Euro cada vez mais barato (R$ 3,40): consequências para as viagens, passagens aéreas com custo originário na Europa, e uso dos vouchers/pontos do Le Club Accor Hotels

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

A cotação do euro, na faixa dos R$ 3,40 no exato instante em que esse artigo está sendo escrito (por volta do meio-dia do dia 28 de dezembro de 2016), está tornando muitas coisas mais baratas – mas nem tudo.

euro

Fonte do gráfico: UOL

Vamos analisar como estão as consequências para vários campos relacionados às viagens.

Viagens para a Europa

Obviamente, as viagens para a Europa estão no nível mais barato, ao menos nesse ano de 2016.

Quem viajou para a Europa no primeiro trimestre do ano, particularmente entre janeiro e fevereiro, quando o Brasil estava vivendo a fase mais aguda de sua crise política, teve que arcar com um euro do cartão de crédito beirando os R$ 5.

Por outro lado, quem está viajando agora para a Europa poderá pagar bem menos do que pagou quando viajou no começo do ano. Uma verdadeira deflação de gastos provocada unicamente pela desvalorização cambial do euro.

Passagens aéreas com custo originário na Europa

Essa é outra ótima notícia. Muitas passagens aéreas com custo originário em países europeus estão mais baratas, pelo simples fato da desvalorização cambial do euro.

E por quê eu digo isso?

Ora, porque muitas promoções que costumam ser divulgadas aqui no blog são de voos partindo da Europa para o resto do mundo, que têm, portanto, o euro como moeda-base, ainda que a cia. aérea não seja originária da Europa.

Vejam o caso da promoção Travel Festival, da Qatar, com voos originados na Europa, que anunciamos em agosto.

Dentre as várias ofertas disponíveis naquela oportunidade, havia uma viagem Helsinki > Tóquio > Helsinki, em classe executiva, por 1.283 euros (com todas as taxas incluídas, por óbvio).

Como o euro, lá em agosto, estava valendo R$ 3,60, essa viagem estava custando, naquela época, por volta de R$ 5.118, já computando o IOF de 6,38%, e assumindo um ágio de 4% na cotação do euro.

Agora, se essa mesma passagem estivesse disponível por esse mesmo preço em euros, o custo final, em reais, ficaria por volta de R$ 4.826 (com as mesmas premissas: ágio de 4% na cotação, e IOF incluso).

Por isso, é bom ficar ligado nas promoções de passagens com origem na Europa, principalmente nos países da zona do euro, onde o potencial para barganhas tende a ficar ainda maior.

Uso dos vouchers/pontos Le Club: ou melhor, o não uso

Esse é outro ponto que vale uma reflexão. Com o euro em patamares tão baixos, será que vale a pena usar os vouchers para abater as despesas com hotéis Accor?

Embora a resposta definitiva e precisa seja estritamente pessoal, pois deva levar em conta fatores pessoais impossíveis de se universalizar, como capacidade orçamentária, teto de despesas fixadas para a viagem etc., como regra geral, eu acho que vale a pena pagar as despesas nos hotéis Accor com dinheiro, e isso por dois motivos principais.

Primeiro, porque eu vejo os vouchers e pontos Le Club como uma forma de hedge cambial, de proteção, em caso de fortes oscilações na cotação do euro. Ou seja, é melhor deixar para utilizá-los quando o desembolso de dinheiro ficar inviável, como foi, por exemplo, no começo desse ano.

E, segundo, porque o pagamento em dinheiro ainda permite o ganho de pontos adicionais no programa de recompensas, o que será bastante útil agora entre 2016 e 2017, já que os pontos adicionais serão reforçados pelo ganho de pontos extras pelo status Platinum, status esse que muitos clientes provavelmente não conseguirão manter a partir de 2018, devido às mudanças nas regras do programa.

Eu visualizo os vouchers e pontos como uma espécie de “reserva de emergências” para viagens, o que pode ser muito útil em momentos em que haja uma forte oscilação na cotação do euro, mas nem tão útil quando o mar está mais calmo.

É bem verdade que, em matéria de milhas e pontos, o mais sensato, como princípio, é usar a tática “earn and burn” (ganhe e resgate, acumule e queime/use), como costuma dizer o expert no assunto e comentarista assíduo do blog Cristiano Andrade.

Porém, no caso específico dos vouchers Le Club Accor Hotels, em face da instabilidade cambial e do fato de os vouchers e pontos terem valores fixos (2 mil pontos sempre valerão 40 euros, bom, pelo menos até que se mude essa regra), eu penso que se pode adotar uma estratégia um pouco diferenciada nesse caso específico.

Conclusão

De modo geral, é positiva essa tendência de cotação cada vez mais baixa do euro.

E você, tem aproveitado esse momento também!? Qual sua estratégia em relação ao uso dos vouchers e pontos Le Club?

Tagged as: ,
  • Albino

    Com relação ao Euro, acho que a Europa está cada vez mais interessante pra turismo e compras. Tem países com turismo muito barato como Portugal, Croácia, Eslováquia, Grécia, etc. E para as compras, tem o tax-free que lhe devolve cerva de 12% do valor da compra.

    Com relação ao Le Club, acho que continua vantajoso pra uso no exterior pois além do Euro continuar valendo bastante, deixamos de pagar o IOF.
    Para uso no Brasil só tenho pago as estadias na rede em real mesmo.

    • Guilherme

      Ótimas estratégias e dicas, Chief!!!

  • Fernando

    Não estou conseguindo logar na minha conta da Iberia Plus. Alguém está com o mesmo problema? Dá erro de login. #offtopic

    • Guilherme

      Por aqui está tudo normal, Fernando.

      Tente acessar sua conta pelo AwardWallet.

      • Fernando

        Dá erro de login. E não consigo resetar a senha. =/

        • Guilherme

          Fernando, nesse caso, você tem que enviar um email para o clasica@iberia.es solicitando um novo PIN. No assunto, você deve digitar seu número frequente flyer.

          Você deve ainda anexar cópia de seu passaporte e enviar seus dados pessoais e de endereço.

          O texto deve ser escrito em espanhol ou inglês.

          Para mais informações, acesse aqui => http://www.iberia.com/web/forgetPin.do?language=en&country=ES&market=ES

          • Fernando

            Valeu cara, vou tentar fazer isso.

            Obrigado!

  • Guilherme

    De nada!

    Em último caso, faça uma chamada telefônica para o Iberia Plus. Os números estão aqui => http://www.iberia.com/br/centros-iberia-plus/?language=pt

    Pode ser que eles demorem a responder o email. Se demorarem mais de uma semana, acione o suporte telefônico, que pode ser o número brasileiro.

  • Célia

    Guilherme,
    Para viagens no exterior continuo usando os pontos do Le Club. Vou ajuntando os pontos no cartão até entrar uma promoção mais vantajosa (e por conta dos famigerados 20.000 pontos mínimos para transferência). Da viagem que fizemos neste ano, 40 % das diárias foram pagas com os vouchers.
    Agradeço a você e a todo pessoal que comenta por aqui por tanto nos ajudar ao longo deste ano.
    Que 2017 seja repleto de paz, alegria, saúde, prosperidade, amor e boas promoções. 😀

    • Guilherme

      Legal, amiga Célia, você fez excelente uso dos vouchers, e ainda economizou uma boa grana com os hotéis!!!!

      Feliz 2017 pra vc também, cheio de novidades, alegrias, realizações e promoções, claro!!!! 😀

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×