[Depoimento do leitor] Está muito melhor pegar o dinheiro investido em “Clubes” e comprar passagens, viajar em datas nobres e ainda acumular milhas.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Dando sequência à excelente série de comentários proporcionados pelos leitores aqui e aqui, trago em destaque o depoimento do leitor Rodrigo Bittencourt:

“Reduzi bastante minhas viagens em Business com milhas. O “Tears” ainda é, para mim, o melhor programa tupiniquim.

Só que, infelizmente, para quem emite bilhete com origem e destino GIG / GRU, ficou INVIÁVEL. Qatar não disponibiliza mais assentos. Alitalia com 1 semana de antecedência não dá para se programar. Delta e Aeromexico estão cada vez mais mesquinhas (façam uma simulação e vejam com os próprios olhos a redução drástica de assentos-prêmio oferecidos por tais companhias).

Não vou mencionar Korean porque como não consigo mais sair de GIG / GRU nem me dou mais ao trabalho de pesquisar.

A título de curiosidade (a quem interessar possa), foi possível emitir, em Executiva, pagando, GRU / JNB / CPT /JNB / GRU (R$ 4500 – South African – Réveillon), GRU / MUC / GRU (R$ 4200 – Lufthansa – Réveillon até Agosto 2020) e GRU /TLV / GRU (R$ 6000 – Latão – Datas selecionadas)…

Ou seja…

Está muito melhor pegar o dinheiro investido em “Clubes” e comprar passagens, viajar em datas nobres e ainda acumular milhas.

Conclusão

Na medida em que os programas de fidelização estão se tornando, cada vez mais, programas de capitalização, é preciso analisar bem, como fez o Rodrigo, o custo/benefício de pagar por milhas para emitir passagens aéreas se há a possibilidade de obter o mesmo benefício (passagens aéreas) por um custo financeiro menor (comprando em dinheiro através de promoções).

Aliás, é isso que muita gente está fazendo: colocando os números na ponta do lápis, e chegando à conclusão de que os programas de milhas não são assim tão necessários quanto era antigamente para economizar dinheiro.

Aliás, o termo “economizar dinheiro” vem sendo uma coisa cada vez mais difícil de se conseguir com milhas e pontos, já que a maioria dos pontos obtidos por nós acaba vindo das compras diretas de pontos, e não através das compras nos cartões de crédito.

Agradeço ao Rodrigo pelo envio do depoimento!

  • Cristiano Andrade

    Ele está certo! A coisa vai por aí mesmo…
    Para quem voa muito a trabalho e acaba a acumulando milhas, nem sei se vale a pena mandar as milhas do cartão. Ainda achei umas pérolas, e o “Tears/Smiles” ao menos quando você acha uma pérola no oceano pode reservar antes e emitir depois.
    Mudei a estratégia, agora é usar os pontos do cartão e milhas aéreas para pagar o hotel! E nesse sentido o Le Club me parece útil porque você não tem blockout dates, nem se limita aos apartamentos simples. Enfim, pego as milhas ganhas voando Azul ou Gol (ou até Latão) e mando pro Le Club. Aí na minha viagem pago as passagens em $. O inconveniente dessa estratégia é a maior dificuldade em fazer “open jaw”, mas nada de outro mundo!

    • Guilherme

      Também tenho pensado nessa ideia do Le Club….. apesar de a rede não ser assim tão “famosa” quanto as do HH, Hyatt, IHG…. mas…. céus…. tem um hotel Accor em MUITAS cidades brasileiras….. a capilaridade é enorme….. fora na Europa, Oriente Médio e Ásia….

    • Leandro Esteves

      Tenho usado demais pra isso. Mesmo em alguns casos onde pagar em dinheiro sai mais barato que nas tarifas que pode usar pontos, a depender da promoção que pegou é uma boa. Quem compra com 50% de desconto na livelo e envia pra Azul numa dessas de 110% de bônus, acaba obtendo um excelente preço final e assim justificando a troca. Tenho usado muito pra ingressos VIP também. Domingo vou pelo Le Club ( Agora ALL ) pro Rock in Rio na área VIP por 20 mil pontos o casal. Se levar em conta que um chopp ta custando 13 reais e 3 esfirras 20 reais no RiR, o VIP com tudo liberado está de graça.

