[Guest post] Guia: 12 sugestões para seus pontos Amigo ou passagens compradas em dinheiro na Avianca Brasil

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

O post de ontem sobre o AviancaCase gerou excelentes debates na caixa de comentários, tanto é assim que resolvi transformar um dos comentários em guest post.

Trata-se de um mega texto do leitor Henry, onde ele dá dicas sobre o que fazer com os pontos Amigo acumulados/resgatados, ou com as passagens compradas em dinheiro na Avianca Brasil.

Diante das muitas incertezas que rondam o programa, o texto abaixo contém informações e dicas muito práticas que podem evitar ou amenizar problemas futuros, seja para quem já tem viagens marcadas utilizando pontos Amigo em voos Star Alliance ou na malha aérea própria, seja para quem ainda tem pontos acumulados no programa à espera de alguma utilização.

Confiram!

…………………..

“Sugestões (passíveis de críticas/discussão, sem problemas), para seus pontos Amigo ou passagens compradas em dinheiro na Avianca Brasil:

A. Se você ainda tem pontos do Amigo para serem utilizadas.

1. Se você conseguir, a sugestão é emitir passagens com parceiros da Star Alliance que tenham filial no Brasil (TAP/Lufthansa/Avianca Internacional/United etc.), porque se o parceiro não quiser honrar o bilhete, você tem o JEC para processá-lo. Esta é a melhor solução para usar seus pontos, mas não se sabe se você conseguirá emitir.

2. Outra opção é emitir voos para voar pela Avianca Brasil, em voos domésticos… Esta solução tem um problema: se a Avianca quebrar de vez, além de perder seus pontos Amigo, você perderá o valor da tarifa aeroportuária, pois a Avianca provavelmente vai embolsar esses valores.

3. Outra opção é esperar para ver como fica… nesta opção, você pode perder seus pontos Amigo.

Entre as 3 opções acima, a melhor é a 1.

B. Para quem já emitiu passagens para voar pelas parceiras.

4. Se você emitiu para voar pelas parceiras, tente confirmar o mais rápido possível a validade do bilhete/passagem… confirmando, ok.. mas não esqueça de imprimir o bilhete (guarde isso em arquivo “.pdf”, vai que amanhã você precisa como prova)…

5. Se a parceira da Star não confirmar a passagem/bilhete, e se ela tiver filial no Brasil, verifique se ela tem convênio com o site do Consumidor.Gov.BR.

Se tiver, tente resolver administrativamente primeiro lá.. se não resolver, imprima tudo e depois acione o JEC… As seguintes cias. aéreas têm convênio com o site: Avianca Internacional/TACA/United/Lufthansa/Swiss/Turkish/Copa Airlines/Singapore Airlines/… A TAP não tem mais convênio com o site do consumidor…

Veja que, em tese, em qualquer uma dessas cias. aéreas você pode tentar emitir pelo Amigo.. se conseguir, o bom é que todas elas têm filial aqui no Brasil… e podem ser demandadas no JEC…

6. Se você já emitiu passagens com as parceiras e ela não está querendo honrar, além dos procedimentos citados nos itens 4 e 5, você tem que lembrar das reservas de hotel/rent a car/ingressos etc.

Se forem do tipo não cancelável, você pode ficar no prejuízo… ou então, se ajuizar no JEC, pode pedir o ressarcimento do dano material destas despesas também ao acionar a parceira do Amigo que não quis honrar o bilhete/passagem… mas dano material tem que ser provado, isto é, você tem que ter os comprovantes de despesas… aproveita, e pede o dano moral também, né ??? e fique atendo aos limites das demandas no JEC – 20 Salários Mínimos sem assistência do advogado e 40 SM com advogado… o ideal é você procurar o advogado de sua confiança e fazer através dele…

7. Desde já, em qualquer caso, ainda que a Avianca quebre, os cartões de crédito não vão estornar valores de compras no seu cartão.. Cartão de Crédito só estorna/cancela valores a pedido do possuidor do cartão, quando envolve fraude, o que não é o caso de recuperação judicial/falência.. (por mais que o Amigo tenha sido fraudulento no método de venda dessas milhas, tecnicamente não foi uma fraude.. ou até foi, mas isto demanda comprovação anterior… e isso vai demorar muito…)

C. Para quem já emitiu passagens para voar pela Avianca com eles (em dinheiro) ou pelo Amigo, nos voos internacionais que serão cancelados.

