[Guest post] Projeto revivendo antes de morrer. Parte 4: A viagem partindo de Sampa, Vancouver, e a saída dela

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Dando continuidade ao trip report sobre a viagem ao Canadá, o Celso agora nos traz relatos divertidos e tragicômicos dos momentos iniciais dessa viagem.

Pitadas de humor refinado 😆 são entrelaçadas com informações úteis, belas imagens, e muito entretenimento, o que faz da leitura do texto de hoje uma verdadeira viagem dento da viagem.

Confiram!

……………………….

“Todos nós temos momentos especiais em nossas vidas por diferentes motivos e este, que iremos reviver, nos remetia há alguns anos, quando vivemos uma longa viagem a América do Norte incluindo Seattle, Toronto, Nova York, Niágara etc.

Enquanto você fica tocado com a emotiva interpretação do sueco Chris Klafford, a qual levarei para ouvir no Canadá, vou descrevendo o início da viagem até saímos de Vancouver rumo às montanhas rochosas do Canadá.

Numa terça-feira, não visualizando nenhum inferno abaixo de nós, e somente o céu acima de nós, como na canção, decolaríamos no AC0091 rumo a Toronto. Junte-se a nós!

Saí da capital São Paulo com 5 horas da decolagem, para ter tempo suficiente para o checkin, e aproveitar o lounge da Star Alliance.

Viajar implica em estar disposto a conhecer o novo, ter novas experiências, inclusive sensoriais, mas lidar com a adversidade.

Certa vez, ouvi uma das maiores verdades da minha vida: “viver é como massa de bolo, quando mais mexida, melhor fica”, e é nesse sentido que quanto mais experiências boas e RUINS vivenciar, melhor será sua vida.

Animado, muito feliz, iniciei o retorno a Vancouver!

O motorista estava marcado para nos pegar às 3 p.m. Por volta das 2 p.m. começou a chover, e a meteorologia, logo pela manhã, informava o fato, sem riscos de alagamentos rumo à GRU.

Às 3.10 p.m., recebo um WhatsApp do motorista, que tinha batido o carro rumo a meu endereço, e não teria como me atender!

Começou… rsrsrsrsrs… plano B.

UBER! Black Bag. Em poucos minutos um Fusion blindado veio nos pegar.

Fomos confortavelmente até o Terminal 3, nos despedimos do motorista e, alguns minutos depois, ele alterou o valor da corrida, debitando no meu cartão R$ 47,00 a mais do valor inicialmente contratado (o transfer demorou 2h15 min – se tivesse pago em dinheiro, ele não teria como fazer tal alteração, mas enfim tudo era alegria…).

Os preços do Duty Free de GRU continuam absurdamente acima da média mundial. 

Chegamos com o checkin da AIR CANADA já aberto, cordialmente fomos atendidos para ir a Vancouver via Toronto, no 789 até Toronto, e depois no 788 até Vancouver. Os boarding passes foram emitidos aqui, e agora há obrigatoriedade de redespacho apenas das malas em Toronto (no passado as malas iam direto até Vancouver).

O embarque foi pontual, e assumimos nossos assentos na fila 2. A Business de configuração 1-2-1 em ambos aviões e as poltronas são exatamente iguais, exceto que no 789 há 30 contra 20 assentos na classe executiva no 788.

Embarcados, mostro a foto do foot rest de uma business de verdade. Ele não afunila a ponto lhe impedir de dormir como nos 77W da Swiss, 78x da LATAM, Polaris da UNITED, 788 da Avianca, ….. todos horríveis!

Em todos os 3 voos destes posts não houve nenhuma turbulência, e o catering em todos foi sempre muito farto e gostoso (não diria delicioso como na Qatar ou Emirates, mas muito superior em sabor à média mundial).

Muito bem, começamos o voo até Toronto, e o 789 voava a 11.600 m, com velocidades em longos trechos a 920 km em relação à terra.

Eis que minha amada mulher me diz:

“Você não vai acreditar no que aconteceu!”

Brinquei:

“O táxi batido está no porão?

Ela brava:

“Muito pior!”

“O que foi?”

