[Dúvida do leitor] O que eu faço com 100 mil milhas/pontos no Smiles/Multiplus, agora que não tenho emissões em vista no curto prazo?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

O leitor Fábio, um dos mais participativos leitores da caixa de comentários, enviou uma dúvida que pode ser igual a de muitos outros leitores.

Ele tem um saldo considerável de milhas e pontos acumulados nos programas Smiles e Multiplus – aproximadamente 100 mil em cada programa – mas não tem emissões em mente.

Créditos da imagem: leitor Flying (a quem agradeço!)

Confiram!

………………………

“Tenho cerca de 100 mil pontos nos programas da LATAM e GOL, saldo antigo de algumas promoções bonificadas (por exemplo, 10 pontos por real em varejistas online e booking) que usaria para emissões de oportunidade, que é como chamo aquelas promoções de trechos por um valor muito baixo mas com pouca disponibilidade de assentos (como 22 mil na rota SP – Miami pelo Multiplus e 35 mil para Roma pelo Smiles).

Minha estratégia com os programas nacionais desde o início do ano era de reduzir sua utilização, deixando o grosso das milhas no cartão de crédito e no programa da Iberia, mas sem me desfazer totalmente dos programas nacionais para aproveitar as eventuais promoções que citei e esporadicamente alguns trechos internos.

Atualmente não tenho nenhuma viagem planejada para os próximos meses, o que me traz algum risco de novas desvalorizações de tabela e/ou limitação nas emissões com diminuição dos parceiros e trechos oferecidos, o que de certa forma já aconteceu em meados desse ano com o Smiles.

Minha dúvida agora é com relação ao que fazer com esse saldo no Smiles e Multiplus, dado que não tenho emissões em vista e o risco de manter esses pontos parados.

Pessoalmente sou contra o comércio de milhas, porém vejo isso como uma situação emergencial de curto prazo, dado o cenário atual de incertezas.

É bem provável que eu venda minhas milhas Smiles (ou transfira para o Le Club) dado que existe a possibilidade de utilizar o Viaje Fácil em emissões de oportunidade. Quanto ao Multiplus também penso em vender essas milhas, pois além de atualmente utilizar muito pouco o programa penso que no curto prazo ocorrerá uma diminuição nos assentos ofertados (devido as parcerias encerradas) e emissões mais caras com as novas parcerias.

Alguém com problemas semelhantes? Qual estratégia vocês adotariam nesse momento?

Conclusão

Realmente, diante do cenário que se descortina, de diminuição de assentos ofertados, com a saída em breve da Latam na One World, e da perda de parceiros relevantes do Smiles, a venda das milhas e pontos surge como uma alternativa razoável.

A troca para pontos Le Club também é algo a se pensar, embora o fator de transferência oriundo do Smiles (4:1) e Multiplus (3:1) não seja tão atrativo.

Podemos ainda pensar em algum resgate promocional interessante de pontos e milhas na Black Friday (inclusive para o próprio Le Club), embora a BF do ano passado tenha sido pouco atrativa no mundo das milhas e pontos.

Pode-se pensar, também, em eventual resgate promocional de milhas Smiles para o Shell Box, a fim de economizar com combustível, se a precificação de cada milha, na troca, for igual (ou superior) a 2,1 centavos de real, como fez o leitor Leandro na recente Smiles Day.

E você, está na mesma situação? Que alternativa utilizou ou pensa em utilizar?

Agradeço ao Fábio pelo envio da dúvida, que virou sugestão de pauta!

  • Leandro Esteves

    Quanto a milha Multiplus: Se for Platinum / Black a hotmilhas paga bem melhor e compensa vender. Se não for, recomendo passar para o Le Club.

    Quanto a milha Smiles: Recomendo passar pro Le Club o que faltar pra arredondar lá e o restante vender.

    • Augusto Suarez

      Ja usou a maxmilhas, é muito diferente o valor pago ?

      • Leandro Esteves

        Nunca usei.

