[Guest post] Projeto revivendo antes de morrer. Parte 2: Planejando a viagem – continuação

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Nessa segunda parte do guest post, o Celso discorrerá sobre outros aspectos importantes do planejamento da viagem para o Canadá.

A primeira parte pode ser lida aqui.

Acompanhem!

……………………………………..

Hotéis

Todos os hotéis reservados NÃO tiveram nesta e em nenhuma outra viagem NUNCA o melhor preço em nenhum desses sites:

Trivago, Decolar, Kayak, Submarino, Rocketmiles, Priceline, Travelocity, Expedia, Momondo, Hurb, HotelCombined, Kaligo, Agoda, Amoma, Zen Hotels.

Fique atento com a empresa Trip.com! (dê um Google!)

Se você utiliza qualquer desses sites acima, não tenha dúvida que está perdendo dinheiro.

Como eu faço reservas: inicialmente, utilizo o Booking que tem, talvez, o maior portfólio para reservas. Fecho sempre reserva cancelável sem multa no hotel que escolho. Ao longo do tempo, vou monitorando os preços e, toda vez que cai, troco a reserva, por uma de outro site, de preferência cancelável.

E os sites mistos, que dão promoções com toneladas de milhas?

Se preciso EFETIVAMENTE gerar milhas, e só nessa condição, avalio a compra, desde que a milha não custe mais que USD 0.02. Se for para transferir em programa nacional, estipulo R$ 150,00 o milheiro como preço máximo.

Não preenchido o requisito de necessidade e preço, nem avalio esse tipo de emissão.

Bom, e quais foram as opções e onde reservei?

  1. Vancouver – Hotel Grandville Island Hotel – é um 4 estrelas bem avaliado no Trip Advisor e pelos hóspedes. O mercado municipal de Grandville é uma atração à parte que falarei depois, e apesar de vários hotéis espetaculares e alguns com 5 estrelas e preço muito bom (Trump Hotel), optei por ficar no coração do mercado gourmet. Quando estive no passado em Vancouver, ficamos no Westin Grand, que foi excelente.

Entre o preço inicial reservado no Booking e o efetivamente pago, para as mesmas datas, quarto e condições, a reserva via app Hotel Tonight, resultou em economia de 24%. Curioso que esse valor apareceu no APP com 40 dias da data do checkin e não no dia.

  • Eu pretendo sair de Vancouver e guiar por 750 km até Jasper, mas não quero pegar o trânsito do horário de pico da manhã. Optei por dormir em Abbotsford no caminho no Sweet Dreams Luxury Inn, hotel 5 estrelas com Certificado de Excelência no Trip Advisor. Entre o preço inicial reservado no Booking e o efetivamente pago, para as mesmas datas, quarto e condições, a reserva direta com o hotel via email, resultou em economia de 16%.      
  • Jasper! Querendo ensinar e não fazendo o correto! Dei uma bobeira querendo fazer uma reserva de última hora (last minute) e aproveitar preço e olha lá! Fairmont Jasper sem disponibilidade e plano B e plano C nunca tiveram disponibilidade nas datas! Há 60 dias do checkin 100% dos hotéis em Jasper estão cheios! Viva a burrice! E agora, hotel em Hinton distante 70 km e fora da rota tem Holiday Inn com diária de CAD 300! Como sou Platinum na rede Accor posso solicitar garantia de hospedagem, mas o preço que me foi ofertado num quarto no Fairmont Jasper, 4 estrelas, foi de CAD 985 a diária. Respondi, ei não sou o Guilherme, não aceito, não tenho budget para isso. Resultado? O burrão reservou um Lodge no caminho em Tete Jaune Cache, sintam o drama, ao custo de CAD 168 a diária, distante 105 km de Jasper, mas na rota. Vou apanhar da minha mulher! Tenho certeza!

