Dúvida do leitor: tenho 162 mil pontos no Livelo e 173 mil pontos no Santander Esfera. Prefiro viajar na econômica. Quais programas de milhagens vocês indicam?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Segue a dúvida do leitor Bear:

“Estou com 162 mil pontos na Livelo e 173 mil pontos Esfera. Vejo aqui que todo mundo sempre posta dicas para viagens em executiva, primeira classe… Mas eu sou um viajante que não liga muito pra conforto e prefere economizar…

Qual programa que vocês que são mais entendidos me recomendam?

Até agora eu só tenho transferido pontos para o Smiles, e de vez em quando vendo as milhas que vão expirar…

Para ajudar na resposta, eu perguntei a ele para quais destinos ele gosta de viajar:

Quais as viagens que você têm preferência? Para EUA? Europa? América do Sul? Trechos nacionais?

E ele respondeu:

Guilherme, se isso fosse uma prova eu selecionaria (e) todas as opções acima! Hahahaha

As minhas viagens internacionais costumo comprar no cartão de crédito para ganhar o seguro viagem, mas recentemente descobri que na compra com milhas basta pagar as taxas com o cartão que eu recebo o seguro…

No ano passado de internacionais fui para Islândia, Chile e EUA (Califórnia)…

Também cheguei a fazer trechos nacionais.

Também enviava os meus pontos para o Smiles porque nos meus levantamentos os resgates de trechos nacionais custam menos milhas na minha cidade, e também porque dá pra vender as milhas que estão para expirar.

Conclusão

Eu diversificaria os programas de milhagens, a depender dos destinos. Para os EUA, mandaria para o MUTAMDEL, já que a Latam costuma ofertar valores em classe econômica, para Miami, por 20 mil pontos ou menos cada perna. Também pesquisaria o Tudo Azul, que pode ter valores interessantes para os destinos que opera na Florida, por valores inferiores a 35 mil pontos a perna, já que o Livelo é parceiro do Tudo Azul e de vez em quando solta uma promoção acima de 80% de bônus.

Para a Europa, o Smiles de vez em quando oferece valores bons para voar na Alitalia, por trechos que, em promoção, ficam ao redor de 35 mil milhas.

A Iberia, parceira do Santander, também oferece trechos do Brasil para a Europa por valores competitivos, só não sei ao certo quanto, mas acho que é na faixa dos 20 a 25 mil pontos a perna.

Na América do Sul, o Smiles faz promoções constantes para Argentina, Uruguai e Chile por 10 a 15 mil milhas a perna.

Como a quantidade de pontos acumulados no Livelo e no Santander é grande, eu só transferiria para os programas de milhagens quando houvesse uma promoção com bônus de transferência de pelo menos 100% para o Smiles e Tudo Azul.

E você, qual programa de milhagens sugeriria para o Bear?

Tagged as: ,
  • Dorgival

    Ele não falou a origem das viagens.
    Eu, em Recife, mandaria una parte da Livelo pra Tap, pois tentaria uma eco pros EUA a 70k na *A ou uma eco pra Europa a 79k na própria Tap. Está no momento com 100%.

    • Guilherme

      Ele deve falar aqui nesse post.

  • Marcelo Treu

    Guilherme, acompanho seu blog e gosto muito das dicas. Aproveitando, o que é MUTAMDEL que você sugeriu aí em cima?

    • Guilherme

      MUTAMDEL (TM) = Multiplus + TAM + Delta

      (TM) by Flying

      Valeu!!!

      • Flying_B

        kkkkkkkkk .. pegou!!!

      • Sílvio Carneiro

        Muito boa! :-)))))))

      • thiagocolorado

        HAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAHAHAHAHAAHAHAH
        Ri alto.

  • A resposta ainda é relativa. Se for de Manaus pode ser uma, se de Porto Alegre, outra. Mas, eu diria, adotando-se critérios básicos, que a Avianca é a melhor opcao para trechos em Y. É a única com preços fixos e baratos. Mas nao tem bonus e as saidas sao de SP e Rio. Depois citaria a LATAM que tem mais ofertas recorrentes a precos baixos mas tambem para saidas do sudeste. Casuisticamente, na mesma linha do raciocínio dominante aqui no forum do MMM, o Smiles e, por ultimo, citaria a Azul que também poderá agradar… Mas, como não posso deixar passar a piada, vou postar um meme em que se traduz: “veja o bebê como milhas investidas em Y”…

    • Como nao consegui anexar a foto do meme, segue a descrição: personagem Felix segura um bebe no colo e pergunta “o que que eu faço”. Personagem Carminha exclama “joga no lixo!”. Personagens da novela Salve Jorge (aquela que se passava entre o Rio e Istambul, numa época ficticia em que se viajava de Concorde entre as duas cidades) e que traficavam pessoas e raptavam bebês, dizem “que desperdício” e “#chateada!”…

  • Bear

    Guilherme, que honra ter um post de uma pergunta minha, muito obrigado!

