Tudo Azul aperta o cerco contra os milheiros profissionais

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

De acordo com o leitor Leandro, corre o boato de que o Tudo Azul está prestes a limitar (a partir de 2020) os resgates de passagens a no máximo 5 pessoas diferentes, além do titular da conta.

Atualmente, o Regulamento permite resgates para até 20 passageiros diferentes + o titular da conta:

O TudoAzul poderá excluir ou suspender a Conta caso o Participante: (i) negocie seus pontos com terceiros, fora das regras previstas neste Regulamento, incluindo, mas não se limitando, aos casos de compra e venda irregular ou comercialização de bilhetes aéreos ou de produtos / serviços adquiridos total ou parcialmente com Pontos; (ii) pratique ou concorra com a prática de fraude no acúmulo ou resgate de Pontos ou produtos / serviços; (iii) pratique qualquer conduta contrária ao previsto neste Regulamento ou no Regulamento dos Parceiros; (iv) compartilhe com terceiros sua Senha de Acesso; (v) resgate benefícios do Programa em favor de 20 (vinte) ou mais pessoas distintas do titular do Programa TudoAzul, a qualquer título, dentro do período de 12 (doze) meses, sendo que a verificação será realizada através do número de CPF informado no momento do resgate.

A prática das condutas previstas neste item poderá ainda acarretar: (i) o cancelamento dos pontos na Conta do Participante obtidos irregularmente ou mediante fraude; (ii) o cancelamento do bilhete aéreo do Participante que cometeu ou corroborou com a irregularidade ou fraude; (iii) a suspensão do acesso do Participante infrator ao Programa, por tempo indeterminado.

Conclusão

Quero ver aonde isso vai chegar.

Se o objetivo dos programas de milhagens é coibir o comércio de milhas e pontos, será que vai haver incentivo para os consumidores continuarem a gastar os “tubos” com mensalidades de clubes, compras de pontos etc., se houver tantos impedimentos para os resgates?

É uma situação paradoxal. Limitar o comércio de milhas, através de atitudes como essa, pode também fazer secar a fonte dos lucros dessas empresas, que consiste justamente na venda de pontos, por meio de suas inúmeras formas (venda direta de pontos, bônus de transferência de cartão de crédito, mensalidades de clubes a perder de vista etc.).

Em breve, MUTAMDEL (TM) e Smiles devem anunciar medidas semelhantes. Quem viver, verá. 😉

(TM) by Flying

Tagged as:
  • Leandro Esteves

    Tudo para as empresas. Nada pro consumidor.

    • Guilherme

      Bem isso!

  • Magno Manso

    Vai ser um tiro no pé bem grande!!! A verdade que não compensa no Brasil tem milhas com fidelidade atualmente.

    • Guilherme

      Verdade! Como bem disse o Henry há algumas horas: “é errado deixar/estimular acumular milhões de milhas e na outra ponta TENTAR impedir o uso das milhas…”

  • Fábio

    Ótima ideia para as empresas. Ao limitar assim elas podem cancelar as contas de quem quebrar as regras, embolsando os pontos, ou fazer com que o saldo de muitos usuários dos programas vençam sem o consumidor poder usufruí-lo.

    Essa “inovação” é ainda melhor que as costumeiras inflações na tabela

  • Flying_B

    Percebam hoje que todas as vantagens de usar milhas foram extintas com as passagens com tarifa dinâmica, os programas de pilhagem, digo milhagem vão ser meros programas de descontos, tanto é que de fato a AZUL com seu TUDOAZUL tem (pontos + money), sempre, e sempre esse (pontos + money) vai corresponder a um simples “desconto” na passagem, e sempre será pior do que o preço em se pagando em dinheiro. Afinal a TUDOAZUL adota preços dinâmicos e são quase surreais (trecho internacional e nacional também). Afugenta seus clientes com seu programa de descontos e não de fidelidade.
    Ninguém quer saber de fidelidade, querem saber de rentabilidade. Toda e qualquer tarifa “top” traz os benefícios que antes era de exclusividade dos clientes fiéis, ou com status. Quer saber? upgrade, alteração sem custo, antecipação, postergação, bagagem. Então já foi pro pau o programa de fidelidade, vivemos na era da rentabilidade.
    Pode ser prejudicial à Azul até pode, acho que médio prazo os consumidores perderão o interesse, mas a concorrência brasileira não ajuda (Latão é você) a Gol em menor escala (ainda consegue ser diamante somente voando 30 trechos, sem ter a sopa de letras, dolar gasto, voo qualificável, etc…)

  • hotel_soap

    acho ótimo

  • henriquecaldas

    Pergunta, alguém acumula milhas Azul pra vender com a tabela louca deles? Pra mim o unico problema nessa medida é as outras copiarem.

