Tutorial: como utilizar os pontos e vouchers Le Club para abater o valor das diárias na rede de hotéis Accor

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

O chief Albino 😀 nos enviou uma dúvida que pode ser a de vários outros leitores do blog:

“Nunca utilizei o Le Club Accor, embora já tenho cadastro nele há alguns anos. Recentemente comecei a ler sobre a troca de milhas por pontos no Le Club Accor e gostaria de saber como faço para utilizar os pontos após realizar a transferência.

Eu cheguei a fazer uma simulação no site da Accor, mas não apareceu nenhuma opção de hospedagem com pontos.  Como funciona? Precisa ter os pontos antes de fazer a reserva pra aparecer as opções ? Ou os vouchers são trocados na hora do pagamento lá no hotel? Todos os hotéis da rede aceitam o pagamento com os vouchers de €40?

Chief, seu pedido é uma ordem! 😆

Vamos mostrar abaixo como utilizar os pontos Le Club para abater o valor das diárias na rede de hotéis Accor.

Há basicamente duas maneiras de utilizar os pontos, para essa finalidade: (a) através do próprio site oficial da Accor, no ato da reserva; e (b) através da apresentação dos vouchers no hotel, ou na chegada (Ibis) ou no checkout (demais hotéis).

Antes de tudo, para você poder visualizar a opção de abater o valor das diárias, você precisa ter no mínimo 2.000 pontos. Essa é a quantidade que vale 40 euros. Não são permitidos os abatimentos de frações desse valor (por exemplo, 3.000 pontos por 60 euros). As trocas sempre ocorrem em múltiplos de 2.000 pontos.

Ou seja, se você tiver 3.990 pontos, poderá fazer apenas um abatimento de 40 euros. Ao contrário de outros programas de fidelidade, o Le Club não permite ao cliente comprar pontos do próprio programa, até porque não é possível fazer nenhuma espécie de “arbitragem”, como ocorre em outros programas de fidelidade, cuja precificação (custo monetário de cada ponto resgatado) somente é definida no ato do resgate, quando confrontado com o valor da diária que se deixou de pagar.

O que eu quero dizer com isso? É que 2.000 pontos sempre valerão 40 euros. Seria até ilógico o Le Club permitir a compra de pontos de seu próprio programa, pois ou o cliente teria vantagem (caso pudesse comprar 2.000 pontos por menos de 40 euros), ou teria desvantagem (caso o valor da compra fosse superior a 40 euros).

Antigamente, quando havia a opção de se emitir 2.000 pontos em troca de 60 dólares, até havia a opção de usar os vouchers em dólares quando ele estivesse mais valorizado que o euro, na região do hotel, mas essa opção não existe mais.

Aliás, para vocês terem uma ideia, antigamente, um lote de 2.000 pontos podia ser trocado por 90 reais! Para vocês verem como nossa moeda se desvalorizou nesses últimos anos…

  1. Resgate online dos pontos no ato da reserva

Pois bem, tendo no mínimo 2.000 pontos, é possível fazer o abatimento diretamente no ato da reserva. O problema é que essa opção somente aparece na última tela de confirmação, ou seja, naquela tela onde você precisa digitar os dados do cartão de crédito (caso queira que sua reserva esteja garantida depois das 18 horas).

Fiz uma simulação de hospedagem no Ibis Paulista (deve ser o Ibis mais caro do Brasil, mais caro inclusive que muitos Mercures e Novotéis que ficam próximos, quando eu faço a pesquisa em São Paulo):

Ibis Paulista 1

Uma hospedagem de final de semana sairia por cerca de 103 euros. Na última tela de confirmação da reserva, aparece a opção de utilizar os pontos:

Ibis Paulista 2

Bem simples, não!?

A vantagem de utilizar os pontos no ato da reserva é que você economiza tempo no balcão do hotel.

Na prática, outra vantagem é que você fica livre de eventuais problemas com o não cômputo dos vouchers na estadia. Vou dar um exemplo: uma vez, fiquei hospedado num hotel e levei os vouchers. No ato do checkout, recebia a fatura “cheia”, e apresentei os vouchers para desconto. O recepcionista aparentemente estava computando os vouchers no sistema, mas, quando eu fui pagar o valor complementar (saldo residual em dinheiro) que sobrou, eu verifiquei, no visor da maquininha do cartão de crédito, que ele havia computado, mesmo com os vouchers, um valor maior do que aquele que eu deveria pagar.