Mas se o papa é argentino, Deus é brasileiro. Entro de bobeira no site Hoteis.com e encontro após uns 8 dias um único apartamento disponível no Pyramid Lake Resort, um 3 estrelas, em Jasper bem avaliado, que era o plano B inicial. Aperto reservar e confirma! CAD 321 nesse 3 estrelas com gosto do Hotel Península em Hong Kong. Obrigado senhor, escapei da surra!

  • Banff, na mais icônica das cidades das montanhas rochosas já tinha decidido que ficaria no Fairmont Banff Springs nos vários dias. Aqui a única questão seria obter o melhor preço independente de qual. Agora não tem problema de budget, de Guilherme, agora é apertar o reserve no melhor preço.

À medida que o tempo foi passando aquele apartamento mais simples de diária a CAD 800 foi sumindo. Apartamento agora com o serviço GOLD (inclui acesso ao lounge executivo, drinks, café da manhã….) e suítes com serviço GOLD eram ofertados em preços bem maiores.

Comparava o preço obtido com o preço de reserva direta no hotel onde, sendo Platinum, tenho um retorno de pontos que equivalem a mais ou menos 11% do valor efetivamente pago, excetuando taxas.

Eis que a reserva mais barata foi feita no site GoSeek, mas assinei a versão premium ao custo anual de USD 29,99. O desconto para a mesma estadia no mesmo hotel etc., etc., etc., foi de USD 875, porém, a acomodação mais barata no GoSeek era SUÍTE, e não apartamento como no site do hotel. Vantagem maior ainda.

  • Meu voo de Calgary a Houston, decolava muito, muito cedo. Precisava ficar num hotel muito próximo ao aeroporto. Escolhi por indicação de hóspedes o Applause Hotel. 3 estrelas simples que foi reservado no site LastMinute, com desconto de 13% se comparado com a reserva do Booking.
  • Chegando em Houston, vamos às compras em San Marcos, onde pernoitaremos no Homewood Suite San Marcos, um 3 estrelas bem avaliado, cuja reserva direta na rede Hilton (lá eu sou Diamond) teve desconto de 11% se comparado ao Booking.
  • A seguir, iremos a New Orleans, onde ficaremos no Intercontinental, 4 estrelas, bem avaliado, e cuja reserva foi feita no Hoteis.com que, com a pontuação de 10 noites grátis ganha uma, equivaleria a um desconto de 5% sobre o preço do próprio hotel, que era idêntico ao do Booking.

Entre Jasper e Banff, em Lake Louise, a rede Fairmont tem um hotel maravilhoso, mas inferior ao castelo de Banff onde fica o Fairmont Banff Springs. Até seria uma opção, mas descartei, para evitar muitos checkins e checkouts, e, apesar do preço similar, não tinha o megadesconto do de Banff.

Transfer round trip ao aeroporto – SP > GRU > SP

         Há muito tempo não viajo deixando meu carro em qualquer estacionamento de longa permanência nas proximidades do aeroporto de Guarulhos.

         Esses estacionamentos aumentaram tanto seus preços que mesmo os mais baratos ficam muito caros frente a outras opções.

        Dê um Google e veja quantas empresas oferecem táxi exclusivo para transfer. Ligue, já lhe passam os preços, e tudo feito por WhatsApp, sem burocracia.

        Você não gasta gasolina, seu carro fica em casa, sem riscos de danos, e a chegada e saída é direto no terminal, sem longos transfers.

        Veja na Internet quantas reclamações existem desses estacionamentos.

        Transfer por ônibus até o aeroporto fica desconfortável e caro.

         Trem, só se for mano para Itaquera! Para o aeroporto nem pensar!

        Uber e similares são mais caros que os táxis exclusivos dessas empresas.

