Smiles, Tudo Azul e Multiplus aumentam o valor médio da venda de pontos

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Vocês têm notado isso?

Numa ação que, se não for coordenada, seria, ao menos, muito coincidente, os 3 programas de milhagens brasileiros têm aumentando consistentemente o valor da venda de seus pontos, nas promoções que realizam.

Tudo Azul

No caso da Tudo Azul, isso ficou bem evidenciado na atual promoção de compra de pontos.

Até mês passado, era possível comprar pontos Tudo Azul em valores que chegavam a R$ 210 a R$ 233,33 o lote de 10k – compras com 200% de bônus.

Na atual promoção, o bônus é de 150%, de modo que o bloco de 10k sai por valores entre R$ 252 a R$ 280.

Multiplus

A Multiplus Fidelidade, por seu turno, já há algum tempo saiu daquelas promoções, próprias ou em conjunto com o KM de Vantagens, de venda de pontos por R$ 270 a R$ 280, para os atuais R$ 315 a R$ 380.

Smiles

O Smiles aleatoriamente envia vouchers de compras de milhas com descontos, aos seus clientes.

Não são propriamente promoções, mas sim ações de marketing dirigidas a clientes de forma individualizada.

Até há pouco tempo, era possível receber vouchers de compras de lotes de 10k milhas precificados a R$ 210 – emails com a chamada “compre milhas com 70% de desconto”.

Hoje em dia, o máximo que se consegue – quando se consegue – são os vouchers com 62% de desconto, o que se traduz em blocos de 10k milhas sendo vendidos a R$ 266.

Conclusão

Está ficando cada vez mais caro viajar comprando milhas e pontos. A inflação do custo das compras das milhas e pontos têm aumentado a passos largos.

Como já notaram diversos leitores que têm acompanhado esse movimento, parece estar se formando no Brasil uma grande bolha nesse mercado. Vamos ver quais serão as consequências.

Alguém tem um palpite de qual será o resultado final disso tudo? Fim dos programas brasileiros de milhagens? Reinvenção dos programas brasileiros de milhagens? Criação de barreiras cada vez mais altas para dificultar o acúmulo de milhas e pontos? Ou aumento cada vez maior do custo das milhas e pontos?

  • Sílvio Carneiro

    Puro cartel. Os programas estão em ladeira abaixo, o ideal é gastar enquanto é tempo.

  • Leandro Esteves

    Eu acredito que vai chegar um momento que não vai valer a pena o esforço e risco de comprar milhas pra aproveitar uma possível oportunidade e vai valer mais a pena a passagem pagante. Os programas vão dar o calote nas pessoas vide Avianca e vai tudo voltar pro inicio do ciclo, com o programa sendo realmente de fidelidade.

    • Henry

      “… temo que esse momento já passou…. ” (TM)…
      Acho que já estamos neste momento…
      O AAdvantage fez recentemente, “promoção” de ida/volta para os EUA por 45.000 milhas para quem tem cartão AAdvantage..
      Pegando o valor médio da milha deles, de US$ 0,017 x 45.000 = US$ 765.00…
      Se considerarmos o dólar do cartão + 6,38% de IOF, chegamos ao valor de R$ 3.662,00…
      Uma passagem Brasil x EUA, vc acha fácil na faixa de R$ 2 mil / R$ 2,4 mil, com direito a ganhar algumas milhas…
      Se vc pensar na tarifa normal em Saver no AAdvantage, de 60.000 milhas ida e volta, esse valor fica em R$ 4.882,00…
      Veja que, mesmo na promoção (45k), a passagem está acima da comprada….
      (TM) By uma fala no filme O dia de amanhã…

      • Flying_B

        Me parece que ainda tem o custo da emissão né?! 60 dólares..

        • Leandro Esteves

          Em promoções como essa atual não

      • Leandro Esteves

        Você está falando de milha comprada. No AADvantage eu não compro milha, apenas as acumuladas no programa do Santander. E quando tem promoção bateu ganhou fica melhor ainda.

        Eu prefiro acumular lá e ter uma estabilidade do que acumular na Livelo e ter que mandar pra multiplus ou Smiles com tudo mega inflacionado.

      • Leandro Esteves

        Na milha não comprada, essa promoção fica muito interessante.

        • Henry

          Sim… aí sai de graça

      • Rodrigo Rieger Maia

        Henry, milhas só valem a pena se for pra viajar em executiva… não existe mais voos em econômica que compensem o valor em dinheiro/milhas. Eu só junto milha pra voar de executiva, se tiver que ir de econômica por qualquer motivo eu pago em dinheiro

        • Jose Torrejais

          Sim, isso já é realidade há alguns anos. No entanto, tem se caminhado para não compensar usar milhas compradas nem para voar executiva. Já vimos várias promoções de executiva a Europa por 3.500 a 4.000 reais, e hoje a maioria dos programas você gasta até mais que isso para ir Europa com milhas e ainda tendo que ficar procurando agulha em palheiro.