    Respondendo aos comentários, eu sou do Paraná e sempre costumo considerar como saída internacional GRU.

    Quanto a recomendação de diversificar os programas onde deposita milhas, me lembrei imediatamente das 88 mil milhas amigo que perdi quando o programa foi extinto kkkkk

    • Fábio

      Com saída no Paraná e hub internacional em GRU acredito que as melhores opções para você são o MUTAMDEL e Smiles.

      Escrevi há pouco em outro comentário qual seria minha estratégia em seu lugar.

    • Bear

      Um detalhe importante que esqueci de mencionar em relação aos trechos nacionais, na minha cidade, Maringá, a Latam não opera, somente Gol e Azul!

      • Ronie

        A partir de 15 de dezembro vão começar a operar 🙂

      • Fábio

        Ao menos opera Londrina, que é relativamente perto. Fui para sua cidade a partir de Congonhas com o Smiles em maio desse ano. Paguei 3 e 4k pelos trechos. Hoje não se acha mais esses valores por lá. Tudo acima de 9/10k.

  • Fábio

    Na posição do leitor eu provavelmente utilizaria o Livelo para os programas nacionais e o Santander para os internacionais. Seguiria também a regra de ouro de não fazer poupança com milhas. Melhor deixar o saldo no cartão e só transferir próximo da emissão com bônus.

    Dentre os nacionais minha estratégia seria a seguinte:

    Smiles: evitaria enviar as milhas para o programa num primeiro momento. Eles aumentaram a tabela cerca de 50% nos voos da Gol durante esse ano e deixar os pontos por lá é ter a certeza da desvalorização dos mesmos. A melhor opção com o Smiles é usar o Viaje Fácil e depois fazer a transferência apenas das milhas necessárias para a viagem. Pensaria em transferir sem ter uma viagem em vista caso aparecesse uma promoção com um bônus na faixa de 120% (o que creio que não aconteceu esse ano). Nesse caso deixaria um saldo entre 100 e 150 mil no programa e procuraria as oportunidades pontuais, como Aeromexico e Alitalia que frequentemente são encontradas.

    Azul: não trabalho com eles por não acreditar na idoneidade do Tudo Azul. A única opção que faria transferência é em caso de bônus realmente generosos, coisa de 150% ou mais, com pontos próximos do vencimento no cartão. Nesse caso, assim que as milhas entrassem no programa faria a transferência para o Le Club.

    Latam Pass: curiosamente após a compra da Multiplus pela LATAM com a absorção desse programa pela Latam Pass e aporte financeiro da Delta o MUTAMDEL se tornou uma boa opção. Frequentemente aparecem promoções de voos locais e internacionais por um custo bem acessível. Além disso a malha da empresa é ótima para América do Sul e do Norte, além de alguns destinos na Europa. Como a criação da MUTAMDEL é recente, coisa de menos de 2 meses, temos uma pequena amostra de tempo pra avaliar a postura da empresa e não dá pra saber se essa “bondade” permanecerá ou é uma forma de atrair um fluxo de recursos ao programa. Mas hoje eles seriam minha primeira opção caso estivesse desesperado para transferir pontos do cartão.

    Dentre os internacionais vejo que a principal opção é o Iberia Plus, que você pode fazer transferências na proporção 1 pra 1 através do Santander Esfera. Se você deseja visitar a Europa eles são uma ótima opção. Os resgates são acessíveis e as regras estáveis.

    • Henry

      Assino embaixo esse trecho:

      “….Azul: não trabalho com eles por não acreditar na idoneidade do Tudo Azul…..”

      É o meu velho bordão:
      “… O TudoAzul consegue a façanha de ser pior que o Smiles…..” rsrs

    • Nuno

      “….Azul: não trabalho com eles por não acreditar na idoneidade do Tudo Azul…..” – perfeito!

  • Gabriel

    Como você tem uma quantidade razoável de pontos, bem como pretende emissões não muito caras, a diversificação (mesmo que contenha algum risco) parece a melhor hipótese para um melhor aproveitamento das oportunidades.
    Só acho que em alguns casos vale reavaliar a questão de só viajar em econômica, pois acontece de as vezes a executiva em pontos custar apenas 25% mais que em econômica.