8. Verifique com o Amigo a possibilidade de você ser realocado em voos das parceiras.. temo que isso não seja possível nas mesmas datas de eventuais reservas que o item 6 acima… então.. veja o que dá pra fazer.. o importante é que, se eles conseguirem te alocar na parceira, e sua reserva for do tipo não cancelável… explique isso ao prestador (hotel/rent a car etc.) e tente readequar a data em função da nova data de viagem… acho que, se você comprovar a situação para o prestador, ele tentará te ajudar.. e não esqueça de falar que você se compromete a divulgar isso sobre ele: que ele, como prestador de serviço, foi sensível à sua situação e mudou sem custos para você (pode ser que haja pequenos custos decorrentes de valores diferentes de hospedagem… mas isso é melhor que perder tudo que já pagou).

Por outro lado, se as suas reservas são do tipo canceláveis, você não perderá nada com isso.. mas para fazer novas reservas, na nova data da viagem, pode ser que seja mais caro (ou mais barato).

9. Se você não conseguir ser realocado em cia. aérea parceira.. aí complica… porque a Avianca não vai mais voar para estes locais…

Acho que aqui a solução é eles devolverem seus pontos à sua conta no programa Amigo, para você tentar voar em trecho doméstico num futuro… com risco da empresa quebrar adiante, e seus pontos se perderem na falência…

10. Se, além de não conseguir ser alocado em voos de parceiras, você já tiver feito despesas com reservas do tipo não cancelável, aí será muito complicado.

Como a Avianca já está em RJ (Recuperação Judicial), já tem lista de credores habilitados no processo.. se você processar a empresa, vai ter que contratar advogado especializado para se habilitar… blá.. blá.. blá.. e isso não é operacional pra você.. porque a empresa falindo, normalmente os bens não cobrem as dívidas…

Então, o caminho é você tentar negociar com o prestador a devolução do valor pago, ou ficar com o crédito (dias de hospedagem ou valor em R$ ou USD) para uso futuro… ou uma devolução de parte do que você pagou…

Se isto falhar, o que resta é você tentar negociar com o Amigo comprovando que teve uma despesa de X, que vai se perder porque você não vai mais viajar por culpa deles, e pedir que eles te reembolsem.. provavelmente não vai conseguir… em último caso, tente trocar esse valor X, por pontos Amigo… e você informa que o valor do ponto do Amigo é de R$ 0,022 no mercado…

E você vai ficar com esses pontos Amigo para uso futuro, com risco da empresa quebrar mais adiante ou não…

D. Para quem já emitiu passagens para voar com a Avianca (em dinheiro) com eles ou com Amigo….para voos domésticos.

11. Neste caso, DIFICILMENTE a Avianca irá fazer alguma coisa, pois a informação ao mercado deles é que eles estarão funcionando normalmente…

Claro que a palavra deles, no momento, está valendo tanto quanto uma nota de R$ 3,00….

Neste caso, você pode acreditar que a Avianca estará funcionando no mercado doméstico, ou tentar usar os procedimentos informados acima e tentar reaver o que já gastou, seja cash ou milhas…

E. Para quem emitiu passagens para voar pela Avianca (doméstico ou internacional) usando um CONSOLIDADOR (Decolar, Submarino etc.) pagando em dinheiro…

12. Temos uma boa notícia para você: neste caso, o problema é do consolidador.. será ele quem terá que providenciar outra cia. aérea para você voar..

E mais.. nas mesmas datas inicialmente previstas.. claro que se for para viajar agora em jan/fev, talvez isso seja complicado…

Mas.. o consolidador é a empresa que tem o primeiro elo de consumo contigo…

Então, se ela não ia (como nunca fez) dividir o lucro da operação comercial contigo, então ela não pode querer que você assuma o prejuízo…

Legalmente, ela é 100% responsável por resolver o imbróglio que te colocou ….

E Decolar, Submarino, Shoptime Viagens, Americanas Viagens, Viajanet, são conveniadas ao site do Consumidor.Gov.Br.

Comece a reclamação por lá.. e se não resolver… JEC neles….”

………………………………

E você, tem mais alguma dica a acrescentar?

Obrigado ao Dr. Henry pela valorosa contribuição ao site!

 

Tagged as: ,
  • Henrique P. P.

    Excelente contribuição do Henry, para variar né, rsss. Grande ideia de post Guilherme, parabéns aos dois. Abraço.

    • Rogerio

      Excelente! Parabéns!

