Cartão de crédito de cooperativa (Sicoob, Sicred, Unicred etc.) é seguro?

Por ocasião desse post, o leitor Altamiro enviou a seguinte afirmação:

“O único detalhe é o fato de que é uma cooperativa de crédito… enfim, não é um banco… assim, em caso de prejuízos da cooperativa, os cooperados podem ser acionados para rateio de eventuais prejuízos… ser cliente de cooperativa é ser, ao mesmo tempo, sócio do negócio…”

O leitor Assolini, por sua vez, com a experiência acumulada em cartões de crédito de cooperativa, afirmou:

“É muito raro que uma cooperativa venha a quebrar e os cooperados venham a por grana do bolso.

Existe o FGCOOP, similar ao FGC, que garante os depósitos de até 250 mil reais.

Além disso, existe todo um sistema que monitora a saúde das cooperativas.

Se alguma delas está mal, elas são incorporadas por outras cooperativas mais saudáveis.

E pra finalizar, você pode consultar a situação da cooperativa no Banco Data antes de abrir a conta. Lá você vai descobrir que muitas delas tem nota de risco AAA e índice de Basileia muito mais saudáveis que vários bancos que estão aí no mercado (compare por exemplo a Sicoob Credicitrus com o Daycoval que você verá isso).

Agora o bônus: quando a cooperativa é bem administrada (e muitas são) os lucros são divididos com os cooperados! Já imaginou: você paga a anuidade do cartão e tem dinheiro de volta?

Mas se você quer continuar a dar lucro para o banqueiro, tudo bem, a escolha é sua 🙂 “

Dado o crescente número de cooperativas de crédito oferecendo cartões de crédito competitivos, isso é bom para o consumidor por amplia a concorrência, antes restrita aos bancos.

E você, se sente confortável com o seu cartão de crédito de cooperativa, e com a própria cooperativa?