Lá vem ele! Emirates começará a operar com o Airbus A380 na rota de São Paulo para Dubai a partir de 27 de março de 2017!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

E começamos a semana com uma ótima notícia trazida direto da fonte pelo leitor Flávio: a Emirates finalmente começará a operar na rota GRU-DXB com o seu famoso Airbus A380, a partir de 26 de março de 2017!

Confiram:

“Emirates, voted the World’s Best Airline in the 2016 Skytrax World Airline Awards, announced today that it will operate the first ever scheduled commercial Airbus A380 flight to South America when it upgrades its Dubai (DXB) – Sao Paulo (GRU) service on March 26, 2017.

Replacing the existing Boeing 777-300ER used on this route, the A380 service will mark the airline’s 10th year of operations in Brazil, which it began with daily flights between Dubai and Sao Paulo in October 2007. Back then, Emirates had already made history becoming the first airline to connect the Middle East and South America with a non-stop direct flight service. In 2012, Emirates expanded its presence in Brazil with the start of a daily service between Dubai and Rio de Janeiro.

“The Emirates A380 is an iconic aircraft that continues to excite our customers and set the benchmark for travel comfort in commercial flying. We look forward to offering the award-winning Emirates A380 experience to our customers and to continue contributing to the economic success of Brazil,” said Hubert Frach, Emirates Divisional Senior Vice President, Commercial Operations, West. “The switch to the A380 offers a total of 959 additional seats per week in each direction meeting a growing demand from travellers on the route and demonstrating our commitment to Brazil and to the South American region”.

“We made significant investments to upgrade the facilities at GRU Airport – São Paulo International Airport in order to make it A380-compatible. We are very excited about Emirates’ decision to deploy the first A380 in South America to our airport”, said Gustavo Figueiredo, GRU Airport CEO.

Sao Paulo will join more than 40 destinations on Emirates’ global network served by its highly popular A380 aircraft, including Narita (commencing March 26, 2017), Bangkok, Hong Kong, Beijing, Taipei, Seoul, Shanghai, and Guangzhou. The introduction of Emirates’ A380 service from Guarulhos International Airport, Sao Paulo, makes it possible for Brazilian travellers to fly only on A380s to their final destinations, particularly when to travelling to Asian cities, via Dubai.

Emirates SkyCargo, the freight division of Emirates, facilitates trade between Brazil and its global trade partners. In addition to the cargo capacity offered on the A380 to Sao Paulo, Emirates SkyCargo also operates a freighter twice a week from Viracopos carrying Brazilian exports to other global destinations.

From March 26, EK261 will become an A380 flight, leaving Dubai (DXB) every day at 08:35 and arriving in Sao Paulo (GRU) at 16:30. The return flight, EK262, departs Sao Paulo (GRU) at 01:25 and lands in Dubai (DXB) at 22:55.

Recently in October 2016, Emirates announced a codeshare and frequent flyer programme partnership with GOL Linhas Aéreas Inteligentes S.A (“GOL”) allowing customers to purchase connecting flights on both airlines using one reservation, and a seamless ticketing, check-in, boarding and baggage check experience during the entire journey. Passengers booking flights from multiple destinations in Brazil with GOL, including Porte Alegre, Salvador, Belo Horizonte, Curitiba and Brasilia, will now be able to connect in Sao Paulo and fly the Emirates A380 to many destinations worldwide.

Emirates is the world’s largest operator of A380s, with 92 currently in its fleet and a further 50 on order. Since 2008, the airline has carried over 65 million passengers on its flagship aircraft.

Emirates will deploy its three class A380 on the Sao Paulo route, offering a total of 491 seats, with 14 private suites in First Class, 76 lie flat seats in Business Class and 401 seats in spacious Economy Class cabin.  The Emirates A380 is renowned for its First Class Private Suites and Shower Spas, as well as Onboard lounge for First and Business Class passengers to mingle whilst enjoying canapés and beverages prepared by the onboard bartender. Passengers in all classes can enjoy Wi-Fi to stay in touch with family and friends or Emirates’ multi-award winning ‘ice’ Digital Widescreen with more than 2,600 channels of movies, TV programs, music and podcasts. Passengers travelling on the Emirates A380, will enjoy spacious cabins and experience a peaceful journey in the world’s quietest long-range jet.