    • Cristiano

      Exatamente, o Tudo Azul ninguém está nem aí, já os outros… Espero que não sigam o mesmo caminho tão rígido

  • Leandro Esteves

    Até seria uma medida OK se as empresas não vendessem milha dessa forma famigerada. Na verdade nem deveriam vender. Agora, se eu compro uma coisa, como assim eu não posso vendê-la depois? Só nesses programas de infidelidade mesmo. Tomara que morram a míngua. Estou ficando no AAdvantage agora. Programa nacional, só pra usar de trampolim pra mandar pro Le Club.

    • Fábio

      AAdvantage ainda vale a pena? Estou preferindo Iberia. Mas claro que isso depende um pouco do perfil de viagens de cada um

      • Leandro Esteves

        Tenho usado por conta do cartão AAdvantage Black. Ainda nem cheguei a emitir passagens por lá, mas tenho achado bons os preços, principalmente a promoção de 45 mil pontos ida e volta com Stopover

  • Carlos E. Araujo

    Isso é um verdadeiro disparate. Se a pessoa tiver uma família com mais de 5 pessoas, deixa uma em casa. A limitação em ate 25 era ‘ok’. Ate 20 tbm ate que era ‘ok’. Mas 5 cpfs? Ja emiti passagem para amigos e familiares que ultrapassava essa marca. E nem era comercialização. Que ABSURDO. Mas é aquela história, ninguém também é obrigado a se manter no programa. Isso se concretizando, estou dando Adeus.

  • Renato C

    O problema maior nem são os 5 CPFs. O problema é que, de acordo com os rumores, SERÁ PRECISO CADASTRAR ANTECIPADAMENTE os CPFs antes da emissão de qualquer passagem e, PASME, ESPERAR 60 DIAS após o cadastro para se poder emitir para estes 5 CPFs diferentes !!!

  • Jonas

    Que absurdo. Esse limite aí vai prejudicar até quem não comercializa os pontos.

  • Vinicius

    Bom dia, pessoal, tudo bem? Sou novo neste universo das milhas e tenho aprendido bastante lendo os comentários de vocês. Tenho uma dúvida e agradeceria imensamente se pudessem me orientar. Desculpe, desde já, caso seja Off topic. Dia desses, comprei 165.000 milhas na promoção da Latam, em que o milheiro custou 28 reais. Nunca tive oportunidade de viajar de executiva, pois a minha renda não é alta. Ainda assim, tava pensando em emitir gru-lhr ida (british – executiva – 777) / conexao em londres de 11 hs / lhr-jnb (a380 – executiva)/ jnb-gru (a350 – executiva). As taxas ficariam 380 reais. No total, sairia por 4945. Voces acham que esse preco ta bom ou vale a pena esperar o black briday? Tenho receio desse valor em milhas aumentar. Bom domingo a tds. Fiquem com Deus. Abs

  • Marcio

    Sou associado de uma cooperativa de crédito. Costumava enviar milhas para os programas e vendê-las (usualmente compro passagens com dinheiro). Recentemente ela introduziu a troca de pontos por cashback na fatura. Vejamos, de um lado temos cada vez mais restrições para venda de milhas e do outro facilidades na troca por cashback: não preciso pensar muito para saber o que fazer.

    Bônus: ao trocar pontos por cashback a cooperativa não precisa pagar por eles na transferência, o que vai melhorar seu resultado e consequentemente a distribuição de sobras para os associados.

  • JM

    Ainda essa tabela vale Le Club para Cia Aereas?

    2.000 pontos Rewards = 2.000 milhas, km ou ponto aéreo :
    Para a Finnair Plus (Finnair), a tabela é 2.000 pontos Rewards = 2.000 pontos Finnair Plus.
    Para a Qantas Frequent Flyer (Qantas Airways), a tabela é 2.000 pontos Rewards = 2.000 pontos Qantas.
    3.000 pontos Rewards = 3.000 milhas, km ou ponto aéreo :
    Para a Iberia Plus (Iberia), a tabela é 3.000 pontos Rewards = 3.000 pontos Avios.
    4.000 pontos Rewards = 4.000 milhas, km ou ponto aéreo :
    Para a Velocity Frequent Flyer (Virgin Australia), a tabela é 4.000 pontos Rewards = 4.000 pontos Velocity.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×