[Depoimento do leitor] Tudo Azul: onde regras esdrúxulas inflexíveis [limitação dos 5 CPFs] prevalecem sobre o bom senso, sensibilidade e empatia com o cliente

É lamentável o caminho ladeira abaixo que estão tomando os programas de milhagens brasileiros, onde a bizarrice de regras completamente esdrúxulas prevalecem sobre o bom senso.

O caso trazido hoje é o depoimento do leitor Fábio, no que tange à limitação de emissão de passagens para 5 pessoas diferentes.

Ele tentou incluir a emissão de uma passagem para a filha de 8 anos, mas foi impedido porque ele já tinha emitido passagens para os pais, sogra, esposa e cunhada.

Se o objetivo da regra de limitação é coibir o comércio de milhas, por quê não flexibilizá-la em situações onde notoriamente não haverá uso comercial das milhas?

Segue abaixo o desabafo do leitor Fábio:

E abaixo a transcrição do chat:

Conclusão

Faço minhas as palavras do amigo Fábio:

“Não precisaria de Covid para matar as cias. aéreas: elas se suicidam por absoluta falta de competência e empatia com seus clientes”.

O Tudo Azul consegue desagradar toda a sua base de clientes, desde aqueles que enfrentam perrengues pra transferir os pontos para o All Accor, passando por aqueles outros que não recebem os vouchers de desconto nas compras de pontos (é o cliente que precisa comprovar que fez o opt-in na promoção, como disse a Bia do P&V tempos atrás), e chegando naqueles que pedem uma simples antecipação da liberação do cadastro para emissão de passagens.

O cenário no mercado de pontos e milhas no Brasil é simplesmente desanimador. 🙁

Mais alguém já enfrentou o mesmo tipo de descaso no tratamento em relação à limitação dos 5 CPFs no Tudo Azul?

Tagged as: