LATAM far? voos diretos entre Santiago do Chile e Melbourne na Austr?lia a partir de 5 de outubro de 2017. Motivo para ficar animado?

Segue not?cia do PanRotas?(os destaques ficam por minha conta):

“A Latam anunciou hoje que ir? operar um voo direto entre Santiago, no Chile e Melbourne, na Austr?lia, a partir de 5 de outubro de 2017. O trecho Santiago-Melbourne, tem mais de 11 mil quil?metros de dist?ncia e ter? dura??o de 15 horas, sendo o voo mais longo da hist?ria da a?rea. O fluxo previsto ? de 75 mil passageiros por ano.

A frequ?ncia ser? operada tr?s vezes por semana, e torna a Latam a primeira a?rea a oferecer voos diretos entre as duas cidades. O voo ser? operado por aeronaves Boeing 787-9 com 220 assentos na classe econ?mica, 54 lugares na Espa?o mais e 30 assentos na Premium Business.

O planejamento inicial mostra que a partir de 5 de outubro, o voo LA805 sair? de Santiago (SCL) ?s 12h55 (hor?rio local) ?s segundas, ter?as e s?bados, e chegar? a Melbourne (MEL) ?s 17:55 (hor?rio local) do dia seguinte, totalizando 15 horas de viagem.

No sentido inverso, o voo LA804 partir? de Melbourne ?s 19:55 (hor?rio local) ?s ter?as, sextas e domingos, e chegar? a Santiago ?s 19:00 do mesmo dia (hor?rio local), totalizando 13 horas e 5 minutos de viagem.”

Conclus?o

TAM

Em princ?pio, a not?cia ? boa, porque ir? encurtar o caminho para quem pretende ir do Brasil para a Austr?lia, com apenas uma conex?o ou parada em Santiago, para quem parte do Brasil em voos diretos (saindo de Guarulhos ou Rio, por exemplo).

Por outro lado... bem, por outro lado, veja que estamos tratando de TAM, ou melhor, LATAM.

Se em voos de curta dura??o, o servi?o, tanto em terra, quanto no ar, tem sido lastim?vel, imagina aguentar um voo de QUINZE horas com comiss?rios de bordo r?spidos e pouco prestativos, servi?o deixando a desejar, poltronas velhas, espa?os apertados entre as poltronas… huuuummmm…. ser? que vale a pena essa “comodidade” do voo direto entre SCL e a Austr?lia?

Os hor?rios, pelo menos, n?o s?o t?o ruins. J? ? um come?o… ou n?o?

Com a palavra, os viajantes!

 

Tagged as: , ,