Possíveis mudanças no Victoria TAP já aparecem [sujeitas a confirmação]

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Segue a dica do Albino:

“Bom dia, amigo.

.

Ontem, quando recebi o e-mail do Victoria, simulei uma viagem Brasil-Portugal para ver como estava sendo cobrado o bilhete.

.

Na simulação, o custo do voo em executiva foi de 90.000 milhas, mais as taxas e a famigerada taxa de combustível travestida.

.

Esse foi o mesmo custo que estava no print enviado anteriormente, junto com a denúncia sobre a mudança no nome da taxa de YQ pra YR.

.

Hoje, procurando possíveis mudanças no Victoria, notei que o mesmo voo mudou de 90.000 para 75.000 milhas. Em tempo, a cobrança da YR continua.

.

Fui na página do programa Victoria e vi a tabela de resgates. E ficou assim:
.
Do Brasil para Portugal:
50.000 na econômica na Saving Season

65.000 na econômica na High Season

75.000 na executiva na Saving Season

95.000 na executiva na High Season

.
De Portugal para Brasil:
60.000 na econômica na Saving Season

70.000 na econômica na High Season

90.000 na executiva na Saving Season

100.000 na executiva na High Season

.

Os valores para outros destinos na Europa continuam aumentando sempre 5.000 por trecho.

.

Peço aos demais leitores do blog que verifiquem se tem um registro anterior da tabela do Victoria para confirmar o que eu constatei, que houve uma redução na tabela saindo do Brasil. Principalmente para a executiva na Saving Season.

.
Pode ainda ter havido alguma outra alteração que não pesquisei.

.

Em tempo, muita gente pode pensar que isso é uma tentativa de justificar a cobrança da taxa de combustível. Porém, eu não penso assim. A cobrança também é feita no trecho inverso, que não houve redução na tabela.

.
Vejo inicialmente como uma combinação de fatores, mas o principal sendo uma forma de incentivar os resgates de passagens com saída no Brasil.

.

A cobrança da sobretaxa é ilegal e nada irá justificá-la. Acredito que, cedo ou tarde, a Tap irá deixar de cobrá-la. Basta apenas as ações se acumularem ou alguma determinação judicial impedir a Tap de cobrá-la.

.

Abraço,

.
Albino”

.

Conclusão

.

Esse é um post colaborativo. O Albino detectou possíveis mudanças já concretizadas. Se os demais leitores confirmarem, podemos ter então a certeza de ter de fato havido uma mudança.

Alterarei o post caso novas mudanças sejam detectadas.

Agradeço ao Chief pela prestatividade de sempre!

Tagged as:
  • AAraujo

    Alguém reparou que a famigerada taxa YR agora se chama “Complemento Miles&Cash”????

    • Albino

      Não, aonde consta isso ???

    • Cristiano Andrade

      reparei isso… foi a maneira de manter a taxa eu acredito, como se você só pudesse voar nessa modalidade (então eles colocam uma venda de milhas embutida).
      Se for isso mesmo e não houver a opção sem “Miles&Cash” não configuraria “venda casada”? Não sou jurista, advogado ou especialista da área, gostaria de ver outras opiniões para saber se faz sentido.
      Acho que estão tentando contornar a legislação de qualquer forma para cobrar um valor “mínimo” pela passagem emitida com milhas. Meu palpite é que essa taxa de alguma forma cobre os custos variáveis do vôo.
      De qualquer forma, se forem essas as mudanças, é uma melhoria, menos milhas e o mesmo custo de emissão (obviamente considerando que você vai acabar pagando pela taxa ou “miles&cash”).

      • Albino

        Isso foi depois da minha simulação. Ainda estava sobretaxa transportadora.
        Mais uma dissimulação da Tap.
        Qualquer que seja a denominação é ilegal. E sendo um serviço não opcional, é venda casada

      • Henrique P. P.

        E o pior é que estão cobrando a taxa YR, agora chamada de complemento miles&cash somente na compra com milhas. Simulei agora e constatei isso. Mais um absurdo.