Emirates’ premium onboard experience is complemented by on-the-ground comfort with a network of 40 dedicated Emirates Lounges located within major airports around the globe – all designed with the same attention to detail and exceptional service. Emirates this year completed a US$ 11 million refurbishment of its Business Class lounge at Concourse B in Dubai, which now includes a barista experience, a health hub with Voss water, and an exclusive Moët & Chandon champagne lounge.

First and Business Class passengers can also travel to and from the airport via Emirates’ complimentary Chauffeur-drive service available in Sao Paulo, Dubai and many other airports across Emirates’ extensive network.

Those travelling to Dubai will find many different activities to experience. The city offers everything a visitor could want, from shopping at some of the largest malls in the region to dining options which will spoil anyone for choice, a trip to Dubai is a must for families, friends and individuals. Dubai has seen the addition of several new attractions in the last year. Among the latest must-see places in the dynamic city are Dubai Parks and Resorts which features three distinct theme parks – Motiongate™, Bollywood Parks™ and LEGOLAND®. Spread over 25 million square feet, and equivalent to 420 football fields, the parks combined have more than 100 rides and attractions. Other tourist hot-spots inaugurated in 2016 include IMG World of Adventures – the largest indoor theme park in the world and the Dubai water canal – a 3.2km long waterway which winds its way to the Arabian Gulf from the Creek in Old Dubai.

All travellers can take in the sights of the Burj Khalifa, the world’s tallest building, the Dubai Fountain which dances to a set of music for onlookers, and of course, experience desert camel rides and dinner under the stars at a Bedouin style camp. Dubai truly offers a variety of attractions to meet the tastes of business and leisure travellers alike”.

………….

Conclusão

EK A380

Ótima notícia não apenas para quem for voar Emirates, já que o Aeroporto de Guarulhos parece ter vencido todos os obstáculos técnicos que o impediam de receber aeronaves desse tipo.

A conclusão óbvia é que mais empresas poderão operar com o A380 nas rotas saindo de GRU. Dentre as empresas que já operam com o A380 ao redor do mundo, e que podem incluir GRU no seu cardápio, estariam, dentre outras, Air France e Qatar Airways, pelo que eu lembre de cabeça.

Quanto à disponibilidade para emissão com milhas, o Smiles cobra 210 mil milhas pelo trecho em executiva na Emirates (e não achei assentos no voo EK 248, que é o que irá operar com o A380).

O Victoria TAP também permite resgates de milhas em voos no metal Emirates, para as classes econômica e executiva, mas não sei bem o valor (acho que são 220 mil milhas em Executiva por trecho, com a desvantagem de precisar comprar a ida e volta juntos).

O Alaska Mileagen Plan também permite resgates na Emirates, mas apenas em voos saindo dos EUA.

Quanto aos cartões de crédito brasileiros, o único que permite o envio de pontos para o Emirates Skywards é o American Express, desde que não esteja “livelizado”, uma vez que a intenção do Bradesco seria extinguir o Membership Rewards, e tornar o Livelo o único programa de transferência de pontos acumulados no Amex.

Agradecemos ao Flávio pelo envio da notícia!

Tagged as: ,
  • André Mesquita Assunção

    Guilherme a TAP cobra 220 RT na biz, mas parece que a Emirates so libera em econômica

    • Bruno

      André, tem business sim, mas só emite pelo telefone.

  • Carlos

    Algumas amostras de preços:
    . CAI-DXB-GRU na executiva, R$ 4745
    . CAI-DXB-GRU na primeira, R$ 8980
    . CAI-DXB-GRU-DXB-CAI na executiva, R$ 6165
    . CAI-DXB-GRU-DXB-CAI na primeira, R$ 14883
    Saindo de JNB os preços são uns 15% mais caro. Estes são os lugares que vi preços razoáveis, saindo de GRU os preços são absurdos.
    Para viajar na executiva, a tabela da TAP com 100% de bônus de transferência ficaria muito boa, mas não sabia desta história de a EK só liberar econômica.

    • Guilherme

      Ótimas dicas, Carlos!

      • Carlos

        Acrescentando mais algumas opções para quem gostaria de voar no A380 da EK: as melhores opções que encontrei para vôos longos foi na rota Cairo – Tóquio. CAI-TYO na executiva a R$ 2149 ida e R$ 3645 ida e volta; na primeira classe R$ 4388 ida e R$ 7075 ida e volta. São valores excelentes para vôos de 10 horas e uma companhia que considero top3 na primeira e top5 na executiva.
        Bem que a Qatar podia seguir o exemplo da rival e dar um upgrade no cansado 777-300ER para um A350 ou 787 na rota DOH-GRU-EZE.

