[Guest post do Carlos] Melhores resgates de milhas Victoria TAP em classe executiva e primeira classe!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Você já sabe, mas não custa lembrar (deja vu Azul!? ….rsrsr): quando você lê “guest post” e “Carlos” na mesma frase, é porque algo de muito boa qualidade vem por aí. 😀

E vem mesmo! 😀

No post de hoje, o Carlos nos dá o caminho das pedras para maximizar os resgates do programa Victoria TAP, em classe executiva e primeira classe, aproveitando a deixa de ontem (post aqui). Confiram!

………………………..

Aproveitando a tão aguardada promoção dos 100% de bônus para a TAP, imagino que haja muitos interessados em saber como funciona o programa Victoria. Eu mesmo sou um desses, e vou indicar abaixo um resumo da pesquisa que fiz a respeito com algumas condições gerais de funcionamento do programa e as melhores oportunidades, na minha opinião, de resgate em cabines premium.

Já adianto que nunca fiz nenhum resgate no programa, somente algumas simulações por telefone, então conto com a colaboração dos demais leitores (Cristiano Andrade em especial, pela experiência) para acrescentar ou corrigir alguma informação.

  • Utilizando os pontos:

O programa Victoria pode ser considerado como dois programas ligeiramente distintos entre si, dependendo se os pontos serão utilizados exclusivamente em vôos da TAP ou se haverá parceiros envolvidos.

Sendo vôos somente TAP, é possível emitir passagens somente de ida e diretamente pelo sítio eletrônico da empresa. As tabelas de resgate mais interessantes são as seguintes, tendo diferença entre baixa e alta temporada (não consegui encontrar a definição atual dos períodos; prestar atenção nas imagens em classe, origem e saving season ou high season):

Nestas emissões, o limite máximo de segmentos é 2 (se só ida) ou 4 (ida e volta). Há taxa de 10 euros de emissão se não houver vôos envolvendo o Brasil, em resgate pela Internet. Por telefone a taxa é de 25 euros.

Um ótimo benefício do programa (dica do Cristiano Andrade aqui mesmo no MMdM), nestas condições, é a cobrança de apenas 50% do valor das milhas para o resgate de passagem para crianças entre 2 a 11 anos.

Quando o resgate envolver companhias parceiras, as regras mudam um pouco: a emissão somente pode ser ida e volta (pode até ser só ida, mas o valor cobrado vai ser o mesmo da ida e volta). O resgate somente pode ser feito por telefone (0800 025 8638) e a mistura de companhias é permitida somente com a TAP. Sendo mais claro, companhias da Star Alliance podem ser misturadas entre si, mas companhias parceiras (Emirates, Azul), não. A tabela de resgate é a seguinte:

Neste caso, cabines mistas são aceitas, são permitidos no máximo 6 segmentos por bilhete ida e volta, além de um stopover (parada intermediária, sem ser no destino final) e open-jaw (chegada por uma cidade, retorno por outra). No caso de open-jaw entre duas regiões distintas, será cobrado o valor mais alto. Nas emissões são cobrados 25 euros e no cancelamento da passagem, 120 euros.

Nas emissões pela central telefônica que envolverem terceiros, será necessário enviar uma autorização de resgate assinada por ambos (só faltava pedir com firma reconhecida). Não entendi se o titular fizer parte da emissão, isto ainda seria necessário.

  • Resgatando pontos

Vamos agora para a melhor parte. Em termos de valor, a melhor opção é aguardar outra promoção (vida de milheiro é assim mesmo) onde a TAP oferece até 50% de desconto nos vôos operados por ela. A executiva e serviço da TAP não são dos melhores, mas a economia talvez justifique. E, de qualquer forma, está começando a ser feito o retrofit das cabines, embora as chances de pegar uma cabine nova sejam pequenas.