Eu solicitei então a recontagem dos vouchers, e aí sim, o recepcionista me mostrou o valor correto.

Eu não teria todos esses problemas se eu tivesse optado por queimar os pontos diretamente no ato da reserva.

Há relatos de outros casos mais graves, em que viajantes relataram terem usado os vouchers no exterior, pagando um pequeno valor complementar, e, ao chegarem ao Brasil, descobrirem que o hotel debitou o valor cheio da estadia.

Além disso, usar os pontos de forma antecipada garante a você tranquilidade na hora de fazer as reservas em hotéis do exterior, já que você “trava” uma taxa de câmbio, que, na minha experiência pessoal, tem sido boa ao fazer a reserva pela Internet.

É claro que há o outro lado da moeda também: ou seja, ser melhor utilizar os vouchers quando, durante a hospedagem, a taxa de câmbio for mais favorável para o real no período da viagem.

Eu deixo essa parte para os especialistas em Le Club narrarem, na caixa de comentários, suas experiências positivas ou negativas, com essas estratégias. 😉

2. Troca dos pontos por vouchers impressos

A troca dos pontos por vouchers é também super fácil. Acessando sua conta Le Club, você verá um menu, à esquerda da tela, parecido com o da tela abaixo:

LC 1

Aí, é só ir em “My Rewards”, ou “Minhas recompensas”, para, na tela seguinte, escolher a opção “Solicitar seus vouchers Le Club”:

LC 2

Na tela seguinte, basta escolher a quantidade de vouchers desejada, sempre lembrando que as trocas sempre ocorrerão na base de múltiplos de 2.000 pontos.

LC 3

É gerado um arquivo pdf, que você deve imprimir e levar consigo para a viagem.

Vale lembrar que é possível também utilizar os pontos para resgatar por outros serviços de parceiros, mas, como eu nunca utilizei essa opção, não sei se seria uma boa ideia.

E qual é a vantagem da utilização dos vouchers impressos sobre os pontos?

Para mim, a grande utilidade dos vouchers consiste no pagamento de refeições, estacionamento, taxa de recebimento de encomendas (útil nos EUA, por exemplo, pois o Pullman Miami cobra USD 5 por cada pacote recebido) e outros extras que normalmente não são possíveis de serem incluídos no ato da reserva. De acordo com o T&C do programa, qualquer despesa elegível ao acúmulo de pontos pode ser paga com vouchers.

Aliás, esse é um dos ótimos diferenciais desse programa de fidelidade: por meio dos vouchers, a estadia inteira pode efetivamente ser quitada com pontos, ao contrário dos programas Hilton Honors, Hyatt Gold Passport etc., onde só é possível, basicamente, utilizar os pontos para abater o valor das diárias.

No entanto, essa é uma regra que comporta exceções. Na França, berço do Le Club, há uma lista enorme de hotéis que não aceitam o pagamento por vouchers nas refeições de almoço e jantar. A lista completa pode ser acessada aqui. Eles também não podem ser utilizados nos Ibis Budget, Ibis Styles e Ibis “normais” na China, nem nos Adagio Access. Havia uma proibição de seu uso em certos hotéis da Austrália, mas parece que essa proibição foi retirada.

Tirando isso, os vouchers podem ser utilizados em qualquer hotel da rede Accor, desde um Ibis em Araraquara, até um Sofitel em Cingapura, passando por um Mercure na África do Sul ou um Novotel em Moscou.

Outra vantagem é que ele pode ser utilizado por outras pessoas. Isso vale muito a pena nos casos em que você queira, por exemplo, contemplar um parente que irá se hospedar em um hotel da rede Accor – e esse parente também não precisa estar associado ao Le Club.

Por outro lado, um dos problemas dos vouchers é que eles, ao contrário dos pontos, têm data de validade de seis meses, a partir da sua conversão dos pontos, sendo que essa data é estampada no voucher.

Conclusão

Como se percebe, é bastante fácil utilizar os pontos do Le Club para abater o valor das diárias.

Antigamente, ele só permitia o abatimento via impressão dos vouchers, o que é um tanto quanto anacrônico nessa era digital e que preconiza evitar, tanto quanto possível, o uso de papéis.

O sistema de utilização dos pontos de forma online só veio a ocorrer posteriormente, entre 2013 e 2014, e foi um grande avanço. Na época de ouro do Pague Contas, tinha gente que levava uma resma de vouchers para pagar estadias.

