[Guest post] Retrospectiva 2018 de todas as promoções de bônus de transferências de cartões de crédito para os programas de milhagens aéreas – O Guia Completo – Parte 1

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

No guest post de hoje, o leitor e prata da casa Carlos nos brinda com uma análise completíssima da retrospectiva 2018 dos bônus de transferências de cartões de crédito para os programas de milhagens, com gráficos e estatísticas de perder o fôlego. Qual foi o programa de milhagens que mais realizou promoções? Qual foi o que teve o maior percentual de bônus? Quais foram os piores? E os melhores? Todas essas perguntas são respondidas, com fatos e números.

Assim como foi feito em 2017 (post aqui), trata-se do material mais completo já produzido sobre o tema, a partir do qual os leitores poderão extrair conclusões valiosas sobre o que podemos esperar de 2019, baseado no contexto histórico em que vivemos esse ano de 2018, especialmente a partir do segundo semestre, quando a coisa degringolou de vez. 🙁

Esse mega texto será dividido em duas partes. No texto de hoje, será feito um levantamento quantitativo genérico sobre as promoções de bônus de transferências, ao passo que, na segunda parte, será feito um levantamento qualitativo, analisando as promoções envolvendo cada programa em particular.

Confiram! 🙂

……………………..

“Em meados de 2018, escrevi aqui no MMdM que estávamos passando por uma época de ouro do mundo das milhas (post aqui), mas concluindo que estes períodos não costumam ter duração elevada.

Bom, ninguém deve ter dúvidas que, em menos de 6 meses, passamos dos anos dourados para os anos de chumbo. Todos os programas de milhagem nacionais anunciaram reformulações de suas regras, com as mudanças indo do péssimo ao terminal. O programa Victoria já havia feito várias mudanças repentinas anteriormente.

Na minha opinião pessoal, a escala das mudanças do menos ruim para o pior seria Tudo Azul, Smiles, Multiplus, Victoria e Amigo. Em termos de utilidade residual dos programas, entretanto, do ainda útil para o inútil seria Victoria, Smiles, Multiplus, Tudo Azul e Amigo.

Os motivos para estas mudanças foram esboçados nesse post. Mas não acho que sejam os únicos e, talvez, até os principais. Seria simples limitar o mercado de venda de milhas sem prejudicar, enormemente, os demais clientes que utilizam suas milhas para uso próprio ou familiar.

Acredito mais em má gestão e/ou incompetência. Os programas se fartam de lançar ofertas de bônus de transferência de pontos, atrás do lucro de sua venda própria de milhas para companhias de cartão de crédito. Criam clubes de milhagem das mais variadas formas e preços. Vendem milhas diretamente aos clientes. Depois de embolsar o dinheiro, acreditam haver um desequilíbrio entre o passivo de milhas, criados por eles mesmos, e o ativo do resgate de passagens aéreas. E então massacram suas tabelas de resgates e/ou suas regras de status e benefícios de passageiros frequentes.

Mas o objetivo principal desta postagem é, assim como no ano anterior (post aqui), publicar o levantamento com todos os bônus de transferência oferecidos pelos principais programas de milhagem, para os principais cartões de crédito, no ano de 2018, até 15/12/18.

Tivemos algumas alterações em 2018, com a também péssima eliminação do programa Membership Rewards, dos cartões American Express, pelo Bradesco. Pelo menos, acabou a diferenciação, dentro do programa Livelo, das contas baseados no Banco do Brasil das no Bradesco. As promoções do Livelo passaram a valer, igualmente, para ambos os bancos.

Uma dificuldade de fazer estes levantamentos é que os valores de bônus ofertados, quase sempre, possuem diferenciação de valores para clientes de clubes de milhagem, com status nas companhias aéreas ou canhotos, do signo de touro ou nascidos em ano bissexto.

A lógica adotada na compilação, então, foi indicar o valor mínimo e máximo ofertado para cada programa e, no detalhamento das ofertas para os cartões de crédito, usar os valores mínimos, que são universais.

