[Guest post] Problemas de disponibilidades para emissão de bilhetes-prêmio: analisando as 5 incongruências e os 6 (possíveis) motivos dessas inconsistências

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

O Carlos resolveu transformar a quadrilogia original de guest posts em pentalogia (será que o hexa vem aí?), e quem ganha, claro, é você, leitor já acostumado ao material full HD que é compartilhado aqui no MMdM.

Nesse guest post, ele faz uma análise abrangente da problemática e complexa questão das dificuldades em achar disponibilidades de vagas para resgates de passagens-prêmio. Ele analisa as incongruências nos sistemas dos programas de milhagens aéreas, bem como examina os possíveis motivos dessas incongruências. Confiram!

……………………..

“Quando estava escrevendo sobre disponibilidade de resgate de assentos nos programas de milhagem, coloquei o estranho comportamento do Smiles nesta questão (post aqui).

Li também um artigo no The Points Guy com problemas semelhantes. Fiz uma pesquisa na Latam e ocorreu algo parecido e, finalmente, o Victoria TAP também está complicado neste quesito. Mas vou dar alguns exemplos práticos de incongruências:

As 5 incongruências

Incongruência A

Pesquiso um voo de São Paulo a Nova Iorque no Smiles e encontro disponibilidade na Delta fazendo conexão em Detroit (DTW).

Penso melhor e avalio que descer em Detroit vai ser mais conveniente para o meu roteiro. Se eu achei disponibilidade nos trechos GRU-DTW e DTW-LGA, modifico minha pesquisa para emitir GRU-DTW somente (e economizar em taxas de embarque) mas, estranhamente, não aparece disponibilidade neste trecho sozinho.

Incongruência B

Pesquiso no Multiplus Fidelidade voo de São Paulo para a Polinésia Francesa, e encontro vagas somente em voo de São Paulo para o Rio, do Rio para Santiago e de Santiago para Papeete.

Como eu moro perto do Rio, fica até mais fácil sair direto de lá, então pesquiso novamente do Rio para a Polinésia Francesa mas, para minha surpresa, não aparece a opção GIG-SCL-PPT, embora aparece disponibilidade saindo por São Paulo, fazendo a rota GIG-GRU-SCL-PPT.

Incongruência C

Estou planejando uma viagem para Portugal e pesquiso na United vagas CNF-LIS voando TAP, pois prefiro voar sem escalas.

Não acho nada em nenhum dia e em nenhuma classe voando TAP, mesmo abrindo mão do voo direto, e pesquisando saídas de GRU, GIG, SSA, POA, REC, NAT.

Pesquiso então no Smiles e acho vagas na TAP, tanto no voo direto de CNF quanto fazendo escalas em outros aeroportos brasileiros, mas somente em classe econômica. Preferiria viajar em classe executiva.

Pesquiso no Lifemiles e acho voos diretos de CNF tanto em econômica quanto em executiva. Confiro no Victoria TAP e acho estas mesmas opções, assim como na nova opção de pesquisa online do Tudo Azul.

Incongruência D

Pesquiso voo de Sydney para Doha. Smiles e Qantas me mostram disponibilidade em econômica e executiva em um voo mais cedo e na primeira classe em voo mais tarde. British mostra apenas a primeira classe do voo mais tarde.

Incongruência E

Pesquiso voo de Doha para São Paulo. Nada em Smiles, Multiplus, British ou Qantas.

Mudo o destino para Buenos Aires. Todos mostram vaga no voo da Qatar que faz escala em São Paulo. Multiplus mostra opção, mais cara, do voo da Qatar com troca de aeronave em GRU.

Mudo o destino para GIG. Smiles é o único que mostra disponibilidade com o voo da Qatar, fazendo conexão em GRU ou EZE.

Os 6 possíveis motivos

O que pode causar esta variação nos assentos disponíveis com milhas, dependendo do trecho pesquisado ou do programa?

Há várias causas, e vou listar as que me lembro: 1- Bloqueio pela companhia aérea; 2- Bloqueio pelo programa de milhagem; 3- Limitação do programa de milhagem; 4- Segmentos casados; 5- Falha de TI; 6- Sobrenatural de Almeida, ou má-fé. Analisemos cada um desses motivos.

1. Bloqueio pela companhia aérea

Há várias companhias aéreas que disponibilizam assentos em seus próprios programas de milhagem, mas não para seus parceiros.

Singapore Airlines, por exemplo, só permite o resgate de assentos de sua executiva e primeira classe nos melhores aviões (A380 e B77W) apenas no seu programa Krisflyer.

A Lufthansa só libera sua primeira classe para os parceiros com 14 dias de antecedência do voo, e a Swiss só libera sua primeira para seu próprio programa (Miles&More) e, ainda assim, só para os clientes que possuem status intermediário (equivalente ao Star Alliance Gold).

Dos exemplos acima, não sei se a opção D se encaixa aqui ou na de baixo.

2. Bloqueio pelo programa de milhagem

Há programas de milhagem que fazem o bloqueio de assento de parceiros mesmo eles estando disponíveis para todos os demais. O Lifemiles, por exemplo, bloqueia qualquer emissão com a Air China. Não posso ter certeza, mas tenho a impressão que o Smiles bloqueia algumas opções de voos diretos e de resgates de executiva.

No exemplo B, me parece claro que há um bloqueio do Multiplus para as opções com menos conexões, sempre te forçando a pegar mais voos para atingir o mesmo destino. E a parte do C relativa ao Smiles também enquadraria aqui.

3. Limitação do programa de milhagem

Há opções de voos que não aparecem disponíveis por limitações dos programas. A British Airways, por exemplo, não mostra (quase sempre ou sempre?) opções com mais de uma conexão. O AAdvantage e Multiplus Fidelidade não mostram todas as opções de parceiros para resgate online, mas é possível montar trechos por telefone.

