Olha o que vem por aí: tarifa econômica básica da United Airlines cobrará por bagagem *de mão* (não é a mala despachada, é a bagagem que irá junto com você a bordo)!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Isso mesmo: a United Airlines introduzirá uma tarifa econômica básica que, dentre outras privações, não permitirá a você levar bagagem de mão.

O que será permitido será apenas levar um “item pessoal”, como uma pasta/bolsa ou uma pequena mochila.

Na prática, a United vai tentar resolver ou amenizar um problema frequente: a falta de espaço no bagageiro em cima dos assentos, já que a maior causa individual de atrasos em voos é o tempo tomado tentando acomodar as bagagens de mão nos compartimentos que lhe são destinados, as quais, nos EUA, estão sujeitas apenas a restrições de tamanho, mas não de peso.

United Airlines

Os passageiros que comprarem essa tarifa serão os últimos a embarcar (grupo 5), e, provavelmente, quando eles entrarem no avião, 100% do espaço destinado a acomodar as malas de mão já estarão devidamente preenchidos.

Porém, membros elite do programa de fidelidade da United, bem como membros Star Alliance Gold, continuarão a poder levar a bagagem de mão. Menos mal!

Além dessa restrição, esse tipo de tarifa também não permitirá marcação antecipada de assentos, nem crédito de milhas, dentre outras privações. Triste isso!

Conclusão

É lamentável mais essa restrição. Com certeza, as demais cias. americanas seguirão a mesma tendência, assim como as demais cias. ao redor do mundo.

No Brasil, aposto que a LATAM será a primeira a introduzir mais esse “benefício” para os clientes. Porém, no Brasil, terá que haver alteração de normas, já que as cias. aéreas estão proibidas, por lei, de cobrarem por franquia de bagagem despachada – embora haja uma pressão enorme das empresas sobre a ANAC para alterarem essa regra.

Dureza vai ser como os agentes dos portões de embarque interpretarão o que seja “item pessoal” na hora H. Com certeza, malas com rodinhas não poderão subir a bordo, e terão que ser despachadas. Mas e as mochilas que caibam no “assento à sua frente”? Eu acho que elas deveriam ser interpretadas como “item pessoal”, afinal, não ocuparão o compartimento para bagagens.

E você, o que achou disso?

Fonte: One Mile At A Time

Tagged as:

8 Comments

  1. Cristiano Andrade 16/11/2016 at 08:20 #

    Imagina a bagunça… aí o agente no gate diz que não é item pessoal e tem que despachar, como será feita a cobrança? Irão distribuir um tag para bagagem de mão (pra mim seria assim, não)? E aí o cara entra numa das lojas do aeroporto e compra um presentinho, vira um segundo volume, não?
    O conceito de cobrar pelos serviços utilizados não me parece o fim do mundo (desde que a tarifa básica seja realmente mais baixa).
    Aliás acho que a questão da bagagem faz muito mais sentido de cobrança adicional do que a marcação de assentos preferenciais (nem digo os assentos com mais espaço, mesmo na saída de emergência).
    Quando começaram a cobrar por bagagem despachada os vôos nos EUA ficaram uma insanidade com gente levando bagagens além do razoável para colocar no Bin (e aí ser cliente Elite passou a ser importante se você quer ter algum espaço para colocar sua mochila), eu sinto uma enorme vergonha alheia quando vejo gente super-mega-hiper carregada de malas passando pelo corredor, e é absolutamente irritante quando o sujeito começa a “socar” as coisas dele em cima da sua mochila…
    O maior problema é a operacionalização de tudo isso, de forma que evite atrasos e não piore o serviço (por exemplo ter que se apresentar no gate com antecedência maior do que hoje em dia). Enfim, as empresas legacy tentando se equiparar as low cost, só que sem a mesma estrutura e cultura.

    • Guilherme 16/11/2016 at 20:16 #

      Verdade, Cristiano, vai ser a maior confusão na hora do embarque propriamente dito.

      Nos EUA, é bastante comum vermos um ou dois funcionários da cia. aérea só observando as bagagens de mão que os passageiros levam.

      Quando alguém tenta passar com uma mala fora dos padrões permitidos, mesmo depois que mostrou o cartão de embarque, mas antes do finger propriamente dito, é imediatamente parado, e obrigado a despachar no porão da aeronave.

      Eu acho é que a United deveria (ou deverá) “objetivar” o que seria item pessoal, dizendo expressamente as limitações de medidas (altura x largura x profundidade), para, aí sim, evitar qualquer dúvida.

      Abraços!

  2. Tlars22 16/11/2016 at 09:45 #

    Guilherme,
    Sabe me dizer qual o peso permitido e quantas malas a Delta da direito a despachar para voos domesticos nos EUA ?

  3. marcelomigon 16/11/2016 at 10:57 #

    entendo e já carreguei bagagem de mão que, sendo razoável, deveria ter despachado. apesar de inicialmente parecer uma piora, pode vir a ser uma melhora no futuro. só não achei razoável não poder marcar o assento. agora cobrar por “mala” de mão, se o preço da passagem for realmente mais barato, acho até bom. resolverá alguns problemas que prefiro não citar para não gerar polêmica.
    fugindo um poucomentário do tema: quando irão fazer uma campanha publicitária orientando ao público à aguardar as bagagens com uma certa distância das esteiras e se aproximar, somente, quando às avistarem. chega a ser cômico aquele monte de pessoas “debruçadas” na esteira esperando pela bagagem.
    bom dia à todos.

    • Guilherme 16/11/2016 at 20:21 #

      Pois é, Marcelo, falta muita educação mesmo, das pessoas, na hora de retirar as malas das esteiras.

      Quanto à marcação de assentos, realmente é um problemão essa tarifação. Quem não pagar por isso corre muito risco de acabar ficando na poltrona do meio.

      Abç!

  4. sdrubow 16/11/2016 at 15:00 #

    Zuera como todas as outras regras.
    No final não vai adiantar o vôo, vai faltar espaço igual e o preço da passagem continuará caro.
    Gol pôs lanche pago, o preço era o mesmo ou até pior.

    Para mim a regra é, leve menos peso, usamos menos combustível, temos mais lucro.

    • Guilherme 16/11/2016 at 20:23 #

      Pois é, sdrubow, tudo mudando para pior!

Leave a Reply

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×