A utilidade do levantamento acabou prejudicada pelas severas modificações introduzidas pelos programas de milhagem no segundo semestre. Por exemplo, 100% de bônus oferecidos pelo Amigo, no começo do ano, talvez equivaleriam a bônus de 250% após o massacre. E o Multiplus oferecia bônus extra de 30% para seus clientes do clube mais caro, mas restringiram este bônus aos primeiros 100k pontos transferidos. Como eu já tinha iniciado a tabulação, entretanto, decidi terminá-la.

Os bônus compilados foram apenas os diretos (sem points back) e com limite razoável para a quantidade de pontos máximos transferidos (pelo menos 100k, devido ao limite estabelecido por Multiplus e também usado por Victoria em uma promoção). Os valores em azul eram para bônus sem condições especiais de transferência e os em laranja, com os incontáveis pré-requisitos.

Como será possível perceber, os maiores bônus quase sempre têm algum pré-requisito associado. Os dados obtidos foram:

Multiplus

Clique na imagem para visualizá-la, de modo ampliado, numa segunda aba ou janela.

Smiles

Clique na imagem para visualizá-la, de modo ampliado, numa segunda aba ou janela.

Tudo Azul

Clique na imagem para visualizá-la, de modo ampliado, numa segunda aba ou janela.

Amigo

Clique na imagem para visualizá-la, de modo ampliado, numa segunda aba ou janela.

Victoria

Clique na imagem para visualizá-la, de modo ampliado, numa segunda aba ou janela.

Em números mais precisos, as médias de promoções foram:

  • Multiplus com 19 bônus, média de 25% para ofertas simples e de 54% para ofertas associadas (normalmente, adesão ao Clube Multiplus);
  • Smiles com 54 (!) bônus simples, média de 55%, e 53 bônus, média de 75%, para ofertas associadas (normalmente, adesão ao Clube Smiles e/ou Livelo);
  • Tudo Azul com 24 bônus, média de 63% para ofertas simples e de 79% para ofertas associadas (normalmente, adesão ao Clube Tudo Azul e/ou Livelo);
  • Amigo com 12 bônus simples, média de 52%, e 11 bônus, média de 93%, para ofertas associadas (normalmente, adesão ao Clube Livelo ou status mais elevado no programa da Avianca);
  • Victoria (não consigo usar ainda o nome Miles&Go) com 02 bônus simples, média de 100%, e 01 bônus de 100% para oferta associada (adesão ao Clube Livelo).

Comparando com o ano passado, os resultados variaram. Multiplus manteve o número médio de promoções, com queda nos percentuais de ofertas simples e aumento nas associadas. Smiles aumentou a quantidade de promoções, passando da média de uma oferta por semana. Assim como Multiplus, o percentual dos bônus simples caiu e dos associados, subiu. Tudo Azul teve uma queda significativa na quantidade de promoções, mas os percentuais seguiram as mesmas lógicas dos concorrentes. Amigo manteve lógica parecida com o do ano anterior em todos os aspectos e Victoria manteve a média de ofertas, porém os bônus oferecidos foram sempre de 100% (com introdução de limite máximo de bônus).

Com relação aos programas dos cartões de crédito, os números são:

  • Livelo com 70 bônus, média de 59%;
  • Itaú com 50 bônus, média de 55%;
  • Santander com 28 bônus, média de 54%;
  • CEF com 71 bônus, média de 53%;
  • Porto Seguro com 70 bônus, média de 50%.

Todos os programas tiverem aumento na quantidade de promoções, alguns de maneira significativa (CEF e Porto Seguro). A exceção, como deve ser esperado, foi o Santander, com drástica queda de promoções, quase da ordem de 50%. Os percentuais, como os computei de maneira diferente, não consigo afirmar com precisão, mas creio ter havido um ligeiro aumento.

Conclusão

O ano de 2018 representou uma mudança no mercado dos cartões de crédito. Em 2017, a recomendação era usar o programa Livelo, de preferência ligado ao Banco do Brasil. Baseado neste ano, eu manteria a sugestão do Livelo (tanto faz, agora, se BB ou BRA), mas tanto CEF quanto Porto Seguro melhoraram significativamente suas participações em promoções.

Os melhores bônus ainda são oferecidos pelo Livelo, mas os dois outros cartões mencionados – CEF e Porto Seguro – ganham pela frequência com que não são excluídos de promoções, especialmente do Multiplus. Quem pode aguardar os melhores bônus deve usar o programa Livelo, quem costuma transferir menos pontos com mais frequência pode se beneficiar com CEF e Porto, sendo que a Caixa ofereceu algumas ótimas promoções exclusivas.