No caso de programas que oferecem vários valores para uma mesma pesquisa (normalmente envolvendo voos próprios, com tabela dinâmica), os programas parceiros costumam ter acesso apenas às opções mais baratas. Normalmente, as parcerias limitam-se aos resgates mais econômicos.

O Amigo Avianca não permite resgates em opções em que há mistura de classes de cabine. E há o sério problema de achar os assentos disponíveis mas não conseguir tarifá-los. Isto até poderia ser um problema de TI, mas como já existe há mais de um ano, é uma limitação que o programa não tem interesse em resolver.

Na opção E, a parte em que é possível voar de Doha ao Rio pelo Smiles mas não pelo Multiplus me parece ser uma clara limitação do Multiplus (ou facilidade do Smiles?). Não sei se por telefone seria possível resolver esta limitação.

4. Segmentos casados

De vez em quando, você pesquisa passagens entre dois trechos e não encontra nada. Então, você faz outra pesquisa mudando somente um trecho, e acaba aparecendo uma opção que tem incluso exatamente o trecho que você queria mas, se você retira algo do que foi montado, os pedaços restantes somem juntos.

A lógica de segmentos casados se aplica tanto a passagens emitidas com milhas quanto com dinheiro. A não ser que se esteja na primeira classe, normalmente as pessoas preferem fazer voos o mais curto possível, de preferência diretos. As empresas sabem disso e, normalmente, cobram a mais (principalmente em voos internacionais) por esta “comodidade”. Costuma ser mais barato ir do Rio de Janeiro a Frankfurt pela Air France, fazendo escala em Paris, do que fazer um voo direto do Rio a Paris (pela Air France) ou Frankfurt (pela Lufthansa).

Em resgates com milhas, isto também é comum para evitar gastar as vagas com trechos mais populares (diretos ou de alta demanda) ou acirrar a concorrência, oferecendo voos a partir de aeroportos dominados pela concorrência (por exemplo, outras companhias que não a Azul oferecerem voos partindo de Campinas com escala em GRU ou GIG, mas não direto destes últimos aeroportos).

Eu tinha achado que a opção A fosse um bloqueio do Smiles, mas quando consultei na Delta, ao tentar separar a emissão GRU-DTW-LGA para somente GRU-DTW, também ficou indisponível, então temos um clássico caso de segmentos casados. E o exemplo E também tem o costumeiro casamento da Qatar de Doha com Buenos Aires, eliminando as vagas se quisermos emitir só até São Paulo.

5. Falha de TI

De vez em quando, opções somem temporariamente de programas de milhagem, normalmente afetando todos os voos de determinada empresa. Isto até poderia ser um bloqueio da companhia aérea ou do programa de milhagem mas, quando é curta a ocorrência, o mais provável é que tenha havido alguma falha de comunicação.

Falhas de TI também podem ser, mais raramente, benéficas, quando bloqueios são inadvertidamente levantados, permitindo o acesso a opções ou valores que normalmente não apareceriam. Mas isto também pode não ter nada a ver com TI e ser culpa, comumente, do estagiário. 😛

No exemplo C, a United não mostrar qualquer opção de voo da TAP, do Brasil para Europa, que se encontra em Smiles, Lifemiles e Victoria, me parece uma falha de TI. Porém, se esta situação se prolongar, podemos ter o clássico caso Amigo Avianca em que falhas são muito bem recebidas pela empresa, e se tornam casos de limitações ou bloqueios propositais.

6. Sobrenatural de Almeida, ou má-fé

Às vezes, o trecho ou dia específico que você mais precisa não funciona no único programa em que seu saldo de milhas é suficiente para a emissão. Para todos os outros dias, tudo bate ou funciona como deveria ser, mas justo no dia e trecho que você precisa para ajustar aquela viagem, ocorre alguma coisa que o site, o suporte técnico, o tele-atendimento e a supervisão não conseguem resolver. Esta vai para a conta do Sobrenatural de Almeida, personagem de Nelson Rodrigues para justificar as coisas ruins e azares que aconteciam com o Fluminense.

Outras vezes, os programas de milhagem precisam aumentar seus lucros (ou cobrir prejuízos) mas não querem anunciar com antecedência alterações ou limitações do programa que gerarão má repercussão, ou precisam apenas de uma ajudinha temporária para fechar o balanço e depois voltar ao normal. Então aplicam parte ou todos os cinco itens anteriores, de forma sorrateira e com pura má-fé. Acho que existe um campeão neste aspecto, mas todos os concorrentes também costumam utilizar deste subterfúgio de vez em quando.

Conclusão

Bom, e qual a utilidade de todos este blablablá? Mostrar que a vida de milheiro não é fácil? Isto já é notório.

Na verdade, realçar que são necessários paciência, perseverança e conhecimento para conseguir fazer algumas emissões. E alertar para nunca transferir seus pontos para os programas de milhagem sem ter um uso já em mente ou pesquisar se a emissão vai ser possível. A não ser que seja um bônus excelente que justifique os riscos envolvidos.

Quer viajar de executiva na TAP mas a United não está mostrando nada? Confira em mais um programa. O Smiles bloqueia a executiva? Uso Tudo Azul ou Victoria. Não tem no aeroporto de preferência? Pesquise outros.

Quer viajar de São Paulo para Nova Iorque mas não encontra nada? Mude a saída para GIG, CNF, BSB… ou mude o destino para BOS, ORD, IAD… ou os dois ao mesmo tempo. Saindo do Brasil, você precisa ir até o aeroporto de início para começar a viagem mas, na volta, você pode descer na primeira parada brasileira, retirar sua mala e ficar por aí. Nos Estados Unidos é o contrário mas parecido, você pode ficar no aeroporto de chegada, pegar sua mala e ignorar o voo adicional. Mas NÃO se esqueça de fazer emissões de ida e volta separadas, senão vai ter sua volta cancelada.