O que a Accor precisa implementar – e na verdade, padronizar – é o valor do câmbio do euro, de forma prática e transparente, pois às vezes é melhor utilizar os pontos online, e às vezes a cotação do hotel parece que é melhor.

Uma coisa é certa: nos hotéis do Brasil, a cotação do euro para fins de voucher tem sido, pelo menos nas minhas experiências pessoais, bastante decepcionante, de modo que eu tenho preferido utilizar os pontos para abater das diárias em hotéis no exterior.

Um ponto negativo é que os vouchers e pontos não podem ser utilizados para abater o valor das diárias nas promoções de “Preços Malucos”, que oferecem de 40% a 50% de desconto sobre a melhor diária flexível. Nesses casos, não tem jeito: o pagamento tem que ser em dinheiro, e antecipado, e sem direito a reembolso.

Mas, de maneira geral, o sistema de pontos e vouchers do Le Club é fácil de usar, e apresenta alguns pontos positivos bem úteis, como a possibilidade de pagar refeições no restaurante do hotel, utilizando os pontos.

E você, que dicas tem para o uso dos pontos e vouchers? Já passou algum perrengue pelo fato de ter utilizado os vouchers no exterior, e, ao chegar no Brasil, perceber que eles tinham debitado o valor integral das diárias? Prefere usar pontos ou imprimir os vouchers? Compartilhe conosco suas experiências!

Tagged as: ,

36 Comments

  1. Paulo 17/04/2016 at 05:17 #

    Fala Guilherme, acho que você cobriu todos os detalhes do programa, post excelente! A minha dica seria reforçar a mesma que você já citou no artigo, se o hotel estiver localizado em país que a moeda oficial é Euro, leve o voucher impresso. Se for outro país, como o Brasil, muitas vezes é melhor você trocar os pontos direto no site pois a conversão de EUR para R$ é mais favorável do que a praticada pelo hotel.
    Outra dica é sobre transferências de parceiros. Acredito que o Albino fez a pergunta pois conseguiu um excelente resgate do Smiles para o Le Club (taxa de 2:1, 2 Milhas Smiles para 1 ponto Le Club). O Smiles divulgou erroneamente esta semana uma promoção com esta taxa de conversão. O normal seria 4:1, porém promocionalmente eles oferecem 3:1, como está acontecendo até o fim de abril. Dependendo da quantidade de milhas que você acumulou no Smiles, vale a pena transferir. Caso tenha conseguido as milhas a preços mais em conta, vale muito a pena! Explico: se você fez o Clube Smiles 5.000 na promoção de 10.000 milhas nos primeiros três meses por R$150, significa que cada lote de 1.000 milhas saiu R$15. Se você converter para o Le Club à taxa de 3:1, significa que pagou R$90 por 6.000 milhas Smiles ou 2.000 pontos Le Club, que valem 40 EUR. Ou seja, você acabou de conseguir um voucher de R$ 160 por apenas R$ 90, quase 45% de desconto!!
    O Albino se beneficiou ainda mais caso tenha adquirido as milhas Smiles dessa forma, pois conseguiu conversão à 2:1.
    Se no ato da reserva a pessoa acessar o site do Le Club através do link do Meliuz, ainda receberá 2% de dinheiro de volta em sua conta, aumentando o desconto na diária (Trato disso nesse arquivo, se é que me permite postá-lo: http://bit.ly/1YAIbnt).
    Por fim, só gostaria de citar que estas transferências do Smiles valem qualificação para elevação de status, ou seja, se você conseguir 25.000 pontos Le Club, sobe para o status Platinum com benefícios diferenciados. Mas isto está para mudar pois a partir do ano que vem o Le Club modificará as regras de seu programa, infelizmente.

    • CRISTIANO ANDRADE 17/04/2016 at 09:30 #

      Só um detalhe, esses pontos transferidos valem para obtenção de status até o final do ano. A partir do ano que vem não mais… De qualquer forma é uma boa chance de conseguir o status platinum esse ano e garanti-lo até o final de 2017.

      • Paulo 17/04/2016 at 10:26 #

        Exato, esta é uma das mudanças que eu citei no fim do meu comentário. Obrigado por detalhar.

      • Gabriel 18/04/2016 at 09:10 #

        E consequentemente o Gold, que é o status que tem todos os benefícios realmente úteis, até o final de 2018.