Foram seis dessas promoções desde 2016, sendo uma de 30%, uma de 40% e quatro de 50%. Considerando o desconto de 50% com o bônus de transferência de 100%, ida e volta na executiva para a Europa sairia por apenas 25k milhas (e 12,5k milhas para crianças? Não sei se neste caso ainda haveria o desconto).

Outra opção excelente é executiva para América do Norte por 90k pontos, com a possível combinação de United, Air Canada, Avianca Colômbia, Avianca Brasil e Copa. Mesmo quem não tem milhas no cartão consegue aproveitar esta promoção comprando milhas com o desconto de 50%, válido atualmente. As 90k milhas sairiam por R$ 1.575, preço imbatível para uma passagem de ida e volta na executiva para a América do Norte. A disponibilidade de assentos é limitada, mas com um pouco de flexibilidade não é difícil fazer esta emissão.

Uma opção mais glamorosa, mas de uso bem limitado, é a emissão de passagem na primeira classe para a Europa por 180k milhas, ida e volta. A única companhia possível nesta emissão é a Lufthansa e ela só libera os assentos da primeira classe (quando libera) com apenas 14 dias de antecedência do vôo.

Para conseguir utilizar esta opção, é necessária alta flexibilidade, já que a viagem seria poucos dias depois da emissão, principalmente por causa da volta. Também não dá para ficar muito tempo na Europa (mais de uns 10 dias), se não na época do embarque ainda não terão aparecido os assentos da volta.

Europa na executiva por 120k pontos ida e volta também é um valor excelente.

Por último, e é um dos motivos pelo qual tinha me interessado pelo programa, a emissão na executiva da Emirates (e outras companhias) para a Ásia sai a 250k pontos, menor valor, bônus considerado, entre todos os programas nacionais. E a Emirates está operando o vôo a partir de São Paulo com o excelente A380.

Ficou com alguma dúvida? Deixe sua pergunta! Há vários leitores que poderão, educadamente, ajudá-lo. 😉

…………………

Quer aprender mais? Então leia os demais guest posts do Carlos:

  • Cristiano Andrade

    As promos de milhas reduzidas em vôos puros TAP não se aplicam aos bilhetes infantis e são sempre em período de baixa temporada.
    Outra coisa que eu gosto muito nos vôos puros TAP, se procurar com antecedência (11 meses antes) quase sempre encontrará 3 ou 4 bilhetes award em Business, o que é ótimo para quem viaja em família e abre a oportunidade de não ter que pagar nenhum bilhete e viajar todo mundo junto!
    Se quiser esperar as promos de milhas reduzidas tenha bastante flexibilidade de datas e as promos mais recentes excluíram GRU como ponto de partida/destino. Mas isso não o impede de sair de CNF, POA, GIG… (teria que fazer uma perna interna separadamente).
    Para a América do Norte depende de disponibilidade gerada pelas parceiras Star Alliance (ainda estou curioso com relação a Azul, talvez faça uma tentativa no futuro). Copa é relativamente fácil (naquela Business do 737), Avianca Internacional é vaga-lume, mas com paciência você encontra, Air Canada encontra se procurar com antecedência (11 meses), Avianca Brasil até agora não vi nada e United é igual “enterro de anão” (existe, mas ninguém nunca viu!).
    Carlos, muito bom seu guest post!

    • Sérgio Monção

      É possível emissão de 5 em executiva para europa ou USA? Família grande sofre!!!

      • Marcos

        Sérgio, consegui emitir pra 8 pessoas, para os EUA, para uma viagem em familia. Mas, só consegui na COPA, para os EUA. De toda forma, foi uma baita economia, pois os preços de passagem para lá estão caríssimos e a viagem só se tornou possível assim. Comprando milhas Livelo e ganhando dobro em transferência para o Amigo, da Avianca, na época.

    • Carlos

      Obrigado, Cristiano. Sobre a emissão na promoção de milhas reduzidas, é possível combinar o vôo TAP com Avianca, Gol ou Azul no trecho nacional? Ou tem de ser puramente TAP?

