Enquete: vocês já conseguiram resgatar pontos Multiplus Fidelidade para emissão de passagens aéreas em primeira classe e classe executiva nas cias. aéreas da One World?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Dica de enquete muito bem-vinda do leitor Daniel:

“O que acha da ideia de propor um post: que os nobres visitantes deste site já conseguiram emitir com milhas LATAM em classes premium???

Por exemplo, já consegui First QATAR entre DOH-CDG e Business com Iberia e Cathay entre GRU-SYD.

Mas há cias e trechos que colegas não conseguem encontrar…

Assim, seria interessante um relato do que, DE FATO, é possível emitir em cabine premium de cias. aéreas da One World com pontos Multiplus Fidelidade”.

Achei a ideia da enquete muito boa.

Como eu costumo dizer, a maior utilidade do Multiplus Fidelidade é o resgate de passagens aéreas voando em cias. aéreas da One World, tais como: American Airlines, Qatar Airways, Iberia, British Airways, Cathay Pacific, Finnair etc.

Não se trata de resgates de pontos pra voar na própria LATAM, mas sim resgates de pontos para voar em outras cias. aéreas, da One World, e demais parcerias bilaterais.

Porém, todos sabemos da enorme dificuldade que muitos clientes têm ao realizar tal procedimento, uma vez que o processo de emissão muitas vezes precisa ser feito via call center – embora algumas vezes seja possível emitir as rotas no próprio site (post aqui).

Além disso, como também é público e notório, o Multiplus (ou a LATAM) vive estabelecendo bloqueios indevidos de emissões, mesmo havendo disponibilidade na cia. parceira – veja o caso das emissões na Qatar Airways (post aqui).

Diante de tudo isso, o objetivo do post é servir de referência na coleta e intercâmbio de conhecimentos, dicas e informações entre os qualificados e experientes leitores do blog.

  • Vocês já conseguiram emitir passagens em cias. aéreas da One World, para passagens em classe executiva e primeira classe? Quais foram as cias. aéreas e rotas utilizadas?
  • Perceberam alguma dificuldade nas emissões via call center? Que estratégia utilizaram para superar essas dificuldades?
  • Que dicas dão a aqueles que têm dificuldades nos resgates de pontos?
  • Quantos pontos foram cobrados na emissão? Eles seguiram a tabela de resgates, ou houve majorações indevidas?
  • Houve cobrança de sobretaxas de combustível?

Com a palavra, os leitores! 😀

Agradeço ao Daniel pelo envio da dica da enquete!

  • Recentemente resgatei duas passagens de executiva no trecho JFK > LAX com a QANTAS e foi bem tranquilo, fiz pelo site mesmo. A disponibilidade era só de três voos no mês mas acabou casando com a data que eu precisava.

  • Cristiano

    Ola
    Ja consegui sim. Em dezembro de 2016 emiti 2 bilhetes de business com a Turkish no trecho FRA x DXB. A ida saiu por 55mil pontos cada.
    No mes de Junho deste ano, emiti dois bilhetes tbm de business, agora do GIG x SIN com a British e a volta de DXB x GIG voando Qantas e British. A ida saiu por 110mil cada e a volta 100mil cada.
    No caso da emissao com a Turkish foi via callcenter e tive que ter paciencia pois foram varias tentativas ate conseguir. Com a British/Qantas emiti pelo site, super tranquilo. Nao houve cobranca de taxa de combustível.
    Abraco

  • Phillip

    Tentar um vôo no call center com as parceiras da LATAM e pagando o preço mínimo da tabela é um verdadeiro parto à forceps.

    Tô tentando GRU-PEK, via Air China, e não tem disponibilidade na LATAM, apesar de aparecer o trecho na pesquisa nos sites da ANA e na UNITED.

    Respondendo ao post:

    Vocês já conseguiram emitir passagens em cias. aéreas da One World, para passagens em classe executiva e primeira classe? Quais foram as cias. aéreas e rotas utilizadas?
    Já, pelas parceiras. Consegui SSA-GRU-IST-BKK, business, pela Turkish, por 126 mil ptos (foi o mais baixo que consegui, apesar de ser 110 mil na tabela).

    Perceberam alguma dificuldade nas emissões via call center? Que estratégia utilizaram para superar essas dificuldades?
    Várias dificuldades. Cada atendente tarifava a passagem acima de uma forma, muitos afirmavam que não havia disponibilidade, muitos diziam que só havia pela British, alguns montavam trechos inimagináveis dando a volta ao mundo pra chegar em BKK….

