[Guest post] Resgates de passagens-prêmio em cias. parceiras Star Alliance e One World utilizando o Amigo Avianca e o LATAM Fidelidade: a experiência do leitor Carlos na prática

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Mais uma vez o blog MMdM tem o orgulho de contar com um excelente guest post vindo de um velho conhecido dos leitores mais assíduos, que é o Carlos.

Avianca Amigo

No último artigo, ele tecia comentários sobre os testes que havia feito ligando para o call center do Amigo Avianca.

No texto de hoje, ele narrará o que aconteceu na prática, quando das emissões e gastos dos pontos propriamente ditos. Confiram!

…………….

Pelo menos uma vez ao ano eu faço uma viagem sozinho, baseando o roteiro nos destinos e companhias aéreas que eu queira conhecer. A história da minha última emissão começou com uma “promoção” da Emirates, em que vôos originando em Maputo, Moçambique, possuíam tarifas bastante baixas. Como o melhor vôo que já fiz foi na primeira classe da Emirates, de DXB a JFK, me pareceu uma ótima oportunidade para repetir a dose.

Os destinos podiam ser qualquer lugar do mundo, mas para maximizar o vôo escolhi Los Angeles por seu um dos vôos mais longos do mundo. A ida direto para Maputo não teria muita graça, e como as Ilhas Seychelles ficam próximas, me pareceu uma boa opção.

Coincidentemente, nesta mesma época apareceu uma promoção com 100% de bônus de transferência de pontos para o Amigo Avianca e o saldo que eu tinha no Membership Rewards, da American Express, 65 mil pontos, dobrado, seria a quantidade exata para a emissão de uma ida para Seychelles na executiva e volta da América do Norte na mesma classe. Antes de fazer a transferência, liguei para o programa para checar a viabilidade das emissões e tudo apareceu corretamente.

Enquanto eu esperava o crédito dos pontos, a Emirates terminou essa promoção e passei a planejar o que faria então. A ida para as Seychelles parecia interessante e montei um roteiro acrescentando também as Ilhas Maldivas e Moscou. De Seychelles para Maldivas usaria milhas da American Airlines, das Maldivas para Moscou do Amigo e para voltar, completei 100k milhas LATAM Fidelidade na conta da minha filha, aproveitando uma promoção.

Apesar de já ter feitas várias emissões de milhas, nunca enfrentei um roteiro tão frustrante. Com quatro trechos para emitir (e já fiz emissões com mais de 4) não consegui casar de jeito nenhum todas as disponibilidades, mesmo invertendo sentidos ou eliminando Moscou da história.

Enfim, mais uma opção eliminada, vamos pensar em outra coisa (o que acho até divertido). Olhando no Google Maps para onde já fui, o interior da China não tinha nada marcado. Pesquisando mais um pouco, li sobre a cidade de Lijiang, achei bem legal e parti daí para elaborar o roteiro. Chengdu era a melhor opção de chegada e ida para Lijiang.

Cabe aqui um agradecimento ao comentário do José Carlos no post que fiz sobre o Amigo, informando que o LATAM Fidelidade cobrava também pelo destino e não pelas regiões percorridas (embora comento depois mais detalhadamente sobre isso). Acrescentei mais 10k pelo Km de Vantagens na conta da minha filha e com 110k emiti executiva de GRU até CTU (Chengdu).

De CTU para LJG (Lijiang), tinha milhas vencendo no Miles&More e emiti por 12,5k pontos na econômica este vôo curto, que custava em torno de 500 reais e não tinha disponibilidade por pontos na executiva.

Para o retorno, voltar por Bangkok apresenta as mais variadas opções. Ir de executiva de LJG para BKK estavam razoáveis 800 reais e nas opções de vôo tinha uma escala curta em Shenzen ou uma super longa de 23 horas, que me permitiria conhecer a cidade e que acabei escolhendo.

Eu pretendia emitir a volta voando na primeira classe da Thai e ANA até Chicago por 140k e depois na primeira da United para GRU por 75k, (completando uma viagem literalmente volta ao mundo) mas o Amigo não ajudou. Tinha a opção de voar na executiva para a Europa por 30k e depois mais 80k na executiva até o Brasil, mas preferi gastar mais pontos do Amigo emitindo BKK-CDG na primeira da Thai por 100k e depois voar na executiva da Swiss nos trechos CDG-ZRH-GRU por 80k. O roteiro final não teve nada a ver com a idéia inicial da Emirates.