  • Nunes

    Interessantes ponderações e, de fato, temos de colocar na ponta do lápis…
    Todavia, acho que, tal como o Cristiano Andrade ora lembrou, há voos open jaw.
    E, em tais opções, às vezes vale mais à pena gastar com milhas.
    Exemplo: por mais caro e absurdo que o seja, durante meses paguei o acelerador de milhas do AA, entendendo tal como um “clube AA”. Ao final, obtive as almejadas 100k, as quais permitem voos bem interessante, inclusive no The Apartment.
    Enfim, depende muito de cada viagem. Se eu fosse ida e volta Europa, provavelmente seguiria o raciocínio do Rodrigo… mas para voos de compra apenas de uma perna (com retorno de outro local/continente) às vezes, estudando um pouco, temos de ficar no mundo das milhas ainda…

    • Guilherme

      Interessante essa ideia do “Clube AA”…. será que nos EUA algum programa de cartão de crédito dá essa lambuja do acelerador? ….rs

      Abraços!

    • Rodrigo Rieger Maia

      Concordo 100% com voce! Minhas viagens são todos open jaw, faz anos que não vou e volto pelo mesmo destino, então as milhas me ajudam muito

  • Lucas

    Bom, cada um sabe o que é melhor pra si, e pro seu perfil de viagens. Pra mim, continua valendo

    O mais importante é não tomar decisões por dogmas ou achismos, mas sempre por na ponta do lápis

    • Guilherme

      Perfeito!

      • Alexandre

        Sempre faço as contas, já economizei muito com milhas, lógico que não é mais tão vantajoso como já foi há alguns anos. Mas pra quem tem tempo de se programar ainda existem casos de economia imbatível. Principalmente voando em executiva. Até hoje nunca perdi dinheiro em usar milhas.

  • Minh opinião sobre esse assunto é que se trata de uma realidade cíclica. Há períodos em que emissões em efetivo são mais fáceis que aquelas com milhas. Mas o inverso também acontece. Há obviamente vantagens e desvantagens nos dois caminhos então eu recomendaria manutenção em um clube significativo como os de CC como o Livelo. Isso porque o acúmulo com bilhetes pagos é lento em relação ao acúmulo por clubes. Dito isto, um misto dos dois meios é o que provavelmente melhor se aproxima da realidade da maioria de nós, tupiniquins…

    • Guilherme

      Bomba! O post está saindo do forno….

  • Flying_B

    Latam fora da OneWorld, Delta pula do barco da Gol!
    Bombou !!!!
    Bomba!!

    • Leandro Esteves

      Verdade. Tudo indica que isso tem a ver com a “novidade” que iam anunciar no programa de fidelidade.

      • Flying_B

        Bem provável, eu já falei aqui que a Latam tinho sido comprada pela QATAR, errei, mas era a DELTA… Mas a fonte jura de pé junto que tem treta com a QATAR ainda..

        • Eduardo Oliveira

          A Qatar tem um percentual da LATÃO, segundo soube.

          • Flying_B

            Não to falando disso. No site aeroin eles descreveram em detalhes os bastidores da negociata. A Qatar pelo visto estava no páreo e sabia de tudo. Todavia a papelada foi assinada pela Delta, com ciência da Qatar.

  • Leandro Esteves

    Preciso da opinião do pessoal. Passei 147 mil milhas pro tudoazul na promoção de 110% de bonus. Vou ficar com 310 mil milhas lá. Minha intenção é mandar tudo pro Le Club. Vocês acham que espero algum tipo de promoção ( Tipo a que teve recentemente de 2,5 pontos pra 1 ) ou mando a 3 pra 1 mesmo. Meu receio é começar a mandar e entre os 15 dias que eu tenho que esperar pintar alguma promoção.

    • Cristiano Andrade

      Você só pode mandar 60 mil a cada 15 dias, isso significa que precisa de 3 meses para enviar tudo… Se em algum momento surgir algo você a aproveita, mas eu iria enviando de 15 em 15 dias.

    • Rogerio_USA

      Sugiro já começar a enviar, pouco provável promoção reduzindo essa paridade.
      Porém não tenho pontos lá ainda, comecei o Desafio TudoAzul agora…
      No LeClub, qual seu uso dos pontos? Hospedagem na Europa?

      • Leandro Esteves

        Uso para hospedagens no exterior, para pagamento de despesas como café da manhã e restaurantes nos hotéis do Brasil e para aquisição de ingressos VIP para eventos ( Rock in Rio, Carnaval e Jogos de futebol )

  • Flying_B

    Meu pai do céu o Picaretas de Primeira com Central de Ajuda…/vão recrutar todos lá pro novo conselhe LatamDEL… meu pai..