    Que dicas dão a aqueles que têm dificuldades nos resgates de pontos?
    Ligar em diferentes turnos, de madrugada, de manhã cedo, sábado a tarde etc. E se perceber um sotaque nordestino dos atendentes, esses são os melhores, possuem mais boa vontade em atender e pesquisar conforme sua solicitação. Salvo engano, há um call center da Latam na Paraíba.

    Quantos pontos foram cobrados na emissão? Eles seguiram a tabela de resgates, ou houve majorações indevidas?
    Me cobraram 126 mil pts., quando na tabela custa 110 mil pts. Aceitei porque já não tinha mais paciência de ligar e também pq foi o valor mais baixo que consegui, depois de umas 20 ligações.

    Houve cobrança de sobretaxas de combustível?
    Houve, mas aleguei que a taxa era indevida. O atendente, após contato com o seu supervisor, excluiu a taxa de combustível.

  • Daniel

    Primeiramente, agradeço pelo acolhimento da sugestão de post…

    Minha experiência: emissão First entre DOH e CDG foi fácil e por 65k; já Business IBERIA/CATHAY entre GRU e SYD foi via site e por 110k.

    Entretanto, quando tentei emitir, após confirmar disponibilidade via sites de terceiros, entre Oriente Médio e Ásia, os atendentes nunca encontram.

    Em tempo, aprendi algumas coisas:

    I – MISTURAR cabines leva à maior cobrança de milhas; não raras vezes, soma-se o valor como se fossem duas emissões;

    II – nunca encontrei na cia japonesa da Oneworld, JAL, mesmo tendo confirmado disponibilidade em parceiras;

    III – se for emitir misturando parceira e LATAM, dispara a quantidade de milhas requeridas;

    • Tlars22

      Daniel,
      Qual itinerario GRU-SYD voando com a Iberia e Cathay que vc conseguiu emitiu pelo site ?
      Qual foi o macete pra achar disponibilidade ?
      Tenho procurado direto mas so encontro GRU-SCL-SYD com a LATAM.

      • Cristiano Andrade

        Tlars
        Tenho no GRU-SCL-SYD pelo site da Latam e vejo sempre disponibilidade quando olho 11 meses de antecedência. A mesma coisa pra Melbourne ou Auckland. Sempre 110k em Business.

  • SUSANA

    Consegui tirar varias passagens GRU para Melbourne, de Melboune para Sidney e Siney Para GRU com Qantas.

    • Marcelo

      De business?

      Ou melhor, business LATAM até SCL e depois BUSINESS QANTAS??? Nunca tinha visto tal disponibilidade, até pq como a LATAM faz tal trecho, NUNCA HÁ DISPONIBILIDADE nas parceiras…

  • Renato

    Iberia GRU-MAD-TYO, no proprio site da multiplus. (De business por 110k).
    A unica dificuldade foi na marcação do assento na iberia, pois tinha que ser feito via call center.
    Repetidas vezes me forneceram a configuração da economica para marcar o assento, o jeito foi desligar e ligar novamente repetidas vezes

  • Celso

    Multiplus:
    1- A emissão em FIRST nao é encontrada. Há raras excessoes e no programa essa excessoes sao ocasionais. Ha epocas que existem algumas epocas que nunca há disponibilidade em FIRST. Qatar não libera NUNCA First de ou para LHR, em nenhum programa parceiro. De CDG o programa ora tem alguma disponibilidade ora nao tem nada, Cathay nao libera FIRST nunca. ( No executive club da Bristish ou no FF da Qantas eles liberaram CDG-HKG e vice versa), A Qantas liberava FIRST de MEL-DUB no A 380, porem agora ha code share com a Emirates e essa emissão nao pode mais ser feita. As demais no Multiplus nao emitem FIRST. Executiva todas emitem em quase todas as rotas. Quando a cabine mais alta for a executiva, em algumas rotas so se consegue emitir premium economy, tipo SCL-SYD com a Qantas.
    2- Pelo site voce consegue emitir iniciando terminando em GRU, alguns premios interessantes como Oceania em executiva, one way, por 110.000 em alta temporada em companhias top, e outros que dependem de pesquisa como europa oriente medio, etc.
    3- No ponto a ponto o programa é muito ruim, tarifa emissao com pontos acima da media do mercado e oferece muitas emissoes em companhias inferiores tipo: American, Iberia, LATAM, Air Berlim, S7, Srilankan Airlines.
    4- Apesar da Qatar ser dona de 10% da LATAM , a disponibilidade para emissao com a Qatar é muito ruim. A Cathay é outra companhia top que tendo disponibilidade deve-se aproveitar para emitir. Finnair, British e JAL, nesta ordem, tambem sao companhias superiores.
    5- Nao uso o programa para emitir pois consigo as mesma emissoes nos mesmos voos em outros programas com menor premio: AAADVANTAGE, EXECUTIVE CLUB E QANTAS FF.
    6- Tenho pontos no programa que uso para outra finalidade.

