Smiles e Santander fecham parceria para o lançamento de cartões de crédito… da bandeira Visa!?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Dica do leitor Bruno: o Smiles vai lançar, em parceria com o Santander, um cartão de crédito da bandeira Visa.

Segue o press release:

“A Smiles e o Santander acabam de fechar uma parceria para o lançamento do cartão de crédito Santander Smiles. Disponíveis para correntistas e não-correntistas do banco, os cartões terão bandeira Visa e os clientes poderão escolher entre as versões Gold, Platinum e Infinite. Outro diferencial exclusivo é o design dos plásticos, que trará imagens de ícones turísticos do país: o Edifício Altino Arantes, de São Paulo; o Farol da Barra, da Bahia; e o Porto de Belém, do Pará.

As três modalidades disponibilizam milhas adicionais no momento da adesão e na renovação da anuidade. Além disso, as milhas serão creditadas automaticamente no ato do pagamento da fatura.

“A ampliação da parceria com o Santander é estratégica para a Smiles. O produto é muito relevante dentro do portfólio de soluções da companhia, pois aumenta ainda mais o engajamento do cliente com o programa, acelerando seus ciclos de acúmulo e resgate de milhas”, diz o diretor executivo Comercial da Smiles, Carlos Mauad. “Nos próximos meses, anunciaremos a nova família de produtos e as novidades na plataforma promocional, que vão ampliar ainda mais esse leque de benefícios”, completa.

“O lançamento do Santander Smiles consolida nossa estratégia de avançar cada vez mais no mercado de cartões, com um portfólio completo e soluções alinhadas ao perfil e estilo de cada consumidor”, afirma Rodrigo Cury, superintendente executivo de Cartões do Santander.

Além de todas as vantagens, os clientes poderão utilizar o Santander Way, o melhor aplicativo de gestão de cartões de crédito e débito do mercado. A ferramenta permite consulta das milhas geradas com o Santander Smiles; visualização da timeline das transações recentes; consulta das faturas e do saldo; habilitação para uso no exterior; gestão do limite de crédito; desbloqueio e ativação do cartão (titular e adicional); e cadastro de fatura por e-mail.”

Conclusão

No press release, só faltou o principal: a pontuação e o valor da anuidade. Fazer um post só transcrevendo o que está no press release é muito pouco: eu gosto sempre – e sei que os leitores também valorizam bastante – o que vem escrito na “conclusão”, afinal, mais importante do que transmitir a notícia é ter um olhar crítico sobre o que é publicado. 😉

Penso que os valores não devem fugir muito da média do mercado: eu chuto 2 pontos por dólar para o Santander Visa Infinite Smiles, e uma anuidade entre R$ 800 a R$ 1.200 para essa versão Infinite, de valor inegociável, como costuma acontecer nos cartões co-branded.

Estranho mesmo é o Santander lançar um cartão de crédito da bandeira Visa. E isso por dois motivos. Primeiro, porque tradicionalmente eles costumam dar mais valor à bandeira Mastercard (vide as promoções de bônus em triplo, sempre favorecendo os cartões Master).

E, segundo, porque a Visa teria mais a ver com o BB e o Bradesco, mas não com o Santander (ou teria?).

Além de tudo isso, mais estranho ainda é o fato de termos um cartão Visa Infinite Smiles, mas não termos, no mercado, um cartão equivalente da bandeira Master, ou seja, um Master Black Smiles – vale lembrar que, no BB e no Bradesco, o cartão de crédito que dá 2 milhas Smiles por dólar é um cartão da categoria Platinum.

De tudo isso, fica mais uma vez a impressão de o Santander ser um dos poucos bancos brasileiros a investir forte no mercado de cartões de crédito destinados especificamente aos acumuladores de milhas e pontos (aposto que muita gente só abriu conta-corrente no banco espanhol visando à aquisição de determinados cartões de crédito), embora, às vezes, eles tomem atitudes que vão totalmente contra essa tendência – p.ex., encerramento das parcerias com o Victoria TAP e o Delta SkyMiles.

E você, o que achou? Aguenta administrar mais um cartão de crédito na sua carteira? 

Agradeço ao Bruno pelo envio da dica!

Tagged as: , ,
  • Bruno Almeida

    O cartão Multiplus para conseguir se diferenciar aumentou o “fator de conversão padrão” dos cartões, com por exemplo, o Black pontuando 2,5pts/dólar. Acredito que esse cartão siga a mesma estratégia.

    • Guilherme

      Bruno, o The Flash pra responder, hein!!!??? rsrsrsrsrsrs

      Boa ideia, não tinha pensado nessa possibilidade. 2,5 pontos por dólar no Infinite Smiles.

      Aguardemos os próximos passos do Smiles…

    • Rafael Novo

      O problema é que com as taxas de resgate do Smiles, pra valer a pena tem que pontuar uns 10 pts/dolar 🙂

      • Guilherme

        De fato, com tanta milha derramada no mercado, fica difícil os preços serem controlados….

  • Carlos

    Vamos tentar fazer previsões de Carlos Dinah (trago a pessoa amada em dois dias, dependendo da disponibilidade de passagens com milhas). 🙂
    Cartões Infinite: pontuação de 2,6, anuidade de R$ 950, bônus de adesão de 100k pontos mediante gasto de gasto de 30k reais em 4 meses, desconto de 50% de anuidade na adesão promocional, uma mala despachada grátis. Possivelmente, status prata ou ouro na Gol.