      • Cristiano Andrade

        Eles abrem trechos/destinos específicos, em geral sem combinar com parceiros.

  • Investidorpb

    Excelente guest post! Parabéns!

    Eu mesmo comecei a fazer algumas simulações e ia fazer uma análise posteriormente. Contudo, esta análise está completa. Valeu mesmo!

  • Viajante

    Ótimo post, valeu Carlos!

  • Tlars22

    Pessoal,
    Qual a validade das milhas transferidas e as milhas bônus ?

    • Carlos

      3 anos. Até agora não há indicação de diferenciação entre milhas-base e milhas-bônus.

  • Tlars22

    Guilherme,
    Como faço para ver a disponibilidade da Emirates ?

    • Tlars22

      Tentei o site da Alaska Airlines, mas só mostra os vôos saindo do EUA !!! 😛
      Existe outro site melhor que busca a disponibilidade dos vôos na Tarifa Saver da Emirates?

      • Carlos

        Qantas. O sítio dela tem um problema com pesquisa de vôos originando no Brasil (provavelmente pela impossibilidade de cobrança de taxa de combustível). A solução é pesquisar ida e volta, com a ida do trecho oposto que você quer saber (por exemplo, se quiser saber se tem vaga GRU-DXB, tem de pesquisar DXB-GRU-DXB e olhar os vôos da volta). Tem alguns destinos que não aparecem na Qantas (Maldivas, Seychelles), mas nesse caso combina-se com a pesquisa na Alaska.

  • Leticia

    Algumas dúvidas, Carlos!
    1. O valor cobrado para emitir trechos puramente Azul é o mesmo cobrado pelas parceiras da Star Alliance?
    Ou tem outra tabela a parte??
    2. Para emitir TAP saindo de Florianópolis ou qualquer outra cidade não atendida diretamente pela TAP, só conseguiria incluir esse trecho interno (azul ou avianca) pelo telefone, né? Mas daí não conta mais como tabela voos puramente TAP, isso? Seria outro valor?

    • Carlos

      1- Teoricamente existe a tabela para vôos Star Alliance e uma tabela para vôos em parceiras, mas elas são idênticas!
      2- Sim, o resgate teria de ser por telefone. Eu acho que, neste caso, continuaria sendo a tabela da TAP, e não a outra tabela (Star Alliance ou Parceiros), por ser o vôo da TAP o de longa distância. Mas não vou te dar certeza nessa. Alguém consegue confirmar como funciona nestes casos?

      • Eduardo Menezes

        O voo interno só pode ser pela Avianca, respeitando limite de 6 segmentos em todo itinerário. Se houver um trecho sequer em Azul, todo o restante tem de ser com a Azul ou Tap.

        • Eduardo Menezes

          E, nesse caso, utilizaria a tabela Victoria para a Star Alliance.

        • Leticia

          Sim.. Minha dúvida Eduardo, se eu emitir o seguinte trecho pelo telefone:
          * FLN-GRU (avianca) e GRU-LIS (TAP) em econômica… vou pagar valor de tabela TAP (35.000) ou valor valor de tabela Star Alliance???

  • Thiago R.

    Uma questão off: Quem gosta do S8, o multiplus está oferecendo resgastes a partir de 97k – https://www.pontosmultiplus.com.br/troque

