Funcionários da United Airlines são avisados para “manterem suas finanças pessoais em ordem” em caso de demissão em massa.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

A situação para as cias. aéreas está crítica em todos os cantos do planeta.

Recentemente, nos deparamos com o pedido de recuperação judicial da Avianca Internacional e, ontem, o blog Paddle Your Own Kanoo noticiou a existência de um memorando interno que circulou no âmbito do sindicato dos empregados da United Airlines, em que conclamava os funcionários a “manterem suas finanças pessoais em ordem” nos próximos meses, já prevendo uma possível demissão em massa.

Seguem alguns trechos da matéria:

“It should be clear by now that our airline faces serious challenges and that each of us, by our association with our airline, are facing a similar set of dire circumstances,” flight attendants were told in a recent union memo.

“We’ve asked that you focus your attention on getting your personal finances in order and that you exercise caution in all of your financial decision making during the short summer months ahead,” the memo continued”.

Conclusão

Essa é uma coisa que eu venho repetidamente falando aqui no blog: não é tempo de aumentar gastos, comprar milhas aéreas e pontos de hotéis (principalmente estrangeiros), comprar passagens aéreas, principalmente para voos com destino ao exterior.

Tomem decisões financeiras sensatas, e sejam sobretudo cautelosos nos gastos com dinheiro.

Pelo visto, a crise vai demorar um tempo além do que imaginávamos, e mais notícias ruins surgirão no horizonte antes das coisas começarem a melhorar.

Tagged as:
  • Henry

    Bom dia a todos..
    SEX-TA feira e amanhã eu posso acordar bem mais tarde, isto é, posso esticar até às 07:00 …. porque as 08:00 a Sra. Henry já vem com a listinha dela de coisas pra fazer… rsrs

    A propósito do post do Guilherme – O vidente – que está falando em coisas evidentes e que apenas Steve Wonder e as 3 Jabalandias não veem, eu só tenho um comentário:

    ” … o céu não está de brigadeiro…”

    Ah sim… e o Reich Brasiliense desmoronando.. ..

    • Viajante

      Bom diaa!!
      Pois é. Parafraseando a duplinha sertaneja aquela e “Disfarçando as Evidências…” Esta noite sonhei que o envio p o Le Club estava 2×1 no LatamPass e que corri p/ transferir logo!! Dae agora de manhã entrei lá e constatei que só “enganei meu coração!!” rsrsrs

      • Henry

        Sacanagem…
        Eu me contorcendo todo pra arrumar algum texto/frase para os colegas do fórum darem uma risada pra aliviar a tensão do vírus chinês e o colega vem aqui postar piada bem mais engraçada que as coisas que eu posto!!!!!!!!
        Há… há….há…
        Le Club a 2:1 no DELATÃOPASS ?????…kkkkkkkkk
        Nem em sonhos….
        Gostei… manda outra…. rsrsrss…

        • Viajante

          Pois é Henry, dessa vez não é piada não…
          Tu sabe que estou naquela agora de “tentar” acreditar em cia aérea… Elas me dizem assim: “Eu finjo que te digo a verdade e vc finge que acredita!”
          Pq isso?
          Pq não sei se vc viu, mas duas das três Jabalândias, anunciaram a “promo”: agradecimento da Qatar para com os profissionais da saúde que estão nessa linha de frente contra o vírus aquele…
          Segundo a “promo”, o profissional da saúde deve se registrar no site da Qatar, de 12 a 18 Maio, para ganhar uma passagem p si e um acompanhante para qualquer lugar do mundo e, para isso, o sistema libera a meia noite do Catar, uma quantidade de bilhetes por país em cada dia. Até aí tudo bem…
          Minha esposa se encaixa nos requisitos estabelecidos no site e há 3 dias tenta fazer esse registro.
          Na verdade é sempre às 18h do Bra (meia noite no Catar) e nada… primeiro aparece a mensagem “erro ao submeter os dados” e, logo após alguns minutos de tentativa, outra msg aparece “esgotaram os bilhetes para seu país. Tente amanhã novamente à meia noite GMT+3″…
          E pior: lá nas jabalândias o povo tem dito que conseguiu o registro e que até já receberam o código para a emissão…
          …mas, não sei pq eu prefiro acreditar que essa é mais uma “promo” marketing tipo a da Latinha da Brahma da Gol aquela… que travou o sistema e nniguém conseguiu…
          Se quiser conferir só pesquisar por Qatar lá nas jabalândias que estará a promo lá com todos os comentários…abs!