  • Henry

    Andei lendo relatos de que muitas pessoas estão conseguindo trocar os voos internacionais da Avianca Brasil pelos da Avianca Internacional, inclusive mantendo o mesmo localizador e datas originais… mas aí tendo conexao em Bogotá….
    VOU LOGO AVISANDO:
    Conexão em Bogotá, mesmo curta ( tipo 1 hora ) exige o CERTIFICADO INTERNACIONAL DE VACINAÇÃO contra febre amarela ..
    Se não apresentar no checkin no Brasil o pessoal da Avianca nem embarca a pessoa….
    A fundamentação para exigência na conexão mesmo curta é que se por algum motivo qualquer ñ conseguir fazer a conexão, o passageiro teria que fazer no dia seguinte, saindo do aeroporto para dormir no hotel…
    LEMBRANDO ainda que, a vacina, para quem nunca tomou, exige 10 dias para fazer efeito….
    Se vc tomou a vacina e tem o cartão do posto municipal é só agendar na Anvisa e pegar o Certificado Internacional …
    Se nunca tomou ou não tem o certificado do posto, tenta uma segunda via no posto ou vai ter que tomar de novo…
    E se vc perdeu o seu Certificado Internacional, a Anvisa te fornece segunda via… ê só ir direto e não precisa agendar..
    Se não conseguir agendar, vai direto lá e leva a passagem pra eles resolverem teu problema…

    • Rodolfo A. Cavazzani de Paula

      Henry, onde leu tais relatos? Os únicos que li que tiveram sucesso em alguma alteração, foi na devolução do dinheiro/pontos, ou adiantar voo para antes de 31/03. Todos os atendentes que falo pedem para aguardar um contato ativo deles.

      • Henry

        No site da Beatriz e do Fábio…. dá uma olhadinha lá..

        Guilherme… desculpe por fugir do regulamento, mas pessoal tem que tentar se safar desse perrengue com a Avianca e lá nos locais que falei têm pessoas que estão tendo sucesso..
        Segundo o Celso, vc gosta do um perrengue… mas acho que vc é uma exceção…. rsrsrs…

    • Alexandre

      Henry fiz uma conexão em Bogotá há 2 anos pela avianca Colômbia e nada me foi pedido. Eu inclusive nem sou vacinado contra febre amarela. Tem certeza disso?

      • Henry

        Absoluta… isso veio em 2017, depois do surto no Brasil..
        Um colega de trabalho está embarcando hoje pra Cancun, com conexão em BOG, pela Avianca…
        Ele (e a esposa) tinha perdido o Certificado Internacional da Anvisa…
        Foram no Galeão, tiraram segunda via hora… mas, antes foram no balcão da Avianca e a atendente disse que se não tivesse o certificado ele não embarcaria, mesmo a conexão dele sendo de 1:15 horas….

        • Alexandre

          Então é isso. Conectei lá no fim de 2016.

          • henriquecaldas

            Dezembro fiz conexão em Bogotá e não foi exigido nada. Talvez por ter sido origem nos EUA, não sei voo de origem no Brasil.

            • Henry

              Henrique… aqui no Rio de Janeiro os funcionários da Avianca Internacional não deixam as pessoas embarcarem sem o Certificado…

              • BRUNO NASSAU

                Se for apenas uma CONEXÃO, eles não exigem o certificado, contanto que vc durante a imigração permaneça na área de trânsito do aeroporto e não precise passar pela imigração colombiana e tenha que mostrar o passaporte, que é o momento que eles exigem o certificado! Já aconteceu comigo os dois casos, indo para os EUA com conexão em Bogotá mas com uma conexão apenas e embarquei (quase não embarcava, pois estava sem o certificado, mas expliquei a funcionária da Avianca que eu não sairia da área de trânsito do aeroporto), e outra vez que fiz um stop-over em Bogotá de 02 dias, e nesse caso precisei levar e mostrar o certificado!