Itaú permanece como intermediário, nem muito bom nem ruim.

E o Santander virou um programa a ser evitado, a não ser por quem consegue extrair grandes benefícios das promoções com majoração dos pontos acumulados por metas de gastos”.

…………………………….

Na segunda parte, será feito um levantamento qualitativo, analisando as promoções envolvendo cada programa de milhagens em particular. Não percam!

Quer aprender mais? Então leia os demais guest posts do Carlos:

 

  • Pedro M

    excelente publicacao!!! obrigado!!

  • Henrique P. P.

    Excelente trabalho novamente Carlos. No aguardo da segunda parte.

  • Ricks007

    Show de bola!

  • Vinicius Carneiro

    Carlos, agora senti firmeza. Belo levantamento. Obrigado por ter compartilhado.

  • Khalil Chaves

    Belo trabalho, muito útil para tentar traçar uma estratégia para 2019!

  • SwineOne

    Carlos,

    Sugeriria apenas uma mudança na redação do parágrafo final, de:

    “E o Santander virou um programa a ser evitado, a não ser por quem consegue extrair grandes benefícios das promoções com majoração dos pontos acumulados por metas de gastos”.

    para:

    “Quanto ao Santander, há dois extremos: deve ser evitado caso você não consiga atingir as metas de gastos das promoções, mas caso consiga, especialmente no nível de bonificação máximo, deve ser preferido em relação a todos os demais cartões”.

    Sim, os bônus de transferência estão mais magros. Mas às vezes o pessoal (para deixar claro, não estou falando de você) reclama tanto da falta de bônus de transferência que esquece que temos um bônus automático de 200% (diminuiu para ~150% na última promoção, mas mesmo assim excelente) caso as metas sejam cumpridas. Este bônus é independente de programa e cumulativo com os bônus de transferência. Francamente, para quem consegue bater as metas, não existe melhor negócio no mercado de milhas hoje do que o cartão do Santander. Não tem nem como comparar.

    Isso sem falar na parceria com o programa da Iberia, única no mercado nacional, basicamente o único programa acessível ao público brasileiro que ainda tem (por quanto tempo não se sabe) uma tabela fixa de resgate.

    • Leonardo Magalhaes Lott

      Perfeito! De acordo!

  • adriano

    excelente analise, parabens

  • Túlio Faria

    Otimo post, entretanto uma correção, o Tudo azul ofereceu pelo menos 2 vezes bons de 110% para associados do cluebe livelo e tudo azul.

    • Carlos

      Posso estar enganado, mas esses 10% a mais são, na verdade, disponíveis em qualquer transferência para quem tem o clube Tudo Azul há mais de um ano. Entretanto, como há uma limitação na quantidade de pontos deste adicional (no máximo 20k por ano), não os considero no levantamento.

      • Túlio Faria

        Sim, dai total seria 110%, acho ela excelente, quanto esse limite de 20k, não localizei essa limitação, se achar me envie por favor. E parabéns novamente pelo compilado.

        • Carlos

          c) Conversão Bonificada – o Associado do Clube TudoAzul , a partir do pagamento de 6 (seis) mensalidades, que converter em Pontos TudoAzul os seus pontos acumulados em cartões de crédito emitidos por instituições financeiras parceiras ou em programas de fidelidade de instituições financeiras parceiras, de acordo com as condições especificadas, terão direito a receber uma bonificação de 5% (“Conversão Bonificada”) acumulativa com outra (“Conversão Bonificada) e o Associado do Clube TudoAzul, a partir do pagamento de 12 (doze) mensalidades, que converter em Pontos TudoAzul os seus pontos acumulados em cartões de crédito emitidos por instituições financeiras parceiras ou em programas de fidelidade de instituições financeiras parceiras, de acordo com as condições especificadas, terão direito a receber uma bonificação de 10% (“Conversão Bonificada”) acumulativa com outra (“Conversão Bonificada) limitados a 20.000 (vinte mil) pontos bonificados por ano.

