Desânimo geral com os programas de milhagens aéreas e de cartões de crédito…

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

O grande amigo Henry escreveu ontem um comentário que, apesar de cômico, no fundo revela um estado de desânimo geral que começa a tomar conta de muitos frequentadores do mundo das milhas e pontos.

Afinal de contas, as promoções estão cada vez mais escassas e ruins, os bônus de transferência, cada vez menores; e até as promoções de acúmulos e resgates têm ficado piores.

Pra completar, os bancos não têm feito grandes promoções com seus cartões de crédito, e a título de exemplo, basta dizer que o Santander tá numa enrolação danada com o AAdvantage (vide o post da amiga Bia do Pontos e Viagens), e a campanha de pontos (quase) em triplo pode não aparecer nesse ano.

O Porto Seguro resolveu limitar até onde podia o uso do LK e Priority Pass para o Visa Infinite.

Pra completar, o dólar nas alturas (acima de R$ 4,50 na conversão das administradoras de cartão de crédito) desanima qualquer tentativa mais forte de um acúmulo maior via gastos com compras a crédito.

Isto posto, segue o comentário do Henry:

“Guilherme…

Estou desistindo de milhas e programas de fidelidade….

Por__ra… se é pra pegar meu dinheiro e colocar nessas tranqueiras e depois ficar com um monte de milhas que não servem pra por____ra nenhuma, vou sair desse mercado..

Vou pegar meu suado dinheirinho e aplicar numa coisa mais estável e rentável…”

Conclusão

Não se sabe até quando vai durar esse desânimo, mas as perspectivas futuras são ruins.

A Latam vai sair da One World e o Brasil vai ficar sem participantes em nenhuma das três maiores alianças aéreas globais. Os resgates no Smiles seguem inflacionados, sem esperanças de melhoras no curto prazo. O Tudo Azul segue firme e forte com sua política de modificações no seu programa sem aviso prévio.

E os cartões de crédito não trazem melhorias significativas, como a adição de parceiros aéreos estrangeiros de peso, ou diferenciais competitivos em termos de benefícios de viagens.

Em aeroportos, tenho ouvido com cada vez mais frequência frases do tipo: “que saudades da Avianca Brasil, onde os serviços eram ótimos, e do seu programa de fidelidade, que permitia resgates a preços decentes…”

Enfim, o cenário é desanimador. Viajar de avião tem saído cada vez mais caro, e viajar com milhas e pontos está se tornando cansativo, caro e cada vez menos recompensador.

  • Ítalo Alencar

    Eu mesmo irei cancelar os 8 clubes smiles e livelo. A tendência é piorar e o que fazemos de melhor é pegarmos o nosso dinheiro e aplicar em outros setores .

  • Leandro Esteves

    Também estou muito desanimado. Me desfiz de todas as milhas Smiles, quase todas da azul e quase todas da latam. Atualmente acumulando apenas no AAdvantage e na Livelo. Se o cenário não mudar o melhor a fazer é abandonar tudo mesmo e começar a aproveitar as promoções pagantes.

    • Fábio

      Fiz o mesmo. Zerei minha conta Smiles e Latam Pass. Agora só resta saldo na Iberia

  • Henrique P. P.

    Triste realidade essa Guilherme. Pior que sinto que há um desânimo geral, que, ao longo do ano, pode virar uma decepção total. Veja que até mesmo o clube Livelo, até então inquestionável, já não está mais imune a críticas e reclamações, e isso que estamos começando o ano, apenas. Se em junho no aniversário da Livelo não aparecerem promoções bem interessantes de transferência com bônus, acredito que o status de “desanimado” irá evoluir para “decepcionado”, e, nesse quadro, sequer os clubes antigos da Livelo terão mais serventia a justificar os expressivos valores pagos mensalmente. Enfim, as projeções não são nada animadoras, e o comentário do Henry retrata bem isso.

  • Paulo

    Isso quando não pegam suas milhas !!! Fiz o cartão Smiles na blackfriday e agora a maior briga para honrarem minhas milhas na qual tenho direito !! Já reclamei no atendimento smiles duas vezes e nada de me darem as milhas (5 mil milhas creditadas em 4 x ) alguém já passou por isso ?

