[Guest post] Contabilizando pontos e milhas em aplicativos de finanças pessoais – Parte 3: implementando as principais operações realizadas com pontos e milhas

Ano passado, iniciamos uma série de guest posts do Swine One, onde ele detalha de forma bem minuciosa um método completo para sistematizar a contabilidade de pontos e milhas usando aplicativos de finanças pessoais.

O primeiro post tratou da escolha do app, precificação do valor dos pontos, e ajustes do câmbio ao longo do tempo.

O segundo post, por sua vez, continha um tutorial completo destinado à criação das contas.

Nesse terceiro guest post da série, o Swine detalha a implementação de algumas das principais operações realizadas com pontos e milhas.

Confiram!

………………………….

Importação de saldo anterior

Possivelmente esta seja a primeira operação que você precise fazer, caso tenha esquecido de adicionar o saldo inicial de alguma de suas contas. Você também pode usar esse processo para paulatinamente adicionar compras anteriores de pontos e milhas (ao mesmo tempo que remove os pontos e milhas do saldo anterior), de forma que o desempenho do seu portfólio se aproxime da realidade – como dito anteriormente, não acho que ninguém tenha paciência de fazer tudo isso no começo, mas você pode se propor a importar as informações conta por conta ao longo de algumas semanas ou meses.

Ilustraremos esta operação adicionando um saldo anterior à conta “Smiles João” de 171.000 pontos (em homenagem ao nosso colega Henry), no dia 01/01/2020, adotando um custo de €0,005/ponto (supondo uma metodologia de valor ancorada no ALL, e uma paridade de transferência de 4 pontos Smiles para 1 ponto ALL). Portanto, o valor monetário dos pontos nessa conta será de €855.

Primeiramente, é necessário ajustar o saldo inicial da conta. Selecione a conta “Smiles João” do lado esquerdo da tela, e clique duas vezes na única transação existente, resultando na seguinte tela, que já foi atualizada com o valor de €855:

Clique em “Save”, e agora vamos adicionar uma nova transação (o ícone circulado em vermelho):

Aparecerá a tela a seguir, em que já corrigi a data para 01/01/2020:

Observe que, por padrão, foi selecionada a operação “Buy”, que seria equivalente à compra de ações se realmente fosse uma conta de investimento. Esta é, de fato, a operação que queremos fazer: transformar o saldo de €855 em 171.000 “ações” (na verdade, milhas) Smiles.

Selecione o campo mais longo (em que está escrito “Security” em cinza claro), e digite Smiles. Ao pular para o próximo campo, aparecerá a mesma tela de criação de títulos que apareceu anteriormente na criação dos títulos para Livelo, TudoAzul e ALL. Preencha esta tela como feito anteriormente:

Clique em “Add Security”, e preencha os campos da seguinte forma:

  • #Shares: 171.000;
  • $/Share: €0,005;

Com isso, automaticamente o campo “Expense” será preenchido com €855, como mostrado na figura a seguir:

Clique em “Save”, e o resultado será a tela a seguir:

Observe que o saldo final (coluna “Balance” na lista de transações) é €0,00, indicando que não há “dinheiro parado” na conta, somente as milhas Smiles. Como já dito, cada conta sempre deve permanecer nesta situação (saldo zero); todo o saldo deve ser na forma de pontos e milhas. Evidentemente, para que possam ser adquiridas as 171.000 milhas Smiles a €0,005 cada, foi necessário que a conta tivesse €855; mas esta é uma situação temporária, que na transação seguinte já é remediada com a compra das 171.000 milhas.

Por outro lado, veja que, na lista de contas do lado esquerdo da tela, todas as contas de milhas e pontos têm valores diferentes de zero (embora, se você entrasse em cada uma, verificaria que o saldo é zero). A interpretação deste número é que se trata do valor monetário dos pontos e milhas que você detém naquela conta, se fossem vendidos pelo valor atual (por exemplo, €0,005/milha no caso do Smiles). Por analogia, se você tivesse uma conta em uma corretora onde detém ações e títulos do Tesouro Direto, o que seria mostrado no lado esquerdo da tela é o total de dinheiro sob custódia nesta corretora, entre ações, títulos e dinheiro parado. Isso permite a você ter uma ideia quanto de dinheiro “empatado” você tem nessas contas.