  2. Rafael 17/04/2016 at 20:59 #

    Aproveitando o tópico, sabem se é possessível transferir pontos do Iberia Plus para o Le Club ?
    Tenho um saldo no e-rewards que gostaria de mandar pro Le Club via Iberia, pq a conversão direta está muito ruim.

    • Albino 18/04/2016 at 00:17 #

      Também tenho essa dúvida. Já procurei muito na internet e não achei nada.

      Sei que do Le Club pro Iberia é possível e a taxa é de 1:1.

      Se descobrirem, por favor postem aqui !

      • Paulo 18/04/2016 at 11:59 #

        Que eu saiba, você só consegue transferir do Le Club para o Iberia Plus. Para utilizar seus pontos do Iberia Plus em hotéis, você loga na conta e vai lá na opção Book Hotels. Eu nunca fiz reservas pelo Iberia Plus mas já li discussões em outros lugares dizendo isso.

      • Guilherme 18/04/2016 at 12:07 #

        Também gostaria de saber isso com certeza.

        Procurei um monte pela internet e no site da Iberia e não achei nada.

        Se for possível, fico com outra dúvida ainda: se o titular do IBPlus e do LeClub tem que ser o mesmo ou se pode ser diferente, como eu acredito que dê no Smiles e no Multiplus.

      • Leonardo 19/04/2016 at 08:18 #

        Atualmente não é possível.

    • Leonardo 19/04/2016 at 08:21 #

      Quanto ao e-rewards, se tiver paciência, espere chegar em 6.000 pontos onde a conversão é para 1000 pontos LeClub. Se pensar bem, não é tão ruim. Considero hoje o prêmio que mais compensa hoje lá.

  3. Albino 18/04/2016 at 00:20 #

    Obrigado pelas valiosas dicas, Guilherme !!!

    Apenas fiquei com uma dúvida: você postou um print que tem “You can use up to 2.000 points to book this stay” e o valor da estadia era de 103,98 Euros.

    2.000 pontos dão 40 Euros. E o saldo restante, tem que pagar mesmo ?

    Isso varia de hotel pra hotel ? Uns podemos pagar o valor inteiro da diária com pontos e outros só parcial ? Ou era porque você tinha menos de 4.000 pontos na conta ?

    • Gabriel 18/04/2016 at 09:15 #

      Sim, foi porque ele somente tinha 2000 pontos. Se ele tivesse 4000, pagava apenas 23,98 Euros.

      Praticamente todos hotéis da rede Accor aceitam vouchers. O que ocorre, como o Guilherme falou, é que algumas promoções não aceitam vouchers, situações que deves pagar integralmente. Nos que tu puder usar, vais poder utilizar quantos vouchers quiseres, mas o saldo, ou seja, o valor que der menos de 40 Euros (que consequentemente não poderás usar o voucher), deves pagar.

  4. Gabriel 18/04/2016 at 09:35 #

    De modo a complementar o tópico, e também reiterar algumas dicas citadas que acho importantes, seguem pontos que acredito que valem ser ressaltados:

    1 – Praticamente todos hotéis da rede aceitam vouchers (Ibis Budget não). O que ocorre é que em algumas promoções não são aceitos vouchers (na maioria das vezes não vejo muitas vantagens nessas promoções, pois a reserva para sócio e de forma antecipada é quase tão boa quanto, e pode-se se usar os vouchers). Alguns casos, em que é exigido o pagamento antecipado, é necessário que se use os vochers nesse momento. Em outras situações, em que o pagamento é feito no local, pode-se optar por pagar com vouchers antecipadamente ou no local (alguns casos não dá para pagar com voucher antecipadamente, apenas no local).

    2 – No Brasil, se não houver risco de ter de cancelar a viagem, vale a pena reservar com voucher, quando for possível, pois a cotação é melhor. No exterior, pelos problemas relatados acima, também me parece melhor já reservar com os vouchers, quando for possível (e desde que não haja risco da viagem ter de ser cancelada).

    3 – A vantagem de deixar para utilizar os vouchers no hotel que pode acontecer, e para mim acontece bastante, do valor da reserva abaixar, situação que poderás cancelar e fazer novamente a reserva.