    • Márcio Cunha

      Roubam na cara dura. Tinha q dar 40 mil em 4x de 10 mil p minha esposa e só colocaram 5 mil. Já reclamou e nada. Eles finalizam o protocolo, mandam vc consultar o saldo, mas as milhas não estão lá. Só na justiça msm.

      • Alessandro Rodrigues Nunes

        Tenta pelo twitter, eles respondem rápido e fica registrado para todos verem.

        • Henry

          Eu estou me limitando a reclamar no SAC deles, depois vou pro consumidor.gov.br e daí, já estou indo direto pra justiça..
          Programa de fidelidade não é jardim de infância pra gente imaginar que está lidando com monte de criancinhas e ter que ter paciência..
          É má-fé e mau caratismo.. então: que paguem pelo comportamento inidôneo…

  • Igor

    Solução pra quem não quer se aporrinhar com a imprevisão do dólar e dos programas de milhagem: Cashback.

    • Henry

      Sim… eu estou nessa solução desde 2017.. mas eu posso me dar ao luxo disso, porque ainda tenho muitas milhas acumuladas…
      Mas, quem nunca gerou muitas milhas ou quem é é milhamaníaco e tem compulsão por gerar milhas, faz o que ???rsrs

      • Felippe

        Infelizmente programas de milhagens estão servindo para América Latina. Quem não gosta de visitar os vizinhos fica difícil. Esses dias emiti a 9.600 milhas o trecho (voo com conexão em GRU). Para quem se dispõe a ir para Uruguai, Argentina, Paraguai, Chile, Bolívia e Peru tem muita oferta boa por milhas. Para os mais afortunados que querem EUA e Europa em executiva a situação piorou MUITO. Na pior hipótese uma viagem dessas a pessoa enche a cara nas salas Vips.

  • Jhow

    Recentemente o maior destaque tem sido apenas a TAP (por incrível que pareça rsrs), com suas promos de transferência da Livelo e a possibilidade de emissões em exec na Star A a preços fixos. Há inúmeros relatos de êxito e satisfação dos últimos movimentos, apesar da maratona que é para conseguir (inclusive eu estou neste foco).

    Maaas, vou até parar de ressaltar isso por aqui e em outros lugares pq infelizmente eles leem nossas opiniões e aplicam a regra “estamos em clara vantagem aos demais, então vamos ficar piores para nos igualarmos aos outros”, fruto da política de Nivelar por Baixo.

    • Andre Oliveira

      O que salva minha assinatura do livelo, apesar de certas imperfeições, é o programa de milhagens da TAP.

      • Jhow

        Fale baixo para eles não ouvirem! kkkkkk

  • assolini

    Um grupo muito próximo de amigos decidiu abandonar aos poucos os cartões brasileiros, focando em cartões americanos. Estão muito satisfeitos com os benefícios, cashbacks e promoções existentes no mercado americano, onde não há essa infidelidade com o cliente, mudanças de regras sem aviso prévio, uma desonestidade sem tamanho.
    Quem perde são os emissores brasileiros, pois esse grupo é do tipo alta renda, que viaja, gasta bastante no cartão, são influenciadores. Aos poucos mais pessoas saberão como pedir seu cartão americano e assim fugir das armadilhas dos cartões brasileiros.

    Se o cartão é ruim, os programas de milhas também são. Hoje tem que ter muita coragem pra enviar suas milhas para as áereas brasileiras, a não ser que voce tenha uma emissão pronta, deixar pontos na conta é perder dinheiro e saber que será enganado na hora do resgate.

    • Henry

      Estou só tentando finalizar uma maneira de gerar dólares, porque hoje não tenho essa opção e converter quase 5:1 fica ruim….
      No momento eu to fazendo é negociar tudo cash pra obter desconto… mas, estou de olho do TPC americano…
      Mas hoje, efetivamente, enviar dólares pra lá pra quitar a fatura, vai ficar complicado…
      O custo da milha e mesmo o resgate nos programas estrangeiros, vai ficar proibitivo…

      • assolini

        O bom dos cartões americanos são os benefícios, que aqui foram paulatinamente diminuidos, cortados, estrangulados, tirados a força sem aviso prévio.
        Quanto as milhas, elas valem muito mais do que aqui e podem ser enviadas para companhias aéreas que não temos como enviar daqui, a não ser pagando o deságio de 50% da Livelo.
        Além disso, o alto valor da anuidade pode ser recuperado com os cachbacks e gratuidades oferecidas pelos cartões.

