[Latam Pass] A falácia da estratégia “earn and burn”

“Earn and burn”.

Ganhe e gaste.

Será que essa estratégia é válida para todos os casos e todas as cias. aéreas?

A propósito do post dos 110% de bônus Itaucard para o Latam Pass (post aqui), o leitor Assolini fez oportunas observações, mostrando que essa estratégia nem sempre funciona.

Confiram!

……………………..

“Duas considerações:

Earn and burn

Temos que desmistificar a tal estratégia “Earn-and-Burn” pregada por alguns blogs por aí. Ela não funciona quando a empresa é desonesta.

Você vai no site, pesquisa um determinado trecho que está custando 100 mil milhas. Aí você transfere do cartão, espera o bonus cair, o que sabemos, levam uns dias…

Quando tiver a pontuação necessária, você vai no site e não consegue emitir, só da erro!

E muitas vezes descobre que serão necessários mais 30 mil milhas no saldo, porque o valor do resgate subiu descaradamente.

Aí você tenta emitir ligando na central… impossível pois os atendentes a cada hora dão desculpas diferentes… se for com parceiro, pior ainda.

Outras ações desonestas feitas nesses dias:

1) sistemas com “problemas de emissão”;

2) venda de voos cancelados;

3) tabelas subindo absurdamente;

4) impossibilidade de resgates com milhas, mas se for comprar com $ tem voo;

5) voos cancelados reembolsados com vouchers ou Deus sabe quando… etc.

E se ainda assim conseguir emitir, um voo Latam puro, corre ainda o risco da empresa falir.

Eu manteria minhas milhas no cartão mesmo.

Notícias vindas do Chile…

A Latam esta pedindo para deslistar suas ações da bolsa de Santiago.

A imprensa chilena está dizendo que o objetivo deles é tirar os minoritários da jogada, assim eles terão mais “liberdade” pra fazer o que quiserem no RJ.

A Costa Aeronaútica (empresa dos Cueto) tem medo de serem diluídos e perderem o controle após o DIP.

Se a empresa não respeita o acionista minoritário, imagina o cliente…”

………………………..