Onde creditar as milhas de voos realizados na Emirates: Victoria TAP, Qantas ou Emirates? A análise ponto a ponto do leitor Albino!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

O leitor Eduardo teve uma dúvida muito interessante no começo dessa semana: sua mãe iria fazer um voo longo na Emirates, e queria aproveitar as milhas voadas. Das diversas respostas que surgiram, e com base nos trechos específicos dos voos a serem realizados por ela, o leitor Albino fez uma análise destrinchando o resultado que ela teria em cada programa de fidelidade. Ao final, dá o seu veredito. Vamos ler? 😀

Victoria TAP

……………………….

“Ok, então vamos lá:

1) Victoria TAP (50% de milhas na classe X)

1.1) GRU-DXB =3.796 milhas
1.2) DXB-SIN = 1.817 milhas
1.3) PEK-DXB = 1.820 milhas
1.4) DXB-GRU = 3.796 milhas

Total = 11.229 milhas Victoria

2) Qantas

2.1) GRU-DXB = 1.875 pontos
2.2) DXB-SIN = 850 pontos
2.3) PEK-DXB = 1.050 pontos
2.4) DXB-GRU = 1.875 pontos

Total = 5.650 pontos Qantas

3) Emirates

3.1) GRU-DXB = 1.625 milhas na tarifa Special / 2.275 milhas na tarifa Saver
3.2) DXB-SIN = 875 milhas na tarifa Special / 1.225 milhas na tarifa Saver
3.3) PEK-DXB = 875 milhas na tarifa Special / 1.225 milhas na tarifa Saver
3.4) 1.625 milhas na tarifa Special / 2.275 milhas na tarifa Saver

Total = 5.000 milhas Emirates na tarifa Special / 7.000 milhas Emirates na tarifa Saver

Agora vêm as grandes perguntas:

a) o que fazer com 11.229 milhas Victoria ?

Um voo ida e volta dentro de Portugal custa 7.500 milhas na baixa temporada e 10.000 na alta. Pra Madeira ou Açores custa 10.000 milhas na baixa e 15.000 na alta. Pra Espanha custa 12.000 milhas na baixa e 15.000 na alta. Para parceiros, não vale a pena.

Como o cartão de crédito do Santander não transfere mais para a Tap, só haveria como acumular mais milhas lá voando em companhias da Star Alliance, como a Avianca.

Se já tiver um saldo no Victoria, serve pra complementar ainda mais para possibilitar um resgate pra Londres. Lembrando que em promoções que a Tap faz periodicamente, é possível ir pra Europa com 35.000 milhas ida e volta.

b) o que fazer com 5.650 pontos da Qantas ?

Um voo GRU-LHR-GRU custa 100.000 pontos, ida e volta. Um trecho interno na Europa, como LIS-LHR por exemplo, custa 14.000 pontos. Como a Qantas não tem nenhuma parceria com cartões de crédito brasileiros, só vejo possibilidade de acúmulo de milhas lá voando em companhias da Oneworld, como a Tam.

Porém, é muito pouco ponto gerado num voo tão longo. Eu não creditaria na Qantas de jeito nenhum.

c) o que fazer com 5.000 ou 7.000 pontos na Emirates ?

Com 5.000 pontos, não vejo nada possível. Com 7.000 pontos, a única possibilidade seria transferir 6.000 pontos para o Heathrow Rewards e resgatar £20 no Duty Free de LHR. Vale a pena ? Pra mim, não.

Por fim, peço aos amigos que confiram meus cálculos e dêem suas opiniões quanto à minha análise e, principalmente, peço ao Eduardo que compartilhe conosco sua decisão.

Abraço!

…………………………..

Conclusão

Realmente, o mais sensato aponta para o creditamento das milhas no Victoria TAP.

Em termos de cartões de crédito brasileiros que transferem pontos para ele, ainda há, no Brasil, as opções dos cartões Bradesco, Amex, HSBC e Itaú. A variedade ainda é boa, embora tenha diminuído nos últimos tempos.

Além disso, é possível creditar milhas no Victoria TAP por voos realizados em todas as demais parceiras da rede Star Alliance, além de algumas parcerias específicas e bilaterais, como é o caso da própria Emirates.

Alguns hotéis também têm acordos específicos com o Victoria TAP, permitindo o acúmulo de milhas por estadias. Por exemplo, os hotéis da rede Accor, embora a taxa de conversão não seja muito atrativa.

Enfim, a análise do Albino foi excelente, e nos permite ter uma visão bem abrangente acerca da importância de conhecermos os prós e contras de cada programa de fidelidade.

Agradeço ao Albino pelo envio dessa super análise, e aguardamos ansiosos a decisão final do Eduardo! 😀

  • O Albino mandou muito bem na promobug do Smiles convertendo milhas para o Le Club na proporção de 2:1. Falou pra eu aproveitar e eu fiquei receoso.. esse Albino não perde tempo!

    • Guilherme

      O Albino tem uma expertise fora do comum no mundo das milhas e pontos.

      • Albino

        Hehehehe, obrigado. Tamo junto, pessoal !

        • Joni

          Boas Abino,

          Parabéns pela aprofundada “pesquisa” em relação ao assunto das milhas, abril 2016….
          No seguimento da mesma pergunto, como posso passar/ transferir as milhas da Emirates para a TAP ?
          Abraço

    • Albino

      Eu falei !!!! Hehehe.

      Cara, eu não abro mão dos meus direitos de jeito nenhum. Tive oportunidade de conhecer muitos lugares no mundo e sempre vi os direitos das pessoas serem totalmente respeitados. Acho que fiquei “mal acostumado”.

      Se eles tivessem negado, eu teria entrado com uma ação. Porém, eu nunca tive problemas com o Smiles. Apesar de todas as suas desvantagens, que são muitas, ainda acho um programa legal devido à algumas facilidades e o tratamento que sempre tive com eles. Não é a primeira vez que tenho que abrir uma reclamação e, até hoje, sempre fui atendido. Porém, lógico, sempre tive razão, nunca reclamei por nada que eu não tivesse direito.

  • Eduardo

    Albino,
    Obrigado pela aula sensacional! Eu vou creditar na TAP mesmo. Já decidi!! Mesmo porque já tenho um saldo no Victoria.
    Obrigado mais uma vez e um forte abraço.

  • Paulo

    Olá

    O que utiliza para calcular milhas voadas?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×