          • TRL

            As datas permitidas para esta promoção são sacanas, permitem voar desde maio a dezembro/20. Entendo que eles estão querendo é aproveitar os voos batendo lata para, já que não conseguem vender, doam os lugares invendáveis para posarem de bons moços. É fazer do limão uma boa limonada, transformar prejuízo em marketing. Mas é um marketing vazio. Viajar de turismo externo numa época incerta quanto à epidemia eu acho que seja arriscado… Pena dos profissionais de saúde: se arriscarão no trabalho e, no que depender da Qatar Airlines, se arriscarão no lazer também!

            • Henry

              TRL..
              O que essas empresa estão fazendo é rigorosamente igual ao que as 3 Jabalândias fazem:

              Estão fazendo roleta russa com a cabeça dos outros..

          • Henry

            Tem certeza de que você quer isso ???

            Está pronto pra viajar sentado em cima da turbina ???

            Pros caras das Jabalândias eu mando eles irem “se Qatar”… rsrs

            • Viajante

              Sacanagem…
              Assim já desisti…
              Acho q vou mandar “se Qatar” ahaha.

          • SwineOne

            Conheço o Jabá de Primeira e o Melhores Jabás, mas qual é a outra?

            • Fcoimbrajr

              O Henry falou em outro post que é um que está monetizado. Na verdade nem descobri ainda pois sou fraco para essas coisas. Alguém indica qual é o terceiro?

          • Lucas

            Nessa hora vou ter que defender a Qatar..fiz pra minha irmã no primeiro dia e em 48h recebeu o código..mas concordo que é uma dor de cabeça acessar qualquer site que sorteia/da algo..

  • Henry

    E aí Guilherme…
    Vai cobrar direitos autorais pela recomendação do sindicato dos aeronautas da United de manter suas finanças pessoais em ordem ???
    Meio que eles plagiaram vc, que desde março vem alertando os leitores a priorizar contenção de gastos e se preparar para o pior..
    Se eu fosse vc analisava a questão com carinho, porque se deferido o pedido, o pagamento é em dólar…
    E você sabe que 1 Trump = 6 Bolsonaros…, assim como 1 Merkel = 7 Bolsonaros..
    É, ferrou, será a sina dos brasileiros, levar de 7×1 dos alemães… rsrs

    • TRL

      E é assim por conta da frugalidade da Alemanha, Luxemburgo, Holanda e Áustria… se dependesse dos cuidados dos governos francês, italiano, espanhol, português, grego e irlandês: o euro já estaria na lata do lixo conosco.

      • Henry

        É vero…

    • Emmanuel Kalispera

      Oremos por um impeachment rápido para o 1 dólar ser igual a 3 mourões logo

      • Henry

        1 dólar a 1 mourão…. kkkk
        Piada do ano…

  • Henry

    Quando a gente pensa que tem apenas o vírus chinês pra infernizar a vida da gente, eis que ocorre um baita terremoto de 6,4 escala Ritcher em Nevada/EUA, que foi sentido até na Califórnia..
    https://g1.globo.com/mundo/noticia/2020/05/15/terremoto-atinge-estado-de-nevada-nos-eua.ghtml
    Aparentemente sem vítimas..
    Mas o grande problema é a Falha de San Andrés…. que pode a qualquer momento provocar um mega terremoto da Califórnia..
    A situação toda se agrave porque o SuperHomem foi morto pelo Batman(*) e nem vou poder colar a Califórnia de volta nos EUA…

    (*) final dos tempos… super heróis, ao invés de matar os bandidos, agora ficam se matando uns aos outros…. isto quando não é duelo de egos entre eles….

