Des?nimo geral com os programas de milhagens a?reas e de cart?es de cr?dito…

O grande amigo Henry escreveu ontem um coment?rio que, apesar de c?mico, no fundo revela um estado de des?nimo geral que come?a a tomar conta de muitos frequentadores do mundo das milhas e pontos.

Afinal de contas, as promo??es est?o cada vez mais escassas e ruins, os b?nus de transfer?ncia, cada vez menores; e at? as promo??es de ac?mulos e resgates t?m ficado piores.

Pra completar, os bancos n?o t?m feito grandes promo??es com seus cart?es de cr?dito, e a t?tulo de exemplo, basta dizer que o Santander t? numa enrola??o danada com o AAdvantage (vide o post da amiga Bia do Pontos e Viagens), e a campanha de pontos (quase) em triplo pode n?o aparecer nesse ano.

O Porto Seguro resolveu limitar at? onde podia o uso do LK e Priority Pass para o Visa Infinite.

Pra completar, o d?lar nas alturas (acima de R$ 4,50 na convers?o das administradoras de cart?o de cr?dito) desanima qualquer tentativa mais forte de um ac?mulo maior via gastos com compras a cr?dito.

Isto posto, segue o coment?rio do Henry:

“Guilherme…

Estou desistindo de milhas e programas de fidelidade….

Por__ra… se ? pra pegar meu dinheiro e colocar nessas tranqueiras e depois ficar com um monte de milhas que n?o servem pra por____ra nenhuma, vou sair desse mercado..

Vou pegar meu suado dinheirinho e aplicar numa coisa mais est?vel e rent?vel…”

Conclus?o

N?o se sabe at? quando vai durar esse des?nimo, mas as perspectivas futuras s?o ruins.

A Latam vai sair da One World e o Brasil vai ficar sem participantes em nenhuma das tr?s maiores alian?as a?reas globais. Os resgates no Smiles seguem inflacionados, sem esperan?as de melhoras no curto prazo. O Tudo Azul segue firme e forte com sua pol?tica de modifica??es no seu programa sem aviso pr?vio.

E os cart?es de cr?dito n?o trazem melhorias significativas, como a adi??o de parceiros a?reos estrangeiros de peso, ou diferenciais competitivos em termos de benef?cios de viagens.

Em aeroportos, tenho ouvido com cada vez mais frequ?ncia frases do tipo: “que saudades da Avianca Brasil, onde os servi?os eram ?timos, e do seu programa de fidelidade, que permitia resgates a pre?os decentes…”

Enfim, o cen?rio ? desanimador. Viajar de avi?o tem sa?do cada vez mais caro, e viajar com milhas e pontos est? se tornando cansativo, caro e cada vez menos recompensador.