Qual ? o melhor sistema: cart?es de cr?dito cashback ou cart?es que geram milhas e pontos? A an?lise completa do SwineOne atrav?s do exemplo do Santander Reward

O leitor SwineOne fez uma excelente an?lise sobre o sistema cashback do cart?o de cr?dito Santander Reward. No final, ele mesmo responde ? pergunta: afinal, qual ? o melhor sistema de cart?o de cr?dito: aquele que gera um cashback, ou aquele que gera milhas e pontos? Confiram!

……………..

Guilherme,

J? estou com o cart?o Santander Reward em m?os (embora tenha escutado da gerente de uma ag?ncia local que o cart?o n?o era mais comercializado ? mas consegui pelo telefone, e a ag?ncia deixou de ganhar um cliente pela m?-vontade). Lembrando que ? um cart?o que devolve 2% do que voc? gastou (EM DINHEIRO!), porcentagem essa que sobe 0.1% por ano de uso do cart?o, at? o limite de 2.5%. Existe um limite de cr?ditos de R$ 500 por m?s, o que implicaria um gasto m?ximo de R$ 20.000 a R$ 25.000 por m?s, o que acredito que deve atender a imensa maioria das pessoas. A anuidade n?o ? t?o salgada, R$ 300, mas aparentemente n?o ? negoci?vel.

Santander Reward

Fa?amos algumas contas, onde vou me basear no meu cart?o HSBC Premier, que no meu caso espec?fico n?o cobra anuidade, e paga 1.5 pontos/d?lar.

Suponha um gasto de R$ 5.000, o que a valores de hoje (considerando o d?lar turismo como base de convers?o), daria em torno de US$ 1.350, rendendo cerca de 2.000 pontos. Transferindo esses 2.000 pontos para a Multiplus, supondo que seja poss?vel conseguir um b?nus de 30%, daria 2.600 pontos. O que fazer com esses 2.600 pontos?

  • Transferir para a Accor ? taxa de 3:1, dando 870 pontos da Accor ou cerca de ?17.40 (R$ 72 ao c?mbio turismo de hoje). Isto d? cerca de 1.45% de retorno sobre os R$ 5.000 gastos, mas lembrando que o gasto est? restrito a hospedagens e consumo em hot?is da rede Accor.
  • Manter na Multiplus e us?-lo na compra de uma passagem para Barcelona, ao valor promocional de 40.000 pontos ida e volta, divulgado numa promo??o recente. Seria necess?rio gastar cerca de R$ 77.000, mantidas as premissas, para obter pontua??o suficiente para compra dessa passagem. Consultando promo??es recentes para a Europa, vemos passagens a um valor de R$ 1.400-1.600, e tomarei uma m?dia de R$ 1.500. Neste caso o retorno seria de 1.95%, mas veja que os 40.000 pontos ida e volta s?o uma excelente promo??o, inclusive com datas restritas.
  • Vender as milhas em um site especializado. Hoje, mesmo com um cart?o black da TAM, o valor pago ? de R$ 320 a cada bloco de 10.000 milhas, ou cerca de R$ 83 pelos 2.600 pontos, um retorno de 1.66%. Com cart?es mais simples, o pre?o chega a R$ 260/10.000 milhas ou cerca de R$ 68 pelos 2.600 pontos, um retorno de 1.35%. ? bem verdade que j? se conseguiu valores bem melhores do que esses no passado, mas tenho monitorado h? v?rios meses, e o valor n?o tem fugido disso.

Supondo que os R$ 5.000 sejam o gasto mensal no cart?o, isto daria um retorno de R$ 100 a 2%, subindo para R$ 125 a 2.5% ap?s 5 anos de uso do cart?o. Descontando o valor mensal da anuidade, daria um retorno de R$ 75 a 100, ou seja, 1.5% a 2%. Claro que se o seu gasto mensal for superior a isso, as porcentagens tendem a se aproximar cada vez mais dos 2% a 2.5% m?ximos. Tamb?m, note que nos retornos calculados acima (Accor, passagem, venda de milhas), n?o estou descontando a anuidade do cart?o.