    • Kurtinaitis

      Terremoto na Escala TEICH de intensidade máxima em Brasília ! “Vamo muda isso daí!”
      No rumo do terceiro Ministro da Saúde em 40 dias de pandemia. Certo estava o Guilherme aconselhando todos os brasileiros a cortar despesa e guardar os caraminguás…

      • Henry

        Pior vai ser o TEICH na saída dizer que entregou o boné porque o Bolsonaro queria interferir no MS e o “mito” dizer que nunca fez isso…
        Aí, os minios vão dizer que o TEICH é mais traidor do que o Moro… rsrs
        Pra ser o ministro dos sonhos do PR, o ministro tem que se chama CLOdoaldo ou CLOtilde e concordar em usar a CLOROQUINA…

        Começo a desconfiar que a CLOROQUINA seja um substituto à altura do Viagra, tal a tara que o Bolsonaro tem pelo produto….
        Talvez deixe o “produto” até numa altura maior que o pioneiro SOS dos brochas… rsrs

        Ou então, algum daqueles “amigos que eram perseguidos pela PF do Rio de Janeiro” é o dono do laboratório… rsrs

  • Mr_flying

    E gente doida emitindo RT (volta ao mundo), to achando que é fabricacao de dinheiro …

  • Henry

    HOT(*) do dia…
    Tenho lido em alguns sites a respeito do aumento da quantidade de milhas para resgatar passagens, alguns argumentos que sou obrigado a contar de 1 até 1.000 pra não estrebuchar..
    Eu sei que, com raríssimas exceções, as pessoas são inteligentes… não tem burro na parada… principalmente no mundo das milhas e principalmente entre os “digital influencers”…
    Aí, eu vejo certos argumentos que julgo inaceitáveis…vamos enumerá-los, um por um:

    1- Tabela dinâmica…
    Me revirando aqui pra manter a calma, repito pela enésima vez que essa história de “tabela dinâmica” não existe… e os caras sabem disso..
    Quando usam esse argumento, estão querendo enganar seus leitores..
    Veja… todo mundo que um dia estudou tabela, sabe que as tabelas são fixas… k-r-aio.. vamos lá ao bê-a-bá…
    Uma tabela é um conjunto de linhas e colunas…
    E vc pode consultar essa tabela de duas formas:
    Vc desce até uma determinada linha e, se deslocando horizontalmente pelas colunas, vc chega na interseção linha x coluna e, voilá, ali tem um valor que vc deseja saber…
    Esse valor é sempre o mesmo…
    É claro que uma tabela pode variar de tempos em tempos, mas, uma vez alterada, ela não muda mais até a próxima alteração… e isso é feito em todas as interseções linha x coluna…
    E qual é a finalidade da tabela ???
    É as pessoas terem cópias da tabela e poderem programas suas ações em função do que ali obtém…
    Agora, se hoje vc chega na tabela, numa determinada posição e alé tem X e amanhã, no mesmo lugar tem Y.. essa merda não é tabela, ora bolas….
    É o equivalente a vc ler um encarte de supermercado onde o picanha custa R$ 50,00 o quilo.. vc pega o carro, vai lá, coloca no carrinho a picanha custando R$ 50,00, e quando chega na boca do caixa, a picanha está custando R$ 70,00 o quilo,porque eles alegam que é uma “tabela dinâmica”..
    Então, meus caros, não aceitem passivamente que digital influencers venham com essa desculpa que o programa pode alterar a vontade porque usam “tabela dinâmica”.. isso é invenção da categoria profissional do I Love Jabá – estagiário dono da Jabalândia, ou seu, galera do marketing..
    Ou tem tabela, ou não tem…
    E, se assumirem que não tem, já sabe o que significa, né ??
    Que você, o Pagador de Milhas (TM), não vai ter segurança nenhuma de correlação de qdte. de milhas que vc acumulou x passagem dos seus sonhos.. os programas fazem o que querem na hora de vc emitir sua passagem.. não existe compromisso da parte deles, é suruba mesmo…

