 1 acompanhante, e talvez as duas coisas mais importantes pra você: isenção da taxa de resgate no app, e extensão dos benefícios pra United.

Relendo, parece que ganho comissão e estou tentando ‘vender’ o produto hehehe, mas estou querendo ajudar mesmo… o que eu já economizei de dinheiro com os 10% de desconto, isenção da taxa de resgate e bagagem grátis… uma parte destes benefícios ficam um pouco de lado se você tem embarque/atendimento prioritário por lei, ou se já é Diamante, mas pagar a anuidade do cartão vem fazendo MUITO mais sentido pra mim sabendo que não estou pagando apenas por um cartão de crédito, estou pagando por comodidade e economia, que no meu caso, é bastante superior ao gasto;

– Pontos vindos do TAVI são qualificáveis na proporção 10:1. Vindo de outros programas, não mais. Você já seria Diamante por conta do cartão, mas se um dia a Azul tirar este benefício ou você cancelar o cartão, numa dessas pode continuar Diamante ou Safira por mais um ano pelos pontos acumulados…;

– Você não vai precisar abrir conta nova, já que já opera no Itaú. Se está chateado, tenta resolver o problema e segue a vida. O Banco tá querendo ganhar dinheiro, você tá querendo economizar. Sempre será uma relação ‘conflituosa’. Respira fundo, resolve o problema e segue o jogo (se for possível, claro…);

– Não tem via crúcis pra pedir cartão. Olhe no seu App Itaú Cartões (não o da conta!). Serviços->Pedir cartão: deu match! Se ele estiver lá, é bastante provável que será aprovado;

– Por fim, e não menos importante, HOJE é muito fácil conseguir desconto de anuidade no TAVI. Você contrata, deixa cair a primeira parcela, entra no chat do app e pergunta se existe algum desconto disponível pra você. Simples assim. Sem mentir, sem enganar ninguém, você pergunta se tem, se tiver, aplicam e é isso. Se não der, tenta de novo no mês seguinte. No penúltimo ciclo ofereceram -50%, e estou neste com -90%! Se isto mudar no futuro, você reavalia se continua fazendo sentido pra você, e qualquer coisa parte pra outro.

Contra o TAVI:

– Somente 2 salas VIP pelo VAC… se viajar com família, peça adicionais;

– Não é bem um problema do cartão em si, mas você tem razão, a sala da Amex em GRU é realmente muito boa. Fiquei só imaginando como é a sala VIP dentro da sala VIP, a portinha do Centurion hehehe
Seria uma perda, é verdade, mas sejamos racionais aqui: Se não conseguir negociar nada da anuidade do Amex, com R$1.750 por ano, você vai com a família inteira num restaurante em GRU e depois entra numa sala VIP qualquer só pra usar o sofá, e ainda sobra dinheiro de monte.

Mais dois comentários, já estou quase terminando a redação hehehe

1) Está muito interessante comprar pontos direto Azul, caso você não tenha gastos o bastante no cartão. Nos últimos 4 meses, foram 3 promoções de milheiro a R$15,75, o que me leva ao segundo ponto:

2) Respondendo seu questionamento, resgate nacional Azul é extremamente sazonal. Resgates em Janeiro e Fevereiro em geral são caríssimos. Creio que julho também será. Março-Junho você consegue coisas que não acredita, estou voando por 3.200 pontos! Se você comprou pontos a R$15,75, isto significa R$50! A título de comparação, o ônibus convencional no mesmo trecho custa mais de R$200…

Outras coisas que tenho notado, percepção minha, sua experiência pode ser diferente: os melhores resgates nacionais tenho conseguido entre 1 a 3 meses da viagem. Menos de um mês, começa a subir bastante, atingindo valores impraticáveis faltando 2 semanas ou menos, com raras exceções.

Mais de 3 ou 4 meses, é difícil conseguir coisa boa também. Voos Sexta à noite, Domingo à noite e Segunda no primeiro horário são difíceis de conseguir em valores baixíssimos, mas se você tiver um mínimo de flexibilidade, consegue por exemplo voar domingo à tarde por 1/10 da pontuação do voo da noite. A maioria dos resgates da Azul são com valores astronômicos, mas não desanime.

Não olhe durante o horário comercial, olhe no final de semana (ou quarta à noite), em especial quando tem promos de 10-30% de desconto para Diamante ou TAVI em alguns finais de semana. Você consegue sim achar coisa muito boa, dadas as condições que citei, voo daqui 1-3 meses e fora do horário/mês de pico”.

………………………………………….