Quer voar de Doha para São Paulo mas só aparece para ir até Buenos Aires? Viaje só com uma mala de mão e desça tranquilamente na escala em GRU.

Descobriu a solução? Agora só falta juntar as milhas e esperar a melhor promoção de transferência de pontos. Pode ser que, enquanto isso, as vagas tenham sumido, o programa tenha mudado a lógica de funcionamento, ou sofrido uma desvalorização. 🙂 “

……………………………..

……………………….

Quer aprender mais? Então leia os demais guest posts do Carlos:

Agradeço ao Carlos pelo excelentes reflexões trazidas nesse artigo!

Tagged as:
  • Gustavo

    Preciso de um trecho Oceania-GRU em executiva no mês de junho. Pode ser saindo de SYD, MEL ou AKL. Vi que a LATAM tem bastante disponibilidade, chegando em SCL e depois continuando para GRU. Transferi a pontuação (110mil), mas NENHUM VOO confirma assento em executiva na hora de resgatar no site da multiplus. Dá erro depois que preenche os dados do passageiro e não confirma o resgate. Liguei na central e também não há disponibilidade em nenhum dia de junho. Ou seja, O que aparece no site é 100% fantasma. Já ocorreu isso com alguém? Estou revoltado!

    • Liga no call center, pede para falar com o supervisor. Geralmente eles pedem o print screen da tela e honram o valor do site.

      • Gustavo

        Paulo, eu sei que quando lá em cima aparece uma pontuação menor do que realmente há na hora de resgatar, eles honram a pontuação. Mas e nesse caso que não há disponibilidade nas parceiras, o supervisor faz surgir disponibilidade? Como esses voos nao são operados pela LATAM Brasil, até mesmo no call center eles falam “parceiras”. Ai eu indaguei isso e me disseram: “Sr, LATAM Chile é parceira porque os sistemas não estão unificados. Só LATAM Brasil é disponibilidade nossa, o resto são todas parceiras”

        • O supervisor tem esse poder apenas sobre os voos da própria companhia, no caso, os voos JJ. Então realmente Gustavo, não teria como fazer surgir essa disponibilidade. Porém, nem tudo está perdido, a Latam já anunciou que unificará os sistemas e todos seus voos passarão a ser LA em breve. Então imagino que esse tipo de problema não mais existirá num futuro próximo.

      • GILMAR

        Correto

    • Albino

      Ano passado em emiti uma volta SYD-REC pelo site e não tive problema.

    • Em dezembro encontrei SYD-GRU-LIM por 60 k na economica para fevereiro , mas depois que transferi os pontos nunca mais encontrei

  • Carlos, o site da United é mestre em mostrar disponibilidade fantasma ou deixar de mostrar disponibilidade existente. Nesse seu caso com voos TAP, se realmente existe disponibilidade, melhor ligar no call center.
    Parabéns pelo post!

    • Carlos

      Obrigado. Escrevi este texto há quase um mês, então alguns aspectos ficaram mais claros para mim.
      Apesar de ser comum aparecer opções fantasma na United, neste caso específico da TAP já não vejo como falha de TI, mas um bloqueio específico (por parte da United ou TAP, acho que a primeira) por causa da cobrança das taxas adicionais nos voos TAP sem que a United possa ou queira cobrar do cliente e/ou repassar à TAP. Todos os voos de longa duração da TAP não aparecem na United, somente os internos na Europa. Lifemiles mostra normalmente.
      A Delta anda liberando poucos assentos na executiva de/para o Brasil, mas existem. O Smiles está agora bloqueando todos estes assentos. Outros trechos internacionais aparecem normalmente.
      O Smiles está bloqueando os assentos em executiva de voos de/para o Brasil tanto na Delta quanto na TAP.

      • Carlos, é.. pode ser essa questão de YQ também.
        Sobre a Delta, desde quando você diz? Porque a cerca de 2 semanas encontrei business em bilhete prêmio da Delta no Smiles para viajar no segundo semestre. Estava 85k de São Paulo para Miami. Depois não analisei mais…

        Outra coisa que esqueci de comentar, conheço pessoas que já emitiram cabines mistas via Amigo Avianca, então me parece que seja mais um problema de treinamento do pessoal do que um bloqueio do sistema.

        • Carlos

          Vi o bloqueio na semana passada e continua. Pesquisando na Delta, GRU-NYC na executiva em novembro, aparecem vagas por 74k (valor mais baixo, que batia com a disponibilidade no Smiles) nos dias 05, 12, 17-19, 22, 26 e 27, tanto em voos diretos quanto com escala em DTW ou ATL. Agora, nada no Smiles.
          Fazendo MIA-GRU nas mesmas condições, aparecem vagas somente nos dias 21-23 por 74k na Delta. Novamente, nada no Smiles, mas tem a excelente alternativa, também a 85k, voando na cabine “premium” da Gol.
          Mude para LAX-TYO e o que aparece a 80k na Delta tem normalmente a 85k no Smiles.
          Sobre o Amigo, também já li alguns relatos disso e também de terem conseguido emitir ida e volta juntas. Ano retrasado fiz mais de 20 ligações para tentar entender como funcionava o Amigo e nunca consegui cabines mistas, não sei se aprimoraram o sistema ou nunca ensinaram corretamente como ele funcionava para os funcionários.

  • Rodolfo França

    Qual classe para emitir business star alliance por milhas TAP, assinei o expert flyer porem não aparece classe I nas pesquisas GRU LAX, mesmo daqui uns 8 meses.. teria outra classe tarifaria por Executiva ou nao…

    Pegando um gancho, achei disponivel no site united tal trecho, porem entro na ANA e COPA e não aparecem, liguei na TAP e tmb nao existe o trecho mostrado pela united, ou seja corrobora as disponibilidades fantasmas.