    2- Variação do dólar/euro.
    Nossa, eu realmente fico comovido em ver a sutileza desses argumentos utilizados pelos digital influencers pra justificar a sacanagem que os programas fazem com os associados..
    São sutis..
    Fazem assim: “…. será que o aumento da tabela dinâmica de resgates é decorrência da variação do dólar ??, seria este um dos motivos ???”
    OK… querem usar a variação do dólar.. tá, vamos lá…
    Vejamos o meu caso… ( que imagino seja o caso de muitos por aqui)…
    Eu enviei pontos, que viraram milhas pro Smiles ao longo de anos e anos…
    E, com eu era Diamante, ainda tenho milhas que estão por expirar no final de 2020/21…
    Hoje, estamos no mês de maio de 2020..
    Vou botar agora o valor do dólar comercial nos meses de maio de 2013 até maio de 2020 (neste caso, até hoje)…
    2013: R$ 2,035 /// 2014: R$ 2,2221 /// 2015: R$ 3,064 /// 2016: R$ 3,549 /// 2017: R$ 3,209 /// 2018: R$ 3,634 /// 2019: R$ 4,005 /// 2020: R$ 5,836 (cotação das 15,44)
    Pois bem, quando eu enviei meus pontos pro Smiles em 2013, ele aferiu um certo valor em reais… que, segundo a cotação do dólar de maio de 2013, daria uma quantidade X de dólares..
    Digamos que, para efeitos práticos, eu enviei pontos do cartão em maio/2013, o Smiles vendeu as milhas pro banco e eles cobraram ao Santander, o valor de R$ 6.105,00.. usando o dólar de R$ 2,035, eles faturaram o equivalente a 3.000 dólares…
    E, eu fui enviando pontos pra lá ao longo desses anos todos, que eles vendiam as milhas pros bancos e que tinha um correspondente valor em dólares, segundo a cotação do mês de envio…
    Acho que todo mundo já percebeu que, ainda que o Smiles tenha aferido receita em reais, segundo a cotação do dólar daquele mês, existe um equivalente em dólar acumulado…
    Agora, vamos aos nossos queridos “digital influencers” que ficam defendendo, sutilmente é claro, o Smiles (e 110% dos outros programas brasileiros) de aumentarem a tal “tabela dinâmica”, porque o dólar para pagar passagem aumentou, ou para pagar voucher Le Club o euro aumentou…
    Mas, eu acho uma graça esses mesmos digital influencers não terem se colocado ao lado dos seus leitores e mostrado esses argumentos para os programas de fidelidade e dito que, se eles querem “dolarizar a saída de recursos” do programa, que é quando o associado emite a passagem e/ou despacha pro Le Club, então, pela mais elementar noção de semi-inteligência, os programas também devem dolarizar a entrada, isto é, pega o valor do dólar de quando o associado enviou os pontos pra lá, e, transforma isso em saldo de dólares tb…
    Aí, no dia em que o associado for emitir a passagem, vc pega o valor da passagem em dólar, e desconto isso no saldo de dólar do associado… e para saber se o saldo que restou em milhas, faz a redução proporcional do valor da passagem em dólar/saldo em dólar..

    Exemplo:
    O cara tem saldo de 500.000 milhas… que, foi enviado em várias épocas, que são equivalentes a um saldo de US$ 8,000.00..
    Supondo que o cara hoje, emita uma passagem GRU x LAS, pela Aeroméxico, que vai custar pelo acordo do Smiles x Aeroméxico o valor de US$ 300.00, vc teria que isso corresponde 300/8000 = 3,75% do saldo em dólar..
    Aí, vc faz a mesma redução do saldo de milhas do cara…
    3,75% do saldo de milhas de 500.000= 18.750 milhas…
    Se amanhã o dólar de um salto e aumentar 30%.. não vai mudar nada em relação ao resgate, porque seu saldo no programa também é dolarizado…
    Você vai continuar tendo que cobrar as mesmas 18.750 milhas…

    Sr.ºs digital influencers, parem de querer ofender a inteligência das pessoas..
    Chega de tentar enganar seus leitores e ficar com sutilezas para justificar as sacanagens que esses programas de fidelidade estão fazendo..
    Não tem essa de “… ah, o programa paga a passagem em dólar, ele paga o voucher em euro…”, então isso aí tem que acompanhar a variação cambial..
    Tá, mas e o valor em real que o programa faturou do dia que vendeu as milhas pro banco do associado que enviou pra lá ??? não tem que ser dolarizado tb ??

    Olha, vcs darem o direito do programa de fidelidade dolarizar a saída do recurso e não cobrar que eles façam o mesmo na entrada do recurso, é uma coisa só:
    SACANAGEM…

    Ou é dólar na entrada e na saída ou então, se vai congelar o valor da entrada em real, congela tb o valor da saída em real.. e fo***** o valor do dólar..

