Smiles: emita as passagens agora, junte as milhas depois. Taxas (não reembolsáveis) a incluir.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Recebi do sempre antenado leitor Fábio Póvoa a notícia de que o Smiles acaba inventar uma nova forma de arrecadar dinheiro nova modalidade de emissão de passagens com milhas: a emissão antecipada, que inclusive já consta no site.

Smiles antecipa

Ela consiste no seguinte: você deve emitir uma passagem agora, desde que não tenha milhas suficientes na conta, e se compromete a juntar as milhas necessárias dentro do prazo estipulado pelo programa.

Só que tem um porém: por enquanto, além de ser restrita aos clientes Santander, e só valer para as parceiras estrangeiras, ainda se paga uma taxa pré-paga não reembolsável de R$ 50.

Como disse o próprio presidente do Smiles na reportagem do Valor noticiada pelo Fábio, o objetivo declarado da empresa com a comercialização desse produto é antecipar o consumo, criando um fluxo contínuo de relacionamento com o cliente, já que ele precisa ter o saldo na conta até 60 dias antes da viagem.

Isso mesmo: antecipar o consumo, e, com isso, gerar receita para a empresa. O foco são os clientes de “alta renda”, que têm procurado o Smiles justamente pelos acordos que ele tem com as cias. estrangeiras e, por conseguinte, são os que mais podem gerar de lucro para a empresa.

Conclusão

Esse blog tem o diferencial de não apenas veicular as notícias, mas também de assumir uma postura crítica e imparcial sobre elas, e não ser apenas um mero reprodutor de notícias.

No caso desse produto, fica evidente o objetivo principal de elevar as metas de arrecadação da empresa, que obrigará o cliente a juntar as milhas necessárias justamente para os trechos que requerem maior quantidade de milhas, que são os trechos internacionais.

Além disso, ganharão uma receita certa, que são os R$ 50 por emissão, não reembolsáveis. Imaginando que em torno de 600 a 700 pessoas por dia façam essa emissão antecipada, e o Smiles já terá assegurado um lucro mensal de cerca de R$ 1 milhão líquido – e isso fora as receitas com as vendas de milhas para os bancos parceiros, já que os clientes serão obrigados a juntar a quantidade de milhas necessárias, sob pena de cancelamento da viagem.

Cara… não é à toa que as ações do Smiles na Bolsa de Valores já valorizaram impressionantes 50,65% no ano de 2016 (quase o triplo do Ibovespa) – e olha que mal acabamos de chegar à metade do ano. Fico impressionado com a criatividade deles de criar meios e modos de elevar a arrecadação de dinheiro…

Agradeço ao leitor Fábio Póvoa pelo envio da notícia!

Tagged as:

6 Comments

  1. SwineOne 03/07/2016 at 05:57 #

    Guilherme,

    Permita-me discordar: achei interessantíssima essa nova modalidade do Smiles.

    Às vezes você está com pontos parados no banco, sem saber se passa para o Multiplus, Smiles, Azul, TAP, … Do nada surge uma promoção interessante em uma dessas companhias. Porém, como você está com os pontos no banco, teria que transferi-los, e até chegarem, ninguém garanta que a promoção ainda exista, e mesmo se existir, que haverá assentos disponíveis no trecho e data que você quer. Se todas as companhias oferecessem essa modalidade, você poderia deixar os pontos parados lá no banco, esperando a melhor oportunidade em alguma delas.

    Outra questão são as promoções periódicas de transferência de milhas. Você pode comprar agora e ficar esperando uma boa promoção (imagine, por exemplo, se eles fizessem o mesmo que a Multiplus com o bônus de aniversário, são 30% garantidos no mês do seu aniversário, mas e se sair uma promoção de emissão no mês anterior?).

    E claro, existe a possibilidade que você realmente não tenha as milhas, e até juntá-las, sua viagem vai estar mais próxima, dificultando ou mesmo impossibilitando a emissão.