  • Maslow

    Bear, eu mandaria os pontos do Satãnder para o Ibéria Plus. Também sou do Paraná e vc pode por exemplo transferir pontos do Iberia Plus para a British Airways livremente (consulte as regras) e fazer um trecho de ida GRU para Londres por 19.500 pts (escapando das temíveis taxas de embarque de Heathrow), aproveite uns dias na terra da rainha e pegue o trem Eurostar para Paris ou Bruxelas e escollha seu roteiro na Europa. Para retornar, volte pela Iberia por aproximadamente 22.500/30.000 dependendo do local do seu embarque. Estes valores em pontos que citei são em datas de baixa (off Peak) que estão espalhadas no calendário no ano todo ( no site da Iberia e da British tem tabelas com as datas off Peak).
    Com pontos no Executive Club da British, vc também consegue emitir online vôos da American Airlines para os EUA por 25.000 o trecho em animal class se vc tiver datas disponíveis oferecidas pela AA.

  • Renan R

    Não deu dicas boas para ele.
    A latam sempre tem voos para América do Sul e Europa muito mais baixos que a Smiles, muito mais baixos mesmo.

    • F Miranda

      E o jabá, se esqueceu???

      • Henry

        Amigo…
        Vc está no site errado.. falou Jabá é na Jabalândia e nos Melhores Desatinos…

    • Paulo

      Verdade! Eu já consegui NY por 30 mil milhas (e não é algo raro), Europa tem varias opções pela mesma quantidad de milhas. Eu acho um valor justo e me atende bem.

      • Henry

        Sim.. a DELATÃO tem sim, de vez em quando, excelentes promos de emissão..
        O “flórida” é conseguir emitir.. site sempre com problema….. fora isso, concordo contigo…

  • Henry

    Com um pouco de entendimento de emissões e programas de fidelidade nacionais e estrangeiros eu sugiro:
    1- Pontos no Santander => enviar para o Iberia Plus.. direto, sem pensar..
    Com isso vc pode tb compartilhar seus ávios com o Executive Club e poderá emitir passagens de GRU para MIA, por apenas 25k…. Veja, o IP não permite emissão nos parceiros de apenas 1 trecho.. vc tem que emitir ida e volta.. mas o EC permite…
    Outra vantagem: o EC cobra por distância voada.. então para voos intra Europa ou intraEUA (AA), vc vai pagar poucos ávios…
    E outra vantagem IMBATÍVEL: o EC/IP tem regras bem duradouras e avisam com muita antecedência…
    Para saber quando tem tarifa de 25k de GRU pra MIA é só vc entrar no site da AA e simular a emissão em milhas de lá.. tendo a tarifa SAVER, vc vai achar no EC…
    Além do mais, GIG ou GRU => vc pagar apenas 19kávios.. dependendo da época… se quiser um agradinho extra, tb descola GRU/GIG em executiva por 42k…

    2- Pontos no Livelo => Deixava os pontos no cartão…
    – Para emissões domésticas, o Smiles tem o Viaje Fácil.. então, vc aproveita uma promo de emissão e usa o Viaje Fácil.. depois vc espera uma promo de bônus e envia a quantidade certinha (pontos normais + os pontos de bônus) e quita a passagem…
    OBS: no Viaje Fácil vc tem que quitar o “fiado” em até 60 dias antes da viagem.. então, é recomendável vc usá-lo para programações mais longas, com datas do voo > 6 meses do dia em que vc faz emissão.. porque aí vc tem tempo pra esperar a promo de bônus.. captou a minha mensagem ??? rsrs
    – Para emissões na América do Sul.. bem, a DELATÃO [ contração do nome DELTA com o nome LATÃO DE LIXO (LATAM) ] costuma ter boas cotações de emissões… o “flórida” é conseguir emitir alguma coisa naquele maldito site… mas.. se vc tiver paciência de um monge, vc sempre pode emitir pelo SAC, que tb é estressante, mas existem relatos de pessoas que conseguem…
    Se vc for uma pessoa que gosta de correr riscos, eu faria o seguinte:
    – mandava metade dos pontos para o DELATÃO, quando eles derem bônus > 40%.. e deixava essas milhas lá pra aproveitar promo de emissão de passagens..
    – a outra metade deixava no Livelo, que tem sempre o detalhe de que vc provavelmente vai continuar acumulando lá e tb que, quando vc enviar para qq programa de fidelidade, se for uma promo de bônus muita boa, vc ainda por cima pode “comprar” milhas na etapa de envio.. eles permitem que vc compre 60% do valor que vc tem de saldo… então, na prática, como vc teria lá 50% do saldo de hoje, com mais 60% dessa quantidade, vc terá 50% + 30%(60% de 50%) = 80% do saldo atual….

    Boa sorte…

    • Henry

      Outro detalhe:
      A DELATÃO, que agora é uma “join aventura” entre a DELTA e a LATÃO, daqui a um tempo, PODE SER que vc consiga emitir trechos domésticos nos EUA voando Delta, usando suas milhas DELATÃO..
      Só não se sabe quando isso vai estar liberado, se realmente vai rolar e quanto vai custar.. mas é uma interrogação pra vc levar em consideração tb…

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×