    Parem de defender esses programas… seus leitores estão percebendo.. tá ficando feio isso daí…

    (TM) O Pagador de Milhas é um escravo, que trabalha, trabalha, trabalha e não consegue emitir uma passagem no site do Vendedor de Promessas…

    • SwineOne

      Programa de fidelidade é igual a previdência social: o certo era cada um ter a sua conta e ir acumulando lá para a sua aposentadoria, mas na prática o INSS que você paga hoje já cai na conta de quem tá aposentado, e você reza para que, quando for a sua vez de aposentar, a pirâmide não tenha desmoronado. A ideia aqui é bem parecida: o que entrar de receita em reais, eles gastam em dólares naquele momento, e azar do que vier depois. Não sei nem se elas tem uma estrutura de caixa que permitiria fazer diferente disso; é algo parecido com o problema das reservas fracionadas no sistema bancário — será que, se todo mundo tentasse emitir nos programas ao mesmo tempo, eles não quebrariam?

      A sua proposta de dolarizar é de muito complexa implementação, na minha opinião. Algo mais simples e igualmente efetivo, na minha opinião, é o seguinte: periodicamente (a cada x meses), o programa publica uma nova tabela com um aumento de y%, mas também aumenta a quantidade de pontos que você tem em y%. Se eu não me engano, alguma empresa já fez isso no passado (Avianca, se não estou enganado?): aumentou os resgates em tipo 20%, mas aumentou o saldo de todo mundo em 20%.

      Simples e efetivo, mas nenhuma empresa de fidelidade vai fazer, porque eles se beneficiam do esquema existente. Mas se algum programa implementasse isso, eu seria o primeiro na fila para mandar todos os meus pontos para lá. No que dependesse de mim, os demais quebrariam.

      • TRL

        Lifemiles reajustou sua tabela e aumentou o saldo de todos que tinham pontos àquela data. Eu tive meu saldo reajustado. Foi uma decisão muito honesta, impensável para os programas brasileiros.

        • Henry

          Foi uma ideia que nós sempre demos aos programas nacionais e o único que nos escutou foi um programa estrangeiro..
          TB achei muito decente a atitude deles…

      • Henry

        Swine..
        Para a equipe de analistas do Smiles, pode acreditar, fazer o que eu disse é com um pé atrás… o Smiles tem uma equipe de TI de primeira linha… nível da galera do ITAU….
        Não existe nenhuma dificuldade… vc veria seu saldo em milhas e em dólares…
        Enviou hoje milhas pra lá, na mesma hora o programa pegava o valor do dólar do dia que vc enviou, e transformava a receita da venda em milhas em US$…
        Saber qual o valor o programa aferiu não tem problema, porque nós já meio que sabemos isso…não de forma precisa, mas estimada…
        E na hora de emitir as passagens, vc veria a qtde. de milhas necessárias e o valor dela em dólares….
        Com isso, o Smiles ficava livre de prejuízos, porque tudo seria dolarizado… se ele está comprando passagens caras no parceiro, vc teria que pagar mais milhas, porque seu saldo em dólar seria abaixado porque aquela passagem está cotada em dólar e pronto..
        Pode acreditar… a equipe de TI, junto com a equipe de marketing do Smiles, conseguem fazer tudo com segurança e com explicação na tela que qq pessoa entende e percebe que não está sendo enganada…
        Enfim… é tudo uma coisa teórica, que na prática nunca vai rolar… e por que ???
        Porque os gestores do Smiles não tem honestidade de propósito.. a finalidade do programa para eles é suprir o caixa da Gol… é um banco particular em que eles pegam R$ 10.00 e pagam R$ 2.50, através da desvalorização do poder de troca de suas milhas, via “tabela dinâmica”…
        Por isso que o Smiles, para o associado é um programa que FALIU, mas continua operando..
        Então… alguém em sã consciência, coloca seus recursos em algo falido ????
        Em conheço um cara que fez isso: euzinho…
        Mas, correndo um risco imenso.. apliquei um dinheirinho na OGX com ela já em RJ.. mas, eu tinha uma quase certeza de que algo ia acontecer com o valor das ações.. eu soube que Itau/Santander/Bradesco tinha comprado um bilhão de reais em ações da empresa naquela semana…
        Eu comprei por R$ 0,15 e 7 dias depois vendi por R$ 0,29… mas, eu estava ciente do risco imenso ao fazer isso… tanto que não apostei tanto assim… apenas 1% de minhas reservas liquidas na época…
        Com o Smiles só vale fazer alguma com eles se:
        – for pra enviar pro Le Club de forma a comprar euro abaixo de R$ 3,50 ou dólar abaixo de R$ 3,20… e, mesmo assim tem o risco deles mudarem a regra de conversão no gap entre o tempo que vc envia os pontos e/ou compra as milhas e depacha pro Le Club;
        – emitir passagen através do Viaje Fácil, com eventual promoção de emissão (que são raríssimas e apenas quando eles querem vender milhas e já tem matéria pronta com essas disponibilidade lá na Jabalândia 1… é tudo casadinho com o I Love Jabá.. o cara se vende na boa)… numa dessas, vc consegue dar uma de furão, emitir no VF, e depois envia os pontos/milhas pra lá…
        De qq forma, SEMPRE existe um risco enorme com o Smiles, porque eles podem até mudar as regras de forma retroativa… cara de pau pra isso eles têm…
        Claro que para um advogado isso é fácil reverter no JEC da vida.. mas quem é advogado tb sabe que, uma empresa em RJ e/ou falida, esse tipo de crédito é o último lá da fila a ser satisfeito…

