Comentário do leitor: “Quem acha que milha é moeda forte que fique com elas”

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Um dos grandes diferenciais do blog é a qualidade superior dos comentários, com construções e reflexões críticas que ajudam todos a pensar de maneira mais independente e, assim, tirar proveito das milhas e pontos de uma maneira racional, controlada e sistematizada.

Apesar das notícias sobre promoções, algumas novidades, e retomadas graduais de voos, a pandemia ainda está ceifando vidas e causando incontáveis prejuízos a bilhões de pessoas no mundo todo.

No plano do turismo e da aviação comercial, ainda pairam grandes incertezas, e ninguém sabe ao certo quando a vida voltará ao normal.

Do mesmo modo, ficar estocando milhas e pontos sem algum objetivo em mente também não é atitude das mais recomendáveis, em vista do futuro incerto das cias. aéreas – vide o caso da Latam Brasil.12

Nesse contexto, vale a pena destacar aqui o comentário do leitor Carlos Araújo (a quem desde já agradeço!):

“Peguei o máximo que ia usar de combustível no período na promoção da Shell e nessa também vou participar. Vou só desovando tudo que tenho. Quem acha que milha é moeda forte que fique com elas. Tô zerando é tudo. Só piora a situação.

Depois dos aumentos nos resgates da Accor em quase todas as companhias, não sinto nenhuma segurança em manter pontos, por menor quantidade que seja. A transferência pra Accor pra mim ainda ERA uma alternativa pra dar tranquilidade numa eventual quebradeira. Agora que não tem mais, não to deixando acumular nem o mínimo.

Se tiver de manter algo, nem que seja pra usar pontos com dinheiro que as vezes compensa, será na Smiles, que é a empresa que parece ainda ter o mínimo de respeito com o consumidor, pioraram algumas coisas mas estão dando alternativas.

Latam é a pior de todas nesse quesito. SÓ TEM PIORA e ainda tem quem defenda…”

Conclusão

Com o mundo da aviação em modo “stand by”, o negócio é procurar controlar o estoque de passivos de milhas e pontos, aproveitando as oportunidades enquanto elas estiverem disponíveis, como tem feito o Carlos e inúmeros outros leitores.

Nesse intervalo pandêmico, vocês também têm resgatado seus pontos e milhas por outras alternativas? Se sim, quais?

Tagged as:
  • GP

    Mesmo com a balbúrdia que virou a Latam, torço muito para sua recuperação. Menos concorrência seria péssimo.

    Quanto aos pontos, sigamos a máxima “Ponto bom é ponto de graça!”

    Bom domingo a todos!

  • Tlars22

    Só quero ver o que vai acontecer se a ACCOR também, de uma hora para outra, entrar com pedido de recuperação judicial e pegar todo mundo de supresa … 🤣🤣

    • Dorgival

      Aí terão os posts onde usar os pontos Accor. E por aí vai.

      • Tlars22

        Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come

    • Viajante

      Amigo, a Accor é empresa francesa consolidada no mercado mundial. Todo o resto do mundo já está abrindo. A Accor não é cia aérea em que nem os aviões são delas, é tudo praticamente arrendado. Uma cia aérea some num estalar de dedos, uma empresa como a Accor não.

      • Assolini

        One more thing: listada na bolsa de Paris. Entre uma aérea e a Accor, fico com eles!

      • Carlos E. Araujo

        Justamente Viajante. Penso da mesma forma. Os custos fixos de uma empresa como a Accor sao completamente diferentes de uma companhia aerea. Sejamos pragmaticos, nao acho impossível(quase nada é nesse mundao haha) uma Accor da vida quebrar, apenas mais improvavel que uma Aerea.

        No mais agradeco ao Guilherme o espaço cedido, ate para que sejam expostas outras opinioes que sempre nos fazem refletir e ajustar a nossa propria.

        • Viajante

          Perfeito. Cara veja comigo. A Accor no momento está mais tranquila em relação ás aéreas. No momento estão reabrindo e em relação ao programa ALL Accor melhor ainda. Pq está havendo transferência de pontos das aéreas para o programa, ou seja, entrando dinheiro em caixa e não saindo como no caso da aéreas.

    • Jhow

      Com certeza é o risco de todo o setor de pontos/milhas atuamente, seja hoteleiro ou aéreo. Se ocorrer problema com a Accor, abre a troca de ideia em outro post e vida que segue.

    • Sergio De Oliveira

      A Accor funciona como uma franquia com várias marcas e cada hotel tem vários donos, pois cada quarto pode ter um dono. Alguns hotéis podem quebrar e até fechar, mas isso não vai afetar o grupo. O prejuízo fica diluído.

    • Júlio Lima

      Então, falam como se a accor fosse a ultima maravilha, esquecem que os pontos valem apenas 1 ano lá, alguém aqui tem planos de viajar até julho do ano que vem e tem a certeza que esse voo vai ocorrer? Vai voar com qual cia? Ou vai queimar esses pontos no Ibis aqui no Brasil? Queria muito saber.

      E vc está certo, os hotéis tb estão na pior e muitos fechando, embora no caso da accor, acredito q se fechar, vai ser um ou outro, o problema é como chegar nesses hotéis, visto que aqui no fórum enterraram a latam/ smiles e não sei como ainda não falaram da azul.

