Pontos em dobro para quem usar o cartão virtual do Santander de 26/03 a 10/04!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Segue a dica do prestigiado leitor SwineOne:

“Extra, extra!

Pontos em dobro para quem usar o cartão virtual do Santander de 26/03 a 10/04!

Site: https://www.santander.com.br/campanhas/cuidar

“Além disso, você ganha o dobro de pontos Esfera nas compras realizadas na função crédito com o Cartão Online, em qualquer site ou aplicativo, seja de farmácia ou não.

Oferta pontos em dobro válida para compras realizadas entre 26/03 e 10/04.”

Acho que vou adiantar o pagamento de vários boletos pelos aplicativos nesse período, e aproveitar os R$ 500/dia do Iti”.

Condições da oferta

³Consulte condição de cada parceiro em esfera.com.vc. Oferta pontos em dobro válida para compras realizadas entre 26/03 e 10/04.

Para a concessão dos pontos em dobro, serão considerados cartões de crédito Santander emitidos para pessoas físicas, que acumulam pontos no Programa Esfera (Unlimited, Unique, Dufry Platinum, Elite Platinum, Platinum, Platinum Style, Style Platinum, Santander 1|2|3, Gold, OAB/SP, Internacional, Nacional, Flex, Light, Fit e Free —  apenas cartões emitidos e aprovados até 30/09/2018).

Conclusão

Felizmente, duas notícias boas num dia só (a outra está aqui).

Eu acertei na minha previsão de que a crise faria as empresas voltarem os olhos para seus programas de fidelidade.

Só não esperava que esse movimento pudesse ser iniciado tão cedo.

Agradecimentos de praxe ao Swine!

  • Alessandro Rodrigues Nunes

    “apenas cartões emitidos e aprovados até 30/09/2018”
    Pegadinha do malandro, ieiéééé!!

    • hauhahuauhauhahuahuuhauhahuahua
      Santander é uma piada…

    • SwineOne

      Leia com carinho. Se refere aos cartões Free, que até aquela data acumulavam pontos — depois não acumulam mais.

      Aos demais, certamente se aplica a todo mundo.

      • Alessandro Rodrigues Nunes

        Eu até achei que poderia ser somente em relação a esses cartões,mas o texto da forma escrita da margem para interpretar assim. Não sabia da informação que esses cartões até aquela data acumulavam e hoje não mais. Portanto retiro meu comentário “maldoso”.

  • Flavio

    Teoricamente daria para “comprar” uma passagem GRU-MAD em Business ida e volta por aprox R$ 3.210.

    Lógica:
    – Considerando que seria possível gerar R$ 107.000 em boletos e pagando via mercado pago, recargapay, picpay à uma taxa de 3% temos um custo de R$ 3.210

    – Com os R$ 110.210 (107.000 + 3.210) considerando o dólar à R$ 5,5 e pontuando 4,4 (no black unlimited) teríamos os 88.000 pontos esfera suficientes para emissão da viagem citada acima..

    • Carlos Telles

      Acho que a receita iria bater na sua porta haha

      • Guilherme Marchese

        E ainda tem essa.

    • SwineOne

      Obviamente é difícil gastar R$ 107.000 a taxas mais baixas que isso. Mas, para quem for gastar menos, dá pra diminuir bem essa porcentagem:

      -Pagamento de contas via MercadoPago no titular e adicionais: R$ 500 grátis para cada;
      -Pagamento de contas via RecargaPay até o limite de R$ 1000 grátis, ou possivelmente até R$ 3.000 com o Prime+ pagando R$ 14,99 no mês, ou seja, 0,5%, e acima destes limites, creio que a taxa é 2,49%;
      -Envio de uma conta para outra no PicPay: R$ 800/mês grátis (considere R$ 1.600 devido à virada do mês durante o período da promoção), e 1,99% depois desse limite;
      -Envio de dinheiro via Iti: teoricamente 5 dias esse mês e mais 10 no outro, a R$ 500/dia, sem custo, num total de R$ 7.500 (embora ache perigoso mandar esse valor todo dia, ouvi relatos do Itaú restringir quem usa o serviço em excesso);
      -Pagamento de contas de consumo no Ame Digital até o limite de R$ 1.500/mês de graça (hoje mesmo gastei boa parte desse limite pagando a última parcela dos IPVAs de casa).

      Esses são os que eu conheço, pode haver outros (quem souber, deixe a dica aí). Veja que não é impossível fazer R$ 10.000 em gastos nesse período por cartão, a taxas que, na média, podem ser inferiores a 1%.