Observe agora como ficou a tela “Portfolio” (que pode ser selecionada do lado esquerdo da tela), com a inclusão das milhas Smiles, referida ao dia 01/01/2020 (posteriormente mostrarei como escolher esta data). Note que o Banktivity automaticamente converte as contas em euro para real, que é a moeda padrão do documento.

Ajuste do câmbio entre pontos e moeda

Anteriormente expliquei que as premissas que nos levaram a escolher um câmbio entre pontos e reais, dólares, euros, etc. podem mudar ao longo do tempo. Nesta seção, mostraremos os passos a serem seguidos caso isso ocorra.

Vamos admitir que, no dia 05/01/2020, o Smiles alterou a paridade de troca de milhas para ALL, que era de 4 milhas Smiles para 1 ponto ALL, para 5 milhas Smiles para 1 ponto ALL. Como o valor do ponto ALL se manteve em €0,02, isto significa que cada ponto Smiles passou a valer €0,004 nesta data. Precisamos então “marcar a mercado” estas milhas Smiles com base nesse novo câmbio.

Na mesma tela “Portfolio” de antes, precisamos trocar a data para 05/01/2020.

Clique na data atual, circulada em vermelho na figura a seguir:

Aparecerá um calendário, onde você deverá selecionar a data de 05/01/2020:

Agora selecione o campo que indica o valor de uma milha Smiles, mostrado a seguir:

Digite o novo valor de €0,004, como mostrado a seguir:

Pressionando Enter, ou trocando para outro campo, veremos que haverá alterações nesta tela, como na taxa interna de retorno (IRR, Internal Rate of Return):

O valor exato em R$ poderá ser diferente caso você esteja seguindo os passos, uma vez que depende do câmbio entre real e euro naquele momento (o Banktivity atualiza as cotações online o tempo todo). O importante é observar que houveram perdas devido a essa operação de desvalorização. Também, caso volte para um dia anterior (como 03/01/2020), observará que os valores eram os mesmos de 01/01/2020, pois em 03/01/2020 ainda não havia ocorrido a desvalorização:

Aqui vale mencionar que o Banktivity tem uma tela que mostra a evolução dos preços ao longo do tempo. Esta pode ser acessada clicando em “Settings” no canto inferior esquerdo da tela:

No menu que surge, clique em “Securities”:

Aparecerá então esta tela “Securities”, onde você pode selecionar um dos títulos (neste caso, foi selecionado o Smiles), e ver a evolução dos preços (com certa dificuldade, na medida em que o eixo vertical do gráfico varia de €0 a €1, enquanto estamos falando de frações de centavos):

Veja que, em 05/01/2020, o preço de uma milha Smiles era €0,004. Agora altere a data na parte de baixo da tela para 01/01/2020, ou arraste a barra vertical azul até o pequeno ponto azul visível à esquerda:

Observe que, em 01/01/2020, o preço de uma milha Smiles ainda era €0,005, como foi adotado durante o ajuste do saldo inicial. Percebe-se que o Banktivity mantém um histórico de preços de cada título. Por um lado isto é bom, mas por outro, significa que precisaremos frequentemente lançar preços manualmente para retornar ao nosso preço padrão escolhido para cada programa, uma vez que cada operação atualizará este preço.

O comportamento padrão do Banktivity, de atualizar os preços com base na última operação realizada, é razoável em se tratando de um investimento real como em ações (pois cada operação de compra e venda refletia o preço real da ação naquele momento), mas no nosso caso, o mais justo é manter o preço ancorado no valor previamente decidido, pelo menos enquanto as premissas não mudarem. Chamarei a atenção para este ponto várias vezes mais à frente.

……………………………………………..

No próximo capítulo, o foco será o acúmulo de pontos. Imperdível!