    • Albino

      Não sei qual a classe, mas olha no site do Lifemiles que ele mostra bem a disponibilidade dos voos Tap

      • Rodolfo França

        Nao quero voos TAP, e sim emitir STAR ALIANCE via pontos TAP

        • Albino

          Desculpe, não tinha visto

    • Observando Fato

      Para emitir no programa Victoria a disponibilidade e EXATAMENTE a que voce encontrara no site da ANA norte americano.
      Esqueca o site da UNITED nesse caso.
      Pelo Lifemiles nesse caso especifico ira aparecer disponibilidade na AVIANCA COLOMBIA via BOGOTA com disponibiidade de ao menos 2 lugares nos dias 8 , 9 , 10 de outubro ao menos…… mas AVIANCA COLOMBIA ES LA HORRIBLE!
      Avalie no CALL CENTER da TAP montar emissao com a AIR CANADA saindo do Brasil obrigatoriamente de 2@ ou 3@ e voltando numa 4@ ou 5@ obrigatoriamente. Devera ter sucesso. Ou United ate ORD e de la a LAX, ainda que de economica o segundoi trecho. Ou GRU-EWR-LAX, mas via call center.
      sds.

      • Rodolfo França

        Obrigado vou verificiar, pq assinei o expert flyer justamente para montar essa viagem, aparece diversas cia STAR com algumas classes disponiveis, porem nao aparece a classe I, e me falaram que business por pontos é clase I, esta ai minha duvida.

        • Observando Fato

          Classe I do Mileage Plus, nao para os demais programas parceiros. Tente o que lhe sugeri, provavelmente tera sucesso
          sds.

          • Rodolfo França

            J9 C9 D9 Z9 P9 R9 O9 E9 N5 Y9 B9 M9 U9 H9 Q9 V9 W9 G9 S9 T0 L0 A0 K0

            Saberia me dizer qual dessas seria BUSINESS da AirCanada elegiveis por milhas TAP.

            • Observando Fato

              Desculpe, nao posso lhe ajudar. Nunca usei o Expert Flyer. Aguardemos alguem do blog que use lhe ajudar. Nao tenho certeza mas acho que o Albino usa o Expert Flyer. Se ele usar pode lhe responder. Eu nao sei o que seria essa codificacao.

              sds,
              Celso

              • Albino

                Não uso o Expert Flyer, mas gostaria muito.
                O Fábio Vilela disse que iria fazer um post explicando como usá-lo.
                Estou ansiosamente aguardando pois o principal é saber as classes necessárias em cada programa/companhia.

                • Filipe

                  Tem 2 excelentes posts explicando como usar o flyerexpert no blog milhas e destinos! Só ir na busca do próprio site e botar “flyerexpert ” que vc acha com facilidade. Abs! Também há um post lá explicando as classes tarifárias!

                  • Albino

                    Boa ! Obrigado, vou pesquisar lá !

            • Observando Fato

              Fique atento quando o Guilherme publicar 51 sites que talvez voce nao conheca e podem lhe ajudar na sua viagem que ha um site mastigadinho FREE por curto periodo que lhe ajudara muito.
              sds
              Celso

      • Guilherme

        Infelizmente, quanto a companhias asiáticas, a disponibilidade do Victoria não bate com a da ANA.
        Já tentei várias vezes tarifar passagens first em itinerários mt simples (De LAX ou SFO para ICN ou NRT) com ANA/ASIANA e nunca o call center achou disponibilidade.

        Aparentemente o tipo número 2 (bloqueio pelo programa de milhagem)

        • Observando Fato

          Guilherme, ja faz algum tempo que nao emito no Victoria. No passado sempre a disponibilidade era exatamente igual a do site da ANA NORTE AMERICANO< . Inclusive fiz emissoes na ANA e ASIANA. Só ha duas possibilidades, ou nao deu sorte com o atendente ou essa consistencia em disponibilidade pode ter mudado. Entretanto note que nao ha relatos de inconsistencia de disponibilidade na net.
          sds,
          Celso.

      • Rodolfo França

        Olhei no site da Avianca Lifesmiles, aparecem vagas disponiveis GRU-LAX, na business com desconto dia 03-09 e retorno 11-09, porem ligando na TAP e nada, nem economica e nem executiva.

        Vou falar, esta super dificil conseguir algo nessa TAP VICTORIA.

        United não funciona, Lifesmiles não funciona, resta agora a ANA norte americano.

    • Tlars22

      Rodolfo,
      Eu costumo realizar a busca pelo EF por disponibilidade em uma dada rota selecionando “procurar em todas as cias da *Alliance”.
      Com essa funcionalidade, o sistema irá te sugerir as classes O (First), I (Business) e X (Economy) e fará a busca de assentos prêmios disponíveis para emissão com pontos na TAP ou qq outro programa parceiro.
      É mais prático, pois ele busca disponibilidade da *Alliance que operam nesta rota.

  • Observando Fato

    Algumas informações não procedem e outras não tem amparo fático.
    Vejamos.
    A Singapore Airlines, por exemplo, só permite o resgate de assentos de sua executiva e primeira classe nos melhores aviões (A380 e B77W) e também nos A350 apenas no seu programa Krisflyer e no MILES AND MORE DA LH, também.
    Há programas de milhagem que fazem o bloqueio de assento de parceiros mesmo eles estando disponíveis para todos os demais. O Lifemiles, por exemplo, bloqueia qualquer emissão com a Air China. Isto não procede o Lifemiles libera inclusive FIRST CLASS com a AIR CHINA e informações postadas devem obrigatoriamente ajudar o leitor.

