Air Canada anuncia fim das operações na rota Toronto – Rio de Janeiro

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

A maré não está para peixe em se tratando de rotas internacionais ligando diversas cidades do Brasil a países estrangeiros.

Avião

A “bola da vez” é a Air Canada, que anunciou o fim das operações na rota operada a partir do Rio de Janeiro, para Toronto. Segundo o PanRotas:

“Depois de um ano e meio, a Air Canada anunciou o cancelamento das operações em Toronto-Rio de Janeiro. Segundo informações do News Avia, o último voo será feito em 7 de outubro. Já não é mais possível efetuar nenhuma reserva de e para a capital no site da companhia aérea”.

Ao que tudo indica, a rota de São Paulo continua mantida.

Conclusão

Perda de impacto especialmente para os cariocas e para aqueles que utilizavam ou pretendiam utilizar a Air Canada para queimar seus pontos na Star Alliance.

Coincidentemente, ontem mesmo o leitor Cristiano Andrade havia comentado sobre a emissão de um bilhete-prêmio com a Air Canada, utilizando pontos do Victoria TAP, mas o voo saía de São Paulo, logo, não foi prejudicado.

 

2 Comments

  1. CRISTIANO ANDRADE 06/07/2016 at 11:22 #

    Mais um… o ajuste da oferta está sendo bem grande. Por enquanto ainda temos passagens a bons preços, só quero ver quando os negócios começarem a reaquecer, porque o ajuste da oferta vai demorar e as passagens irão pro espaço de caras…
    Só pensando aqui em quem já cortou frequências:
    América do Norte:
    – LATAM (cortou frequencias do Rio, de SP, de Brasilia… sei lá mais de onde)
    – American (cortou frequencias de SP, PoA, Ctba, Rio, Manaus, Recife… tem mais alguma?)
    – United e Delta não sei.. mas mudaram aeronaves, oferecendo menos assentos
    – Avianca que chegou a operar o 787 para SP e o 330 para Lima retirou o 330 (por 321) e o 787 de Bogotá (pelo 330), reduzindo assentos.
    – Korean deixou de operar suas 4 frequências semanais
    – Copa já cortou frequencias de GRU e cortou Viracopos (tem mais algo? deve ter)
    – Azul cortou frequências para FLL e MCO e cancelou a introdução de Confins-MCO
    – Agora Air Canada cortando seu vôo diário do Rio para Toronto
    Europa:
    – BA trocou o 747 pelo 777 (menos assentos)
    – Singapore deixou de operar sua frequência diária
    – TAP cortou Viracopos (não sei outras se teve impacto…)
    – Air France cortou BSB (não sei o resto)
    Tem mais alguma coisa? Latam?
    Não sei quem pode fazer um levantamento de quantos assentos diários tínhamos saindo do BR para América do Norte e para Europa. Acredito que já tenhamos uma redução significativa da oferta (quanto eu não sei… se for 10% já é o suficiente para elevar os preços das passagens).
    Um dos problemas é que uma rota como essa da Air Canada exige 2 aviões dedicados apenas a essa rota, com o avião parado no pátio de GIG o dia todo… Entào além dos custos variáveis (combustível, tripulação, etc) ainda carregam um custo financeiro razoável com estas 2 aeronaves dedicadas exclusivamente a esta rota. Outro aspecto é que com o resfriamento da economia, o fluxo de comércio internacional caiu, e com isso a ocupaçào de carga deve ter caído também…
    Vamos aguardar a economia reaquecer, e vai demorar um ano depois disso para vermos as aéreas re-implementando suas frequências.
    O resumo: esse monte de ofertas de tarifas (tanto em Econômica quanto em Business) deve rarear cada vez mais e ficará raro por um bom tempo, até porque as “nacionais” já acharam solução, com a LATAM postergando as entregas de novas aeronaves e adicionando rotas noutros países da América do Sul, e a Azul transferindo suas aeronaves para a TAP (que aumentou suas frequências Portugal-EUA com aviões que estavam na Azul recém remodelados).

    • Guilherme 06/07/2016 at 12:51 #

      Excelente abordagem, Cristiano.

      De fato, é bastante preocupante essa drástica redução na oferta de assentos, muito devido à crise que assola as cias. aéreas.

      Concordo que a oferta de tarifas tende a diminuir, aumentando os preços justamente pela possibilidade de aumento da demanda, o que de certa forma já está ocorrendo por conta da diminuição da cotação do dólar.

      Vamos aguardar o desenrolar dos próximos acontecimentos – não duvidando nada que mais empresas aéreas cortem suas rotas de/para o Brasil.

Leave a Reply

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×