        Mas claro que isso varia muito de perfil pra outro. Eu acho que um cartão americano hoje é perfeito pra quem viaja regularmente para os EUA, ou viaja muito pra todo lugar.

        Para o milheiro raiz brasileiro que quer apenas vender e fazer uma grana, viajando pouco, realmente não é interessante.

        • Henry

          Sim… em termos de benefícios os deles são mais duradouros e até mesmo, aumentam conforme o tempo passa..
          Lá é outra filosofia: de fidelidade de longo prazo em ambos os sentidos: do emissor/administradora do cartão e do cliente….

    • Flying_B

      Parece que somos 20 milhões de brazucas bancarizados, contra uma população de 260 milhões. Imagina se a metade resolvesse ser ter conta em banco??? Dito isso, não tem luz no fim do tunel, aqui vai continuar a ser cada dia pior. Dólar a 4,60 não gera pontos nenhum. Tem muita gente com cartão internacional, gold e alguns platinuns que pontuam 0,7 a 1,5 por dólar gasto.

      Somos a minoria com cartão black, platinum, amex….. Ontem mesmo abri conta na Sicredi por conta das salas Vips e a desinformação dos gerentes de banco é tremenda… Querendo enfiar um CDI a 105% achando que é lucro pra gente, e vem falar de previdência, de isso, de aquilo… Lamentável….

      • Henry

        Eu nunca, jamais, em tempo algum, fiz, faço ou farei Imprevidência Privada… o nome já diz o resultado do produto: “privada”…
        Melhor coisa… diversificar um pouco o dinheirinho… maior parte no Tesouro Direto e 30% em ações… e 5% deixando na antiga poupança.. o que tá lá, não sai de lá nunca mais…

        • Flying_B

          Confesso que nos meus vinte e poucos anos eu entrei nessa de “PRIVADA” e o resultado foi o que vc disse uma “privada….”.

          NÃO É a toa, que o apelido de gerente de banco é SIDNELSON (kkkkk, by Nathália A.)

  • Henry

    Ô Guilherme…
    Você tá muito pessimista..
    No “Alice no País das Maravilhas de Primeira” tá tudo pink e alegre…
    Aqui tá tudo black…
    Agora, veja o meu drama familiar..

    Vou transcrever aqui o “zap” que recebi de minha filha, casada há 1 ano e meio e querendo conhecer o mundo com o marido:

    “…Oi papi…
    Eu queria um dia aprender a fazer milhas..
    Tem q ter cartão bom ???…..”

    Ela usufruiu e ainda usufrui o momento em que o “papi” dela entrou no mercado de milhas no meio de 2012 e naquela época dava pra gerar muitas milhas a custo quase zero.. e o melhor de tudo: dava pra usar essas milhas de forma simples e pouca quantidade…
    Mas.. agora… se ela conseguir gerar 1.000.000 de milhas ???
    Vai ficar na maior dúvida se viaja (em econômica) para São Gonçalo ou pra Nova Iguaçu…rsrs

    O que eu faço ???
    Que conselho dar a uma filha amada que sempre foi o orgulho dos pais ???

    • Essa época de 2012 era uma festa danada. Como diria nosso ministro 🙂

      • Henry

        Vc sabia que a mulher do ministro pediu o divórcio???
        A inicial do advogado dela sustenta o pedido no fato que ela não casou pra ficar cozinhando, lavando e passando roupa, já que a empregada pediu demissão na terça feira… além disso , como ela está achando que ñ vai mais encontrar outra pra colocar no lugar, ela teme que o marido acabe assinando a carteira dela pra regulamentar o posto…
        Aí já viu né????
        Nunca mais ela assiste peça na Broadway …. rsrs

      • Carlos Telles

        Saudades dessa festa.

    • Seropedica tem tido promoções ótimas! 🤷🏻‍♂️🤷🏻‍♂️🤷🏻‍♂️

  • Alexandre

    Saudosa Avianca Brasil. Que descanse em paz.