Acabei de perder a pedra imensa do meu anel da H. Stern, veja só estou com o anel a pedra sumiu!”

Pensei comigo, ela é cuidadosa, paciência, ao chegar em São Paulo verei como resolver!

Nisso, ela, nervosa, queria que fosse procurar no piso do avião, que era novo, e estava limpinho, enquanto as luzes ainda estavam acessas!

Nessa hora, pensei em ligar para o Guilherme!!!! Não, isso não! Ficar de 4 no piso de avião, não dá, né gente!?

Disse a ela calmamente que ela sempre foi muito cuidadosa em tudo, e se essa fatalidade ocorreu, teríamos que absorver o prejuízo, ainda que significativo, mas não fazer disso um aborrecimento sem fim para nossa viagem.

Por mais uns 5 minutos ele continuou procurando no chão, entre os assentos etc. até que lhe solicitei deixar isso para o retorno, para não estragarmos sonhos de uma viagem que tinha.

Ela concordou.

E o voo seguiu no mesmo dia que o Furacão Dorian passava no Caribe.

Lá pelas tantas, ela vai ao toalete, e ao voltar, efusiva, encontrou a pedra que caiu dentro da sua bolsa.

Epa!

Para tudo, peça outra Laurent Perrier Brut para comemorarmos.

Dormi, acordando com o toque no solo do pouso eletrônico do 789, pois pedimos que não desejávamos o café da manhã, pois teríamos voo a seguir.

Air Canada tem WiFi pago no 78X, não oferece pijama na classe executiva, ou pantufa para voos fora da Ásia.

Sua poltrona tem conforto e espaço suficientes para viagem tranquila. No voo canadense leste-oeste pela manhã não há almoço, somente farto café da manhã.

O Persons Airport continua sendo um belo aeroporto, porém, com algumas modificações, incluindo redespacho de malas e lounge que, agora nos voos nacionais no Canada, você não acessa mais o lounge mundial, e sim um lounge doméstico, bom mais inferior ao mundial.

Em ambos os voos, tripulantes diferentes falam que em 2020 a Air Canada voará non stop de Vancouver a GRU, 3x por semana, com o 788… será?

Começamos nosso voo até Vancouver, onde tinha reserva na Hertz YVR de um Crysler 300C (luxury car).

Ao chegar no guichê para pegar o veículo, uma guatemalteca escandalosa dizia que não tinham mais nenhum carro para alugar, e nem ouvia que já tinha reserva!

Após informá-la do fato, pegou meu passaporte, e disse que não tinha reserva.

Pronto! Novo mico!

Tirei da minha pasta a reserva impressa.

Ela disse que não constava no sistema aquela reserva!

Eu me aborreci e disse:

“Hi girl, I am Guilherme’s friend from Brazil.”

Ela sorriu e disse:

“In this case, are you a President Hertz member?”

“Yes, cucaracha!”

“No seu caso, o seu guichê atende somente membros Presidente e fica no estacionamento. Tudo já está pronto, somente pegue seu carro!”

Realmente, tudo estava pronto, e me foi entregue esse Volvo S 60 T6.

Entro no carro e mais um inacreditável mico!

O Volvo tem GPS nativo, mas não abro mão do meu Garmin por nada.

Inclusive esse Volvo, apesar de 2.019, teve dificuldade em achar locais nas montanhas rochosas que o Garmin encontra!

Pego a caixa do GPS do Garmin para instalá-lo no pára-brisa, e eis que o suporte que fixa o GPS não estava na caixa!

Comecei a rir, viajei o mundo com esse GPS e isso jamais aconteceu.

Minha mulher começou a achar que estávamos com energias ruins (mal sabíamos o que nos esperava) kkkkkkkkkkkkkk.

Diante disso, plano C!

Antes de fazer o checkin no hotel, no caminho do aeroporto até downtown, marquei para ir a uma loja da Dollarama no GPS do carro, indo enquanto voltava a visualizar aquela vegetação única e imponente da British Columbia, a beleza de Vancouver, seus contrates do Blindex com o mar…..

Dollarama é uma rede de lojas das grandes cidades do Canadá que vende tudo por menos de 5 CAD, mas com qualidade nos produtos.