      • Patrícia

        Olha, eu costumo fazer operações na Max Milhas e gosto muito da transparência do site na gestão das vendas. Não fiz comparação de valores, mas né agrada a transparência e segurança do site. Experimentei a Hot Milhas uma vez, mas não gostei. A gente não consegue acompanhar a venda, principalmente se coloca um lote maior de milhas à venda.

  • Gabriel

    O valor obtido com a venda será semelhante ao valor dos pontos no Le Club após a transferência, tanto para o Smiles quanto para o Multiplus.
    Se é contra a venda de milhas, manda tudo ou parte dos pontos para o Le Club.
    Acho a situação temerária apenas para estoque de milhas. Ter algumas para uma emissão pontual para ti ou algum familiar/conhecido ainda acho que vale a pena para um possível proveito maior que a venda ou envio para o Le Club.

    • Nunes

      Desculpem-me pela franqueza: não entendo NADA de Le Club e estou com 180k Multiplus…

      Eu conseguiria, pelo que entendi, transformar, na proporção 3:1, as 180k Multiplus em 60k Le Club, o que me daria 1.200 euros de voucher (2.000 pontos = 40 euros)…

      Raciocínio totalmente errado ou seria isto mesmo?

      • Igor B.

        É isso aí. E considerando o valor alto do euro hoje, realmente vale mais a pena mandar pro le club do que vender, no caso da Multiplus.

        Bom salientar também que no le club a validade dos pontos é de 1 ano, a não ser que vc movimente a conta, seja fazendo um resgate, seja transferindo pontos do Multiplus, como no exemplo. Se não for usar os pontos de lá agora, tem que ficar de olho nesse detalhe

        • Nunes

          Muitíssimo obrigado!

      • Gabriel

        Correto. Le Club piorou bastante nos últimos anos, mais ainda segue um programa que pode-se tirar muito proveito. O envio dos pontos de todos os programas nacionais (o que vale mais a pena hoje é o o envio pela Azul), a possibilidade do status Gold comprado por um processo acessível (permite benefícios como upgrade, early check-in e late check out de forma combinada e bastante frequente) e a ampla rede faz valer bastante a pena.

  • Info Cardoso

    Nao vai usar e é contra venda. Ahhhhh então deixa expirar. #prontofalei. Kkkk

    • Márcio Cunha

      Ele pode doar p nós já que não vai usar ehehe. Ou trocar por uma sanduicheira, um liquidificador, uma pipoqueira e um ferro de passar!!!

    • Fábio

      Esses pontos irão vencer por volta de 2021 e estou sem emissões em vista para os próximos 6 meses.

      Meu receio é que mantendo eles em conta ocorra uma desvalorização muito grande.

      Vendas pontuais de milhas eu não vejo como um problema, mas é uma atividade onde “tubarões” acabam desestabilizando o mercado.

      • hotel_soap

        existem algumas boas emissoes GRU-LAX com a aeromexico de executiva na faixa de 60k, com boa antecedencia acredito que voce consiga caso haja interesse.

      • O Marcio Cunha, abaixo, me deu uma boa ideia: não quer me transferir a custo combinado? Ganhamos todos… Me chama no face…

    • Paulo

      Nem todo mundo olha só para seu umbigo ganancioso e egoísta. Eu também nunca vendi. Todo mundo que vende, deveria saber que o mercado de milhas é ruim por conta principalmente de técnicas de gerar milhas e vendê-as para terceiros.

  • Flying_B

    A foto eu que mandei, não recebi crédito kkk 🙁

    • Guilherme

      kkkkkkk…. é vero!!! Crédito acrescentado!!!!! Valeu!!!

    • Henry

      Foto do ano…
      Uma imagem que diz tudo… um clássico que mostra a preferência nacional: a Boeing das meninas. ..rsrsrs..

  • Cayo Bezerra

    Eu também tenho um quantidade próximo ao que o Fábio tem mais estou no aguardo de abrir os meses de setembro e outubro no calendário da smiles praqueimar as minhas milhas.

    • Fábio

      Então, andei pesquisando essa tarde e tem algumas opções interessantes. Como SP – Fernando de Noronha na faixa de 20/22 mil cada trecho.