        • SwineOne

          Não sei, ainda não estou convencido que seria tão fácil assim explicar as regras para os usuários e garantir que são justas. Outra coisa é que boa parte dos custos de qualquer companhia aérea estão indexados ao petróleo, e este varia de forma independente do câmbio, então só indexar pelo dólar talvez não resolvesse todo o problema. Continuo defendendo que é mais simples, mais justo e de facílimo entendimento variar o saldo existente de pontos de acordo com o reajuste da tabela.

          Mas concordo que não seria feito, e nem digo que a explicação seja a ganância do programa. Acho que existe um problema estrutural maior no Brasil: o câmbio real/dólar sempre tenderá a subir (variações de curto e até médio prazo podem acontecer, mas no longo prazo, o real sempre fica mais barato), simplesmente porque a inflação brasileira é mais alta que a americana. Se o real não ficasse mais barato, seria um “almoço grátis” para nós; imagine comprar um iPhone com câmbio 1:1 hoje? O iPhone ia ser o celular mais vendido do Brasil, de longe. Com isso, os custos de qualquer programa de fidelidade brasileiro sempre vão subir.

          Aí a gente volta para aquela questão que eu coloquei: os programas de fidelidade brasileiros são como o INSS, um esquema de pirâmide em que o pessoal hoje está pagando a conta de quem contribuiu lá atrás, e torcendo para que a pirâmide não tenha ruído quando chegar a sua vez. Mas, diferente do INSS, existe a opção de você resgatar o dinheiro aportado no programa a curto prazo, o famoso “earn and burn”. Inclusive, o próprio Smiles te dá uma certa segurança de curto/médio prazo por meio do Viaje Fácil. Os programas então otimizam para esse uso de curto prazo, e acabam lucrando desproporcionalmente em cima dos malucos que tratam como poupança de longo prazo (o pessoal do movimento PONTOS MOEDA FORTE).

          Mas a estratégia certa nesse contexto é a forma como os milheiros profissionais operam, com auxílio das empresas especializadas (HotMilhas, MaxMilhas, etc.) que fazem a arbitragem nesse mercado e lucram um pouco em cima: compre pontos a “baixo” custo (via clubes, promoções de venda de pontos, etc.), e imediatamente revenda para alguém que tem uma emissão em mente que seja vantajosa em pontos, se comparado ao custo da emissão em reais. Então, no fundo, se tem alguma coisa que as programas não são, é de fidelidade; o modelo todo está orientado para fazer estas operações de curtíssimo prazo, e se hoje está vantajoso fazer isso com Smiles, pode ser que amanhã (literalmente amanhã) fique mais vantajoso fazer com Latam Pass ou TudoAzul.