Claro que encontrei o suporte e dos bons! 2,99 CAD…kkkk…

Até agora, estava tirando de letra.

Vamos ao checkin no Granville Island Hotel, que ficava em Granville, junto ao Mercado Gourmet!

Feito o checkin, fomos ao nosso quarto, que mal cabia as malas!!! …kkkk…

Minha mulher perguntou se não tinha um outro quarto para deixarmos as malas…kkkk…

Ainda que o quarto fosse minúsculo, o hotel é limpíssimo, tem staff gentil, um deck com vista direta do False Creek muito gostoso para o happy hour, e depois recomendo ir ao restaurante muito, muito bom, do hotel.

Granville Public Market é uma atração à parte. Mercado Gourmet maravilhoso. Imagine um Salsicharia Alemã, uma confeitaria Portuguesa, uma Pasterie French!!! …..tudo para você explodir no peso! Não vou me alongar, mas vejam fotos de UMA das confeitarias!

Nesse primeiro momento, pensei em você, Guilherme, e comi um Operá delicioso. Como não sabia seu gosto, aproveitei e comi uma tortinha de Mirtilo em sua homenagem.

Nota do homenageado: de fato, tenho que admitir que o autor desse guest post tem bom gosto culinário……..rsrsrrrsrrs

Das comidas imperdíveis em Vancouver estão o Japadog em vários food trucks pela cidade.O sorvete de Raspberry Cheesecake da Marble Slab Creamery é famoso, mas caro, e não vejo nada de excepcional.

Fly Over Canada no Canada Place é sem dúvida atração imperdível. Um cinema 4D ultra maravilhoso com novos shows (aqui no Porto de Vancouver partem os cruzeiros para o Alasca).

Gastown foi o bairro onde a cidade começou, e lembra o bairro dos Jardins em São Paulo.

Nesse bairro, temos diversas atrações: relógio a vapor; The old spaghetti factory, um restaurante de massas bom, com pratos fartos – reserva obrigatória; a Trees Coffee tem cheesecake de matar!                                             

Queen Elizabeth Park. O Canadá é uma monarquia constitucional, tendo a Rainha Elizabeth II como a Chefe de Estado.

Em homenagem a ela, foi construído este lindo parque, que merece nossa visita. Aproveitando, como dito no post inicial desta série, ao pegar seu carro alugado, fotografe-o por todos os ângulos e uma das utilidades é ao parar em todos os parques de Vancouver, obrigatoriamente, terá que ir à máquina, muitas vezes somente com seu cartão de crédito, e pagar o estacionamento inserindo a placa, o tempo e pronto!

Não é necessário colocar o recibo no para-brisa.

A fiscalização é feita com guardas e suas pistolas de laser que, ao lerem a licença do seu veículo, se não pago o valor do estacionamento ou ultrapassado o limite de tempo pago, já emitem a multa direto à locadora do veículo.

Todos os parques de Vancouver são tarifados e, em algumas situações, você pode ter que andar muito até encontrar a máquina, e desconhecer o número da sua licença implicará em retorno ao veículo.

Dentro do Queen Elizabeth Park há o Bloedel Conservatory um aviário e insetário, cuja visita cobrada não valeu a pena.

A Grouse Mountain, em North Vancouver, é, sem dúvida, uma atração à parte. Com seu cinema Imax, documentários muito bonitos, ursos em cativeiro, esportes de inverno, restaurantes…. um passeio imperdível acessado pelo grande teleférico. Lojas com vendas de diversos produtos, possibilidades de trilhas e restaurantes para todos os bolsos. Não deixe de ir.

Quer sugestão gourmet de locais para um lanche delicioso e rápido? Fique com essas: Terra Breads Bakery, 1689 Johnston St, Granville e Nero Belgian Waffle Bar, 1002 Seymour St.                                                   

Aquário de Vancouver, localizado dentro do maravilhoso Stanley Park, pertíssimo de linda Lions Gate não tem o esplendor do aquário de Sydney, nem de Mônaco, mas tem seus encantos. Procure assistir aos shows.

Capilano Bridge fica na Capilano Road,North Vancouver, logo após atravessar a Lions Gate e antes da Grouse Mountain.