      • Flavio

        Complementando, simulei aqui e o RecargaPay está cobrando taxa de 2,99% para o que ultrapassar os R$ 3.000

        • Nelson Camara

          Cobranças com código QR no MercadoPago estão com taxa de 1,99%. Acho que essa seria a taxa mais baixa atualmente para pagamentos com cartão de crédito, mas não faço ideia de quais seriam os limites de pagamento com QR Code.

    • Guilherme Marchese

      Fiz algumas coisas parecidas ultimamente e meu cartão elo dinners do bradesco foi cancelado por desinteresse do banco. Não recomendo.

    • GP

      Se prepare para o processo. É crime fazer esse esquema, a receita certamente vai perceber.

  • Carlos Telles

    Falando me bônus, a promoção de pedir o cartão da AA no Santander e receber os pontos extras. Alguém recebeu ? Pedi ja paguei a primeira fatura e nada.

    • Valdimar Valente

      Carlos –
      também nao recebi ainda – nem os pontos da fatura paga do cartão foi creditado – continuo zerado..

    • Nelson Camara

      Recebi os primeiros 10k pontos AA no dia 20 de março. Os outros 40k virão em parcelas mensais de 10k.

      • Carlos Telles

        Eu não recebi nem os pontos regulares do pagamento da fatura. No meu caos eu consegui pedir o platinum que seriam 30k ou 40k se não me engano.

        • Nelson Camara

          O bônus vem creditado separado dos pontos regulares. Os pontos regulares eu não recebi também, mas ainda está no prazo (no Way diz que as milhas serão creditadas no programa da AA em *no mínimo* uma semana após o vencimento da fatura… Achei estranho mas é o que está lá…)

  • Paulo

    [OFF-TOPIC] Tenho uma reserva de hotel no Submarino Viagens para o final de abril/20 e, em virtude do Coronavírus, terei que cancelar. Liguei lá para pedir o reembolso (trata-se de reserva cancelável) e a atendente disse que eles apenas estão atendendo consumidores cuja reserva vai até 10 de abril.

    Num primeiro momento, até achei razoável, pois sei da grande demanda por cancelamentos. Porém, perguntei se, após essa data, poderia pedir o reembolso, quando ela afirmou que “por política da empresa, nenhum cliente está recebendo reembolso em dinheiro, mas apenas um crédito para usar no próprio site”.

    Como sei que o Submarino nem sempre tem os melhores preços, disse que não aceitaria o “vale” ofertado e que a minha reserva garantia reembolso, mas ela foi firme em garantir que ninguém está conseguindo – nem mesmo as reservas feitas para hospedagem até o dia 10 de abril.

    Tem mais alguém nessa situação? Achei simplesmente um ABSURDO essa tática de oferecer “balinha como troco”, afinal, a empresa não pode se recusar a devolver dinheiro se as regras do contrato pregam o oposto. O duro é que a empresa deve estar ciente de que será alvo de várias ações judiciais, mas como os processos andam vagarosamente, prefere utilizar esse dinheiro enquanto não há determinação judicial para devolução.

    • Henrique P. P.

      Mesma situação aqui. Reserva reembolsável e o hotel na Holanda que cancelou. Iria em 09.04. Além desse absurdo que o colega comentou, que configura apropriação indevida (afinal faz 11 meses que paguei e estão com meu dinheiro), não vou receber meus 76 mil pontos Livelo do 17×1 da promoção. Vou abrir reclamação no consumidor gov e depois ação judicial neles, com dano moral e tudo.

    • Gabriel

      Tem mais um pequeno detalhe da sacanagem:
      “5. O valor do crédito gerado deverá ser utilizado para o mesmo destino e fornecedor de seu pedido original. Na qualidade de intermediadora de serviços turísticos, trabalharemos junto aos nossos fornecedores a melhor maneira de reacomodar sua viagem, respeitando as particularidades de remarcação e regras de cada um deles.”

      • Emanuel Soares

        A pior parte é que o crédito estará disponível somente a partir de 4 de maio. Isso que a minha reserva era de 29 de março a 8 de abril. Empréstimo para que, se pode jogar no lombo do consumidor a juro zero?

      • Paulo

        Gabriel,

        Isso eu não tinha visto – e acho que a sacanagem é ainda maior do que pensei. Eles retém o meu dinheiro e eu só poderei usar o “vale” no mesmo hotel? Isso porque a minha reserva é reembolsável… Surreal.