    4 – Não vale a pena querer fechar múltiplos de 40 Euros para não precisar pagar nada (com comida, por exemplo). Para ser possível pontuar, a Accor exige um pagamento mínimo de 5 ou 10 Euros. Um pagamento de 20 Euros, por exemplo, não vai gerar praticamente nada de milhas, mas existem promoções como aquela dos 1000+4000+5000 pontos em que não importa o valor pago, mas é necessário pagar o valor mínimo para ganhar a pontuação e assim o bônus ser liberado. Já aconteceu comigo também, mais de uma vez, de ganhar pontos do valor cheio da reserva, como se eu não tivesse usado vouchers, mas para isso é necessário pagar o valor mínimo para pontuar.

    • Albino 18/04/2016 at 11:30 #

      Ótimas dicas ! Obrigado

  5. joao 18/04/2016 at 11:51 #

    Excelente topico, saudades da epoca que a tam transferia a 2 por 1

  6. Fernandes 18/04/2016 at 12:55 #

    Uma dúvida . Tenho uma reserva CANCELÁVEL em um Ibis em Madrid. Na época da reversa, usei dois vouchers de 40 euros , de forma on-line , ficando um saldo de 180 euros a pagar no hotel. Ocorre, que aproveitei a promoção do Smiles e consegui gerar mais 8 mil pontos Le Club, ou seja mais 160 euros. Gostaria de usar para pagar esta hospedagem em Madrid. O que recomendam : 1 – cancelo a reserva anterior , pois os pontos devem voltar para minha conta Le Club, e faço uma nova reserva? Ou 2- mantenho a reserva anterior e levo os 4 vouchers impressos ?
    Eu gostaria de fazer todo o pagamento on-line , até pra evitar aborrecimentos no ato do check out. Mas fico preocupado de cancelar a reserva e os pontos demorarem a voltar pra minha conta.

    • Thiago 18/04/2016 at 14:44 #

      Olha, é importante saber em quanto tempo teus pontos voltarão para tua conta. Eu não tenho ideia de quanto tempo leva e, se for muito, você ficará “descoberto” (sem reserva) e correndo o risco de aumentar o preço do hotel.

      Sugiro contatar a Accor para obter essa informação, se fizer mesmo questão de pagar on-line… eu já usei vouchers impressos (uma vez, 16 de uma única vez) e não tive problemas…

    • Paulo 18/04/2016 at 23:12 #

      Eu não arriscaria o certo pelo duvidoso. Depois você perde essa reserva esperando os pontos retornarem (eu nunca estornei pontos Le Club para saber se demora). Como você vai utilizar os vouchers num país que trabalha com euro, não teria perda na conversão. Só tem que atentar para os casos que o pessoal citou ao utilizar os vouchers (conferir o valor da conta, recibo, etc).

      • Tiago 19/04/2016 at 00:30 #

        Eu ja estornei uma vez e no meu caso foi imediato. Faca por conta e risco no entanto 😉

  7. Pedro 18/04/2016 at 14:44 #

    excelente matéria!! estava com essa mesma duvida sobre como utilizar os pontos e esse foi o primeiro post que vi nos blogs de viagens em que efetivamente nos ensina como utiliza-los.
    abraço

  8. Albino 23/04/2016 at 17:40 #

    Amigo Guilherme, já fiz de tudo aqui mas não aparece essa opção de usar os pontos. Já estou com 16.000 pontos na conta, logado, fiz a simulação em 3 hotéis diferentes e com todas as tarifas disponíveis, nunca aparece. Tem alguma sugestão ?

    • Guilherme 23/04/2016 at 20:00 #

      Olá amigo Albino, tente fazer o seguinte: saia da sua conta, faça o login novamente, mas usando outro navegador, e vá até a última fase da reserva, que é a fase de confirmar a reserva.

      Depois nos diga se deu certo. 🙂

      • Albino 23/04/2016 at 20:30 #

        Agora funcionou e a conversão do Euro é pelo câmbio oficial ! Obrigado !

        • Guilherme 23/04/2016 at 21:53 #

          Maravilha, Albino!!!!!! 😀

          Agora, o mestre Albino irá destrinchar todas as profundezas do Le Club, e trazer novidades que até a Accor desconhecia….!!!!! 😀

          Abraços!!!

          • Albino 24/04/2016 at 02:20 #

            Kkkkkkk quem sabe, né ? 😀 mas pode ter certeza que postarei aqui !