Nessa ponte, Harrison Ford gravou uma das sagas de Indiana Jones. Há uma serie de visões de penhascos imensos e lindos.

Aqui há vários restaurantes, lanchonetes e sorveterias. Há um mais requintado com preços razoáveis que oferece um chá das 5 que até depois das 6 você quer repetir. Delicioso.

Os dias iam rapidamente passando e o desejo de rever esta estonteante cidade foi realizado. Como dizia o poeta: ”Sei que nada será como antes….” e Vancouver mudou! A Vancouver de hoje é imensamente mais cara que a 6 ou 7 anos, quando a conheci, mas o seu encantamento permaneceu!

Vancouver fica no meu passado, cuja lembrança de momentos deliciosos se eternizará!

Agora é chegada a hora de sairmos rumo às Montanhas Rochosas, cuja primeira parada será Jasper.

Eu não queria deixar a cidade pela manhã, assim, optei por sair no meio da tarde, e dormir já no caminho.

Saí de Vancouver numa sexta à tarde e junto comigo muita, muita, muita gente, congestionando os primeiros 50 km da estrada que, para ajudar, tinha alguns trechos em obras. Foi uma opção ruim.

No caminho, levei minha mulher a uma fazenda com loja que vende Mirtilo fresco e congêneres. Farm Driedriger,23823 72 Ave in Langley, no caminho de Abbotsford, onde pernoitaria no Sweet Dreams Luxury Inn, que tinha incluído na diária um café da manhã, não buffet simples, mas gostoso.

Antes de chegar ao hotel fomos ao Tim Hortonsfast food ,sendo parada imperdível em qualquer lugar em todo Canada.

Vejam os dois mapas abaixo.

Kamloops dá acesso as montanhas rochosas iniciando por Jasper.

Se tiver tempo e aprecia vinhos, o Okanagan Valley é região produtora de excelentes vinhos, com passeios gourmet etc.

Mapa 1:

Saia de Kamloops com calma e aprecie o Vale com seus encantos.

Mapa 2:

Como não era nossa prioridade, e não dispunha de tempo para tanto, segui pela rota 1 entre Kamloops e Jasper conforme o mapa 1.

Nesse longo trecho não há nada para visitar ou aproveitar. O Volvo S60 T6 sobrava nas longas retas, e, em muitos trechos, a velocidade máxima permitida era 120 km, o que desconhecia no Canadá.

Claro que encontrei um patrulheiro com pistola de laser, mas estávamos em vários carros e, apesar de leve excesso, não fui autuado.

Nossa primeira parada seria no Tim Hortons em Clearwater, distante 411km de Abbotsford, trecho que o Volvo varou rapidamente.

Comentei com minha esposa que nossa próxima parada seria em Valemount na Swiss Bakery, 1020 Main St, onde degustaríamos algumas delícias da produção local.

Entrei na cidade e o GPS nativo não encontrou o endereço. Liguei o Garmin e pronto. Achei, mas na porta havia uma plaquinha, “Closed. We will reopen after October 23.”!

Minha esposa perguntou quais surpresas eu ainda reservava a ela?… kkkk (ela nem imagina, e eu também)… kkk.

Fomos  dormir no Pyramid Lake Resort, em Jasper com diária de CAD 314,64, onde teríamos um belo jantar no seu restaurante.”

…………………………..

Próximo post – Pelas Montanhas Rochosas do Canadá

…………………………..

Quer aprender mais? Então leia os demais guest posts do Celso:

…………………………………..

E você, já foi pra Vancouver? Tem mais algumas dicas para compartilhar dessa cidade?

Tagged as: ,
  • Afonso

    Caramba…. Que mais vem por aí hahahahaha. Vancouver por si só é maravilhosa. Fiquei por 15 dias e tem de fato muita coisa para observar! Joffrey Lake faltou na sua lista heim! Rsrs

    • Observando Fato

      Afonso,

      O lindo Joffre Lake fica em Pemberton, aproximadamente 200 km de Vancouvver, ,acessivel pela BC 99 N , rodovia conhecida como SEA to SKY. Essa estrada deslumbrante
      conheço até Whistler onde fiquei na primeira viagem que fiz a British Columbia. Entretanto, nao seja por isso , se apreia lagos aguarde o proximo post.

      sds,

      Celso.