    • Rodrigo Rieger Maia

      Estou na mesma! Contato os dias para abrir setembro e outubro pra queimar 550k no smiles e 240k no Multiplus

      • Fábio

        Então você está mais “rico” do que eu. Com um volume de pontos dessa magnitude eu já teria surtado

        • Rodrigo Rieger Maia

          Kkkkk mas eu estou surtando!!! Mas só consigo viajar em setembro 2020 então to só aguardando abrir o calendário! Tomara que não alterem nada nesses próximos 30 dias

          • Fernando Mattos

            To na mesma Rodrigo, esperando abrir setembro. Tenho 300k pra queimar!

        • Bobagem. Tanto a Gol como o Smiles são produtos fortes, sólidos. Seu valor não vai virar fumaça da noite pro dia só porque a Delta deixou de ser parceira… Relaxa…

  • William Aoqui

    Eu manteria a calma. Também estou meio desiludido principalmente com a smiles onde me arrependi de assinar aquele clube de 18 meses e agora estou com mais de 100 mil milhas que até agora não achei oportunidade boa pra resgatar devido tabela inflacionados da smiles e por compensar pagar a passagem por dinheiro do que por milhas. Decidi que vou observando as promoções da smiles e quando tiver pontos próximos do vencimento eu vou transferi-los pro le club pra não perde-los. É o que te sugiro a fazer em relação a smiles. Pela Multiplus o cenário de incerteza é grande. Mas a latam tem uma abrangência internacional do interessante te conectando a locais que podem servir de Hub pra outras regiões e vc pode comprar esse outro trecho por dinheiro ou por outro programa de pontos. E tenho visto que os resgates pela Multiplus, apesar de valor muito variável, sempre ter valores atrativos. Como sou cliente priority na latam, ainda tenho a flexibilidade de cancelar a passagem sem custo e comprar uma mais barata ou mudar destino. Com os pontos Multiplus geralmente não tenho grandes problemas pra usá-los.

    • Rodrigo Rieger Maia

      No smiles você só vai achar coisa que realmente compensa emitir, por milhas ao invés de dinheiro, nas rotas que tem origem fora do Brasil. Exemplo passagens Qatar etc… saindo do Brasil somente voos das Aeroméxico ou Alitalia… estou com uma porrada de pontos esperando abrir o mês de setembro pra usar! Boa sorte pra nós

      • Rodrigo Bittencourt

        O problema, atualmente, pelo menos para quem utliza os aeroportos de GIG/GRU para saída/chegada, é encontrar disponibilidade no “Tears” para sair do Brasil.. De nada adianta emitir bilhetes para trechos fora do país se não conseguimos sair dele.. Tá sinistro!!

        • Eu fiz SCL-LAX e CDG-GRU com Latam. O resto foi tudo Smiles. Faz uns meses mas se o colega disse que da deve ser porque a lógica ainda se aplica…

          • Rodrigo Bittencourt

            Pontos “Tears” são muito mais fáceis de adquirir que Pontos Multiplus.. Não podemos comparar.. Daqui a pouco estaremos incluindo Avios ou Aadvantage na jogada

            • 46K e 37,5K foram as barganhas C que a Latam cobrou. Os trechos Korean, Qatar e Delta ficaram em aproximadamente 90K cada…

              • Rodrigo Bittencourt

                Excelentes valores.. A disponibilidade para essas barganhas C é alta, média, baixa ou quase nula? Consigo emitir com antecedência?

                • Como disse, não sei da disponibilidade dos parceiros Smiles hoje em dia. Há alguns meses era normal. Hoje não sei. Já os Latam, basta sair de qq lugar que não seja TerrasTupiniquinis que os valores se tornam irrisórios aos nossos…

                  • Rodrigo Bittencourt

                    Como tenho dito desde o início, a grande questão, no que se refere ao “Tears”, é conseguir emitir bilhetes nas parceiras que não têm valores proibitivos (Delta, Aeromexico, Alitalia e Qatar) para voos, principalmente, com origem em GIG/GRU.. Para voos com origem em qualquer outro país a disponibilidade é ótima também.. Aí é que está o problema.. Como não consigo mais sair do Brasil em um bilhete emitido com milhas, não faz sentido emitir qualquer outro.. Estou preso aqui.. Somebody help!!