    • Guilherme

      rsrsrsrsrs….. tá inspirado hoje, hein, Carlos?

      Depois do que o Bruno disse, também acho que o Smiles Infinite veio pra competir de igual pra igual com o Multiplus Itaucard Black (que, convenhamos, é um oponente bem fraquinho). 🙂

      • Carlos

        Sim, são duas referências: é para competir com o Multiplus Black. Para escolher Smiles, tem de oferecer um pouco mais que o MB. Porém, também teve o lançamento do Aadvantage Black este ano pelo Santander e não faria sentido um cartão Smiles lançado em condições inferiores ao SantAA (a não ser que tenha batido um baita arrependimento no Santander, o que é possível). Então acredito em um produto em condições bem interessantes no lançamento; a longo prazo, a questão será outra. É só uma questão de consultar o Mercado, o Walter Mercado. 🙂 (ok, última piada infame)

        • Guilherme

          rsrsrsrsr…. pois é, vai saber o que anda se passando na cabeça do pessoal do Santander.

          Aliás, já que eles estão com esse gás todo, poderiam também pensar em fazer cartões de crédito em parceria com o Victoria TAP e o Delta SkyMiles (o HSBC tinha cartões parceiros com eles). Afinal de contas, a Espanha fica logo ali, do ladinho de Portugal…. 🙂

          • Carlos

            Estas não seriam minhas opções. Para o Victoria, prefiro os cartões nacionais pontuando 2,2 e transferindo com 100% uma vez ao ano. Um co-branded Victoria seria, provavelmente, o fim do bônus. E o Skymiles é o Darth Vader dos programas de milhagem, com tabelas flutuantes e caras, além de ter estabelecido o padrão de pontuação baseada em gasto. Do HSBC, nunca vi informação específica, mas achava interessante a idéia do cartão Accor. Não sei como era a pontuação, mas um desses com 2,0 e status gold, pelo menos, estaria bom. E se fosse para escolher um novo parceiro, olharia mais ao nordeste da Espanha, com Swiss ou Lufthansa. A tabela do Miles&More não é das melhores, mas pelo menos a disponibilidade de vagas em vôos próprios costuma ser fantástica.

            • Guilherme

              São boas opções essas citadas por você (Swiss, Miles&More).

              Por falar em Star Alliance, uma alternativa seria a expansão do LifeMiles aqui no Brasil, limitada, por ora, ao Amex Raiz. Mas acho que isso não vai vingar, face à possível integração futura do LM com o Amigo Avianca.

  • Fernando de Azevedo

    Valerá a pena o infinite se o smiles oferecer nível diamante. Aí eu até pago anuidade salgada.

    • Guilherme

      Acho difícil chegar no Diamante. No máximo Prata ou Ouro, conforme dito pelo Carlos.

  • Davi

    Concordo com todos que esse cartão não vai valer a pena. Mesmo que venha,com 2,5 pontos por dólar no Infinite, isso é muito menos vantajoso que um Infinite/Black que gere 2 pontos por dólar sem estar amarrado a nenhum programa, pois é fácil encontrar promoções de transferência de bônus.
    Fazendo a conta reversa, se você tiver um cartão Infinite/Black que dê 2 pontos por dólar, você vai conseguir esses 2,5 pontos Smiles por dólar ao aproveitar uma promoção de 25% de bônus na transferência. Como o Smiles tem promoções frequentemente melhores que essa, esse cartão é irrelevante para o acúmulo de milhas (isso sem considerar o louco que vai querer amarrar seu acúmulo apenas ao Smiles).
    Lembro que os cartões co-branded Smiles tinham (talvez ainda tenham, não sei) um número gratuito de transfers entre a sua casa e o aeroporto, o que aí sim começa a ser uma vantagem real do cartão, especialmente pra quem mora longe do aeroporto.

    Por fim, sou uma dessas pessoas que você mencionou que abriu conta no Santander apenas pelo acúmulo de milhas. Se eles não melhorarem a lista de parceiros para o envio de milhas (especialmente agora que Iberia/Avios vai pro buraco), vão ficar à mercê de um novo banco (ou Livelo) que consiga uns bons parceiros internacionais.

    • Guilherme

      Pois é, Davi, concordo com você. Veja que o Multiplus Itaucard tá num buraco tão grande que tão fazendo coisas que seriam inimagináveis tempos atrás: concessão de bônus de 50% no uso normal do cartão, e outra promoção concedendo 100% de bônus sobre o uso normal. Isso, por si só, já demonstra quão fracassada deve ter sido a campanha inicial de lançamento.

      Também acho que o Livelo, que tá se expandindo bastante – e provavelmente ganhando um bom market share por causa das promoções – deveria buscar outros parceiros internacionais.

      Aos poucos, com mais conhecimento do mundo das milhas e pontos, vamos adquirindo mais confiança em expandir nossos próprios domínios, buscando programas internacionais mais bem posicionados no mercado.

  • Rodrigo Rieger Maia

    Acredito que o Celso será o primeiro a pedir este cartão, uma vez que ele é o fã número 1 do Smiles! Kkkkkkkkk

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×