[Guest post] Até que ponto vale a pena ter status elite no Latam PASS? Upgrade NEGADO para cliente elegível

O post sobre o prejuízo de meio bilhão de dólares reportado pela Latam no último trimestre (link aqui) gerou interessantes debates na caixa de comentários.

Para ilustrar um pouco do tratamento que a Latam Pass confere a seus clientes elite, segue o depoimento do leitor Flávio, sobre como a Latam lhe tratou (à época com status Platinum no Latam Pass) a respeito de um upgrade em que havia assentos disponíveis no voo em que ele viajava.

……………………

“Até que ponto vale ter status no Latam PASS? Upgrade NEGADO para cliente elegível.

Tenho status Platinum, bilhete emitido com milhas era o primeiro da fila e tive o upgrade NEGADO, mesmo com lugares vagos na executiva em um voo TLV-GRU.

No momento de despachar bagagem confirmei no guichê e haviam 3 lugares na classe executiva disponíveis para venda. Fiz questão de ser o último a embarcar, no portão perguntei se havia algum upgrade aprovado e a atendente disse não ter, entrei no avião (fecharam a porta em seguida) e confirmei os 3 lugares vagos.

Entrei com ação no JEC e perdi, a Latam alegou que o upgrade é cortesia e não é obrigada a conceder, mesmo eu anexando ao processo o regulamento do Latam PASSO dizendo que membros elite teriam direito.

O Juiz entendeu que as alegações da Latam eram procedentes e deu ganho de causa para eles.

Conclusão

Não vou recorrer, o que posso fazer como consumidor é deixar de voar Latam.

Detalhe: já fui Black Signature, Black e Platinum, até esse episódio sempre dei preferência para eles”.

………………………..

Então para a Latam o upgrade é um ato sujeito à completa discricionariedade da empresa aérea, e não um direito subjetivo do cliente, mesmo que ele preencha todos os requisitos para ser elegível ao benefício, tenha status elite ativo e haja disponibilidade de assento vago no voo pretendido.

Mais alguém já teve o upgrade negado na Latam, mesmo sendo cliente com status elite ativo, e confirmando a existência de assento vago no voo?

Tagged as: