[Ausência de bônus de transferência] O que está acontecendo com o Santander Esfera?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Os bônus em triplo da última promoção do Santander foram creditados (em tese) até o dia 13 de abril de 2018, e, estranhamente, os clientes do Santander Esfera têm ficado de fora de todas as últimas promoções de bônus de transferência de pontos de cartões de crédito realizadas pelos 4 grandes: Smiles, Multiplus Fidelidade, Tudo Azul e Amigo Avianca.

Isso é ruim pois tem impossibilitado a maximização do valor desses pontos triplicados.

Ou seja, você, que acumulou uma boa quantidade de pontos na última promoção de bônus em triplo, e estava esperando só uma oportunidade de bônus de transferência para maximizar ainda mais o valor dos pontos, está tendo que continuar esperando.

Será tudo isso uma mera coincidência?

O leitor Carlos despertou para isso no seguinte comentário:

“O último bônus oferecido pelo banco foi em 10/04 e, desde de o dia 05/03, já apareceram 17 bônus de transferência e o Santander participou de apenas 3 deles. Estaria o banco limitando sua participação nestas promoções em função da suas próprias promoções de acúmulo triplicado ou estariam os programas de milhagem excluindo o Santander pelo seu alto estoque de pontos?

É preciso ressaltar que a maior parte das exclusões do Santander são em promoções do Smiles, o que pode ser até um favor que o banco está fazendo aos seus clientes ???? ao não permitir transferirem seus pontos com estes bônus irrisórios que o Smiles está oferecendo (para o padrão de bônus Smiles e sua tabela).

De qualquer forma, os pontos da última promoção bumerangue do Santander já foram creditados e ainda não tivemos nada de relevante ofertado aos clientes, quanto mais algo parecido com os 150% oferecidos pelo Amigo Avianca no ano passado. Qual será a causa disso, o banco, os programas ou simples coincidência?”

Conclusão

Tá estranho mesmo.

Como quem paga pelos pontos parece ser o banco (devedor) para o programa de milhagens (credor), eu acho que a trava está vindo do próprio Santander, que deve ter aumentado seu passivo contábil nesse mês de abril de 2018, ao injetar mais pontos ao sistema Esfera.

Vamos ver se agora em maio o banco assina alguma parceria com programas de milhagens, para permitir aos clientes a transferência dos pontos com bônus – nem que seja para o Smiles. 😉

Qual é a opinião de vocês?

Tagged as:
  • Rafael Ferreira

    Como pontuado no texto, não vindo pro Smiles, excelente. Gostaria muito de uma transferência bonificada para a Ibéria nos moldes das nacionais (80-100%).

    • Guilherme

      Hehehehe…. realmente, eles deveriam valorizar mais essa parceria com o Iberia Plus.

  • Marco Celente

    Aposto que virão várias promoções ruins, tipo 50%, para o Santander desfazer o passivo, contando com os clientes incautos. Só mais pro fim do ano veremos a volta das promoções normais.

    • Guilherme

      rsrsrs…. também tô com esse pressentimento, de que as melhores promoções de bônus só ocorram no segundo semestre, particularmente entre setembro e outubro.

  • Mas de modo geral as promoções estão ruim. Mesmo porto não vi nada q deu vontade de transferir ainda.

    • Carlos

      Mas a Porto tem um histórico fraco na hora de oferecer bônus.

  • Albino

    Pode demorar, desde que venham acima de 100% e principalmente pro Amigo. Melhor do que ficar dando toda hora 30 a 50% de bônus pro Smiles ou TudoAzul.