        • Carlos

          Um último acréscimo, dá para fazer São Paulo a Tóquio por R$ 6710 mais 70k pontos ou R$ 3645 mais 140k pontos na executiva. De GRU a CAI por 70k pontos do programa Amigo (tem disponibilidade voando Turkish, Swiss e Ethiopian), depois mais R$ 3645 para CAI-TYO ida e volta na Emirates e volta de CAI para GRU a R$ 3054 na Turkish ou 70k pontos no Amigo novamente (mesmas opções de companhias).

        • Guilherme

          Excelentes sugestões de rotas e preços, Carlos!

          Com a utilização inteligente dos programas de milhagens, é possível extrair o máximo valor de cada real gasto! 😀

  • Bruno

    Detalhe: A Emirates muda para um avião maior no dia que a Etihad pára de voar para GRU. Isso para comportar os passageiros da Etihad uma vez que os voos dela estão geralmente CHEIOS, e mesmo assim a companhia vai cancelar o voo.

    • Guilherme

      Boa observação, Bruno! Até parece que foi uma operação (acertar o dia da estreia) cronologicamente pensada.

  • André Mesquita Assunção

    Nao me conformo até hoje com o fim da parceria do Santander como m a TAP

    • Guilherme

      Confesso que até hoje não entendi muito bem o motivo do término dessa parceria.

      O Santander terminar com a Delta, ok, afinal, pouca gente no Brasil usa o SkyMiles.

      Mas encerrar a parceria justo com uma das empresas europeias que mais investem no Brasil é realmente algo que não consigo entender.

      Espero que revejam isso no futuro, afinal, o Victoria TAP tem pontos fortes que não podem ser negados.

      • Bruno

        Acho que por ser um banco espanhol ele optou pela Iberia como parceiro europeu

        • Guilherme

          Pode ser mesmo.

  • Bruno

    Esse horário de GRU-DXB que ficou horrível. Sai daqui do Brasil de madrugada e chega lá já tarde da noite (até sair do aeroporto já será por volta de meia-noite).

  • Carlos

    Com este baita upgrade da executiva, resolvi investigar como funciona o Victoria para voar na Emirates. Primeiramente, o sistema da atendimento da Tap é horrível, diversas vezes a gravação da URA começava a tocar e depois ficava mudo. Devo ter precisado de umas 20 ligações para prosseguir no atendimento e digitar as opções. Não sei se é um problema temporário ou o padrão.
    Passada esta dificuldade, achei o atendimento muito bom. A atendente me informava os vôos disponíveis para as datas indicadas e perguntava qual opção eu preferiria. Eu já havia pesquisado a disponibilidade anteriormente na Qantas e o inventário pareceu bater.
    Pesquisei duas opções na executiva: na primeira, um open jaw GRU-SEZ (Seychelles) e retorno MLE-GRU (Maldivas). O valor informado foi de 250k pontos mais 72 euros de taxas mais 25 da reserva. O segundo, ida e volta à Tóquio, também ficou em 250k mais 84 euros de taxas e os 25 do serviço.
    Como a Tap não publica mais uma tabela de valores e regiões, não dá para avaliar como é feita a cobrança. Mas, de qualquer forma, como ida e volta somente a Dubai sai a 220k pontos, estes 30k pontos a mais com certeza permitem uma emissão bem mais vantajosa.
    Finalmente, com um pouco de paciência é possível fazer esta emissão por R$ 4.375. Primeiramente é necessário esperar uma promoção do Livelo vendendo as milhas com 50% de desconto, a R$ 350 reais 10k, e comprar 125k. E depois uma segunda promoção da Tap com 100% de transferência de bônus, transformando os 125k em 250k milhas Victoria. Se não me engano, ambos os casos aconteceram duas vezes no último ano.

  • Pingback: Como resgatar passagens para voar no fantástico Emirates A380 utilizando suas milhas Victoria TAP: as dicas do leitor Carlos! E mais: dica extra maximizando as (possíveis futuras) promoções do Livelo! | Meu Milhão de Milhas()

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×