                • Henry

                  BRUNO
                  Sua informação esta errada/atualizada
                  Os atendentes da Avianca ñ deixam embarcar mesmo que a conexão seja de apenas 1:30 e vc, em tese, não precise nem fazer imigração e apenas reembarcar…
                  O que os atendentes estão alegando é que mesmo em conexões curtas, existe a possibilidade do passageiro perder a conexão e ter que dormir em hotel e sair do aeroporto… por isso eles estão barrando a saída aqui em GIG…
                  Meu colega foi pra CANCUN na última sexta-feira, via Bogotá e tinha perdido o Certificado Internacional…
                  Na segunda feira ele foi na Avianca pra se informar e os atendentes disseram que ele não embarcaria sem o Certificado… ele foi na Anvisa e em 30 minutos conseguiu a segunda via…
                  Em BOG vc não terá nenhum problema se não precisar fazer imigração, isto é, se a conexão for OK e vc não precisar sair do aeroporto… o problema é perder a conexão e precisar sair do aeroporto pra ir pro hotel… não vai sair..
                  Por isso que nem embarca aqui…

            • Henry

              Origem nos EUA é outra história, porque EUA não teve surto de febre amarela….

      • Davi

        Ano passado conectei em Bogotá saindo do Equador e saindo de Londres, e não me pediram o certificado.

        • Henry

          Davi
          Vc está se prendendo ao PAÍS DE DESTINO que é a Colômbia, aeroporto de Bogotá. .
          Mas o que importa para determinar se precisa ou não a vacina é o PAÍS DE PROCEDÊNCIA …
          Vc falou que SAIU de Londres e do Equador e BOG não exigiu o Certificado.. correto, porque esses 2 países ñ estavam com relatos de casos de febre amarela…. então ñ precisa de ser vacinado…
          Já o Brasil, teve em 2017/2018 muitos casos de pessoas morrendo por causa da febre amarela. .
          Então quando o PAÍS DE PROCEDÊNCIA é o Brasil precisa sim…

    • Rodolfo França

      Fui no voo para Bogota em setembro, não teve nada de certificado de vacinação (inclusive nem levei).

    • Henry

      Pessoal..
      Estou lendo relatos de colegas que disseram que passaram/foram por/para Bogotá ano passado e não exigiram o Certificado de Vacinação..
      O pequeno detalhe é que estes casos o pessoa não saiu do Brasil mas sim de outros países..
      Ora, país de saída que não tem caso de febre amarela, não tem lógica o país de destino (Colômbia) exigir o Certificado…
      Mas, o Brasil teve problemas sérios com febre amarela em 2016/2017.. com muitas mortes.. por isso alguns países passaram a exigir o Certificado Internacional de Vacinação, para evitar que pessoas vindo do Brasil, espalhassem a doença…

  • Sergio De Oliveira

    Como é possível confirmar vôos emitidos pelas cias parcerias Star Alliance? O código de reserva só funciona no site da Avianca.

    • Henry

      Você liga na parceira e obtém o código.. ou liga para o call center da Avianca e pede o código de reserva da parceira….

      • Vanessa de Carvalho Dias

        E vc sabe se eles dão assim com essa facilidade?

        • Henry

          Sim Vanessa.. é só vc dar o localizador original da Avianca.. claro que eles perguntam o sobrenome do passageiro, e eventualmente o nome(s) das pessoas que estão na reserva… mas liberam sim…..

          • Vanessa de Carvalho Dias

            Liguei lá, eles informaram que é o mesmo localizador, porém como foi emitido com milhas não funciona no site deles, mas aproveitei e pedi para marcar os assentos, recebi e-mail com a confirmação e marcação dos assentos, então credito que a passagem foi realmente emitida, agora é torcer para realmente honrarem a passagem.

      • Marcio Correa

        Ola amigos e amigas do MMM. Acompanho o site há muito tempo, mas esta é a primeira vez que comento aqui. Inicialmente parabéns pelo belo trabalho.
        Quanto ao Henry, acredito que já “trocamos” ideias em outros sites/blogs.
        Mas vamos ao que interessa. Fiz uma reserva, confirmada e com e-ticket recebido na TAP. Entrei no site da TAP com o localizador que recebi da Avianca, e a reserva estava la, confirmada, inclusive marquei os lugares e em seguida, recebi um e-mail da TAP confirmando os assentos e indicando o mesmo localizador. No caso da TAP o sistema “achou” a passagem, nas outras cias acho que não deve ser assim. Abraços e bom fim de semana a todos (as).

        • Sergio De Oliveira

          Muito obrigado, pessoal. Liguei na TAP e eles me informaram o e-ticket. Também consegui entrar no site da TAP com o localizador da Avianca. Porém, não consegui marcar os assentos. O mapa de assento não está disponível. Vou tentar por telefone. Obrigado.

