Mudanças (aparentemente positivas) no programa de milhagens Smiles

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

O Smiles está fazendo profundas modificações no programa de milhagens Smiles, particularmente no que concerne à fidelização, ou seja, à estrutura de categorias, formas de upgrade, acúmulos, resgates e benefícios, para clientes Ouro e Diamante.

Começando pelo fim: confiram um resumo das principais mudanças que estão sendo implementadas:

smiles-1-vista-geral

Será mais fácil fazer o upgrade para as categorias Ouro e Diamante:

smiles-2-mudanca-de-categoria

Além disso, muda a forma de contagem das milhas qualificatórias: valerão os trechos voados (ou milhas qualificatórias ganhas) de janeiro a dezembro, e não mais dos últimos 12 meses:

smiles-3-mudanca-da-contagem

Clientes Diamante ganham uma passagem cortesia para o acompanhante viajando no mesmo localizador (tem que ver quais serão as condições de resgate desse prêmio):

smiles-4-diamante-passagem-cortesia

Em relação aos assentos Conforto+, as mudanças são positivas: acompanhantes de cliente Diamante que voam no mesmo localizador serão contemplados com a gratuidade e, para clientes Ouro, haverá um desconto de 50%.

smiles-5-assento-confortomais

Clientes Ouro e Diamante serão contemplados com um ganho mínimo de 500 e 1.000 milhas por trecho voado pago em dinheiro, ainda que o trecho acumule um valor inferior a esses valores:

smiles-6-ouro-e-diamante

As regras para acesso às salas VIP ficaram assim:

smiles-7-salas-vip

Outra mudança positiva foi o fato de as passagens compradas em feirões também contabilizarão para o acúmulo de milhas qualificatórias.

Mais informações podem ser obtidas aqui.

Conclusão

Numa primeira leitura, vejo que a maioria das mudanças é bem positiva, principalmente para os clientes Ouro e Diamante, com destaque para os benefícios para os clientes Ouro, que ganharam descontos na compra dos assentos Conforto+.

Entretanto, alguns pontos podem ser considerados negativos:

  • Ausência de milhas bônus para upgrade de categoria;
  • Ausência de descontos, para clientes com status elite, no serviço de WiFi;
  • Ausência de status match de outros programas de milhagens para obtenção de upgrade de categoria no Smiles;
  • Transferências de pontos de cartões de crédito não contarão mais para upgrade de categoria

Resta saber o que motivou o Smiles a implementar essas mudanças. Seria o fato de a imagem deles estar muito associada a ser um programa que mais se interessa em comercializar milhas, em vez de recompensar seus clientes elite? Pode ser, já que muitos clientes veem o Smiles simplesmente como um programa cujo negócio principal é a compra e venda de milhas – o que não deixa de ser verdade, se considerarmos que essa empresa passou a ser de capital aberto, com ações negociadas em Bolsa.

Seria uma tentativa de tirar clientes da concorrência, quero dizer, do LATAM Fidelidade? Pode ser também, já que, com o desastre que se tornou o AAdvantage, muitos FFs brasileiros estão optando para acumular seus pontos oriundos de voos pagos em dinheiro no LATAM Fidelidade.

Seria uma tentativa de fazer com que os clientes que voem Gol optem por comprar passagens em dinheiro, ao invés de comprar passagens com milhas, e, assim, ajudar a Gol a sair do buraco de dívidas em que se encontra? Não descartamos essa possibilidade, já que muitas pessoas – principalmente os milheiros “profissionais”  – compram a maioria das passagens Gol através da compra das milhas Smiles, em vez das compras diretas com a Gol, e o aprimoramento do Smiles para os clientes Ouro e Diamante, com a introdução de novos e importantes benefícios, poderia ser uma forma de atrair esse nicho de clientes para gerarem renda diretamente para a Gol, e não diretamente para o Smiles.

Enfim, são muitas as dúvidas e, salvo se tiver escapado algum ponto específico, as mudanças são em sua maioria positivas para o Smiles, especialmente para os clientes Ouro e Diamante.

Fica faltando, é claro, mas isso já pensando a longo prazo, numa integração da Gol à Sky Team. Acho que isso é inclusive o principal empecilho para que muitos frequent flyers adotem o Smiles como seu principal programa de milhagens. Seria muito bom para se tivéssemos uma empresa brasileira integrando a Sky Team, principalmente porque isso possibilitaria, por exemplo, o usufruto de alguns dos benefícios elite Ouro e Diamante para voos em cias. aéreas parceiras.

Agradecemos ao Albino pelo envio da dica!