    • Emanuel Soares

      Pegue o contrato pelo link na ultima pagina do voucher, de uma olhada no item 7.1. CANCELAMENTOS E REEMBOLSOS
      ” Em caso de ameaça de ocorrência de fenômenos naturais, com possíveis riscos aos participantes, situação de calamidade pública, perturbação da ordem, acidentes ou greves prejudiciais aos serviços contratados, a viagem pode ser cancelada ou parte dela, antes do início, ou em qualquer etapa, sendo devida a restituição ao CONTRATANTE dos valores correspondentes aos serviços não utilizados, podendo haver retenção das taxas de serviços, na forma da Cláusula 5.1. ”
      Acabei de abrir reclamação no site do consumidor. Qualquer novidade informo aqui.

  • SwineOne

    Pessoal,

    Sei que é um assunto mais adequado para o outro blog do Guilherme (e se ele preferir, pode se inspirar nesse conteúdo para postar algo por lá), mas descobri algo nesses dias que me surpreendeu — não sei se deveria, mas enfim.

    Meu banco principal é o Santander, embora meus investimentos estejam todos em uma grande corretora, pois sabemos que os produtos oferecidos em grande banco são, via de regra, muito ruins.

    Em todo caso, tenho um fundo que uso como reserva de liquidez, em que deposito uma parte do salário no começo do mês e vou resgatando conforme a necessidade ao longo do mês. Para mim o mais importante era ter liquidez instantânea (na corretora, demora algumas horas para fazer o resgate e depois o TED para o banco) e permitir resgates permitidos, no caso desse fundo a partir de R$ 100, para não deixar mais dinheiro parado depois que o necessário. Escolhi o “SANTANDER FIC EXTRA PLUS RENDA FIXA REFERENCIADO DI”. Classificado como risco “muito baixo” no Santander, e supostamente referenciado DI, como diz o nome. Taxa de administração de 2% (ridiculamente alta, eu sei, especialmente em época de SELIC a 3,75%, mas típica para produtos com investimento mínimo baixo). Por si só, já deveria reavaliar minha participação nesse fundo agora, já que está dando mais lucro para o banco do que para mim. Mas a coisa piora…

    Nos últimos dias, como faço de costume, tenho olhado o quanto o fundo rende. Antes do início da pandemia, ele dava um retorno de cerca de 0,008% ao dia. Porém, os rendimentos dos últimos dias foram: -0,042%; -0,033%; -0,034%; -0,061%; -0,047%; -0,093%.

    O Santander poderia ter ficado feliz em colocar esse dinheiro na SELIC, sem gasto nenhum com gestor, e embolsar meus 2% com trabalho 0. Mas não, o banco prefere investir em ativos arriscados — afinal, quem se ferra com esse retorno negativo, em que perde-se por dia o equivalente a 4, 5, 8, até 11 vezes o que normalmente ele rende num dia? O cliente!

    Para comparação, a minha reserva de emergência principal está num fundo da minha corretora com 0,20% de taxa de administração e que promete espelhar o retorno da SELIC. Ele rende, religiosamente, a mesma % todo dia, inclusive nesse período (claro que caiu um pouco após a queda da SELIC, como esperado).

    Já decidi: de agora em diante, ou o dinheiro fica parado na conta, ou vai para a reserva de emergência na corretora. Chega de ser feito de trouxa.

    • Paulo

      Swine,

      Também sou cliente Santander e o meu gerente sempre tenta me empurrar algum desses fundos. Nas poucas vezes em que eu dou atenção e começo a ler as “letrinhas”, sempre paro a leitura na taxa de administração ou de custódia: em TODAS as vezes, uma conta simples já indica que terei prejuízo ou, no máximo, empate.

      Por isso, igual a você, deixo a minha reserva em fundo da corretora ou no Tesouro Selic mesmo. Com a disseminação das corretoras independentes, há muito descobrimos o quanto os bancões lucravam às nossas custas.

      • Flavio

        A grande maioria das pessoas ainda não “descobriu” isso….

    • Luiz De Freitas

      … acho mais vantajoso rodar boletos num cartão black do santander pois mesmo pagando tarifas para MP, PicPay, etc, mesmo assim ainda se tem um “lucro”, em milhas (euros, dólares), tendo em vista que o banco está premiando com o “dobro” de milhas do cartão virtual utilizado … fica a dica!

  • Nuno

    So atencao ao “pormenor” de que o cartão tem que ter sido aprovado antes de outubro de 2018 (dois mil e DEZOITO)!

    Vou participar ativamente da promoção mas cheira-me que o Santander está escondendo alguma coisa nas regras da promoção…

  • Pingback: Promoção pontos em dobro para quem usar o cartão virtual do Santander prorrogada até 30/04! | Meu Milhão de Milhas()

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×