      • Luiz Rodrigues

        Que beleza. Não consegui ir a Vancouver e nem Jasper. Fiquei por Banff e Calgary. Banff no verão achei espetacular.

      • Luiz Rodrigues

        Os hotéis em Jasper estavam esgotados e somente Hinton tinha hospedagem. Como a nossa viagem tinha um tempo curto e ainda iríamos para Toronto, faltou conhecer esses dois lugares.

        • Observando Fato

          Luiz,
          Veja o que aconteceu comigo lendo o trecho de Jasper nesse post previo.

          http://meumilhaodemilhas.com/2019/08/25/guest-post-projeto-revivendo-antes-de-morrer-parte-2-planejando-a-viagem-continuacao/
          Vai gostar do proximo post.

          sds,

          Celso

          • Henry

            Ri muito com a tua aventura do hotel em Aspel…..rsrs

            • Observando Fato

              Henry,
              Nossa, se riu muito, aguarde o proximo post e vai rolar de rir do que aconteceu especificamente la e nas montanhas!

              sds,
              Celso

              • Henry

                Tu viu que chique aquela bakery que os caras só vão abrir em 23/out ??? 2 meses de férias….
                Eu sonho com 1 semana de férias… tenho pesadelos com uma cena em que a Princesa Isabel é sequestrada antes de assinar a Lei Áurea e por conta disso não é abolida a escravidão por aqui… motivo pelo qual já me chamam aqui de Henry LêLê LêLê…

                “Seru mano” é complicado mesmo… quando o negócio tá ruim, reclama… quando tá bom, bombando e arrebentando a boca do balão tb reclama…rsrs

  • Marcos

    Além da ótima narrativa, a perspectiva de um voo direto entre GRU e YVR é algo incrível! Esperemos que realmente se concretize! Obrigado por compartilhar, Celso!

  • Henry

    Citando o “aventureiro das montanhas” rsrs:

    “Closed. We will reopen after October 23…”

    Eu pensei que essas coisas de fechar o estabelecimento na baixa temporada rola-se apenas em Floripa….rsrs

    Muito bom colocar o endereço dos locais.. a gente vai no street view e confere… as fotos da padaria só mostrou coisa boa.. realmente uma pena estar fechada…

    • Henry

      Celso… O Odisseu das milhas…. rsrs

    • Henry

      Celso..
      A plaquinha que vc falou, alguém postou lá no google… (placa amarela, com letras em vermelho)…férias de 31 de agosto até 22 de outubro…
      Além disso, dá pra ver que eles só aceitam cash e, caso pago em dolares americanos, o troco será em dólares canadenses…
      No pets, and no smokink here…
      Taí, gostei… vc já entra (ou não) sabendo a regra do jogo…

  • Henry

    Veja o mal exemplo de como um “jornalista” mostra toda sua ignorância para exercer a função:

    “….O novo cruzeiro da SixStarCruises pode ser sua chance de viajar num verdadeiro cruzeiro de luxo num navio de 1 milhão de libras (cerca de R$ 5 milhões de reais)….”

    O “jornalista” não percebeu que um navio de 1 milhão de libras nada mais seria do que uma “lanchinha”, que nem o Cristiano Ronaldo tem.. a dele deve custar mais de 10 milhões de libras..

    Já um navio de cruzeiro que tenha custado 1 bilhão de libras, aí, a coisa fica correta e mais crível..
    Essa notícia/lixo saiu no site do IG…

    • Observando Fato

      Non sense total!
      sds
      Celso

  • Tulio Faria

    Parabéns Celso!

    Adoro ler esses relatos completos e detalhados, esperando a parte 5 ansiosamente!

    Quero adquirir esse livro “Aventuras de Tintim, ops Celso”

    • Observando Fato

      Tulio,

      Fui vitima de Guilhermite aguda!
      Aguarde os proximos posts, nao vai acreditar no que me aconteceu!
      sds,
      Celso

      • Tulio Faria

        kkkkk solta um spolier pelo menos!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×