          • Túlio Faria

            ótimo! Valeu

  • Henry

    Gulherme..
    Tem um comentário preso na moderação… dá pra liberar ???

  • Henry

    Carlos, excelente seu texto…

    Desculpe o off-topic, mas é assunto de interesse social…rs

    Royal Air Marroc ingressou na One World ontem…

    Outro off-topic:
    O programa HHonors está praticando Status Match…
    Quem é Gold ou Platinum no Le Club ou outro programa, consegue o Gold ou Diamond no HHonors..
    Eu enviei meu status Gold do Le Club e virei Gold no HHonors.. e eles têm um benefício que faz toda a diferença: quem é Gold ou Diamond, tem café grátis em toda a rede do programa.. só isso já economiza um valor imenso…
    Pra fazer o status match é só pesquisar no google pelo termo “status match hhonors”
    Vai aparecer Hilton Honors Status Match..
    Aí, vc envia a página com seu cartão e tb envia o extrato de movimentação da conta..
    No dia seguinte, se vc tiver uma boa movimentação eles te dão o status..
    O Status vale até maio/2019 e se vc fizer 4 estadias em 90 dias, teu status vale até 31/03/2020 no Gold e com 8 estadias, seu status vale no Diamond…

  • Felippe Der

    Excelente pesquisa. A smiles está bem fraca nesse começo de ano em relação a promoções. Se tirar aquela da Caixa, não tivemos nada interessante ainda em 2019. Está bem abaixo do que era há um tempo atrás.

    • Daniel Gadelha

      Felippe, tenho o palpite de que as promoções só voltarão depois que o novo regulamento estiver em vigor.

      • Eduardo

        Também estou achando a mesma coisa Daniel

        • Daniel Gadelha

          Oremos para estarmos errados.

      • Felippe Der

        Isso é vergonhoso até para a Smiles. Chega a ser baixo. Espero que disponibilizem 80% que é o mínimo aceitável.

  • George

    Excelente artigo. Análise muito informativa. Parabéns pelo trabalho que não se vê em outro espaço.

  • Flying_FlyerBBB

    OFF TOPIC: Pra quem é louco por KM no programa da Ipiranga, promo do Multiplus que eu particularmente não sei pra que serve….. – Transfira pontos do cartão crédito para o Multiplus e ganhe a mesma quantidade em KM de Vantagem. Tá e qual a Vantagem:??? https://uploads.disquscdn.com/images/77e4bef87ef32c02ca734a652408db21491ba9b18418fd5f183ca7d94fc37ed0.jpg

  • Henry

    Off-topic novamente:
    Avianca Brasil não voara mais para NYC/MIA/SCL a partir de 31/03/2019…
    Feliz 2019!!!
    (Presente de Grego de 2018..)…

    • Flying_FlyerBBB

      Foi fazer graça levando os blogueiros, “digital influencer” (não sei que bosta éessa) se lascou !
      O menos ruim que haverá conexão na Argentina ou Colômbia para esses destinos com Avianca Inter.

      • Henry

        Ñ entendi o que houve com eles… sempre cresceram de forma sustentável… daí ninguém podia imaginar que o pulo tava sendo maior que a perna…

        • Carlos Telles

          Nem o roubo dos pontos dos consumidores salvou eles, pois pra mim a mudança absurda da tabela depois de um ano de promoções de transferência é roubo.

          • Henry

            Tb acho que cometeram crime contra os consumidores com a política de bonificar 100% e depois aumentar a tabela em 500%…
            E nem isso agora: fico imaginando o prejuízo de quem emitiu voo com eles pros EUA e reservou hotel com reserva do tipo ñ cancelavel, idem aluguel de carro e ingressos…

            • Carlos Telles

              Acredito que eles devem realocar a galera, resta saber se vai ter lugar pra todo mundo.

              • Henry

                Justo..
                O problema é se a pessoa ñ conseguir encaixar com hoteis/carro/ingressos… e a data acertada no trabalho….prejuízo total

  • Pedro Viajante

    Parabéns pelo levantamento desses números, Carlos!

  • Pingback: [Guest post] Retrospectiva 2018 de todas as promoções de bônus de transferências de cartões de crédito para os programas de milhagens aéreas – O Guia Completo – Parte 2 | Meu Milhão de Milhas()

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×