  • Jonas

    Tem algum e-mail que eu possa comunicar erro gramatical? Rs

  • Luciano Kaefer

    Aqui no Brasil eles entraram no mercado porque todo cartão dá milhas. Mesmo que não seja milheiro-maníaco, tá lá o cartão. Compra um presente, abastece o veículo, tudo gera milha, ainda que seja pouca. E ninguém é burro de jogar essas milhas fora, pois vai que um dia, acumulando, acaba indo para São José de Cococó de graça…
    As empresas começaram a fazer umas bonificações de 100% ( inflacionando também os resgates na mesma proporção ), ou seja, não tem promoções. dão com uma mão e tiram com a outra.
    Agora, começaram a reduzir as promos de troca de milhas ( sem desinflacionar os resgates que antes foram inflacionados ).
    Apostam que sempre haverá quem acumule milhas, pois quem ficar revoltado, que deixe de acumular, ou troque por um cartão que não dá milha…
    Acho que o caminho é não se desesperar e continuar a deixar pingar as milhas na conta. Quando surgir uma mega promo, transfere e deixa lá, acumulado, cuidando para não deixar vencer os bonus ( que geralmente são válidos por 6 meses ). Dá para trocar o bonus por uma torradeira, caso não tenha nenhuma transferência vantajosa antes do vencimento dos pontos.
    Quando a massa de pontos parados for grande, e os assentos das aéreas partirem vazios, eles irão fazer uma promo maluca para preencher os voos trocando por poucas milhas.
    Assim viajei de Frankfurt>Doha em primeira, por 100K. Experiência única. E essa viagem fiz toda com milhas, inclusive os outros trajetos para montar o quebra cabeças.
    Não podemos é trocar milhas com taxas altíssimas. é só deixar o avião voar com os assentos vazios e guardar o que acumulamos, penso eu.

    • Paulo

      A preferência pelos cartões dos EUA faz todo sentido. Contudo, para quem não tem endereço lá para solicitar (meu caso), acho que o melhor no Brasil ainda é o Amex TPC pelas milhas do Livelo não terem validade. Se isso mudar, aí não tem mais nada que valha a pena para juntar milhas na minha opinião. Restarão apenas os cartões de crédito nacionais com cashback.

  • Já desisti da prática há algum tempo. Frequentemente uso dinheiro ou um misto de pontos com dinheiro. Uso o valor praticado pelo KM Ipiranga pra determinar o que vale mais a pena. Mas tem sido trabalhoso mesmo…

  • adriano

    houve uma inflacao de miljas……. mta gente comprando milhas, ganhando milhas, participando de clube de milha….deu nisso. salsi fu fu

  • Rodolfo França

    o ”jeito” vai ser esperar os bugs então. Que diga-se de passagem sumiram. rss

    • Henry

      Não Rodolfo…
      Os bugs estão ativos.. tão lá no Smiles, ferrando com a vida do associado que tenta descolar uma passagem.. toda hora aquela joça dá “erro”… a Beatriz, ops, os Três Mosqueteiros, até publicaram um artigo sobre esse “erro” (sem querer, querendo) do Smiles..
      Já aqueles bug´s que faziam a festa da galera.. aí, sumiram mesmo…

  • Natasha

    A latam ainda tem resgates a preços bons, nas na smiles tá impossível, preços surreais.

  • A. Júnior

    Só digo o seguinte: “tava uma festa danada”, taokey? Mas muitos (a maioria?) preferiram mudar… eu já sabia de tudo desde sempre, nenhuma novidade! Segue o jogo!!!

  • Flying_B

    Festa danada??? Onde? Halloween ???

    Tem site que está em “Rave” todo dia!!! Só falta publicar receita de bolo.

    Deveriam estar em luto, porque ontem morreu o pai criador do CTR C & CTR V…

    • Henry

      Quem morreu ontem ??? isso é figurativo ou realmente alguém “passou desta pra melhor” ???(*)…

      (*)… gostaria muito de conhecer a pessoa que inventou esse ditado… deve ser a única pessoa do mundo que fez essa viagem, até onde se sabe apenas de ida, e, pelo visto, o cara fez uma RT… rsrs

      • Paulo

        Mas será que ele conseguiu emitir com milhas smiles essa “passagem” ???

    • Márcio Cunha

      Acabaram de publicar “Livelo e Camicado, 4 pontos por real gasto.” Ahahaha

      • Flying_B

        Pois é… bem por ai. heheheh

  • Pingback: Promoção Bumerangue: Bônus 10% a 30% Livelo para o Latam Pass + 15% a 35% points back na conta Livelo | Meu Milhão de Milhas()

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×