      • Bruno

        Cristiano, esse movimento da TAP parece piada pronta de tanta ingenuidade quanto a forma de renomear a já conhecida taxa YQ, e a TAP nunca vai ser condenada por uma simples razão: eles sempre propõem um belíssimo acordo para encerrar o processo, portanto, não há jurisprudência

        • Flavio Pires

          Bruno, realmente sondando meu advogado, disse que não há jurisprudência. Mas você parece me dar informação importante…que na justiça eles acabam fazendo acordo se forem contestados. Você poderia por gentileza confirmar meu entendimento? Vale a pena então adquirir a passagem e correr atrás do prejuízo. Obrigado.

      • Cristiano Andrade

        Para não ser mau interpretado. A cobrança de qualquer que seja a taxa parece ilegal… por si só é um desrespeito ao cliente.
        Apenas pontuei que situação anterior (com a ilegalidade das taxas de combustível) era ainda pior do que a situação atual (te obrigando a comprar milhas)

  • Rafael Simão

    Eu simplesmente nao acho mais voos brasilia lisboa

  • Jackson Luan Queiroz

    Eu nunca acho vôo em data nenhuma olhando saindo de qualquer cidade, as vezes acho até que é erro do site, não é possível e estou procurando com cerca de 8 meses de antecedência.

    • Cristiano Andrade

      oi Jackson… 8 meses fica difícil mesmo. Em geral tem que ser 11 meses antes. Já emiti mais de uma vez pra família toda saindo de GRU (que é uma das rotas mais complicadas de emissão). Tente ver saindo de CNF, ou melhor ainda de SSA/FOR/REC… as rotas do NE em geral são mais fáceis de emitir, CNF também é melhorzinho.

  • Observando Fato

    Na tabela antiga Round Trip Portugal continental custava 110.000 e one way 55.000 em voo TAP puro. Star Alliance America do Sul Europa 120.000 obrigatoriamente round trip.
    Houve diminuicao do premio na Executiva.
    Nao acredito em principio que nao tenha alterado os demais premios Star Alliance, para mais inclusive.
    Vale conferir.

    sds

    Celso.

  • Tom

    Pessoal, saindo um pouco do tema. A emissão de passagens nas empresas parceiras é só pelo telefone TAP? Se emitir por uma parceira, ex. new zealand airlines eu pago a tal taxa YR?

    • Albino

      Só por telefone.
      A taxa YR é uma invenção da Tap.
      Se a companhia parceira cobrar o YQ, a Tap irá fazer a cobrança.

    • Cristiano Andrade

      Complementando o Albino… emissão da ANZ é daquelas coisas que deve existir, mas ninguém nunca viu. Ao menos na rota EZE-AUK… quer ir para AU/NZ, melhor opção é Latam via SCL. Mas tem que emitir com 11 meses de antecedência (seja Multiplus ou algum parceiro como BAEC ou AAdvantage)

  • thiagocolorado

    Pessoal, vocês sabem se por telefone a TAP encontra disponibilidade de assentos que não aparecem no site? Pergunto isso, pois estou procurando um trecho específico e não encontro vagas disponíveis até novembro/2018. No site da United tb não aparece disponibilidade (só com outras empresas). Será que eles reservam assentos para quem tenta emitir por telefone (pagando a taxa de emissão de 25 euros), ou nem vale a tentativa?

    • Albino

      Acredito que não, mas não custa nada tentar (só tempo)

  • Carlos

    Tem aqui no MMdM minha postagem sobre o Victória com a imagem dos valores dos voos saindo da Am. do Sul. Saving season, ida e volta na econômica diminui 10k pontos e na executiva, 15k. High Season, menos 5k para ambas as classes. No sentido contrário parece que não mudou nada.
    Fiz umas simulações de passagens e é pura coisa de português 🙂 : com milhas, ida e volta saindo do Brasil, existe uma taxa chamada Complemento Miles & Cash (YR), no valor total de E$ 340; no sentido oposto, chama Sobretaxa Transportadora (YQ) no valor total de 420. Mas o mais absurdo é que, na passagem em dinheiro, saindo do Brasil, aparece no custo da tarifa a Sobretaxa Transportadora (YQ) no valor de R$ 1321 (~E$ 340), que já está completamente claro e pacífico que é ilegal. No sentido oposto, também tem a Sobretaxa Transportadora (YQ) no valor de R$ 1637 (~E$ 420).

