Até que enfim! Accor inclui café da manhã gratuito para membros Le Club Platinum. Mas só na Ásia-Pacífico…

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

No longíquo fevereiro de 2016 (post aqui), publicávamos “a novidade” da Accor finalmente resolver oferecer o café da manhã cortesia para membros Platinum, somente válido, na época, para alguns poucos hotéis da Austrália.

Tempo vem, tempo vai, e finalmente a Accor resolveu acordar e ampliar o benefício, mas apenas para os hotéis da região APAC – Ásia e Pacífico.

Conclusão

Eu já dizia em 2016:

Eu penso que a Accor precisa tornar isso uma regra, e não uma exceção. Ou seja, oferecer aos membros Platinum café da manhã gratuito em qualquer marca da rede, em qualquer lugar do mundo, desde um Ibis no Brasil até um Novotel em Dubai, ou um Mercure em Cingapura.

Isso é uma forma de valorizar quem dá preferência a se hospedar nos hotéis da rede Accor, e está em linha com a política adotada por outras grandes redes: Hilton Honors, Hyatt Gold Passport, Marriott Rewards etc., todas essas grandes redes oferecem café da manhã gratuito aos seus membros elite.

Pelo visto eles estão se movendo, e acho que é inevitável que o café da manhã se torne um benefício dos associados Platinum, daqui a alguns anos.

Das grandes redes hoteleiras com programas de pontos, o IHG é o único que não oferece qualquer benefício de café da manhã cortesia aos seus membros elite.

Bom, pelo menos uma notícia boa no meio de tantas notícias ruins que vieram da Accor Le Club nos últimos tempos… 😛

Fonte: Loyalty Lobby

  • Márcio Peixoto Tibiriça

    Praticamente impossível voltar a ser Platinum na Rede Accor.

    • Felipe

      Marcio concordo com vc, agora que as transferências de ponto não valem para status, esta muito difícil manter-se platinum.

      • Guilherme

        Bota difícil nisso! rs

    • SwineOne

      Realmente, virou uma coisa para quem nada em dinheiro ou para quem viaja a trabalho e decide em que hotel ficar.

      Atualmente dou preferência quase exclusiva aos hoteis da Accor, por ter juntado bastante pontuação no programa durante uma época em que não usava milhas aéreas para emissões, por desconhecimento meu mesmo (e com a inflação de resgates em curso em quase todos os programas aéreos, pode ser que este volte a ser o resgate mais vantajoso). Porém, também passarei a olhar as reservas de hoteis ganhando milhas que alguns programas estão oferecendo, milhas essas que podem inclusive ser enviadas para a própria Accor posteriormente.

      Agora, vejo 2 coisas que a Accor poderia fazer que, em conjunto, provavelmente selariam o destino dos meus pontos, garantindo que os mesmos sempre seriam transferidos para lá (se alguém da Accor estiver lendo o blog, fica a dica):

      1. Estender o benefício de café da manhã gratuito para membros Platinum para todos os hoteis da rede, ou quando muito eliminando só o Íbis;
      2. Implementar um esquema semelhante ao que acontece em certos programas como o Smiles, em que cada x pontos transferidos equivalem a um ponto status no programa. Uma proporção com 10:1 soa razoável, se um pouco alta, exigindo 140 mil pontos transferidos para a Accor para se tornar Platinum (o equivalente a 2800 euros em créditos).

      Seria puxado mandar 350 mil pontos Livelo, 420 mil pontos Multiplus ou 560 mil pontos Smiles todo o ano para manter o status, mas com compra de pontos seria algo factível. Melhor ainda seria se fosse possível atingir o status via uma combinação de estadias no ano e pontos enviados — por exemplo, caso me hospedasse 30 dias no ano (metade da meta para o Platinum) e tivesse que obter 70 mil pontos Accor por transferência, ou outras proporções de estadias + pontos, é algo que no meu caso provavelmente conseguiria fazer todo ano, enviando todos os meus pontos de cartão e com compras estratégicas de pontos em promoções que fizessem sentido financeiro (abaixo da cotação do euro comercial), porém exigiria que eu abrisse mão de enviar pontos para outros programas e me mantivesse 100% fiel à Accor, o que afinal deveria ser o objetivo deles.

      • Guilherme

        Excelentes dicas, Swine. Eu acrescentaria a possibilidade de eles terem um cartão de crédito associado. Basta lembrar que nos EUA todas as grandes redes hoteleiras têm essa opção. A Accor está perdendo um verdadeiro nicho de mercado, já que praticamente monopoliza o mercado de programas de fidelidade hoteleira no Brasil, dada a sua vasta capilaridade em todo o território nacional, combinada com a completa ausência de concorrentes que possam atuar no mesmo nível de magnitude deles.

        • Carlos

          O HSBC tinha um cartão Accor, mas não sei como funcionava.

          • Guilherme

            Verdade, Carlos. E olha que o mercado de cartões de crédito no Brasil é gigantesco. Temos até cartões co-branded de Extra, Pão de Açúcar, Pernambucanas… por quê não um de rede hoteleira? Ou ninguém no mercado se acordou pra isso, ou não querem mesmo.

  • Carlos Telles

    Eu consegui Platinum ano passado pois fiquei 300 dias hospedado em hotéis da rede a trabalho, esse ano não vou ter como renovar.

    • Guilherme

      Morou na rede Accor! rsrs

      • Carlos Telles

        Sim, era o melhor custo beneficio para minha empresa então em deixaram lá haha

        • Guilherme

          rsrsrsrsrs…. mandou bem!

    • SwineOne

      Pois é, tá aí mais uma sugestão para eles: pontos status que rolam de um ano para outro, como também faz o Smiles. Se fosse assim você ficaria Platinum por 5 anos.

      • Carlos Telles

        O bom é que eu juntei muitos pontos e vou poder usar pra pagar basicamente todas as estadias das minhas férias esse ano. Isso dos pontos status rolar de um ano para o outro caso você ultrapasse o limite seria perfeito e acho que toda cia e programa de hotel deveria fazer isso, consegui o dobro de pontos status na azul para ser diamante ano passado devido a trabalho e esse ano não vou conseguir renovar.

        • Guilherme

          De fato, manter um status é uma das coisas mais trabalhosas de se conseguir. O rollover é uma ideia ótima.

          Uma alternativa – mas pensando bem a loooooongo prazo – é mudar para alguns programas hoteleiros dos EUA, que oferecem status vitalício mediante o preenchimento de algumas condições (igualmente pesadas em quantidade de noites). SPG e Hilton oferecem esse tipo de status, salvo engano.

          • Observando Fato

            Quando era dado status pela transferencia de pontos o rollover era aplicado. Pontos ganhos por estadia nao sei dizer.

            • Guilherme

              Boa! Acho que não seria possível, a julgar pelo comentário do Carlos Telles depois da resposta do Swine.

  • Leandro Esteves

    Sempre bom esse aumento de benefícios, porém está complicado ser platinum na Accor. Eu fiquei num Novotel em Amsterdã e achei um benefício interessante lá. Me deram upgrade por ser Gold, mas em todos os quartos tem um celular ( Chamam de Handy ) com internet e chamadas gratuitas, que você pode usar durante sua estadia. Foi super útil.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×