          Claro, esses programas quebraram a cara agora com a pandemia, porque agora ficou interessante que o programa seja de fidelidade mesmo; afinal, ninguém está voando agora, então essas operações de curto prazo dos milheiros profissionais também desmoronaram. Seria uma boa hora de fazer caixa com vistas a usar no período pós-pandemia, mas ninguém tem coragem de fazer isso porque o risco é muito alto; exigiria que o programa se comportasse de uma maneira que não se comportou até hoje. Na minha visão, a única forma de eles fugirem disso seria justamente implementando uma regra que garantisse o valor dos seus pontos no futuro (seja a regra que você propôs, ou a regra que eu propus, mas alguma regra). Se um dos três programas fizesse isso, todos os milheiros amadores gravitariam para esse programa.

          Veja o meu exemplo: estava com 400.000 pontos Esfera encostados, esperando uma oportunidade de mandar para algum dos programas, que nunca se materializou. No final, acabei mandando para o Iberia Plus mesmo, para azar das companhias nacionais. E o motivo? A existência de uma verdadeira tabela no programa. Mesmo motivo pelo qual a destinação final dos meus pontos até recentemente sempre foi a Accor (mesmo que temporariamente passassem por um programa aéreo).

          A única coisa que não entra na minha cabeça até hoje é porque, em geral, é bem mais barato emitir uma passagem com milhas do que com dinheiro. Num mundo ideal, isso soaria como uma forma de autossabotagem da empresa, dividindo parte do seu lucro entre milheiros profissionais e as empresas de arbitragem. A pessoa pode pagar R$ 350 em dinheiro numa passagem aérea, ou emitir com milhas dos outros pagando R$ 300 para a HotMilhas, que paga R$ 250 para o milheiro que pagou R$ 200 para a empresa de “fidelidade”.

          Só consigo pensar em uma explicação, a de que a educação financeira do povo brasileiro é tão ruim que o pessoal do movimento PONTOS MOEDA FORTE é mais prevalente do que eu imagino. Sabemos que o brasileiro médio entra em um consórcio ou financiamento extorsivo (ao invés de fazer uma poupança, que seria mais vantajosa) para comprar um carro ou imóvel, porque “precisa ter uma parcelinha todo mês senão não consegue poupar”. Algo parecido deve acontecer com as milhas: o brasileiro médio prefere pagar uma parcela de clube todo mês, como se fosse um consórcio de viagem para a Europa, e paga a “taxa de administração” na forma das constantes desvalorizações dos pontos via reajuste nas tabelas. O cara mira numa emissão de 60.000 pontos no final do ano, adquire um clube de 5.000 pontos/mês, só que na hora de emitir, a emissão de 60.000 pontos agora é de 80.000 ou 100.000, e aí a empresa lucra. Fora a questão de fazer caixa quando quer, ganhar em cima da expiração de pontos, etc. Seria uma questão de uma ineficiência mais barata para cancelar outra ineficiência mais cara.

          Enfim, se alguém soubesse me explicar o que a empresa ganha vendendo a mesma passagem em dinheiro a R$ 350 ou em pontos cobrando só 10.000 pontos, sendo que você facilmente adquire esses pontos por R$ 250, muitas vezes por R$ 200, e em boas promoções por R$ 180 ou até R$ 160, eu adoraria saber.

    • Rogerio_USA

      Na questão jurídica seria manter o “equilíbrio contratual”, ou seja, as condições para a emissão do bilhete, ou tabelas, devem permanecer vigentes até o prazo de vencimento/expiração das milhas.
      Havendo alteração das condições, ou das tabelas, teriam aplicação somente para as futuras milhas/pontos a serem creditados na conta….

  • Henry

    Governo socorre as três irmãs..

    https://extra.globo.com/noticias/economia/azul-gol-latam-aderem-socorro-bilionario-do-bndes-24428741.html

    E tem digital influencer das milhas apostando o dinheiro do leitor, recomendando comprar milhas nas nacionais e na TAP… roleta russa com a cabeça dos outros…

  • SwineOne

    Guilherme,

    Enviei um email para você, depois confirme se recebeu.

    • Guilherme

      Confirmado, recebido, obrigado!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×