  • Vanessa de Carvalho Dias

    Antes mesmo de ver a resposta do Henry ontem resolvi emitir passagens com parceira da Avianca, consegui emitir tranquilamente passagens para novembro (qdo tenho férias agendadas) com a Avianca Peru, mas vou tentar falar direto com eles para confirmar a tal passagem antes mesmo de reservar hotel/ingressos.
    Em tinha 150mil pontos lá que venciam em 26/02, não dava muito para ficar esperando o que vai acontecer.

    • Henry

      Não esquece de fazer as reservas de hotel do tipo “cancelável”…
      São mais caras um pouco (de 10 a 30%), mas se vc tiver qq problema não perde o dinheiro todo…

    • Cassia Santos

      Ola, por favor, onde voce ligou para emitir passagens com commpanhias parceiras da avianca?

  • adriano

    e se eu emiti passagem direto pelo livelo ?

    • Henry

      Adriano..
      É o mesmo caso de emitir com um consolidador…
      Pense sempre que o Livelo permite emitir passagens pelo site dele porque eles ganham R$ com isso…
      Então, a responsabilidade tb é deles se a cia. aérea tem problema…
      Mas… tenho lido relato de pessoas que têm conseguido emitir nas parceiras…
      Se quiser saber onde eu li, dá uma lida aqui nas respostas lá pra baixo… porque se eu ficar falando de outros sites aqui, vou ganhar um puxão de orelhas….rsrs

      • Rogerio

        Caro Dr. Henry, por favor, observo que pelo mesmo raciocínio do item E, penso na possibilidade de que os pontos comprados no Livelo e transferidos para o Amigo também poderia haver responsabilização da Livelo, o que pensas Dr.?
        *complementando: para responsabilizar a Livelo pela eventual perda dos pontos Amigo….

        • Rodolfo A. Cavazzani de Paula

          Rogério, entendo que não. A decisão pela forma de utilização dos pontos adquiridos é do usuário, o qual optou por transferi-los para o programa Amigo. A partir daí, não há responsabilidade da Livelo; dificilmente seria possível responsabiliza-los pelo problema da Avianca. Porém, não seria nada mal se houvesse um acordo entre as empresas para a devolução das milhas na mesma quantidade originalmente transferida. Mas acho isso BEM difícil.

          • Henry

            Rogeiro e Rodolfo…
            Vou pensar no caso proposto pelo Rogério… em princípio, o argumento do Rodolfo de que não cabe em função da decisão de transferência para o Amigo ter sido do Rogério é um argumento que tb me veio a mente…
            Mas… temos aqui uma cadeia de consumo: ROGÉRIO LIVELO AVIANCA (AMIGO)…
            Nesta cadeia, a partir vulnerável é o consumidor (ROGÉRIO)… e, apenas ele está absorvendo o prejuízo da operação…
            Veja… em momento algum o LIVELO informa que, transferir milhas para uma empresa parceira dela, é “investimento de risco”, (tal como ocorre com ações)…
            O que o Livelo informa é que, uma vez transferido os pontos, o associado está sujeito às regras do programa Amigo…
            Estar sujeito às regras é uma coisa… ficar impedido de usar as milhas e/ou o Avianca/Amigo reajustar a tabela de resgates em 500% e a Avianca/Amigo entrar em RJ, tudo isso é outra coisa…
            Então… olhando de fora.. temos apenas uma pessoa tomando ferro/prejuízo nessa história: Rogério…
            – Livelo teve o lucro dele quando o Rogério comprou os pontos (ou quando a Livelo vendeu os pontos para o cartão de crédito que credita pontos no Livelo)
            – Avianca Amigo teve lucro quando vendeu as milhas para o Livelo
            – Rogério: tomou fumo com a operação..
            Tem alguma coisa errada nisso..
            Vou pensar melhor sobre isso no fim de semana e pro início da semana volto a informar aqui..
            Rogério: parabéns… vc abriu uma POSSIBILIDADE… e é em cima disso que as coisas podem ser diferentes…

            • Luiz De Freitas

              … Pergunto: A particular transferência e compra de pontos foi algo combinado entre a LIVELO e a AVIANCA? Se foi então me parece clara a responsabilidade solidária da LIVELO pois demonstra que houve um interesse de ambas as partes (LIVELO e AVIANCA) na venda de pontos (por parte da LIVELO) e no recebimento dos pontos comprados por parte da AVIANCA …

          • Flying_FlyerBBB

            Pensamento perfeito! Do contrário, poder-se-ia voltar a cadeia até a fabricante de avião, a empresa abastecedora de combustível. Risco sempre há, se o consumidor aceitou o risco e fez a transferência, tá feito. Se houvesse conluio entre Livelo e Avianca, ai a coisa mudaria de questão, mas creio que não seja o caso.
            abs

            • Henry

              Flying…
              Não…
              Consumidor não tem que assumir riscos. ..
              Risco do negócio é das empresas, por isso elas têm lucro….