  • Bruno Dantas

    Para mim, o TAP Victoria é sem duvida um dos melhores programas atuais, por três razões, a começar pelo trabalho do Carlos acima, qual seja: os Resgates, temos America do Norte por 90K, Asia com a Emirates por 250K (só perde pra Multiplus que custa 220K executiva e 280k Primeira Classe, mas o bônus Multiplus nunca passa de 50%), e ainda tem um resgate muito interessante a meu ver, Brasil-Peru por 50K, combinando um trecho com o Panamá e fazendo o Stop lá, ai é só combinar com o Avianca Amigo PTY-AUA ou PTY-CUR ou outro destino Copa no caribe por 10K econômica e 15K executiva, você consegue visitar Cuscu e Caribe, tudo por 80K. Outra razão é a Estabilidade, ou seja, a TAP sempre será do Governo Português, e o povo português dificilmente aceitaria passivamente, uma mudança prejudicial das regras de acumulo e resgate, como vemos mundo a fora, e governo vive muito da opinião publica, portanto uma eventual desvalorização o atingiria negativamente, e por fim, o Victoria+ Prime, que por 480 EUR, acumulo de até 65k (7,38 EUR por milheiro), bônus de 50% em voo TAP pagante e isenção na remarcação de bilhete premio, só não dá acesso a sala VIP e excesso de bagagem para ser Status Gold (70K milhas qualificáveis voadas)

    • Carlos

      A TAP não foi vendida para o grupo da Azul (que é o meu medo de estragarem o Victoria)?

      • Bruno Dantas

        Grande Carlos, prazer falar com você, de fato a Azul comprou a TAP e é sua controladora, mas de direito o governo pode intervir e cancelar a concessão da azul, lógico que para isso é necessário uma justa causa, a um tempo o governo suspendeu o negócio com a Azul por estes tipos de mudança pelo lucro, a Azul reviu algumas medidas e o negócio foi restabelecido, trata-se de concessão pública com um sócio que é o governo, então diferente daqui, a opinião pública pesa muito

  • Conrado

    “Nas emissões pela central telefônica que envolverem terceiros, será necessário enviar uma autorização de resgate assinada por ambos (só faltava pedir com firma reconhecida). Não entendi se o titular fizer parte da emissão, isto ainda seria necessário.”
    Eu emiti passagens Star Alliance utilizando milhas TAP diversas vezes, sendo a última no ano passado. A menos que algo tenha mudado nos últimos 10 meses, posso afirmar duas coisas:
    1) Se o titular das milhas estiver voando junto, não é necessária a autorização assinada.
    2) Se o titular não estiver voando, é necessário enviar uma autorização assinada por ele e um documento com foto. Não é preciso que o passageiro assine.

  • Henrique

    “A executiva e serviço da TAP não são dos melhores, mas a economia talvez justifique.”

    Só lembrando que a TAP iniciou o processo de retrofit dos A330-200. Já há duas aeronaves no novo modelo de cabine, que agora na executiva não é mais a configuração 2-2-2 e sim 1-2-1(2). São as aeronaves de prefixo CS-TOL e CS-TOM. Não voei, mas li relatos de quem o fez e aprovaram. O problema é que no momento depende de sorte para voar nelas. Há a promessa que ao longo de 2017 outras 5 aeronaves sejam mudadas aumentando a possibilidade de viajar com mais conforto.

    • André Mesquita Assunção

      Cs-ton também está retrofitada
      Cs-top esta retrofitando

  • Rafael

    Pessoal, qual rota vcs sugerem para emitir Brasil – Oceania com milhas da TAP em executiva?

    Minha saída é CWB então pensei na rotas CWB-AEP/EZE-AKL com a Air New Zealand, CWB-GRU-DXB-SYD com a Emirates ou CWB-GRU-JNB-PER-SYD com a South African.

    Essas rotas são possíveis com pontos da TAP? E daria pra fazer uma rota na ida com a Emirates e volta com a Air NZ?

    • Carlos

      Oceania é um dos destinos mais difíceis. A opção da Air New Zealand seria ótima, mas imagino que seja impossível de achar vaga. Emirates é excelente, mas o trecho Dubai – Austrália tem disponibilidade um pouco mais limitada. South African tem boa disponibilidade, mas acho que você chegaria só até Perth.
      Também dá para ir pela América do Norte, mas LAX ou SFO até Austrália também é bem difícil.
      Finalmente, alguém comentou, acho que aqui mesmo, de uma opção maluca passando por Europa e Ásia, tipo GRU-FRA-BKK-SYD.