    • Guilherme

      rsrsrsr…… bem lembrado, e ótimas observações, Carlos!

      De fato, diminuíram os valores cobrados em milhas. Seria tudo bem e tudo ótimo, não fosse a trapalhada da TAP pra esconder a YQ.

  • Carlos

    Agora, vamos supor que esta taxa veio para ficar e é preciso embutir seu custo nas análise.
    Ida e volta na executiva Star Alliance, para a Europa, sai a 120k pontos em qualquer época. Voando TAP, sai a 85k na baixa e 105k na alta, mais ~R$ 1.300 de taxa. Para a maioria das pessoas, o custo das milhas no Victória saiu por volta de R$ 18 (R$ 35 no Livelo mais 100% de bônus). Na baixa temporada, haveria um custo adicional em milhas de R$ 630 e na alta, R$ 270. Custo bem inferior à sobretaxa do Victória e, provavelmente, voando em companhias melhores que a TAP (Swiss e Lufthansa). Parece ser indiscutível a melhor opção.
    Uma excelente vantagem do Victória é cobrar 50% do custo em milhas nas emissões de crianças, em voos próprios. Na baixa temporada, haveria um custo adicional 77k milhas, equivalente a R$ 1.385. E na alta, 67k milhas, equivalente a R$ 1.206.
    Ou seja, em qualquer caso, não há vantagem em voar TAP em termos financeiros, a escolha pela TAP seria por só por disponibilidade ou tempo.

    • Cristiano Andrade

      A conta está perfeita (e já comentou a questão da disponibilidade, para quem viaja em mais de 2 pessoas em geral nos vôos TAP é bem mais fácil de conseguir do que Swiss, LH ou TK). Mas há uma outra exceção que é para quem viaja com crianças, com as passagens com 50% das milhas, aí cai bem o valor.

      • Carlos

        Sim, mas eu também escrevi sobre esta parte (reveja o final). Mesmo com 50% de desconto, não há vantagem em voar TAP, a não ser pela questão de vagas ou tempo.

        • Cristiano Andrade

          Verdade… desculpe aí…
          Enfim, a questão da disponibilidade é que fica, em especial para grupos de 3 ou + pessoas em Business. Planejar viagens em família para nós milheiros é um quebra cabeça.

          • Carlos

            Você que emite passagens para família há um pouco mais que eu, quais são suas sugestões?
            As que eu sei são: Copa para Am. do Norte, TAP para Europa e Delta para Am. do Norte e Ásia. Copa costuma ter vagas ao longo de todo o ano, TAP com bastante antecedência e a Delta abre vagas aos poucos e aleatoriamente, tanto em termos de rota quanto de tempo, mas quando abre, são até 7 assentos ou mais.

            • Cristiano Andrade

              Humm, essa é uma discussão! Disponibilidade para 3 ou 4 pessoas.
              Europa tem boa disponibilidade de Business tanto na TAP quanto na BA. Swiss, LH, TK, AF, IB eu nunca vi… já vi em raras ocasiões de Latam, mas é bem raro.
              EUA eu já fiz LAX/SFO via SCL em vôos Latam Chilena (e vi para Miami também via SCL, BOG ou LIM), em Latam Brasil tem disponibilidade, mas é bem difícil de aparecer a Promo e não tem regra. Copa como você comentou sempre tem disponibilidade (mas é mais um economy premium que um business, né? pelo menos nisso a Latam é mais honesta). Avianca Intl costuma ter disponibilidade também com aquela antecedência de 11 meses via BOG ou LIM.
              Oceania a opção é Latam mesmo, e com 11 meses de antecedência dá para achar (porque a Latam Chilena coloca disponibilidade)
              Ásia não sei dizer, nunca monitorei.
              África do Sul eu cheguei a monitorar pelo site da ANA e vi com bastante frequência a disponibilidade da SAA, mas também a opção de Ethiopian.
              Agora tem uma que é quase impossível… Oriente Médio, a única opção que vi foi de BA…