    Opciones de vuelos
    Asientos Limitados
    Todos los Asientos
    Asientos Limitados
    Todos los Asientos
    Asientos Limitados

    CA 981
    AIR CHINA
    PEK 13:00
    JFK 13:30
    Escalas 0
    Duración 13h 30m
    35,000
    disponible
    75,000
    disponible
    90,000

    Há opções de voos que não aparecem disponíveis por limitações dos programas. A British Airways, por exemplo, não mostra (quase sempre ou sempre?) opções com mais de uma conexão, mas via call center na Alemanha, com 0800 no Brasil, pode-se montar o bilhete que desejar.
    Na opção E, a parte em que é possível voar de Doha ao Rio pelo Smiles mas não pelo Multiplus me parece ser uma clara limitação do Multiplus (ou facilidade do Smiles?). Isso consiste em suposição do autor. Fato: diferentes programas estabelecem contratos com regras diferentes o que pode interferir na disponibilidade.

    De vez em quando, você pesquisa passagens entre dois trechos e não encontra nada. Então, você faz outra pesquisa mudando somente um trecho, e acaba aparecendo uma opção que tem incluso exatamente o trecho que você queria mas, se você retira algo do que foi montado, os pedaços restantes somem juntos.
    A lógica de segmentos casados se aplica tanto a passagens emitidas com milhas quanto com dinheiro. A não ser que se esteja na primeira classe, normalmente as pessoas preferem fazer voos o mais curto possível, de preferência diretos. As empresas sabem disso e, normalmente, cobram a mais (principalmente em voos internacionais) por esta “comodidade”. Costuma ser mais barato ir do Rio de Janeiro a Frankfurt pela Air France, fazendo escala em Paris, do que fazer um voo direto do Rio a Paris (pela Air France) ou Frankfurt (pela Lufthansa). Negativo, isto não procede! Aqui não existe relação do fato com a conclusão. Aqui o fato consiste em share de ocupação. A LH disputa com a LATAM a rota GRU-FRA. A AF, hipoteticamente, tem 10 assentos sempre livres no voo para CDG. O que ela faz, voa vazio ou por preco menor mais com lucro oferece GRU-CDG-FRA e ainda ganha um troco? O oposto pode ser valido se a ocupação da LH na rota fosse baixa. Em determinadas épocas do ano a AIR CANADA tem tarifas imbatíveis para LAX, se comparadas as 3 majors.
    No exemplo C, a United não mostrar qualquer opção de voo da TAP, do Brasil para Europa, que se encontra em Smiles, Lifemiles e Victoria, me parece uma falha de TI. Porém, se esta situação se prolongar, podemos ter o clássico caso Amigo Avianca em que falhas são muito bem recebidas pela empresa, e se tornam casos de limitações ou bloqueios propositais. Não obrigatoriamente. As clausulas do contrato entre as partes são desconhecidas e tal afirmação carece de base. Digamos que exista uma clausula hipotética onde após emitir 30.000 bilhetes no período x a disponibilidade seja zerada ate o termino do período x. So isso desmonta todo argumento.

    Outras vezes, os programas de milhagem precisam aumentar seus lucros (ou cobrir prejuízos) mas não querem anunciar com antecedência alterações ou limitações do programa que gerarão má repercussão, ou precisam apenas de uma ajudinha temporária para fechar o balanço e depois voltar ao normal. Então aplicam parte ou todos os cinco itens anteriores, de forma sorrateira e com pura má-fé. Acho que existe um campeão neste aspecto, mas todos os concorrentes também costumam utilizar deste subterfúgio de vez em quando. Outras vezes não! Os programas nacionais sempre precisam aumentar seus lucros para dar retorno ao investidor, mas disto subliminarmente supor má fé parece-me um tanto precipitado.

    • José Carlos

      Você é do SMILES? Só pode né, tentar defender o indefensável! Tudo o que o Carlos disse é a MAIS PURA VERDADE, todos os consumidores percebem essas “falhas”, mas como é difícil provar, as empresa 171 acabam fazendo o que bem entende. Volta pro escritório do SMILES e va ser feliz enquanto ainda há tempo!! Uma hora a casa vai cair para essa empresa e não vai demorar muito pelos passos que ela esta dando!

      • Observando Fato

        Jose Carlos, acho que voce nao le o blog. rsrsrs quer falar sem saber dos fatos. Se tem algo que nao aceito chama-se SMILES! Antes de postar bobagens, afirmacoes infundadas, interesse dos fatos. Obrigado.

        • José Carlos

          Você é o Carlos do post? Porque se sim, não tem sentido o seu comentário que foi contra o que escreveu no post. Achei estranho alguém querer defender programa de fidelidade, sendo que alguns dos tópicos que você defendeu, se dirigia mais especificamente ao SMILES. Eu tenho um bom conhecimento dos programas de milhagem, acompanho varios blogs, e a maioria dos “bugs” que ocorrem no SMILES sao propositais! Não acredito que exista uma limitação de assento que cada empresa pode vender, isso é conversa para boi dormir. Porém acredito que as empresas estrangeiras não estão satisfeitas com o mercado de milhas brasileiro e estão tentando barras os abusos. Não existe país que seja tão fácil criar milhas (pagando, mas mesmo assim para voar de executiva e first compensam na maioria das vezes). Acredito que as empresas estrangeiras estão percebendo que as nossas empresas nacionais estão tendo lucro em cima delas é estão barrando ao máximo as emissões que tem origem no Brasil. Afinal, porque vou deixar a empresa X fazer lucro em cima de bilhete que deveria recompensar apenas a fidelidade do cliente? Pode não concordar, mas é só ver que cada vez mais está difícil assento premium com origem no Brasil e se pesquisar voos internacionais fora do Brasil apesar das limitações, a disponibilidade e infinitamente maior. Acredito que a tendência é só piorar nos próximos anos, acredito que voar com milhas com origem Brasil será cada vez mais difícil para quem almeja ir de executiva ou first. Não quis te ofender, mas o teor do texto pareceu querer criticar o autor do texto e defender as empresas que administram as milhas.

