Enfim uma boa notícia: Itaú Personnalité lança Pontos que rendem pontos: pontos com rendimento de 0,2% ao mês

Enfim uma novidade digna de nota: o Itaú lançou um serviço chamado de Pontos que rendem pontos, permitindo a capitalização dos pontos acumulados no Sempre Presente, quero dizer, iupp, a uma taxa de 0,2%.

Pelo que eu entendi da mecânica, os “rendimentos” em forma de pontos são gerados automaticamente pelo sistema.

Para quem tem um saldo pequeno, digamos, de 10 mil pontos, esses 0,2% representam apenas 20 pontos, o que realmente não faz nem cócegas.

Porém, para aqueles que tiverem um saldo de, digamos 5 milhões de pontos, os 0,2% ao mês já significariam um incremento de 10 mil pontos mensais.

Conclusão

Muito provavelmente a inspiração deles veio de um artigo pioneiro que eu escrevi em junho de 2013 no blog Valores Reais: Milhas compostas: milhas que rendem juros: promoção de 10% a mais de pontos na Multiplus TAM só até sexta-feira!

É bom saber que o Itaú finalmente está se mexendo para tentar abocanhar um pouco do market share de um segmento – o de programas de fidelidade de cartões de crédito – onde a Livelo reina absoluto na liderança.

O Santander Esfera também começou a se movimentar trazendo promoções mais interessantes.

Quanto ao serviço dos juros compostos desse serviço, é evidente que pouca utilidade prática terá para a grande maioria dos clientes, que, aliás, devem concentrar seus gastos em cartões que não são do Itaú Personnalité. Porém, ele pode ser útil para aqueles que têm uma grande quantidade de pontos acumulados no iupp.

O que o Itaú precisa é melhorar a qualidade dos parceiros aéreos para transferências de pontos. Embora eles tenham perdido o contrato do AAdvantage para o Santander, o banco é forte o suficiente para tentar trazer para o iupp programas estrangeiros de peso, como o Executive Club da British Airways ou o Mileage Plus da United – com o qual, aliás, pasmem, tinham um cartão co-branded até há alguns anos.