Em resumo, temos um retorno padr?o na faixa de 1.45% a 1.66% para ac?mulo de pontos no cart?o, e quase 2% em situa??es excepcionais, isso sem contar a anuidade do cart?o, contra 1.5% a 2% garantidos para ac?mulo no Santander Reward, j? contando a anuidade do cart?o (2% a 2.5% sem contar a anuidade, ou se tiver gastos muito altos no cart?o). Tamb?m, h? que se pesar que o Santander Reward paga esse valor em dinheiro todo m?s. Com pontos, ? preciso juntar a quantidade m?nima de pontos exigidos pelo cart?o para transfer?ncia, aguardar uma boa promo??o de transfer?ncia, mandar os pontos, ligar no SAC do cart?o e da Multiplus pra reclamar que os pontos n?o chegaram, esperar surgir uma situa??o de viagem para us?-los (ou ent?o fazer uma viagem que voc? n?o queria, e ter um monte de gastos, s? por d? de ver os pontos expirarem), tentar conciliar as datas da viagem e o momento da emiss?o com uma boa promo??o, etc. etc. etc. etc. etc. etc. Isso sem falar que o valor pago no cashback est? em contrato, enquanto o valor de um ponto tem sido consistentemente desvalorizado. Enfim, tem hora que resgatar os seus pontos chega a parecer um emprego, e ?s vezes toma tanto tempo quanto um?(sem destaque no original). Ent?o, vejo que ganhar um valor semelhante ou at? maior, e sem dor de cabe?a nenhuma, justifica o uso dessa modalidade de cashback.

J? rebato de forma adiantada algum eventual argumento que possa surgir que a queda do d?lar beneficiar? quem recebe milhas, e n?o mudar? nada para quem tem o Santander Reward. OK, ? verdade, mas caindo o d?lar, cai o euro tamb?m, e se ambos ca?rem ? mesma propor??o, o retorno na Accor se manter? na exata mesma porcentagem (a menos que as cota??es de 3:1 voltem para patamares melhores). Com rela??o a passagens, havendo uma queda do d?lar, deve haver procura maior, e com isso as companhias n?o precisar?o fazer promo??es t?o agressivas. J? para venda de milhas, se a situa??o retornasse ?quela de uns 2 anos atr?s, chegando a pagar R$ 500/10.000 milhas ou at? um pouco mais(na ?poca, para cart?o vermelho da TAM; cart?o branco e azul era bem menos, n?o passava de R$ 300/10.000 milhas) e com d?lar a R$ 2.00-2.50, a? sim a conta muda bastante de figura, mas sei que nem todos s?o adeptos desta forma de negocia??o.

Outro argumento um pouco mais v?lido ? que h? cart?es bem melhores que 1.5 ponto/d?lar. Sim, ? verdade, mas a anuidade tamb?m pode ser 2 a 3 vezes mais salgada, e imagino que mais dif?cil de negociar. Para um cart?o que d? 2.2 pontos/d?lar, estamos falando de quase 50% de aumento nos retornos dados acima, mas considerando R$ 70/m?s de anuidade e o gasto mensal de R$ 5.000, lembre-se de descontar 1.4% de todos os retornos calculados acima. E continuam valendo os argumentos sobre a ?liquidez? do cashback comparada com os pontos acima. Mas nesse caso pode ser uma alternativa interessante para quem tem gastos mensais bem mais altos, ou para situa??es pontuais como as promo??es com b?nus em triplo do Santander.

Conclus?o

Para concluir, creio que esse seja o meu quase adeus ao mundo das milhas e pontos. Como disse num coment?rio anterior, a partir de agora s? os 10.000 pontos Multiplus por ano da Ipiranga, e s? para enviar para a Accor, pelo menos enquanto as condi??es atuais se manterem. E logo que piorarem as condi??es, ser? o meu adeus definitivo. Quando e se houver uma enorme reviravolta na economia brasileira, irei reavaliar a minha posi??o, mas por ora me tornei um ferrenho defensor do cashback.

……………………….

Depois de ler e refletir sobre essa aprofundada an?lise, eu tamb?m estou pensando em aderir a um cart?o com esse sistema do cashback.

E voc?? J? usa um cart?o de cr?dito do tipo cashback? Conta para n?s sua experi?ncia!