  • Carlos

    Que os bancos pagam pelas milhas transferidas aos programas de milhagem, não há muita dúvida. Pela análise das estatísticas do Banco Central (http://meumilhaodemilhas.com/2018/01/14/guest-post-estatisticas-dos-cartoes-de-credito-dados-e-curiosidades), este valor fica em torno de 2 a 3 centavos por milha. A dúvida é o que acontece com as promoções. 100% de bônus para o Smiles, transferência de 10k pontos, milhas a 02 centavos: o banco vai pagar 400 reais ao Smiles? O banco vai pagar o valor normal de 200 reais e o Smiles é que vai dobrar a quantidade transferida (equivaleria ao Smiles vender as milhas por 01 centavos)? Ou vai haver um meio termo, o banco vai pagar 300 reais pelos 10k pontos transferidos (equivalente a 15k pontos) e o Smiles oferece 5k complementares grátis (equivaleria ao Smiles baixar o valor de venda das milhas para 1,5 centavos)?
    Chutando, eu apostaria que são os programas que absorvem os bônus e o valor das milhas fica em um valor mais ou menos fixo, conforme o contrato assinado entre as partes.Os bônus seriam puro interesse dos programas de milhagem em aumentar seu caixa financeiro, emitindo mais milhas. Mas sendo este o caso, por que estaria somente o Santander ficando de fora das últimas promoções? Ou por que o Livelo oferece as melhores promoções e a Porto as piores? Acaba que talvez a terceira opção seja a mais próxima da realidade, também há uma contrapartida dos cartões de crédito nestes bônus, de forma a se tornarem mais atrativos aos seus clientes e incentivarem mais gastos e adesões. Isto explicaria o porquê do Santander estar ficando de fora de várias promoções, para não ter gastos adicionais aos já despendidos na pontuação triplicada. E também porque a Porto gasto pouco com este tipo de ação, ao oferecer mais benefícios de outro tipo.
    Os cartões BB e BRA são capados de benefícios mas oferecem os melhores bônus. E onde ficariam CEF e Itaú, que não oferecem nem benefícios nem bons bônus? 🙂 Sinceramente que é bem difícil de entender este mercado, mesmo especulativamente.

    • Albino

      Concordo, acho também que é por aí.

    • Carlos

      E mais uma indagação, por que o Multiplus tem o hábito de excluir os bancos tradicionais nos seus bônus? Somente os cartões menores que aceitam pagar mais pelos pontos nas promoções? Quanto maior o bônus oferecido por um programa, menor o valor que o cartão de crédito paga? Ou 100% no Amigo pode equivaler, em termos de custo das milhas, a 40% no Multiplus? E o Smiles oferecendo promoções semanais quer dizer que o programa tem necessidade de caixa constante e acaba sempre vendendo suas milhas mais baratas (esta parece não haver dúvida)?

      • Guilherme

        Concordo também, há muitas coisas que rolam nos bastidores que não sabemos direito. Essas atitudes aparentemente contraditórias das relações entre os bancos e os programas de milhagens só podem ser compreendidas de modo coerente se entendermos mais ou menos como se dão os termos das negociações, que podem ser na linha do que você expôs.

      • Guilherme

        Aliás, Carlos, uma dúvida. Parece que no Porto Seguro Visa Infinite (PSVI), o cliente que tenha gastos entre R$ 6k e R$ 15k mensais garante 2,2 pontos por dólar + desconto de 50% na anuidade, que ficaria R$ 600 (ou R$ 50 mensais). Sabemos também que a Porto Seguro sempre foi fraca em promoções, ficando bem atrás do Livelo, por exemplo.

        Partindo-se dessas premissas, o que você acha da estratégia de gastar no PSVI até o suficiente para garantir os 2,2 pontos + 50% de redução da anuidade (o que dá um valor anualizado de gastos de R$ 72k), e, a partir daí, concentrar suas compras nos cartões de crédito BB ou BRA do Livelo (isso quando não for o caso de utilizar os cartões Santander para os bônus em triplo)?

        Falo isso porque, quando o cliente atinge a meta de gastos para conseguir os 2,2 pontos/dólar + 50% de desconto na anuidade no PSVI, não há ganhos marginais em continuar utilizando esse cartão a partir dessa faixa, de modo que passa a ser interessante o uso dos cartões que pontuam no Livelo, para maximizar os ganhos com as promoções.

        Qual seu parecer?

        • Carlos

          Perfeito, e por coincidência estava justamente fazendo este ajuste.
          Até o ano passado, eu ainda via valor nos pontos da Porto por participarem das promoções da Multiplus que o Livelo era excluído.
          Mas, neste ano, isto não tem sido um fator e Livelo ofereceu um percentual que dificilmente a Porto chegaria na metade. Fica complicado justificar os gastos no cartão (pelo qual tenho grande empatia) quando o Livelo oferece 100% no Amigo e 116% no Multiplus e a Porto fica em 50% para ambos.
          Meu principal então vai ser o Elo Nanquim ou um Santander Unique em época de metas atingíveis. O TPC também funcionaria, mas peguei certa birra do cartão e o pus de castigo fora da carteira. Estou pronto para cancelá-lo, mas estranhamente o Bradesco se esqueceu de cobrar a anuidade desde março.