              • Carlos

                Obrigado. Estou olhando para a Am. do Norte agora e estou surpreendido de achar quatro assentos tanto na United quanto Air Canada. Está aparecendo alguns dias no limite do calendário (novembro), não sei se para dezembro, que é para quando estou planejando, vai continuar. Ainda assim, achei que teria de me contentar com a Copa e pode ser que consiga viajar em uma executiva de verdade.
                Estava até em dúvida se iria para a Europa ou Am. do Norte, mas esta pataquada da TAP me ajudou a definir a região.

                • Cristiano Andrade

                  Carlos,
                  Air Canada é ótima! Dependendo de para onde for, né? Se for para Orlando/Miami de Air Canada com conexão em Toronto pode ser pior do United com conexão em Houston, por causa da segunda perna longa. Mas o serviço em si, Air Canada é bem melhor, só que tem que pagar o e-visa se você não tiver visto canadense (enfim, um custo a mais, como uma taxa de combustível da TAP rss). Avianca pode ser uma boa: GRU-BOG ou GRU-LIM são de A330, BOG-LAX de 787, BOG-MIA depende do avião, BOG-MCO de A320, LIM-MIA de A330, BOG-JFK em geral de 787… não é má opção não.
                  O A330 deles é bem outdated, mas nem se compara com a Copa. Já o 787 é ótimo!

            • Albino

              Eu escolheria a Copa em último lugar. Daria preferência a Avianca, Air Canada ou United para os EUA.

              • Carlos

                Sem dúvidas em relação a isto, a questão toda é achar quatro assentos na executiva. Mas pelo que estou olhando, pode até ser que consiga escapar da premium economy da Copa.

  • Cicero Bezerra

    Guilherme, seria possível você publicar alguns prints dessa “evolução” da nomenclatura da taxa de combustível da TAP ao longo das últimas semanas? Com certeza com isso ajudaria nas ações em JEC provando que a taxa tanto não tem fundamento que a própria TAP muda de nome constantemente.

  • Tarcísio Bezerra

    Bom, em relação à star Alliance, acabei de emitir e ainda estão nas mesmas condições. Apenas foi cobrado a taxa de emissão por telefone. Tabela fica mantida para América do Norte, com open Jaw e stopouver.

    Só tive um trabalhão, que liguei umas 5 vezes (na mesma tarde) para ter disponibilidade.

    Mas ainda é uma das melhores opções, em termos de tarifas por milhas.

    • Fbianco

      Que coincidência amigo, aconteceu o mesmo comigo hoje à tarde! Já havia pesquisado nos sites da United/ANA e localizado uns trechos em executiva da SWISS (ida em agosto para Berlin e retorno em setembro de Frankfurt). A primeira atendente era uma pata, só falava que não tinha disponibilidade em tudo quanto é data. Desliguei o telefone e tentei novamente. Dessa vez dei sorte, peguei uma senhora muito boa, que localizou tudo rapidamente (inclusive uma conexão longa em Zurique que solicitei e não estava entre as primeiras opções). Assim como o seu, não foi cobrada taxa de combustível, apenas as taxas de emissão e de embarque. Corri para garantir essa emissão por execelentes 120k. Vai que alteram a tabela dos parceiros, ou até mesmo adotem a emissão flutuante.

  • what_the_hell??

    Esses preços (50/65 na econômica e 75/95 na executiva) são para ida e volta, ou são por cada trecho???

    • Albino

      Ida e volta

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×