    • Elabore, por favor! 🙏🏻

    • Nunes

      Tá cômico, para não se dizer ridículo, a tentativa de passarem a impressão de que tudo ficará ótimo…. desde o Smiles se “reinventará”, até “novos parceiros virão”…

      Tudo para não ocorrer uma debandada dos planos… não resisti e escrevi algumas “ponderações” por lá… dentre as quais a pergunta sobre se agora seria o momento para contratar o clube Smiles 20.000…rsrs

      Em momentos como este, reforça-se o orgulho de seguir o Guilherme e outros, que mantém uma visão crítica!

      • Flying_B

        Eles tão preocupados pq o Smiles financia a operação. Bando de picaretas, daqui a pouco vão dizer ainda hj pra investir no Clube 20 k Smiles.

        • Nunes

          Eu perguntei se era o momento de contratar o 20.000….rsrs

          Não entendi pq não fui respondido.

          • Flying_B

            Kkkkkk

            Daqui a pouco soltam a super promo.

          • Henry

            rsrs

        • Henry

          Cara.. teve um cara que foi reclamar isso é o I Love Jabá teve a cara de pau de dizer que o cara contratou o club por decisão deles… que ele tinha recomendado cautela…
          É mau caratismo puro.. os caras ficam ocupando 99,99999 do espaço da reportagem dizendo que o Club 20k é a sétima maravilha do mundo e em 0,000001 do espaço, lá no finalzinho e quando nego já tá de saco cheio de ler, já tá convencido a comprar, o cara diz para ter cautela…

          • Flying_B

            Eu vi essa. Mas, confesso que tem que ser muito sem noção pra confiar assim num clube jabuticaba. Não duvide amanhã recomendarem o clube 30 mil, com uma super promo. Malandragem puara.

      • Riccardo Martin

        e quanto aos bilhetes ja emitidos? risco da Smiles nao honrar as emissoes com a Delta? e nao ter caixa pra honrar junto às parceiras Qatar, Korean, Alitália? e alguma chance da AA recusar emissoes/embarque bilhetes milhas multiplus? Rapaz, vou fazer uma world RT agora em dezembro, 40 dias, familia de 10 pessoas, tudo em BIZ..
        vou infartar de angustia ate o ultima dia da viagem de volta… só lembro do triste episódio da família barrada na porta do aviao da Ethiopian… e de outros relatos similares de embarques negados…

        • Cristiano Andrade

          são casos muito distintos. não é o caso de uma cia que está falindo. Latam e AA (assim com Gol e Delta) tem muitas passagens emitidas com inter-line para os próximos 12 meses, são cias “saudáveis” que estão refazendo suas parcerias. Acredito até que os acordos de Interline devem permanecer (a Latam por exemplo possui acordo de interline com Jet Blue, mesmo tendo AA (ou agora Delta) como parceira principal nos EUA.
          O que talvez preocupe são as emissões em Viaje Fácil, mas mesmo assim pelo que entendi a reserva é firme, teria que o Smiles cancelar a reserva e não a Delta não confirmar. Mesmo assim a ficar de olho.

      • Guilherme

        Valeu, Daniel! E a recíproca é integralmente verdadeira: orgulho de ter leitores como vc com essa visão crítica e imparcial!

    • Henry

      Depois quando eu teço meus elogios ao I Love Jabá e I Like Jabá, alguns caras dizem que eu sou radical…
      Quando era só o cara, era bom, com boas dicas..
      Depois que entrou o estagiário-dono, fala mansa e engana todos, a coisa degringolou.. ficou essa merda que é…

  • Flying_B
    • Guilherme

      rsrsrsrsr

    • Henry

      Melhor foto em todos os sites…
      Pode concorrer ao Pulitzer na categoria fotografia especial….
      Velha máxima de que uma imagem fala por mil palavras…

  • Rodrigo Bittencourt

    Fico lisonjeado por ter sido citado nominalmente. Lembro a todos que esta é apenas minha visão pessoal. O que é bom para um pode não ser para outro. Não sei se lerá esta mensagem antes da conclusão do post Delta/LATÃO, mas, como são muitos os possíveis cenários, prefiro me abster e chamar a atenção de todos para um ponto específico: Com a saída da LATÃO da OneWorld, será que a Qantas aceleraria seu “Project Sunrise” e trocaria SCL por GRU mais cedo?

  • Afonso

    Para passagens em econômica raramente vale a pena pra quem se programa. Em cima da hora pode sair mais em conta usar milhas. Tenho usado muito em emissões em classe executiva, que por enquanto vale a pena, o difícil é achar disponibilidade.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×