Para viajar, além da documentação, não esqueça nunca de levar:

  1. Seus cartões de crédito previamente habilitados para uso no exterior, incluindo TODOS os países que visitará.
  2. Seu GPS com mapas atualizados. Esqueça em alguns países que o carro tem GPS! Nos Emirados, aluguei um Lexus novinho que o GPS estava desatualizado, um transtorno…. na Austrália…..
  3. Se vai a um evento num local e é muito importante precisando estar rigorosamente no horário, tenha mapa impresso da região como plano B, em caso de perda de sinal do GPS.
  4. Tenha uma conta PayPal ativa. Em alguns países, o tax refund é feito via PayPal ou dinheiro (cash), com forte retenção do imposto no último caso.
  5. Seguro de viagem, para gente grande! Não faça Assist Card para anãozinho que, se tiver enfermidade, dependendo do país, os valores podem ser muito significativos.
  6. Habilite na sua operadora de telefonia o envio de SMS para uso no exterior. Nada de roaming internacional, só SMS.
  7. Tenha impresso cópia de todas as reservas que efetuou, incluindo bilhetes aéreos, certificados de seguro de viagem, seguro de saúde, para enfiar na cara de um oficial da imigração que não for com a sua cara como encontrei em Munich (post aqui), evitando assim negativa de ingresso no pais.
  8. Obrigatório levar seu smartphone, para inclusive fotografar o veículo que lhe é entregue na locação, provando eventuais danos que propositalmente não colocam no contrato e depois querem lhe debitar o conserto. Fotografe o carro por todos os ângulos e eventuais danos fotografe mais de perto! Seu smartphone fotografará também sua viagem.
  9. Se for a países muito frios, leve manteiga de cacau para os lábios e luvas.
  10. Visitando geleiras, é obrigatório levar óculos de sol, para evitar o reflexo intenso da luz solar. Sapatos com sola de borracha são obrigatórios, nada de sola de couro.
  11. Tenha uma tomada universal na sua bagagem.
  12. Evite transtornos, remédios devem estar em quantidades adequadas ao tempo total da viagem e com receita em INGLÊS. Receitas em outros idiomas não são aceitas pelas companhias aéreas e na imigração de muitos países.
  13. Se você toma qualquer medicamento que, no Brasil, tem faixa preta na caixa, envie um e-mail à embaixada do país de destino, solicitando informações específicas sobre como entrar no país legalmente com o medicamento. Alguns países não aceitam o ingresso de turistas com estas substâncias, MESMO com receita médica em inglês, e enquadram o turista em tráfico internacional de drogas. Exemplo: Flunitrazepam (Rohypnol no Brasil). Nos Estados Unidos, é proibida a comercialização dessa droga, e entrar no país com tal droga configura, mesmo com receita médica, tráfico internacional de droga, e você será preso. Ferreira Neto, um conhecido jornalista brasileiro já falecido, ficou meses preso e, na época, até o Presidente da República do Brasil intercedeu junto ao Presidente americano para libertá-lo, sem sucesso. Após uns meses, ele fez um acordo judicial, pagou fiança, e a Justiça americana aceitou que não era um traficante, somente um ignorante da lei americana.

        Os Emirados Árabes Unidos têm regras duras com a utilização de reposição hormonal em mulheres, mesmo para passageiros em trânsito apenas, informe-se via embaixada.

        Medicação injetável não viaja na cabine em nenhuma hipótese se não tiver receita em inglês. Algumas empresas exigem o preenchimento do MEDIF e aprovação do seu corpo médico para tais medicamentos viajarem na cabine. Diabéticos em uso de Insulina também precisam prestar atenção e tomar as cautelas devidas antes da viagem.