    Imagine uma situação em que você ia antecipar alguns gastos (por exemplo, comprar presentes de natal adiantados, ou trocar algum eletrodoméstico de casa que ainda aguentaria alguns meses) para juntar mais pontos no cartão e completar as milhas para fazer uma emissão. Adiantar uma compra de R$ 2.000 por 3 meses, por exemplo, teria um custo de oportunidade maior que os R$ 50 da taxa de emissão.

    Enfim, as possibilidades são inúmeras. Sei que existe a taxa de R$ 50, mas perto do custo de uma viagem internacional (especialmente para a turma que gosta de viajar de executiva), é algo que te dá uma boa liberdade.

    No geral, vejo que é uma excelente ferramenta para se ter disponível. Se for possível usar as milhas que você tem (ou completá-las via uma compra de milhas de pequeno valor, inferior à taxa), claro que é melhor evitar esse custo. Mas não vejo como pode ser ruim ter essa possibilidade extra. É tudo uma questão de colocar os custos no papel e decidir qual é a melhor alternativa, e prevejo que em diversas situações o pagamento desta taxa faça mais sentido do que as alternativas.

    • Guilherme 03/07/2016 at 08:41 #

      Oi Swine!

      Muito interesse sua opinião!

      Realmente, há esses pontos específicos que podem ajudar.

      Abraços!

  2. Daniel 03/07/2016 at 18:37 #

    INACREDITÁVEL!!!

    Não há outro termo…

    Na última sexta feira, dia 01/07, o Smiles lançou uma promoção direcionada para os clientes SANTANDER ESFERA, por meio do qual é possível a reserva de bilhetes sem milhas (Promoção Emissão Sem Milhas).

    Para tanto, consta do regulamento da promoção que “A emissão sem milhas poderá ser usada apenas por clientes Santander que receberem uma comunicação, pessoal e intrasferível (“Participante”), sendo terminantemente proibido o uso por todo e qualquer Participante do Programa Smiles.”

    Em que pese ser cliente SELECT, não recebi qualquer código.

    A promoção é apenas até a próxima semana, e, enquanto não recebo código algum, outros clientes que o receberam podem estar reservando justamente os bilhetes nas datas em que pretendia, ainda mais considerando que buscava em classe executiva, ou seja, assentos com menor disponibilidade.

    Para piorar, nesta noite, liguei para o teleatendimento e eis que fui surpreendido com a resposta de que como a promoção é recente, eu deveria aguardar: ou seja, o SANTANDER lança uma promoção com DATA LIMITE e pede seu cliente para aguardar. Até quando? Até que a promoção acabe ou seja emitido o voo por outros clientes?

    COMO SE NÃO BASTASSE, A ATENDENTE DISSE QUE É POSSÍVEL QUE A PROMOÇÃO SEJA APENAS PARA OS CLIENTES QUE O BANCO CONSIDERAR PERTINENTE ENVIAR O CÓDIGO….

    Ou seja, o SANTANDER ESCOLHERÁ QUEM MERECE RECEBER O CÓDIGO OU NÃO, segundo a atendente…

    Este é o tratamento que ora recebo do SANTANDER, ainda mais considerando que se estou no segmento SELECT com faturas mensais no valor superior a R$ 10.000,00.

    Registrei uma reclamação no Reclameaqui. Caso não tenha resposta satisfatória, vou procurar um banco que sabe tratar seus clientes…

    • Guilherme 05/07/2016 at 10:11 #

      Realmente, Daniel, isso foi uma grande falha do Santander.

  3. pedro ferreira de oliveira barbosa 04/07/2016 at 12:46 #

    Ferramenta interessante, porem a tabela do Smiles é a mais absurda de todos os programas. Portanto a finalidade da ferramenta se torna inocua.

    • Guilherme 05/07/2016 at 10:11 #

      Exato, Pedro.

Leave a Reply

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×