  • Gabriel

    É uma situação complicada, por um lado existe o risco da perda dos pontos, por outro trocar as milhas por um valor baixo.

    Tirando o envio da Azul para a Accor (e o do Smiles/Latam para a Accor no início da pandemia) ou a troca que teve do Smiles para o Shell Box, não vi nada realmente vantajoso. A troca pelo celular não considero a precificação do milheiro a R$ 24,00, na medida que nunca pagaria o valor cheio pelo aparelho sem nada de volta; comprar em uma promoção boa permitiria receber de volta no mínimo 50% do valor em pontos.

    Acho a situação mais complicada com relação aos pontos da Latam, pois os da Azul existe atualmente uma possibilidade de envio para a Accor, e os do Smiles existiram as oportunidades do envio para a Accor por um tempo razoável e, recentemente, através da boa promoção para o Shell Box. Por outro lado, a situação da Latam me parece razoável ao menos a médio prazo, de modo que se o passivo no programa não for muito alto, a manutenção nos pontos lá pode possibilitar um melhor uso no futuro (mas obviamente existirá o risco).

    Acho temerária qualquer indicação de caminho pronto a seguir, até porque ninguém sabe o que vai acontecer e cada um tem uma realidade (quantidade de pontos, valor médio do milheiro, disponibilidade de viagem, conhecimento sobre emissões, etc.). O mais importante é o conhecimento da situação e alternativas; a partir daí, cabe a cada um sopesar o risco e decidir como agir.

  • Rafael de Araújo Guimarães

    Eu mandei 59k smiles de milhas para claro clube que me rendeu R$ 1.416 de desconto para uma ótima compra de um S20 por 2200 no meu plano claro e ainda resgatei um relógio galaxy active 2 que vale mais de mil reais, para mim é a melhor opção de queimar os pontos da smiles. Agora eu to com 160k de milhas na TAP sem nenhuma possibilidade de reserva em viagem internacional nós próximos 12 meses =/

  • Fernando Medeiros Junior

    Torrei os pontos smiles num iPhone. Não tá bom (saiu uns R$ 18 o milheiro) mas não vou arriscar deixar ponto parado lá. Latam tá complicadíssimo.. Esse mesmo resgate lá custa o dobro de pontos.

  • Gleyson

    Mandando pontos TA pra Accor vai sair $30 milheiro com cotação 1 EUR – 6 BRL, tenho 96k e pensando em fazer isto

    • Carlos E. Araujo

      TA ainda é uma das que esta com a melhor condicao. Quem diria que a conversao TA seria melhor que da Latam. So demonstra a situacao que esta a segunda…

  • Lucas Moreira

    Pessoal, o passaporte decolar reduziu a troca de pontos por dinheiro nas reservas. Cada 1000 pts concedia um desconto de ~43$, agora está concedendo ~32,50$. Uma redução de 25%!!. Absurdo

    • Tlars22

      Nem sei o que eh isso nao, mas em tratando do decolar ja era esperado , claro !

    • neolight

      Sempre passei longe da Decolar. Não me parece algo de confiança. Mas, é opinião pessoal minha.

  • Assolini

    Pra quem está acumulando no PDA, vejo um dilema: manter os pontos no cartão e esperar a chegada da Stix, que com certeza piorará o programa, ou transferir para uma aérea capenga com futuro duvidoso?
    Vejo como alternativas:
    – enviar para a Azul 1:1 e de lá pra Accor, dando depois vazão a alguma aérea estrangeira em melhor estado
    – manter no cartão pelo tempo que der, até ver o que essa Stix irá oferecer
    – cashback: o PDA gera $0,025 por ponto, o que corresponde a um valor de 2,5% (nada mal alias), 25 reais a cada 1k, com limite de 40k pontos por resgate, isso pra quem não quer viajar

    Por essas e outras ainda vejo o PDA como melhor cartão nesse cenário de pandemia.

    • neolight

      Eu irei aguardar. No máximo, suponho eu que eles devam piorar as taxas de troca do cartão para o referido programa. Não creio que seja uma mudança catastrófica.

  • Fábio Wagner

    Meus pontos da Azul mandei tudo pra ALL. Smiles eu torrei quase 300k em 9 panelas elétricas da Philips Walita e revendi no MercadoLivre (milheiro saiu a mais de R$20). E resgatei 4 celulares S20 também (solicitando o SmartWatch posteriormente), só aí foi mais 660k Smiles. O que me preocupa são de fato as Latam, que não tem onde queimar por um bom preço de milheiro.

  • Jhow

    Também tenho optado Accor via TA. Além do melhor custo-benefício, acho mais seguro deixar os pontos PDA lá. Risco sempre haverá nesses tempos, mas considero a opção mais viável. Mandar para aéreas brasileiras, só em resgastes pontuais mesmo.

  • Leandro

    Livelo >>> Acumulando
    ALL Accor >>> Acumulando
    AAdvantage >>> Acumulando

    Tudo Azul >>> ALL Accor
    Smiles >>> Shellbox
    Latam >>> ??

    Minha maior preocupação é o que fazer com os pontos do Latampass. Emiti as passagens que precisava e não acho nada lá vantajoso. Tem até boas emissões, mas complicado demais depender de voos deles e com parceiras está muito caro.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×