    • Danilo

      Excelentes informações!!!

      Do sudeste asiático até Europa sugere algo? Ou apenas British e sua First com grande dificuldade para ser encontrada?

    • Tlars22

      Celso,
      Qual finalidade ?

  • Celso

    Do sudeste asiatico ate europa é muito vago. De Singapura é ruim de Bangkok otimo.
    Europa onde? LHR? CDG? LIS? FRA?
    O programa Executive Club da British é otimo para voos de curta distancia, inclusive o melhor disparado para emitir premio LATAM com pouquissimas milhas, pois tarifa pela distancia.
    A FIRST da British tem grande disponibilidade em todas as rotas no Executive Club porem a FIRST da British é a melhor executiva com preço de First depois da Qatar cuja business é melhor que a First da British nos voos longos.
    Sudeste asiatico os melhores premios estao com o amigo da Avianca Brasil – permite voar business Swiss, etc. Thai First Class de LHR com A380 e se tiver bala na agulha, aguarde 14 dias da data do voo que abre disponibilidade em First com a LH com 748 e na perna seguinte A 380, premio de valor imbatível e produto ultra premium.
    LATAM é dose!

    • Danilo

      Foi mal…

      Saindo de Singapura para Europa em geral, pois depois emito Business de outro programa para retornar da Europa.

  • Viajante

    Já consegui emitir pelo site os seguintes trechos em business:

    – GRU-LHR-HKG-SYD (British e Cathay)
    – AKL-HKG-MAD-GRU (Cathay e Iberia)

    A dificuldade que eu tive é que só conseguia visualizar trechos das parceiras em datas muito distantes, quando ainda não havia vôos da Latam para a Oceania.

    Ah, e cobraram taxa de combustível, reclamei no Consumidor.gov.br e reembolsaram.

    • Viajante

      Esqueci de mencionar que o valor cobrado foi o de tabela, ou seja, 110k o trecho.

      • Tlars22

        Viajante,
        Com quantos antecedência você coseguiu encontrar GRU-SYD (Quantas) para emissão pelo site ?

        • Viajante

          Olá, nunca consegui achar disponibilidade na Qantas para viajar de business para Sydney.
          Mas para essas cias que eu consegui emitir (British, Cathay e Iberia), a antecedência foi de uns 11 meses…

  • SwineOne

    Guilherme,

    Fugindo do assunto do post, gostaria de relatar uma situação com o Km de Vantagens que me deixou, mais uma vez, desapontado com o programa.

    Achei que havia finalmente descoberto uma utilidade para os km afora servir de disfarce para compra de pontos Multiplus: eles tem parcerias com algumas casas de shows, como a Pepsi On Stage em Porto Alegre, supostamente oferecendo 50% de desconto nos ingressos em troca de 200 km. Seria mesmo um excelente benefício para quem não tem acesso a meia entrada.

    Até aí tudo bem. Resgatei o cupom de desconto, e na tela seguinte, descobri as condições para aquisição destes ingressos: você deve se dirigir à bilheteria do evento no dia do show e apresentar o seu cupom de desconto para compra do ingresso. Veja bem: NO DIA DO SHOW. Não pode ser comprado antecipado. Estas condições estão claras no regulamento, e a culpa é minha de não ter lido antes de resgatar, mas é que simplesmente não passou pela minha cabeça que a criatividade na hora de lesar o consumidor poderia chegar a tal nível.

    Para mim, que não moro na cidade, vou arriscar comprar uma passagem aérea, gastar com deslocamento, refeições fora de casa, etc. para chegar no dia do show e descobrir que os ingressos se esgotaram e não vou poder assistir, tendo desperdiçado dinheiro com tudo isso?