Tagged as:

8 Comments

  1. Cristiano Andrade 06/10/2016 at 12:41 #

    As mudanças parecem super positivas, atingir o status máximo ficou até “simples”.
    Questões que ficam…
    1 – Para quem voa muito internacionalmente (em especial em Business) o acúmulo de milhas (e de uma milha smiles que tem menor potencial de resgate) é pior do que usando programas de outras companhias internacionais, mas melhor do que nos parceiros do Latam Fidelidade. Se eu quiser voar de Business Air Canada por exemplo, é melhor pontuar no TAP Victoria (além obviamente do Aeroplan).
    2 – Para quem voa muito no mercado doméstico fica a questão do serviço e operação da Gol. Confesso que faz tempo que não opto pela Gol (tenho voado majoritamente de Azul e eventualmente de Avianca, pela questão do serviço e pontualidade), evitando tanto Gol quanto Latam.
    3 – Eles poderiam fazer um status match, imagino que seria uma barreira a menos para quem tem status noutro programa
    4 – E a última questão é uma especulação pura de quem já viu tantas cias aéreas saírem do mercado após sucessivos anos de prejuízo (um caminho que a Gol infelizmente está trilhando). Talvez a Gol possa ser adquirida e os benefícios de seu status seriam mantidos pelo novo controlador, mas também existiria o risco de a empresa sair do mercado de um forma ainda mais dolorosa para todos e seu status não valer pra nada.

    Pensamento final, interessante ver que as cias brasileiras estão melhorando seus programas (acredito que o Latam Fidelidade deu um passo muito bom em sua última mudança também), enquanto as americanas estão indo em direção oposta.

    • Guilherme 08/10/2016 at 11:27 #

      Ótimos comentários, Cristiano!

      É interessante observar essa “onda” de melhorias nos programas brasileiros, e a “onda” inversa ocorrendo nos programas dos EUA.

  2. Carlos 06/10/2016 at 14:33 #

    As mudanças até parecem positivas, mas não sei se farão muita diferença. Para quem viaja bastante, ainda é muito melhor pontuar e ganhar status na Latam que na Gol. Para quem transfere milhas, aparentemente não haverá mudança, permanecendo a atual tabela ruim e dinâmica, salvo promoções esporádicas. Em termos do serviço prestado, acho Azul e Tam superiores a Gol e Avianca.
    Enfim, ao menos para mim a escolha de companhias continuará sendo em função dos valores e horários. A Tam já reformulou seu programa este ano e não deve mudar, por enquanto. A Gol acabou de fazer e vamos aguardar para ver o que Azul e Avianca farão. Alguma integração com Victoria e Lifemiles será benvinda, mas acho difícil.

    • Guilherme 08/10/2016 at 11:28 #

      Bem lembrado, Carlos!

  3. AAraujo 06/10/2016 at 15:02 #

    Prezados, no novo regulamento diz que os cartões de crédito passarão a dar 1 Milha Qualificável a cada 10 milhas transferidas (em vez de 15):

    11.4. A categoria do Participante no Programa Smiles será definida de acordo com a quantidade de Milhas Qualificáveis acumuladas ou pela quantidade de Segmentos Aéreos voados com as Parceiras Aéreas nas hipóteses apresentadas a seguir e na seguinte proporção ora vigente:

    a) 10 (dez) Milhas Smiles obtidas com Parceiras Comerciais ou Parceiros Financeiros dão direito a 01 (uma) Milha Qualificável, exceto milhas distribuídas a título de bônus, ou seja, emitidas não em decorrência da efetiva prática de um Ato Gerador de Milhas

    • Guilherme 08/10/2016 at 11:28 #

      Boa observação, AAraujo!

  4. Cassiano 07/10/2016 at 10:15 #

    No caso para virar cliente diamante, considerando exclusivamente milhas transferidas de cartão, eu preciso transferir 300mil pontos? Os bônus que porventuram venham de alguma campanha não contam?
    Pelo que entendi quem assina o plano smiles a conversão é de 1 pra 1 das milhas recebidas mensalmente, é isso?
    Desculpem pelas perguntas, comecei a considerar milhas e afins só esse ano e nunca tinha me atentado exatamente sobre esses upgrades de categoria.
    Ter cartão smiles conta em alguma coisa pra esse lance de upgrade?
    Em casa lerei com mais calma o site (no trabalho não abre e no celular é muito sofrível ler), mas é que essas vantagens aí realmente me pegaram de surpresa.

    Obrigado!

    • Guilherme 08/10/2016 at 11:29 #

      1) Sim, transferindo 300k você ganha, sendo que os bônus não contam para isso;

      2) Milhas ganhas pela assinatura do Clube Smiles não contam como milhas qualificatórias;

      3) Ter cartão de crédito Smiles não conta para upgrade de categoria;

      Abç!

Leave a Reply

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×