  • Thiago

    Pessoal, nunca emiti pela TAP, mas de fato a tabela deles é bastante atraente (110 mil pontos Executiva, alta temporada, para outros destinos que não Portugal).

    A questão é que, ao simular, encontrei pouquíssimos voos na Executiva, e muita disponibilidade na Econômica.

    Cristiano e demais colegas, sabem dizer se consigo emitir Executiva via Central? Ou só consigo se aparecer no site mesmo??

    • Albino

      Acho que a disponibilidade pra voos Tap pela central é a mesma do site.

    • nat

      Como conseguiram fazer simulacao na tap? Transferi as milhas do livelo e simplesmente o site da TAP é horrível, os tefones não atendem, é impossível fazer reservas.

  • Raf

    Pessoal,

    Posso emitir no site TAP usando milhas para um parente? Para terceiros, sem a companhia do titular, só por telefone mesmo?

    • Thiago

      Sim, mas parece que eles exigem um termo assinado pelo titular das milhas.

  • Wagner

    Alguém tem experiência com emissão de passagem prêmio para crianças de colo até 2 anos?

    • Ferdinando Souza

      Olá Wagner. Já fiz emissão para bebê de colo, ou melhor, não é feita via milhas. Você terá de emitir na Tap para a família e depois ligar para a Cia para incluir no localizador a criança. No meu caso tive de ligar na United depois e paguei, além das taxas de embarque, 10% da tarifa cheia. Emiti na executiva.

    • Cristiano Andrade

      Se for no colo eles cobravam só a taxa de embarque (faz uns anos, não sei se continua assim), ou seja, sem passagem prêmio necessária. Se for num assento separado segue a política de crianças até 12 anos.

  • Tlars22

    Pessoal,
    Vamos supor que eu só consiga encontrar a ida em executiva, dai decida emitir BRA-EUA indo de executiva e voltando todos os trechos da volta em econômica. Neste caso, o sistema da TAP tarifa ida e volta 90.000 ou (45K+22,5K=67,5K) ?

    • Luciano

      67,5k

      • Tlars22

        Valeu pela confirmação, Luciano!

        • Marcos

          Amigos, se me permitem uma correção, ele tarifa meio a meio, porém o valor correto é 72,5 K milhas [45K (Metade do valor da executiva) + 27,5K (Metade do valor da econômica)]. Emiti exatamente assim recentemente pros EUA. Só tem que observar isto mesmo, de que todo o trecho da ida tem de ser em um tipo de cabine, assim como a volta. Se tiver cabine mista, cobrará o maior valor para todos os trechos.

  • leandro

    Bom dia, desculpe a ignorância, poderia explicar melhor:
    ‘sempre encontrará 3 ou 4 bilhetes award em Business, o que é ótimo para quem viaja em família e abre a oportunidade de não ter que pagar nenhum bilhete e viajar todo mundo junto!”
    Obrigado. Excelente post!

    • Carlos

      É difícil encontrar vários assentos na executiva com milhas, então, para quem viaja com a família toda, isto é uma grande vantagem.

  • leandro

    Mais uma dúvida, alguém sabe informar se ao comprar pontos pelo Livelo nessa promoção 50% desconto pela entrada no clube , eles caem na hora na conta?

    • Carlos

      Sim.

  • Cristiano Andrade

    Pessoal, alguém tem experiência de resgate de Emirates? Olhando no site da Qantas parece ter muito boa disponibilidade. Achei bem interessante a opção de ir pra Oceania de Emirates por 245k (ida e volta e com um stop-over em Dubai). Meus pontos para transferir estão no Amex em sua maioria (então não vou aproveitar agora, mas ainda tenho fé que farão um 100% pra Amex). A opção que estava pensando era Multiplus e ir de Latam (110k a perna ou 220k ida e volta).
    Só que 220k Multiplus considerando 55% de bônus dá 142k, enquanto 245k considerando 100% de bônus dá 122,5k. Ou seja, menos pontos e voando de Emirates no A380, com possibilidade de um stopover em Dubai vs voar Latam no 787 com stopover em Santiago.
    Acho que até para quem está habituado ao Tap Victoria aparecem oportunidades que não tinha pensado!
    Alguém já emitiu Emirates no Tap Victoria?