          • Observando Fato

            Obviamente que nao sou o Carlos e mesmo uma leitura displicente do texto claramente permitiria perceber isso. Eu nao defendi nada, voce nao esta interpretando o texto corretamente. Afirmei e afirmo que nao ha lhiame entre o fato e a conclusao do autor, somente isso. Smiles e o lixo que todo conhecedor do mercado ja sabe. Afirmar que a maioria dos bugs que ocorrem no Smiles sao propositais parece afirmacao que se chamado nos tribunais voce nao tem como confirmar. Seria melhor colocar um SUPONHO que a maioria…… Todas as demais afirmacoes que voce fez a partir dai estao no campo da suposicao e ninguem tem como contestar ou confirmar. O teor do post mostra fato falso afirmado pelo autor ( impossibilidade de emissao com AIR CHINA) e mostra que as afirmacoes nao tem sustentacao fatica, nada mais. Nao ha nenhuma defesa de empresa, pois inclusive sou consumidor como voce.
            sds,
            Celso

  • Eddie

    Viajo a trabalho pelo menos 4x por ano para os Estados Unidos e 2x para a Europa e como tenho um problema no quadril e coluna preciso viajar de executiva e ao longo desses últimos 8 anos percebo que está ficando cada vez mais difícil usar as milhas. Esse exemplo de ter disponibilidade GRU-DTW-JFK e não ter GRU-DTW é uma loucura. Todo santo dia fico procurando opções no Smiles e Latam (programas onde concentro minhas milhas) e cada vez mais tenho que usar mais tempo procurando alternativas. Tenho uma viagem marcada para março e foi uma briga conseguir os trechos mais longos sendo que há mais de dois anos estou tentando encontrar disponibilidade com milhas nos voos da Delta (emitindo via Smiles) JFK/LGA – LAX e NUNCA encontrei, sempre tenho que pagar, na média de 2.200 reais para poder viajar confortável. Para não exagerar encontro somente os voos com escalas, mas os diretos somente opção em economy. Pela LATAM, com antecedência, encontro opções para fazer esse mesmo trecho via American, porém acabo não emitindo para usar em outros trechos que, no meu caso, é mais vantajoso. Que os Deuses das milhas sejam louvados! Abraço e obrigado MMdM por contribuírem com tantas informações!

    • Observando Fato

      No seu caso os programas que utiliza tem limitacoes. Smiles e o lixo do lixo, e a LATAM ruim fora das rotas proprias. Avalie outros programas e seu problema facilmente sera resolvido. EXECUTIVE CLUB OU AADVANTAGE OU VICTORIA.

      • Flavio

        O “problema” do victoria é a taxa de combustivel….

        • Eddie

          Exato!

  • Jackson Luan Queiroz

    Encontrei disponibilidade de vôo no site da Ana voando copa para Equador (recife-galapagos) liguei para avianca e eles não tem. É normal isso? O que tem no site da Ana só vale para o victoria ou o atendente do amigo está mentindo para mim?

    • Carlos

      Sempre é bom tentar outra vez com outro atendente, mas o Amigo pode ser complicado. Pelo que olhei rapidamente, as opções de REC para GPS envolvem quatro voos com Aviancas ou três com Copa, e algumas conexões tem mais de seis horas. Veja se tem opções com conexões mais curtas e, eventualmente, veja se saindo de outros aeroportos não pode ser viável.

      • Jackson Luan Queiroz

        Eu tentei pelo Rio de Janeiro e São Paulo também, eles tem disponibilidade, mas só em executiva e com a avianca. Enfim… totalmente diferente do que apresenta no site de ANA :/. Muito ruim isso pq não tem como se planejar antes de ligar. Pelo menos na TAP a equivalência é sempre de 100%, pena que não tenho milha suificiente na tap pra emitir pra 2 pessoas quando preciso.

  • Tlars22

    Pessoal,
    Poderiam compartilhar a experiência de vocês para retirada da taxa de combustivel pelo call center da LATAM ?
    Toda vez que vocês solicitam para falar com o supervisor do turno ele atende a solicitacao ?
    Ou eles tem se mostrado inflexiveis ?
    Como funciona das vezes que eles retiraram as taxas ? Gera a reserva e depois a atendente entra em contato com o suporte para corrigir as taxas indevidas ?

    • Carlos

      A última vez eu pedi direto para o atendente depois que a passagem tinha acabado de ser emitida e reemitiram, sem problemas, em 5 minutos.

      • Tlars22

        Carlos,
        Mas ai neste caso, você pagou a YQ e depois ele foram e reemitiram e reembolsaram ela ?

        • Carlos

          Cancelaram o débito do cartão e reemitiram na hora.

  • GILMAR

    Excelente Carlos. obrigado, já havia percebido a maioria das ocorrências relatadas

  • HAROLDO AZEVEDO RODRIGUES

    OFF TOPIC SMILES: “Do dia 29/01 a 31/01/2018, você se cadastra na promoção e transfere a partir de 5.000 pontos Livelo para a Smiles com até 100% de bônus. Assinante Clube Smiles e Cliente Diamante sempre são os que ganham mais.”