              • Flying_FlyerBBB

                Henry, lucro é inerente à atividade empresarial, não vejo como uma coisa ruim, mas sim como uma coisa muito boa, do contrário nossas empresas estariam todas falidas o que certamente seria muito mais prejudicial aos consumidores. Não é porque ela tem/teve lucro que deve assumir a responsabilidade. e SIM o consumidor assume o risco na hora de escolher pra onde envia os pontos.

                • Henry

                  Não Flying… vc esta equivocado… a jurisprudência é firme, pacífica , repetitiva que quem assume riscos nas relações de consumo são as empresas e não o consumidor…
                  As poucas exceções são para casos em que a operação comercial já é configurada como atividade de risco, como investimento em bolsa de valores, títulos atrelados a variações de mercados,… diversões com risco (saltar de para-quedas, asa delta etc)…
                  E mesmo nestas atividades pre-estabelecidas com riscos, se o prestador do serviço falhar, ele assume o prejuízo se a falha for relacionada/causa do problema….
                  Do jeito que vc esta falando, eu compro uma lata de atum no supermercado com validade de 2 anos ( mesmo prazo de validade das milhas Amigo)…
                  Aí, 15 meses depois da compra , ao abrir a lata descubro que o atum está podre… o fabricante é lá do Chile e o mercado aqui da esquina….
                  Vc acha que eu vou processar os chilenos ????
                  Se o mercado ñ me trocar o produto por um igual ou melhor ou dar um crédito equivalente, vai ser ele que eu vou processar…
                  Compra de milhas, troca de pontos por milhas, NUNCA foi definida na relação comercial como atividade de risco…
                  Ora, se esse é o caso, o prejuízo da operação tem que ser atribuída a quem tem/teria o lucro na operação: as empresas que lucraram/lucram com a operação: Avianca Amigo OU Livelo, a critério do consumidor …
                  Neste momento, por razões óbvias, eu resolveria a pendência com o Livelo…

  • Henry

    Sim..
    Temos relatos de pessoas que estão conseguindo trocar as viagens por voos da Avianca Internacional…. alguns até mesmo com mesmas datas anteriores, mas tendo que fazer conexão em Bogotá, quando é voo para os EUA…
    Lá embaixo no tópico eu citei os sites que têm feito esses relatos…
    O único detalhe é que, se fizer conexão em BOG, mesmo de apenas 1:00 hora, tem que ter o Certificado Internacional de Vacinação..
    Quanto à Avianca Internacional, ela tem participação na Avianca Brasil, mas mesmo assim, ela tb não está tão boa das pernas.. tanto que a United está com uma história de comprar o controle acionário dela… mas isso está muito no campo de especulação..
    Vender as milhas da Avianca Brasil eu não sei se é de tudo ruim… se receber uns R$ 0,020 pela milha não é tão ruim, porque o saldo de milhas do pessoal lá, NORMALMENTE, veio com bônus de 100%…
    Então… em tese, vc estaria recebendo R$ 0,04 pelo seu ponto original (a quantidade de pontos originais é a metade)… e por R$ 0,0325 qq um pode comprar pontos no Livelo e enviar para outros programas de fidelidade… inclusive , recebendo bônus (tudo bem que agora, nem o Smiles tem dando bônus de 100%, mas sempre rola um bônus…)

  • michel

    Tenho uma reserva com a SWISS emitida com Amigo o ano passado. Agora, ao consultara mesma no site da SWISS, minha reserva tem a seguinte menção: “Notification
    Important: une modification actuelle influence votre réservation de vol. Adressez-vous directement à votre point de vente” (Em sumo: importante, contatar AVIANCA)

    Chamei a SWISS qui na Europa. confirmam mina reserva, porém insistem para que eu fale com Avianca. Calafrio.

  • Cassia Santos

    Bom dia, alguem poderia me ajudar, me explicando como consigo emitir passagens por companhias parceiras da avianca? tenho 150 mil pontos, Devo ligar direto na parceira? só tenho o numero do programa amigo, tentei ligar na copa, me mandaram ligar na avianca, não entendi, fone da avianca não funciona mais

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×