    • Tlars22

      Cristiano,
      No caso de Brasil – Oceania com stopover na Dubai qual o itinerário que devo buscar no site da Qantas?
      No primeiro trecho eu sei que eh GRU-DXB e na continuação até Sydney ? Quais as opções disponiveis ?

      • Carlos

        DXB-SYD, DXB-MEL, DXB-PER, DXB-BNE, DXB-ADL. Lembrando que também tem GIG-DXB, mas a diferença com a executiva saindo de GRU, no A380, é brutal.

    • Carlos

      Eu não cheguei a emitir, mas liguei no Victoria para pesquisar ida e volta na executiva para Tóquio e open-jaw entre Maldivas e Seychelles. Acharam normalmente o que eu já tinha pesquisado na Qantas, com taxas relativamente baixas. Se o Victoria não for como o Amigo (que achar é uma coisa e emitir outra, totalmente diferente), acho que não há maiores mistérios.
      Eu também apostaria alto que veremos, nos próximos meses, outra promoção desta somente para Livelo Bradesco e Membership Rewards. E, se houvesse mais tempo, já até seria possível aproveitar os pontos do Amex, já que o TPC transfere para o Livelo também.
      Sobre a ida para a Oceania de Emirates, eu acho excelente, com apenas um porém. Mesmo fazendo um stopover em Dubai, ao menos a ida ou a volta será dois vôos ultra-longos (acima de 14 horas) diretos, fazendo apenas conexão em Dubai. Para viajar com crianças eu acharia um opção pesada, por mais que o custo na Latam seja maior e a disponibilidade e a qualidade, bastante inferiores. E o stopover em Santiago também não seria possível.

      • Cristiano Andrade

        Pensei nisso também Carlos.
        Mas estava pensando em fazer stop-over na ida em Dubai e aí a volta sim encarar as 30 horas de viagem…
        Bom saber que parece possível ir via Dubai!

  • Observador

    Nos períodos de alta temporada não estou conseguindo achar nada (20-dez/10-jan) com pontos. Realmente não emitem neste período ou são poucos lugares?

    • Cristiano Andrade

      Consegue achar, mas já estamos em Maio. Se você tivesse procurado essas datas em Fevereiro (talvez até Março) conseguiria. Nos vôos TAP o segredo é monitorar 12 a 11 meses de antecedência.

    • Carlos

      Vou concordar com o Cristiano. Fui brincar um pouco com possibilidades, e pesquisando saída de BSB para LIS, em março/abril/maio, dois adultos e duas crianças, a disponibilidade na executiva era praticamente diária.
      Um único ponto que achei ruim no sítio do Victoria foi que ele não montou cabines mistas. Olhei pela United opções para CDG, FRA, MUC, e sempre tinha na executiva até LIS e depois era econômica, mas, nestes casos, o Victoria só mostrava opções com todos os vôos na econômica. Para conseguir que aparecesse executiva, tive de achar datas e destinos que todos os vôos fossem em executiva. Talvez por telefone isto não seja problema.
      De qualquer forma, dá para fazer o open-jaw online. BSB-LIS-ZRH e volta MXP-LIS-BSB, executiva para 02 adultos e duas crianças, fica em 310k pontos mais 352 euros em taxas (todas aeroportuárias). O desconto para crianças foi de 45%, não 50%. Mas pensar que quatro passagens ida e volta para a Europa na executiva custariam, efetivamente, 165k milhas, é de torcer para que o pessoal da Azul não estrague o Victoria.