Evitando micos

  1. Você alugou carro no exterior e é claro que já sabe de todas as regras da locação, inclusive se precisa de PID (Permissão Internacional para Dirigir) E CARTEIRA DE MOTORISTA não vencida, ou esqueceu?
  2. SEGUROS, claro que os possuem no seu cartão de crédito e são para valores consistentes, nada de Assist Card para anãozinho no valor de até USD 10.000, ou é anãozinho?
  3. ADAPTADORES E O SMARTPHONE: claro que você checou o tipo de conexão elétrica nas tomadas em todos os destinos e tem adaptadores para seu celular não ficar sem bateria. Claro que viu a voltagem para não transportar seu aparelho de barbear 120V no país de rede 220V. Secador de cabelos da sua mulher é bivolt?
  4. Coloque a foto do seu passaporte no smartphone para preencher aquele formulário chato de chegada no país de destino. Nessa hora, abrir mala de mão para achar o passaporte cansa!
  5. Certificado de Vacinação Contra Febre Amarela você precisa no destino? Ele está válido?
  6. Capanga para levar moeda em países que são muito utilizadas (Estados Unidos) é muito útil.
  7. Protetor solar eficiente em verões intensos é muito desejável.
  8. Deixe no seu email cópia escaneada de TODOS os seus cartões de crédito, em caso de problema de qualquer tipo, inclusive relacionados a seguro, tendo pesquisado antes da viagem os telefones nos destinos para acessar a central do seu cartão. Em Doha, hospedado no Hilton, precisei entrar em contato com a Mastercard. Resultado: o Concierge não conseguiu o contato e nenhum funcionário do hotel conseguiu. Lá fui eu ao Business Center perder tempo até conseguir um toll free nos Estados Unidos para me transferirem ao emissor no Brasil.

No próximo post: Vancouver – amar , comer e passear!

………………….

Quer aprender mais? Então leia os demais guest posts do Celso:

Tagged as:
  • Maslow

    Sensacional como sempre!

  • José da Silva

    topp

  • juan bautista

    Nu.
    Esse e o sr precaucao.

    Deve ser top viajar com vc. A pessoa so vai.

    Nem esquebta com nada kkkk

  • Fleco

    Qual é a empresa que vc utilizou para te levar ao aeroporto?
    Por favor, compartilhe!

    • Observando Fato

      Fieco,

      Eu evito citar nominalmente empresas pois nao tenho nenhuma vantagem financeira em nada e nao quero deixar duvidas ao leitor.
      Ao citar empresas há subliminarmente uma avalizacao de praticas comerciais corretas o que aconteceu comigo mas nao
      obrigatoriamente ocorrerá com o leitor.
      Entretanto, unicamente com intuito de lhe facilitar vou passar o whats up da pessoa que me atende na empresa 11-99137-8973 e o nome dela é Camila.

      sds,

      Celso

      • Fleco

        Obrigado Celso!
        Ah e esqueci de te parabenizar pelo seu post, eles sempre são os melhores.
        sds
        Fabio

  • Excelente Celso! Aquelas dicas certeiras que sabemos que são importantes mas muitas vezes esquecemos.

  • Paulo

    Celso,

    Parabéns por mais um “post guia” e pelos ensinamentos de sempre.

    Estou planejando levar meu filho de 5 anos para conhecer as Montanhas Rochosas e o Lake Louise em setembro de 2020, no início do outono, mas confesso que estou em dúvida sobre quantos dias reservar em cada cidade do roteiro Vancouver-Jasper-Banff. Alguma dica?

    • Observando Fato

      Paulo,
      Continue lendo a serie de posts e tera informaçoes mais que suficientes para tomar uma decisao acertada.
      Lembre-se que nao pratico trilhas , nao curto caiaque……Se pretender reserve tempo extra para isso.
      Inicio de outubro? Quer arriscar? Podera encontrar tudo congelado e estragar sua viagem!
      Julgo como data limite e segura para deixar as rochosas o final do 2 terco de SETEMBRO, no maximo!
      Agora se pretende praticar esportes de inverno o inicio de outubro seria muito bom.

      sds,
      Celso

  • Henrique P. P.

    Celso, parabéns pelo post e obrigado por compartilhar seus conhecimentos. Abs.

  • Observando Fato

    Tulio,
    Seu relato servira de base para outros leitores tambem. Agrega outra experiencial

    sds,
    Celso.

  • Pingback: [Guest post] Locação de veículos – o que é importante conhecer | Meu Milhão de Milhas()

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×