  • Marcos

    Parabéns por mais um ótimo post! Apenas para acrescentar ao post, compartilho uma experiência de emissão de vários assentos para um voo em família que fiz ano passado. Pesquisei um round-trip com open jaw — GRU-SFO-LAS-GRU. Ida em econômica e volta em executiva, pela COPA. Havia disponibilidade de 9 assentos, tanto na ida quanto na volta, pesquisada no site da ANA e confirmada por atendentes do TAP Victoria e AMIGO Avianca. Pois bem. Minhas milhas estavam espalhadas para realizar a missão. Iria emitir 5 assentos pelo AMIGO Avianca e outros 3 pelo TAP Victoria. Parti para a primeira emissão, no TAP Victoria. O que pude perceber? Enquanto falava com o atendente e ele começou o processo de emissão, quando houve a pré-reserva dos 3 assentos, a disponibilidade dos demais sumiu! Nada mais havia para resgatar! Percebi isso, porque enquanto falava com o atendente do TAP Victoria, voltei a pesquisar os assentos pelo site da ANA em tempo real, e nada mais apareceu. Neste momento, pedi que ele suspendesse a emissão para 3 passageiros e fizesse para apenas 1. Qual foi o resultado? No site da ANA, passou a mostrar disponibilidade para apenas mais 5 reservas… Ou seja, se você tem todas as milhas em um só programa, conseguiria emitir todas as passagens. Estando com as milhas espalhadas, acontecia essa coisa bizarra. Como precisava garantir a reserva de pelo menos 6 pessoas juntas, por envolver idosos e crianças, emiti apenas 1 passagem no TAP Victoria e liguei no AMIGO para emitir as outras 5 (após falar com 4 atendentes diferentes, consegui a emissão). Como eu tinha flexibilidade de dias para a volta, acabei emitindo as outras duas passagens ida e volta em Executiva, pelo Victoria TAP, conseguindo casar o voo da ida com a família e a volta um dia depois. Enfim, o que queria entender é porque essa disponibilidade de 9 assentos, de repente, tem essa oscilação…

  • Leandro Nicolau

    Off topic.

    Desculpem o off topic masgostaria de tirar uma duvida.

    Fiz uma emissão ontem pelo Victoria de passagens pela Lufthansa na ida (europa em first) e a volta pela Avianca (executiva).
    Curiosamente o atendimento da TAP foi EXCEPCIONAL pela atendente Suzana (muito paciente, resolveu um problema de tarifação de milhagem incorreto).

    Entretanto ao chegar o bilhete via email percebi que meu nome ficou:

    Nome: Leandro Sobrenome: Nicolaulopes (sem espaço)
    E de minha esposa: Nome: Manoela sobrenome: Deandradesouzanicolaulopes

    Os nomes estão grafados corretamente e de acordo com o passaporte mas os espaços foram suprimidos.

    Já liguei 3 vezes na TAP e me informaram que eu não enfrentaria problema algum para embarcar, liguei na Lufthansa também e o atendente me tranquilizou, embora eu o tenha achado menos confiante que os da TAP.

    Meu voo é dia 02/02 GRU – FRA – LHR e o retorno dia 27/02 MAD – BOG – GRU.

    Apesar de eu achar que não terei problema ficou uma pulga atrás da orelha.

    Gostaria das considerações de vocês, por favor.

    Muito obrigado

    • Guilherme

      Acesse a reserva no site da cia aerea operadora do voo e veja como aparece o nome

      • Leandro Nicolau

        Aparece como eu mencionei no comentário.

        A grafia tanto do meu nome como da minha esposa está correta, só que os sobrenomes estão sem o espaço entre cada sobrenome.

        • Tlars22

          Isto é normal. Eles colocam tudo junto para não estourar a quantidade de caracteres do campo “sobrenome” do bilhete.
          O importante é o nome e sobrenome estarem iguais no passaporte.

          • Leandro Nicolau

            Valeu pela resposta, estou mais tranquilo… rs

            Embarco sexta agora e nem sequer o primeiro hotel da viagem reservei…, me estressar com problemas de nome era a última coisa que eu precisava rs

        • Rodolfo França

          Eu acho que voce nao tera problemas, da minha namorada saiu assim ultimo voo para o USA tmb, e foi sem problemas.

  • HAROLDO AZEVEDO RODRIGUES

    OFF TOPIC SMILES 2:
    “De 29/01 a 31/01/2018, aproveite uma oferta mais que especial para realizar a viagem que sempre quis. Cadastre-se na promoção, transfira a partir de 10.000 milhas do seu cartão de crédito para a Smiles e ganhe um código promocional com 25% de desconto para voar GOL.”
    Quem estiver ativo na LIVELO pode escolher entre a promoção acima e a outra abaixo que tem vigência para o mesmo período de 29/01 a 31/01/2018:
    “Do dia 29/01 a 31/01/2018, você se cadastra na promoção e transfere a partir de 5.000 pontos Livelo para a Smiles com até 100% de bônus. Assinante Clube Smiles e Cliente Diamante sempre são os que ganham mais.”

  • Adriano Carvalho

    Gostaria da ajuda de vocês, Liguei para o Victoria para emitir uma passagem para Dublin, porém o atendente me disse que não poderiam ser misturadas 3 zonas diferentes no mesmo bilhete, ele foi checar com o supervisor e viu que isso de fato não existia. Na hora de tarifar ele não conseguiu e deu a mesma desculpa das 3 zonas. o voo seria MAO-LAX-DUB.

    Alguém já teve o mesmo problema?

  • Tereza Braga

    Tive problemas recentemente para emitir um bilheve via multiplus, o trecho aumentava de 59.000 milhas para 63.000 milhas quando logava na minha conta (sou platinum). O call center não tinha uma explicação se não dizer que o preço anterior estava desatualizado, mas ligando na ouvidoria eles se ofereceram para emitir a mesma passagem por 40.000 milhas. Não sei se fazer isso resolve sempre.

    • Tlars22

      Excelente dica, Tereza !
      Qual o numero da Ouvidoria ?