          • Guilherme

            Ótimo, parece ser a melhor estratégia, e a mais equilibrada, considerando o atual contexto do mercado de milhas e pontos no Brasil.

            O Elo Nanquim que você vai pedir é do BB ou do BRA? Qual é a pontuação, e a anuidade dele?

            • Carlos

              Eu já tenho o Nanquim BB, me foi oferecido com a primeira anuidade grátis e as demais 10% do valor. A oferta foi com os meus cartões BB com a função crédito bloqueada e não havia menção à necessidade de tê-los ativados, então achei excelente. Vamos ver se vai ser necessária briga nesta questão
              O cartão pontua 2,2 (contra 2,0 do Black e Infinite BB), anuidade de R$ 923 (primeira grátis). O do Bradesco é melhor por dar acesso às salas Bradesco, mas não sei as condições do cartão.
              Acho o cartão caro, mas por R$ 92 é outra história.

              • Guilherme

                Por R$ 92 anuais, e com 2,2 pontos por dólar, vale a pena mantê-lo como cartão principal, para ter ganhos marginais melhores do que o PSVI no quesito pontuação.

        • Tarcísio Bezerra

          Acrescento ao seu comentário, a cotação do dólar da porto ser mais alta em relação ao BB, e ao modo de creditar os pontos da porto, que é por valor absoluto, desconsiderando os centavos.

          Nunca havia pensado por esse ângulo, em pagar apenas 50% da mensalidade, sempre focava nos 15 mil e daí por diante, usava no elo nanquim do BB.

          Tinha o master da porto, mas por me cobrar acesso ao oliven garden, via MAE, solicitei a mudança da bandeira, já que tenho o master do BB, e o PSVI, tem o PP.

          • Guilherme

            Pois é, Tarcísio, eu também não havia pensado nisso, mas, se você analisar sob certo ponto de vista, faz sentido passar a concentrar os pontos no BB a partir de certa faixa de gastos, uma vez que há ganhos marginais decrescentes quanto mais se utiliza o PSVI a partir de determinada faixa de valores.

            É claro que dá um pouco mais de trabalho ficar repartindo os gastos entre dois ou mais cartões, mas, se você analisar sob a ótica dos benefícios de valor agregado que se têm ao maximizar a geração de pontos no Livelo, faz todo o sentido gastar R$ 50 a mais de anuidade em troca de milhares de pontos a mais que são gerados no Livelo, que é a empresa que está mandando no mercado atualmente.

            • Carlos

              Uma coisa que só reparei agora (ou só fiz as contas agora) é que a anuidade cheia da Porto está em 1,2k reais. Tudo bem que os benefícios do cartão são muito bons, assim como a política de descontos, mas não tinha percebido que tinha chegado no patamar do TPC, embora momentaneamente, já que o BRA vai aumentar a anuidade enquanto corta os benefícios. Por este valor, dava para pedir uma melhora nos bônus de transferência oferecidos.

              • Guilherme

                Também acho. Ou então acrescentar um parceiro internacional, Iberia Plus ou BAEC, que também tornaria o cartão muito mais competitivo do que é hoje.

  • Emmanuel Kalispera

    Acho que o banco se tocou que apenas o 3:1 já era demais frente ao que a concorrência oferece. Acho que até uma boa parte dos pontos serem desovados na taxa 1:1, o banco não vai oferecer mais nada em promoção de transferência. Ele está certo, afinal, que outro banco faz isso? A propósito, quem entrou na última 6.6 do Santander pode mandar para Multiplus, se tiver clube, com 30%, virando 8.58. em que outro banco você teria mais que isso?

    • Guilherme

      Meu receio é o Multiplus criar uma nova cláusula restritiva, dizendo que os 30% vindos do Santander não valerão, da mesma forma que fizeram com o KM.

      • pauloleo

        Aí seria o tiro de misericórdia em seus clientes…

    • pauloleo

      Concordo, é bem por aí mesmo, dão os bônus “em casa” mas não dão “para fora”. Com isso o Esfera vai perdendo a vantagem que tinha antes sobre os demais.

      • Carlos

        Os bônus virão, podem ser menores e com menos frequência. Mas não dá para comparar as promoções do Santander com os demais, já saem com um bônus inicial de 200% (supondo que se atinja a meta, o que você normalmente consegue, pelo que vejo no FDV). A questão é quando não tem bônus, se justifica pagar a mensalidade do cartão para não usá-lo.
        Na minha opinião, vale, tanto o Unique quanto o Unlimited. O Unique com Porto Infinite pode ser mais interessante que o Unlimited, mas, por mais que o Santander esteja nesta seca de bônus, a Porto costuma ser ainda pior. Entra aí a questão do excelente atendimento da Porto e a experiência de cada um com o Santander.