          • Rodrigo Rieger Maia

            Europa por 3500 não lembro de ter visto, já vi varias promos por 4500 por aí, mas pra mim ainda compensa ir de milhas pq não gosto de ir e voltar pela mesma cidade… mas realmente está ficando cada vez mais difícil!

        • Nunes

          Também!

          E olhe lá… dependendo, bilhete pago pode até sair mais barato de executiva…

          Basta analisarmos SAA no Smiles: comprando bilhete pago sai mais barato em vários trechos, em especial pela cobrança das taxas.

  • Leandro Esteves

    Quanto a minha estratégia para esse cenário, estou agindo da seguinte forma.

    1) Smiles – Torrei todos meus pontos na Smiles Day em combustível na Shell. Cada milha saiu a R$ 0,021 na troca.

    2) Multiplus – Meu black na Latam acaba em março de 2020. Dessa forma, vou segurar minhas milhas lá até a Black Friday pra ver se aparece alguma boa oportunidade, caso não aconteça, vou enviar ao Le Club ou vender.

    3) Tudoazul – Passei na promoção de 110% da Livelo pra poder ficar perto de cumprir o desafio tudoazul diamante. Vou aguardar a Black Friday pra ver se vem algo bom, caso contrário, vou deixa uns 30 mil pra emitir passagem e usar o benefício do acompanhante grátis e o resto mandar tudo pro Le Club

    4) Livelo – Estou no clube a mais de 2 anos e não tendo alteração de preço vou me manter nele. Em eventuais promoções de 50% de desconto na compra de pontos eu comprarei um pouco, apenas para não perder alguma oportunidade.

    5) AAdvantage – No cenário atual, vai ser meu principal programa. Vou acumular no cartão Santander Black e aproveitar possíveis promoções de ida e volta por 45 mil milhas pros EUA e Canadá.

    Tirando a Livelo ( Pelo menos por enquanto ), não está dando pra confiar nos programas brasileiros.

    • Fábio

      Minha estratégia é parecida. Queimar tudo no Smiles e Multiplus, únicos programas nacionais que trabalho, e jogar as milhas para a Iberia

      • Leandro Esteves

        Isso aí. Os programas internacionais ( fora tap ) pelo menos tem certa estabilidade.

        • Sílvio Carneiro

          Pois é…Recebi um e-mail da Tap Miles&Go dizendo que foi agraciado com três prêmios no FTA Awards(???). São 5 categorias. Se os caras da TAP conseguiram, tento agora fazer ideia dos piores destes programas…

      • Rodrigo Rieger Maia

        Vejo só reclamações do Smiles, mas preciso sair em defesa… Smiles é para se usar somente com Qatar, Aeroméxico, Korean, Delta e Alitalia… nessas cias você encontre excelentes resgates! Um voo de Doha pra Qqr destino na Ásia pela Qatar custa em média uns 50k de milhas que facilmente você compra por 1000 reais!!! Nenhum problema no mundo você consegue voar executiva da Qatar por 250 dólares!!!! Essas passagens pagantes custam facilmente uns 2 mil dólares… o Smiles precisa saber usar! Eu já viajei muito de executiva através dele

        • Flying_B

          Pois é eu duvido muito disso. Já testei e retestei tudo ! E não acha. 50.000 por mil reais “@facilmevte” tb não é verdsde.

          • Rodrigo Rieger Maia

            Eu recebo toda hora o cupom da Smiles pra comprar 20k por 420 reais… quando já tenho emissão em mente eu compro, faz 15 dias peguei um voo de executiva da Qatar por 29k milhas, ou seja, 600 reais me custou o voo… milhas Smiles são muito mais fáceis de conseguir do que as outras, não vejo problema de conseguir quando preciso

        • Fábio

          Nunca encontrei esses voos milagrosos da Qatar pelo Smiles. Mas sim, ocorrem promoções pontuais com ótimos resgates na Alitalia e Aeromexico, mas sinto que recentemente essas promoções estão diminuindo e o número de milhas necessárias está subindo

          • Rodrigo Rieger Maia

            Poxa Fábio, os voos da Qatar são os mais fáceis de encontrar, tirando a rota pra Guarulhos você encontra fácil… Singapura, bangkok, Bali, etc… da uma procurada que vai achar facilmente

            • Fábio

              O problema é que sempre procuro um primeiro trecho saindo de Guarulhos, que é quase impossível achar. Mais fácil via Buenos Aires

              • Nunes

                Caro Fabio, a minha experiência quanto à Qatar é achar com facilidade Europa-Asia, Asia-Oriente Médio, Africa-Asia…
                América do Sul e Oceania, infelizmente, executiva Qatar é algo tão difícil quanto político brasileiro honesto…

        • Júlio Medeiros

          Eu uso pra emitir TAP executiva também quando vou a Europa. Por morar no nordeste, e ter a ligação direta com a Europa, acaba sendo conveniente e ainda mais barato que pagante. Trecho sai em media a 100k Smiles, que transformando em R$ pelo Clube Livelo 20k, sai em média R$ 1.700,00 a perna. *Considerando 100% de bonificação, que ta bem raro de ter.