    Mesmo para quem mora na cidade do show, não deixa de ser um risco muito grande que você corre, se é um show que você realmente quer assistir, de chegar no dia do show e perder de assistir porque os ingressos se esgotaram. Somente se for um show que você não tem nem muita certeza se quer ir, e se perder tudo bem, não tem problema.

    Me parece meramente uma estratégia por parte das empresas envolvidas de fazer uma “queima de estoque” dos ingressos remanescentes, lugares que simplesmente ficariam vazios caso o show não lotasse. Porém, para quem não quer perder o show (e tem muitas despesas acessórias, como é o meu caso), esse desconto não serve de absolutamente nada.

    Pode ser que eu esteja agindo como uma criança mimada, mas sinceramente, me sinto enganado pelo Km de Vantagens. Não conseguiria imaginar uma situação em que esse suposto desconto fosse uma vantagem de verdade, dados os altos riscos envolvidos de perder o show.

    Farei questão de registrar essas reclamações nas redes sociais do Km de Vantagens. Não espero que esta situação seja de algum modo corrigida, mas acho que se continuarmos quietos diante de tal tratamento, nunca vamos conseguir que as empresas efetivamente recompensem a fidelidade do cliente ao invés de meramente fingir que o fazem.

    • Guilherme

      Oi Swine, seu alerta é muito importante!

      Vai virar post com certeza!

      Abraços!

  • Diogo Pinheiro

    Existe alguma forma mais fácil de encontrar voos American à serem emitidos com pontos Multiplus? Nunca achei disponibilidade via call center e no site pior ainda, sabem informar também se no próprio site multiplus aparece cias parceiras quando disponivel?

    • Albino

      Pelo Executive Club da BA acho a forma mais fácil de encontrar disponibilidade. Já vi gente falando que o da Qantas também é bom.

  • Tarcisio

    Emiti tokyo- São Paulo de business por 110.000 de British, cheguei de viagem ontem

  • Olá. Sou leitor novo do blog. Parabéns pelo blog e pela iniciativa do post.

    Respondendo a enquete:

    Vocês já conseguiram emitir passagens em cias. aéreas da One World, para passagens em classe executiva e primeira classe? Quais foram as cias. aéreas e rotas utilizadas?
    Recentemente não utilizei o Fidelidade para resgate em cias parceiras. A ultima vez que tentei foi executiva para a Africa do Sul, pela SAA no ano passado, utilizando o call center, sem sucesso.

    Perceberam alguma dificuldade nas emissões via call center? Que estratégia utilizaram para superar essas dificuldades?
    Sim, muita dificuldade. Foram várias tentativas em diversos dias e horários, e raramente, quando achava algo, era um trecho de ida OU de volta. Como não tive êxito não tenho como opinar.

    Que dicas dão a aqueles que têm dificuldades nos resgates de pontos?
    Tentar resgatar preferencialmente pelo site da MULTIPLUS. A minha ultima emissão foi para IPC usando a própria LATAM, havia ampla disponibilidade e emiti sem nenhum problema pelo site.
    Algumas dicas:
    Procurem por rotas e datas que não tenham voos LATAM, por exemplo, com 11 meses de antecedência para a Asia é possível achar boa disponibilidade com a BA, IB e CX. Aparentemente o sistema soma os valores de voos LATAM com as parceiras, quando isso acontece aí só o call center mesmo para achar disponibilidade com o valor de tabela….
    A disponibilidade de um mesmo voo pode variar dependendo da origem e destino escolhidos. Explico: ao fazer a busca pelo trecho GRU-DOH pela QR é possível que não encontre disponibilidade, enquanto que se procurar EZE-DOH nas mesmas datas (e o mesmo voo), acaba encontrando.

    Quantos pontos foram cobrados na emissão? Eles seguiram a tabela de resgates, ou houve majorações indevidas?
    Nas vezes em que encontravam alguma disponibilidade para a Africa do Sul, chegavam a cobrar 400.000 pontos para um trecho em executiva, lógico que quando a atendente me disse isso eu não aguentei de tanto rir.

    Houve cobrança de sobretaxas de combustível?
    Como essa emissão (para Africa) foi mal sucedida, não posso opinar.

    Bom, é isso pessoal.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×