Leitores relatam que o Smiles está irredutível na negociação das mensalidades do Clube Smiles [plano de um real mensal de assinatura]

O debate foi iniciado pelo leitor Hariel:

“Em relação ao Clube Smiles…. alguém conseguiu negociar a mensalidade novamente?

Havia conseguido uns meses há 10 reais, depois uns meses a 21 reais… e agora sem choro… mensalidade a 42,00.”

O Thiago Souza disse:

“Cancelei ontem, ofereceram 21, não aceitei pois acho melhor, nesse caso, assinar novamente…

Ofereceram 10 por 3 meses, quem também recusei, pois 3 meses é pouco e é bem chato ficar naquele chat…

Eu tava há 6 meses na promoção de 1 real…”

O Numismata escreveu (o que foi ratificado pelo Delta Mike):

“Estão irredutíveis. Fui cancelar o meu no mês passado e até continuaria se tivesse uma promo, mas não rolou.”

E o Henry:

“4 meses atrás, depois da dica do Swine, eu negociei o Club Smiles e pago R$ 1,00…. daqui a 2 meses acaba a mamata..

Só tenho míseros 65k lá com eles…

Neste tempo eu resisti a comprar milhas com desconto/bônus… cujo valor sairiam por R$ 0,014….

Com esse valor, eu conseguiria gera euros/Le Club ALL por R$ 3,50..

Ocorre que, venho fazendo pesquisa de hotéis na Europa na rede ALL e percebi que eles estão com opções muito caras para hospedagem por lá… mesmo com o euro sendo gerado a R$ 3,50…

A rede IHG está com opções melhores… mesmo pagando em dólar (uso meu Chase para pagar, que é reposto via remessa com spread de 2,0% + IOF).. e mesmo assim, no final das contas, o custo sai menor..

E, considerando as quantidades estratosféricas que o Smiles está cobrando nas passagens, ter o Club te dá um desconto em que ainda assim deixa o resgate muito caro..

Ou seja, é um programa de fidelidade que, no meu caso, nem pra hospedagem/ALL está mais valendo a pena..”

……………….

Pelo visto os programas de fidelidade estão na época das vacas gordas, reduzindo negociações de clubes, com uma frequência menor de promoções de bônus de transferências (vide Latam Pass), e com preços médios dos blocos de 10k, nas vendas de pontos via clubes, a patamares cada vez maiores.

Some-se a isso as inúmeras dificuldades de encontrar passagens com milhas a preços razoáveis, e o cenário vai ficando cada vez mais difícil, em termos de extrair valor dos programas de milhagens brasileiros.

Mais alguém notou inflexibilidade do Smiles nas negociações das assinaturas dos clubes?

Tagged as: ,