          • Rodrigo Rieger Maia

            Sim, vale a pena também, pena que eu morando no sul já fica inviável, pra mim sai 135k o trecho da tap até Lisboa

          • Luiz Carlos

            Mas nesse caso, a taxa de combustível não encarece muito?

            • Júlio Medeiros

              Luiz acho que não incidiu. E se incidiu estava embutida. Foram 2 executivas NAT-LIS-ZRH ida e volta. Valor total cobrado R$ 843,78. Só aparecia como taxa de embarque. Já incidiu uma vez pra mim emitindo pelo Miles & Go para voar Air Canada.

    • Tulio Faria

      Leandro, por 0,021 na troca Smiles não vale a pena. Há duas semanas estava cotado a 0,026 nas empresas de vendas de milhas, hoje pouco mais de 0,024.
      Com estratégia nas adesões dos clubes com bonificações, promoções pontuais ainda vale a pena.
      Tudo Azul é programa mais fácil de se tornar diamante sem viajar com as compras de produtos.

      • Leandro Esteves

        No meu caso valeu a pena, uma vez que já torrei o limite de venda então a conta seria bloqueada. Como uso gasolina mesmo, essa foi a melhor opção.

        • Tulio Faria

          Nesse caso realmente.
          Abraços

  • Henrique P. P.

    Guilherme, infelizmente essa parece ser a nova realidade conjunta dos programas nacionais de fidelidade. Aumentam o custo das milhas para valor superior aos pagos nos sites especializados de compras. Aliás isso já começou antes com a Livelo que subiu o valor do seu clube para novos clientes. Como o mercado está muito inflacionado, não tenho perspectiva alguma de a curto e médio prazo reduzirem a quantidade de milhas cobradas. E o aumento se reflete também, e principalmente, na redução de transferências na frequência e no valor reduzido do bônus. Enfim, triste realidade para nós milheiros que juntamos milhas para viajar!! Abraço e parabéns pela abordagem do tema.

  • Cristiano Andrade

    As bolhas tem estourado, toda vez que um programa tem muitos sweet spots, ele altera as regras, inflaciona resgates, aumenta necessidade de pontos ou, o mais comum, tudo isso junto!
    Veja, os 3 programas das cias nacionais já endereçaram isso ao adotar tabelas flutuantes e acúmulo baseado em valor (e não milhas voadas). Com isso “resolveram” essa questão, inflacionam a necessidade de resgates e agora aumentam o custo dos pontos.
    A bolha poderia estourar se o movimento deles fosse o contrário, baixando o custo de pontos (tanto em compras quanto em bônus aumentados nas transferências, vulgo “alô TAP”). Quando o custo da milha aumenta e a necessidade de milhas é flutuante, o risco do programa quebrar é baixo, e as milhas lá guardadas desvalorizam mais lentamente. A questão é até quando os consumidores encontrarão valor na emissão de passagens por milhas, então aí é só a bexiga esvaziando….
    Os riscos nos programas nacionais são as (poucas) opções por tabela fixa, sejam transferências para Le Club ou emissões em cias parceiras de Tudo Azul e Latam. Alguma hora devemos ver eles mexerem nisso.
    Jä na TAP, ainda vemos tabelas fixas atraentes nas parceiras, bônus generosos nas transferências… É hora de aproveitar rápido, porque logo vem mudança, maxi-desvalorizações. Não tem segredo, né?
    De qualquer forma: earn & burn! Nada de poupança em milhas, elas vão desvalorizar.

  • Henry

    De um lado eles aumentam o valor da milha, para arrecadar e do outro, aumentam o valor dos resgates e diminuem a disponibilidade de assentos, para terem custos menores no cumprimento da obrigação deles..
    Está ficando claro pra todo mundo que os programas de fidelidade brasileiros são verdadeiros esquemas Ponzi…
    A figura abaixo ilustra melhor o que eu estou falando:
    https://uploads.disquscdn.com/images/c98724913359e5ee3f2663a6c1b24992a9376b8e96e611aa6ea5854952d1933f.jpg

  • Fábio

    Podem cobrar o quanto quiserem nas milhas, desde que não inflacionassem a tabela. Mas os dois movimentos feitos conjuntamente só mostram o mau caráter destas empresas, e os aumentos quase simultâneos dos preços das milhas evidencia a existência de um cartel.

    Essas empresas não verão mais meus pontos. A tendência é enviar tudo que tenho para Iberia

  • GILMAR

    Adorei o post. O pessoal inteligente, pontuaram nossas expectativas com rapidez. Show dos participantes.

    • Guilherme

      Muito obrigado, Gilmar! Realmente, show dos leitores!!!

  • Raul

    Histórico dos cupons Smiles recebidos neste ano, vale lembrar que eu só compro quando tem pelo menos 70%:
    01/2019: 20k com 70%
    03/2019: 20k com 70%
    06/2019: 20k com 70%
    06/2019: 20k com 70% (em junho foram 2 cupons)
    07/2019: 30k com 54%
    09/2019: 30k com 62%

  • Guilherme

    Excelente o nível dos comentários! Eu destacaria uns 5 ou 6 facilmente. Todos estão de parabéns pela efusiva e inteligente participação!!!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×