            Abraços

  9. Guilherme 24/04/2016 at 13:47 #

    Valeu, Albino! 😀

    Abç!

  10. Elza 10/05/2016 at 09:00 #

    Olá! Em abril solicitei ajuda por telefone para efetuar a reserva usando os pontos Le Club e fiquei muito surpresa ao notar que a tabela de valores das diárias era diferente da utilizada para reservas sem pontos pelo site, quando solicitado o abatimento com pontos. Achei absurdo.. Utilizando meus pontos eu iria pagar 80,00 a mais pela diária do que reservando pelo site. Não usei os pontos e reservei pelo site mesmo. Alguém já passou por isso?
    Parabéns pelo blog, achei as dicas muito legais!
    Abraço!

    • Guilherme 10/05/2016 at 14:08 #

      Oi Elza, é um absurdo isso mesmo.

      Talvez eles tenham utilizado, pelo telefone, a tarifa de balcão, mas isso é errado, pois deveria ser considerado o valor do site.

      Obrigado!

      Abraços!

  11. Luana 29/08/2016 at 22:20 #

    Olá pessoal! Excelente matéria! Tenho uma dúvida: meu pai irá transferir para o Le Club Accor os pontos que ele possui na Múltiplus. Vou viajar para Paris em novembro e gostaria de usar estes pontos para pagar minha hospedagem, porém meu pai não irá. Isto é possível ou somente o titular da conta Le Club pode utilizar os vouchers/pontos para abater nos valores das diárias? Obrigada!!

  12. IVONE 07/09/2016 at 16:04 #

    IVONE – RS
    Em agosto fui com a família a SP e fiz reservas através do site da accord no Mercure Pinheiros. Levei 4 vouchers impressos de 40 euros cada e os apresentei ao fazer o fazer o check in. O recepcionista não aceitou os vouchers, alegando que só valiam para pagamento na europa. Tive que pagar as diárias integrais.
    Quanto aos vouchers, tive que remetê-los, via correio, para um endereço da accor na França, com a promessa de serem restituidos os 8.0000 pontos ao cartão em até 15 dias, porém isso ainda não ocorreu. Estou no aguardo.
    Essa situação é comum?

    • Guilherme 07/09/2016 at 19:28 #

      Olá Ivone,

      Essa situação é bastante incomum. O funcionário do Mercure Pinheiro cometeu um grande equívoco, pois está impresso no próprio voucher que ele pode ser utilizado em qualquer hotel da rede – salvo algumas exceções, dentre as quais o Brasil não se inclui.

      A solução é esperar mais um pouco, e, caso não haja resposta em mais 7 dias, registrar uma reclamação por escrito na página em português, explicando detalhadamente o caso, e anexando os comprovantes de envio, bem como os números (códigos) dos vouchers.

      Abraços!

  13. Arthur Henrique Fernandes de Souza 21/11/2016 at 01:03 #

    Fiz sem querer a troca do voucher enviado pelos Correios em vez de gerar l e-voucher. Tem como cancelar o envio e repontuar? Afinal, estou viajando e não estou em casa para receber o voucher.

Trackbacks/Pingbacks

  1. Valendooo!!!! Accor oferece bônus de 6.000 pontos Le Club (120 euros ou ˜R$ 480) após 3 estadias de 2 noites cada! NOVIDADE! Vouchers e pontos não podem ser utilizados! :-( | Meu Milhão de Milhas - 03/05/2016

    […] Tutorial: como utilizar os pontos e vouchers Le Club para abater o valor das diárias na rede de hot… […]

  2. Como se hospedar em hotéis de graça usando o Le Club AccorHotels - 06/07/2016

    […] site Meu Milhão de Milhas tem um post bem completo com vários comentários sobre as vantagens e desvantagens de cada […]

  3. Como se hospedar em hotéis de graça usando o Le Club Accor - 06/07/2016

    […] site Meu Milhão de Milhas tem um post bem completo com vários comentários sobre as vantagens e desvantagens de cada […]

  4. Valendooo!!!! Accor oferece bônus de 10.000 pontos Le Club (200 euros ou ˜R$ 800) após 4 estadias de 2 noites cada! MAIS UMA VEZ! Vouchers e pontos não podem ser utilizados! :-( | Meu Milhão de Milhas - 12/09/2016

    […] Tutorial: como utilizar os pontos e vouchers Le Club para abater o valor das diárias na rede de hot… […]

Leave a Reply

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×