Contada a história da emissão (desculpem se ficou chato ou confuso), aqui vão as observações sobre os programas Amigo Avianca e LATAM Fidelidade:

. O LATAM Fidelidade tarifa por destino às vezes. Pesquisei opções que me cobraram as regiões percorridas, em outras foi por destino. Não entendi a lógica, mas isto altera profundamente minha opinião sobre o programa. 110k para a Ásia na executiva é um ótimo valor, 140k na primeira classe também, só não faz muito sentido, pois para ir para a Europa na primeira classe custa 200k.

. O LATAM Fidelidade também cobra taxa de combustível. Não cheguei a reclamar com o atendente, mas em opções originando na Europa ou Ásia me eram passadas taxas de combustível equivalentes às cobradas pelo Amigo Avianca.

. Algumas limitações para emissão são impostas pelas companhias que voam para o Brasil. A Qatar, por exemplo, não disponibiliza muitos trechos DOH-GRU, mas se você coloca DOH-EZE (que faz escala em GRU) a opção aparece. Mesma coisa na junção de vôos: MLE (Maldivas) para DOH tinha disponibilidade, DOH-GRU também. Quando a atendente juntava os dois trechos dava erro (e o mesmo acontecia conferindo pelo Smiles). Mas se mudasse o destino para EZE funcionava.

. Pelo motivo acima, minha ida pela Qatar não foi um simples GRU-DOH-CTU. GRU-DOH não tinha na executiva, mas EZE-DOH sim. Então acrescentei o trecho GRU-EZE, voando no mesmo avião que vai fazer o retorno de EZE para GRU novamente. Apesar desta ida e volta à Argentina, os valores de taxas de embarque caíram de R$ 1365 saindo de EZE para R$ 203 saindo de GRU.

. O programa Amigo Avianca não é para fracos. Várias opções que pesquisei, que apareciam na United, Lifemiles e ANA, não apareciam no Amigo ou, quando apareciam, o sistema não conseguia tarifar. Achei que pudesse ser alguma coisa para economizar emissões mais caras, mas pesquisando mais, até trechos na econômica da ANA não apareciam. Não consegui emitir passagens na primeira classe da ANA, Asiana ou Air China.

. Às vezes os atendentes ou o sistema informam uma quantidade de pontos que não bate com a tabela do programa. Quando reclamei, o atendente disse que era um erro mesmo e que se quisesse fariam a emissão manualmente para cobrar o valor correto.

. Dá para aproveitar a incongruência da Turquia estar na região Ásia Norte e gastar 30k milhas de lá para a Ásia ou vice-versa. Com um pouco de paciência, aparecem vôos pela Austrian, Swiss e Lufthansa e até diretos pela Turkish. Vindo da Ásia, fazendo escala na Europa e viajando somente com mala de mão, dá para largar a última perna Europa-Turquia e economizar 50k na executiva.

. Minha emissão no LATAM Fidelidade gastou 10 minutos. No Amigo Avianca, foram duas horas para emissão de duas passagens. Uma ainda foi cancelada e tive de ligar de novo para fazer nova emissão.

Conclusão

Enfim, minha opinião sobre os programas nacionais mudou depois dessas emissões.

O Amigo Avianca ainda pode ser um bom investimento com estes bônus de 100-120%, mas demanda uma boa dose de paciência. O LATAM Fidelidade ficou bem mais interessante com a tarifação por destino, mas podiam adotar isto oficialmente para evitar furadas ou roubadas em transferências de pontos.

……………………..

Agradecemos ao Carlos por demonstrar na prática como ocorrem os resgates de passagens na Star Alliance utilizando os pontos do Amigo Avianca, bem como pelas dicas adicionais referentes ao LATAM Fidelidade.

Tomara que o Amigo Avianca melhore todos os pontos que foram citados aqui e no post anterior, pois só aprimorando o sistema de emissões é que eles conseguirão atrair mais clientes para sua base de consumidores, especialmente os viajantes frequentes. Do contrário, eles correm o sério risco de se tornarem um Smiles, Multiplus ou Tudo Azul da vida, ou seja, fracos e cheios de problemas, pontos de insegurança e ausência de disponibilidade regular de assentos.

E você? Já resgatou passagens internacionais em parceiros Star Alliance utilizando os pontos do Amigo Avianca?

 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×