  • Tlars22

    Pessoal,
    Simulei no site e encontrei a seguinte disponibilidade na StarAlliance
    1o trecho: GRU-MIA (Avianca)
    2o trecho: MIA-LISBON (TAP)
    30 trecho:LISBON-ROME (TAP)

    Dúvidas:
    1) É possivel realizar um stop-over em Miami na ida ? Ou apenas em Lisboa na ultima região ?
    2) Qual o valor que a TAP cobra nesse caso (mistura de 3 regiões) ?

    • Carlos

      Não vai funcionar como você deve estar imaginando. Você está usando Star Alliance com TAP, então te cobrariam o valor da tabela da Star, que é de ida e volta. E não acredito que aceitariam transitar por uma terceira região que não está exatamente no caminho direto, mas isto seria questão de tentar para ter certeza. E mesmo que todos os vôos fossem TAP, usando a tabela da TAP (que é mais barata), stopovers não são permitidos.
      Agora, se você ainda for acrescentar a volta, caso o Victoria aceite esta conexão em MIA, o stopover seria permitido e te cobrariam o valor de América do Sul para Europa da tabela Star Alliance.

  • Carlos

    Uma outra opção que renderia manchetes em outros sítios seria: Dê a volta ao mundo em executiva gastando apenas R$ 6.125.
    O Victoria também tem a opção de resgatar bilhetes Round the World na executiva por 350k pontos, que comprados e transferidos em promoção no Livelo dariam o preço indicado. São no máximo 6 paradas e 10 segmentos.
    Por diversão, pesquisei uma opção que daria para passar por todos os continentes. Não é exatamente abundante a disponibilidade, mas é possível. GRU-JNB em 15/01, JNB-FRA em 22/01, FRA-HND em 29/01, HND-SYD em 06/02, SYD-LAX em 13/02, LAX-GRU em 20/02.

    • Tlars22

      Carlos,
      Poderia explicar
      “E mesmo que todos os vôos fossem TAP, usando a tabela da TAP (que é mais barata), stopovers não são permitidos.”
      Se eu utilizar a opção”multicity” para emissao de voos TAP direto pelo site, e montasse o trecho GRU-LIS-FCO em executiva fazendo um stopover em Lisboa de 5 dias.
      Neste caso, eles cobram a mais por isto ? Ou seguem a tabela ?
      GRU-LIS (10/09)
      LIS-FCO (15/09)
      Neste caso, eles

    • Guilherme

      Muito interessante, Carlos!

      Não sabia que a Victoria trabalhava com esses tíquetes RTW.

  • Rute

    Estou tentando transferir pontos da Livelo para a TAP mas o sistema da livelo deve estar em pane.

    Quando solicito código de autorização, ele demora vários minutos para enviar o código, o qual não é reconhecido pelo sistema da livelo por ter expirado.

    Frustrante.

  • karen

    Olá a todos,
    Primeiramente obrigada pelas informações, mas confesso que estou meio perdida e preciso de uma ajuda.
    Ja usei o resgate via TAP e voei Avianca por 90 mil executiva e foi show.
    Mas a minha duvida (que deve ser bem boba, mas ja li varias vezes e n consegui entender) e sobre os trechos
    voados e os stop over via TAP/aliança.
    O que sao os 6 segmentos que a TAP autoriza via parceiras? Seria a quantidade de voos que eu posso combinar entre um trajeto e outro? ex.: Gru – BGT – JFK? nesse caso poderia incluir outros segmentos certo? Se eu parar em Bogotá por exemplo, e ficar uns dias, configura um stop over certo? posso ficar qts dias? So posso parar uma vez certo? Se eu for para Paris e minha escala for em Zurique, posso para so na ida, ou so na volta? quantos dias eu quiser ou só 24h? Não sei se estou conseguindo me fazer entender rsrs! Quero ir para o Japão; posso montar o voo com ate 6 trechos, mas so posso parar e dormir uma vez? Ex.; Gru/JFK/LAX/japao – posso parar em LAX? OU NY? ou os dois? to ficando louca aqui tentando descobrir e n consigo 🙂