                    • Sabe que ultimamente tenho reconsiderado os voos em economica… Pra mim sempre foi algo dificil porque eu sempre lidei e ainda lido com muita ansiedade. Nao dormia 1 segundo quando mais jovem. Dai com o tempo, as financas foram se estabilizando e acabei me dando ao desfrute… Mas, utlimamente, estando mais zen, concentrado em coisas agradáveis como leitura, música, vídeos, jogos etc, em resumo, conectado ao momento, tenho tido boas experiências em econômica pois a ansiedade de chegar não é mais a de antigamente, o que tem vindo a calhar dada a escassez de oferta C que valha a pena… Dito isso, se for possível pra vc, pode valer a pena. No caso do Smiles, ainda tem FCO diretao disponivel por 35K em Y…

                    • Rodrigo Bittencourt

                      Torrar milhas em Y, para mim, não vale a pena.. A título de exemplo, a LATÃO está vendendo GRU – MAD one way a R$ 1.037,00.. Com 38.1k, por exemplo, eu emito ICN – BKK na Business da Korean.. Mais de 6h de voo.. Y com milhas, para mim, não compensa

                    • Foi só uma proposta visto que ta sobrando milha e risco de nao ter o que fazer com elas em breve. De todos modos, agora foi voce quem confundiu as grandezas. Recentemente a Latam vendeu MIA por 17K em Y. Eu emiti umas 3 idas e voltas (duas via FOR e uma nos diretao GRU). Nesse caso, o premium estava muito mais barato que o cash. Qual seria o valor do mesmo trecho da oferta Smiles se pago em cash na Alitalia? A logica seria essa. Se a ideia é gastar antes do pior… De todos modos, te dou minha opião tal qual dei ao próprio Fabio, nao vejo cenário trajédico nao. Eh chato mas, chato por chato, já estava chato porque faz tempo que nao tem oferta boa nem na Delta nem na Aeromexico e faz nunca que tem nas demais. Logo logo volta tudo ao “normal”… Cíclico…

                    • Rodrigo Bittencourt

                      Agradeço a proposta, mas não consigo utilizar milhas para emitir Y. Acredito que não tenha lido minha mensagem com a devida atenção, pois utilizei o trecho GRU – MAD apenas como exemplo. Queria demonstrar que é fácil se posicionar em outro continente gastando pouco e, consequentemente, poupando milhas (para quem acha que vale a pena gastar suas milhas em econômica). Quem está confundido as grandezas e subvertendo a realidade é você (GRU – MIA a 17k é a norma? Encontro facilmente este trecho e com ampla disponibilidade a este valor? Não vou nem entrar no mérito dos bônus de transferência oferecidos pelo “Tears” e pela “MultiLESS”). De todos os modos, é justamente pelo que você afirma ao final do seu texto que o cenário é trágico sim! Se você mesmo afirma que já há algum tempo não há disponibilidade para as únicas parceiras com valores não-proibitivos para trechos que saem do Brasil, como pode isso ser bom? Que ciclo é esse que não acaba?

                    • Tem um ditado que sigo a risca faz tempo. “Onde fala a ignorância, a sabedoria não da palpites”. Já fiz isso com com gente muito mais experiente por aqui, não vai ser diferente com vc! Sds!!!

                    • Rodrigo Bittencourt

                      Tem uma outra frase também bastante interessante: “O drama geralmente é falta de argumento.” Na próxima vez, basta não me responder. Saudações!

    • Fábio

      Uma oportunidade que vi no Smiles ontem é a rota SP – Fernando de Noronha. Tem muitas datas na faixa das 20/22k milhas por trecho

  • Marcio Cunha

    Sistema Multiplus fora do ar ahaha.

    • Fábio

      Um clássico!

    • Henry

      Se estivesse funcionando seria matéria de 1a. página do NYT.. rsrs

  • Pingback: Dica do leitor: de São Paulo para Fernando de Noronha por 19.100 a 21.500 milhas Smiles o trecho | Meu Milhão de Milhas()

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×