        • pauloleo

          Pois é Carlos, concordo com você, mas minha relação com o Santander azedou e vou explicar. Primeiro, o corte do PP, isso pra mim fez o Unlimited perder muito do seu atrativo. Segundo, a cobrança de duas pessoas no valor de 27 USD cada em um restaurante em GRU pelo LK/MAE no próprio Unlimited. Terceiro, a iminente piora dos programas Iberia/British com a implantação da tabela flutuante. O fato do Santander pedir surreais 40k/mês para isentar a mensalidade do cartão contra 15k da Porto que oferece o PP pesou nessa análise também. Isso me fez concluir que, no meu caso pessoal, não valia mais a pena pagar pela mensalidade do Unlimited e cancelei os cartões. Com isso, saí também do Select, coisa que já deveria ter feito antes, pois não acho que valha a pena pagar a mensalidade do pacote de serviços, seja efetivamente em dinheiro, seja alocando 150k nos fundos do Santander para isenção, pois os fundos são péssimos, eu perdi bastante rentabilidade com isso e me arrependo de não ter saído antes. Como entre Unlimited e Unique, sem Select, a diferença é bem pequena nos valores das mensalidades, não penso em manter um Unique lá também não. Por ora, continuo com o AAdvantage Black ainda isento por mais uns 2 meses, para ver o que será da negociação da anuidade, tenho média alta nele e espero conseguir algo bom. Pela sua própria explanação, somada à conclusão tirada por mim mesmo, de que o Santander priorizará os bônus das próprias promoções, deixando (ou reduzindo bastante) de oferecer bônus de transferências, o AAdvantage passa a fazer ainda mais sentido pra mim, além do fato de ser totalmente desvinculado da conta corrente, sendo oferecido também para não-correntistas. Já com relação às metas, penso que as minhas serão inatingíveis na próxima promoção, visto que na última a minha meta chegou próxima dos 80k/mês, sendo que na promoção anterior, minha meta tinha sido de 22k/mês. Isso também é um fator que tem pesado nas minhas decisões, pois certamente não conseguirei bater a próxima meta para pontuar em triplo. Fiquei curioso para saber qual seu user lá do outro blog, se puder me mande uma msg por lá. Abraços

          • Guilherme

            Olá, Paulo.

            Achei bem importante seu depoimento sobre sua experiência negativa com o Santander. Concordo integralmente com você quanto a não valer a pena pagar pelos custos dos serviços bancários lá. Mensalmente, o valor até parece pequeno, mas vai multiplicar por 12 pra ver a facada que se gasta anualmente. Calma que piora: basta multiplicar por 10 pra ver o tanto de dinheiro que se deixa de acumular em apenas uma década.

            Se o Santander de fato fechar as portas para os bônus de transferências, como vem dando a entender nos últimos meses, isso vai mudar o jogo completamente, favorecendo bastante, na prática, quem tem cartões vinculados ao Livelo, que é o programa que realmente tá mandando no mercado em termos de promoções de bônus de transferências.

            • pauloleo

              Pois é Guilherme, exatamente isso! O Santander perdeu o posto de “melhor cartão de benefícios” e atendimento para o Porto Seguro Visa Infinite, que é o único que ainda oferece o PP ilimitado e gratuito. E agora tem tudo para perder o posto de melhor programa de pontos para a Livelo, que tem sido muito mais agressiva e vantajosa em favor dos seus clientes. Não sei até quando isso vai durar, afinal são controladas por Bradesco e BB, mas no momento é disparado a melhor plataforma, em minha opinião.

          • SwineOne

            O cálculo das metas do Santander é um pouco opaco, e por vezes diria até desconectado da realidade, pelo menos de acordo com exemplos que ouço por aí.

            Estabelecer metas é um compromisso entre fazer o sujeito sair da zona de conforto e gastar um pouco mais do que pode, mas também jogar algo totalmente irreal, impossível de ser atingido dada a renda ou até o limite do cartão, é totalmente contraproducente. Não só o sujeito não tem o incentivo extra para gastar, como ele pode até ficar chateado com este tratamento, como parece ser o seu caso.