    • Carlos

      Trechos é a quantidade de vôos, mesmo. Sua ida e volta podem ter, no máximo, 6 vôos no total. O stopover é uma parada intermediária em um destes vôos, sem ser o destino, sendo permitido um único em toda a emissão. O tempo da parada pode ser o mais conveniente, mas, acredito, o tempo do stopover não deve poder ser superior ao tempo no destino. Me parece, também, que o stopover só pode ser feito na mesma região do destino, mas não tenho certeza nessa.

  • Igor Trevas

    Pessoal, estou adorando a discurssão aqui, acredito que a experiência compartilhada engrandece a todos!! Estou com uma dúvida basica ainda: caso emita com a TAP uma ida em executiva com voos exclusivamente TAP e uma volta com parceiros, fazendo assim um open-jaw, alguém tem idéia de qual tabela eles utilizariam? Seria a tabela da star ou metade na tabela da TAP e metada na tabela da star?

    • Carlos

      Tabela Star.

  • Cristina Castro

    Voce sabe se a TAP honrou os pontos dobrados para a transferencia do dia 12.06.
    Sou cliente bb estilo e transferi meus pontos livelo no dia 12.06( me cadastrei com antecedência) e ate hoje não recebi a pontuação de bônus…

    • Viajante

      Também transferi no dia 12/06 e ainda não recebi, sendo que a data limite para os 15 dias de prazo é hoje, vamos aguardar até o fim do dia…

  • Pedro

    Consultando a disponibilidade de emitir parceiros com pontos TAP. Ida e volta em executiva para EUA, praticamente só aparece copa. Mesmo para as cidades que a United ou air Canadá faz voos diretos, somente copa! Vai ser difícil usar esses pontos TAP

  • Bruno

    Olá.
    Alguma dica para voar pela Emirates para a Ásia (minha ideia de cidades de chegada seriam BKK, Hanoi, Singapura ou Kuala Lumpur).
    Pelo site da Qantas correto?
    Ida e volta de GRU.
    Obrigado.

  • Bruno

    Olá.
    Fiz a cotação pela Qantas.
    Alguém que já emitiu Emirates, fazendo a cotação anterior via Qantas?
    O pessoal da TAP Victoria possui a mesma disponibilidade da Qantas ou as vezes eles não acham?
    Obrigado.

    • Carlos

      Eu fiz algumas simulações e, a princípio, bateu com o que tinha achado na Qantas.

  • Moscha Iss

    Para checar disponibilidade eu uso o site da United e ANA, mas para emitir um bilhete que tenha (stop-over) e (open-jaw) como eu devo procurar e informar os trechos?
    Exemplo: GRU-ZRH-CDG-ICN Swiss-Swiss-Asiana onde desejo parar 3 dias em Zurich e depois prosseguir…
    1. Eu terei que fazer uma segunda pesquisa partindo de ZRH para ICN? Necessariamente devo utilizars as cias da primeira busca (Swiss-Asiana) para continuar a viagem? É assim que funciona a montagem de voos com a TAP Victoria?

    Muito Obrigado!

  • Pingback: [Guest post do Carlos] Impressões gerais sobre o Victoria TAP, após sua utilização efetiva… e intensiva ;-) | Meu Milhão de Milhas()

  • Ricardo Amorim

    Não estou conseguindo achar a opção de emitir com milhas no site, até consigo achar a tabela de conversão. Emitir milhas com voo TAP só por telefone?

  • Luiz Carlos Costa

    como voces conseguem ver a disponibilidade de pontos para Star aliance? no meu computador só mostra a quantidade de milhas para voos TAP!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×