  • Bruno

    Carlos, você como sempre está de parabéns pelas reflexões acima, e eu curiosamente gostaria de incluir duas visões para quem sabe você (que é o maestro das estatísticas) fazer uma investigação sobre, vejamos:
    1- As empresas aéreas tem o seu programa de fidelidade e bonificam o seu cliente fiel com milhas que quando acumuladas podem ser trocadas pelo prêmio (passagem aérea), pois bem, essas mesmas empresas celebram contrato de “interline”(não sei se esse é o termo), mas vamos olhar o caso da Smiles, a principal parceira Smiles é a Delta e depois vem a Air France/KLM, a Delta tem vários voos diários para os USA, se cada voo leva 200 pax (hipótese) e todos enviarem as milhas para o Smiles teremos (200 pax x 5K por trecho = 1.000.000 de milhas) por voo, ai o acordo SMILES/DELTA prevê o custo fixo de 42,5K por trecho de executiva, a SMILES teria um credito no interline de 1.000k / 42,5k = 23,5 trecho de executiva, como o Smiles visa o lucro, o trecho Delta executiva custa o dobro de valor, ou seja 85K, isso poderia explicar aquelas promoções EPV Delta onde o trecho baixava de 85K para 60K e você ainda aplicava um cupom de 30% de desconto onde teríamos o valor do contrato de 42K.
    2- A estrategia da Smiles até que era boa, uma vez que a maioria dos voos internacionais predominam pax brasileiros e a chance desse pax mandarem as milhas para a Smiles era total, mas ai essas mudanças e grave desvalorização das milhas e a impossibilidade de encontrar um bom resgate tem como resultado o desinteresse dos pax em creditar as milhas na Smiles, fazendo com que o interline perca força e a Smiles passe da condição de credor a devedor da Delta, onde poderíamos supor que essas trava sazonal teria a ver como essa conta corrente entre Delta/Smiles, se esta hipótese fosse confirmada, explica muita coisa e previsivél que a situação tende a se agravar mais e mais. Por fim, eu teria umas considerações sobre o viaja facil e como poderemos ver um novo marketing de emboscada em breve, mas isso fica para outra oportunidade.

  • Carlos

    Você não deu maiores detalhes, mas estou supondo que tenha emitido MEL-SCL-GRU na executiva por 110k e queria mudar para MEL-DOH-LHR-GRU na primeira do 140k?
    Não tinha disponibilidade fazendo tudo ou apenas no trecho com a Qatar, mesmo se fosse simplesmente MEL-DOH? Se for no conjunto, pode ser não ser possível ao juntar todos os trechos.
    Reclamar nesta parte de disponibilidade é meio perda de tempo, as empresas sempre vão alegar que a disponibilidade varia com o parceiro.
    Eu não entendo muito bem como funciona a tarifação do Multiplus, pode ser questão de tentar várias opções. Olha só que exemplo mais doido que tem no Milhas e Destinos:
    Vm
    Beatriz , ontem cotei Tokio a Mumbai ( via Londres).Pra minha surpresa 60 k .executiva. Achei muito estranho.
    Consegui emitir
    Gru – JFK ( aa)
    JFK -londres ( aa)
    Londres – doha( ba)
    Doha – Adelaide (qr)
    Adelaide – Syd ( qf)
    110k.
    Porém si eu colocasse o trecho
    JFK – londres (BA) subia pra 220k.
    1’200 de taxa , pedi pra tirar taxa de combustível …
    Ficou em 400 e pouco.

    • NT

      Olá Carlos.

      Obrigado pela resposta.

      O trecho que reservei com a Latam é SYD – SCL – GRU. Como só encontrei dispomibilidade saindo de MEL, minha volta ficaria MEL – DOH – LHR – GRU, sendo apenas o primeiro trecho com a Qatar, e os outros dois com a BA.
      Esse itinerário passando pelos EUA é permitido? Achava que só poderia se fosse por exemplo SYD – DFW – GRU, Só que achar vaga em executiva e first na Qantas é praticamente impossível. Apesar desse voo da QR saimdo de Adelaide não ter a first, ele tem boa disponibilidade em diversas datas, entretanto o problema é a continuação, pois eu acho o assento da bizz da BA pior que o da Latam, mas se for possível passar pelos EUA, farei a busca com os voos da própria QR ou AA.

      Depois posto os resultados.

      Quanto a cobrança de YQ pela Latam, em todas as vezes que pedia para tarifar os trechos eles retiravam a cobrança da taxa.

      Muito obrigado pela ajuda.

      Abraço.

      • NT

        Prezado Carlos.
        Obrigado mais uma vez.
        Como nao consegui mais disponibilidade em first, alterei para outros voos em executiva.
        No fim das contas meu itinerário ficou assim:
        BNE-HKG-JFK-GRU
        Os dois primeiros pela Cathay e o ultimo pela AA. Esse role só me custou a taxa de alteração.
        Queriam cobrar YQ, mas no fim deu tudo certo.
        🙂

  • Rodolfo França

    Criei um alerta no ExpertFlyer para 2 vagas em executiva.

    na busca award aparece apenas 1 vaga em BUSINESS – LAS – GRU via AirCanada.

    Porem esta chegando no email o alerta que encontraram as 2 vagas, porem no site continua aparecendo apenas 1 vaga. Ligando na TAP so encontram 1 vaga tmb.

    This is a notification that your Flight Alert “LASS” has located at least 2 availability opening(s) at this time.

    Seria arriscado eu emitir 1 passagem e depois tentar emitir mais 1 ou não.

    • Tlars22

      Cara,
      Tenta consultar a seat map para você ter uma idéia da taxa de ocupação do seu vôo.
      Estas vagas são a maior loteria, mas se tiver ainda muito assento disponivel as chances são grandes de liberarem mais uma vaga até a data do seu vôo.
      O seu itinerário é LAS-YYZ-GRU ?

      • Rodolfo França

        Estava vazio pelo seat map, mas ja emiti, IDA de avianca GRU – LAX e retorno LAS – YYZ (com stopover – o atendente que me sugeriu conhecer toronto) GRU. Apenas o trecho YYZ – GRU que minha namorada fara na economica (não estava disponivel 2 classes I nesse trecho). Emiti 1 passagem por vez e mesmo assim nao surgiu.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×