            Minha meta na última promoção era alta, mas dentro das minhas possibilidades, embora exigindo algumas operações não-convencionais: por exemplo, paguei boletos para os meus pais (que tem um certo receio de usar o Mercado Pago) para receber em dinheiro depois; sincronizei algumas compras maiores com o período da promoção; estoquei coisas aqui em casa, adiantando compras de meses seguintes; comprei dólares usando uma corretora que emite boleto e paguei pelo Mercado Pago; etc. Precisou de um certo planejamento, mas consegui atingir as metas todos os meses.

            Vejo que o banco basicamente acertou na escolha da meta dessa última vez, me tirando da zona de conforto, só que o meu medo é que na próxima venha uma coisa irreal mesmo. Neste caso, não terei pudor de registrar uma reclamação no Santander, apontando como a meta é completamente incompatível com a minha renda e/ou limite do cartão de crédito. Se vai adiantar, não sei, mas quem sabe se muita gente reclamasse, poderia levá-los a reavaliar o algoritmo usado para gerar estas metas.

            E também tem uma questão a se considerar: é provável que, se você não atingir a meta na promoção da vez, na próxima ela deve baixar. Claro que é chato ficar sem bônus em uma das promoções, mas se na próxima a meta se tornar realística novamente, é um consolo. Outra coisa que pode ajudar é se você tiver outro cartão para usar fora dos períodos de promoção, para tentar “enganar” o sistema com relação a seus gastos.

            • pauloleo

              Ouvi relatos de que o sistema não se deixa mais “enganar” como antigamente. Ou seja, ele considera a média de gastos da última promoção para gerar a meta da próxima. Não sei se procede ou não, mas foi o que ouvi dos mais antigos de “casa”. Nesse caso, essa estratégia de concentrar em outros cartões nas épocas fora das promoções não funcionaria mais. Posso dizer que comigo ocorreu algo próximo à isso, pois deixei os cartões parados entre as duas últimas promoções.

            • Vanessa de Carvalho Dias

              SwineOne, qual corretora vende dolar com boleto?
              As metas do Santander foram surreais para mim na ultima promoção, e pior, na penúltima, perdi o prazo para liberação dos pontos. Juntando com as reclamaçoes da demora nos pontos serem creditados dessa vez, estou com pressentimento que foi a última promoção de pontos em triplo do cartão.

              • SwineOne

                Confidence Câmbio.

                • Vanessa de Carvalho Dias

                  Obrigada!

  • Adriano

    Nao sai um ponto esfera da minha conta por menos de 100%.

    • Emmanuel Kalispera

      Sim é isso que o banco mais quer. Quanto mais tempo você esperar, mais eles adiam o gasto

      • Adriano

        Se é isso que eles querem e isso que terão, menos de 100% fica lá só sai uma semana antes de expirar.

        • Emmanuel Kalispera

          Mas os pontos do Unlimited não expiram, expiram?

          • Marcos Souza

            Nem os do Unlimited nem os do Cartão Dufry

  • SwineOne

    Falando nisso, já não está na época do Santander criar mais uma promoção de bônus em triplo? Acho que a do meio do ano em 2017 começou em maio.

    • Guilherme

      Está.

    • Emmanuel Kalispera

      É em maio.

      • SwineOne

        Isso historicamente, mas você leu alguma coisa concreta sobre a promoção que está por vir? Estou inclusive segurando alguns gastos contando que ela venha logo, até os pagamentos de boleto do Mercado Pago que costumo fazer no final do mês (mas tenho até o dia 10 do mês seguinte para fazer) estou segurando.

        • Emmanuel Kalispera

          Meu gerente disse que a promoção virá, mas que ela será modificada: ficará mais difícil, mas também haverá bonificações maiores. Recebi essa informação com um grau de ceticismo já que geralmente o pessoal nos fóruns sabe mais do que os gerentes. Acabei nem repassando antes pq também não sei se é quente ou é ouvi dizer.

        • Carlos

          Se for como a última, pode ser que comece amanhã, o Santander vai divulgar no dia 04 e o sistema para verificar as metas só vai funcionar dia 07.

          • Guilherme

            rsrsrsrsr… bem isso!

  • Pingback: Bônus 60% cartões de crédito para Smiles + 10% doados para Milhas do Bem (Santander fora) | Meu Milhão de Milhas()

  • Daniel Dotto

    E ainda nada!!!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×