Como programar uma viagem sem comprometer o orçamento doméstico: a técnica das “reservas mensais”

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Não há dúvidas que despesas de viagens são daqueles tipos de despesas que assumem duas características básicas: (a) são de alto valor; e (b) são de baixa frequência.

Avião

É “mais ou menos” parecido com atos de compras de eletrônicos, tais como TVs, celulares e computadores: você gasta uma alta soma de dinheiro, mas de uma única vez.

A dúvida é: como programar uma boa viagem, que certamente demanda altos custos, sem desequilibrar o orçamento doméstico, principalmente daquele mês onde ocorrerá a viagem?

Simples: fatie os gastos. Antecipe-se às despesas que ocorrerão, fracionando o valor correspondente em “x” prestações mensais.

Ou seja, ao invés de comprar uma viagem, digamos, para a semana que vem, fracionando-a em 12 vezes; faça o inverso: fracione as despesas antes da viagem acontecer, e não depois.

Por exemplo: suponha que você queira viajar para Paris no Reveillon de 2016 para 2017, e calcule que essa viagem custará, segundo suas estimativas pessoais, em torno de R$ 10.000,00 a R$ 12.000,00. Em vez de deixar tudo para última hora, já vá reservando mensalmente uma cota de, digamos, R$ 1.000,00, separando-a para essa viagem.

Você pode destacar esse valor de seu orçamento doméstico aplicando-o num investimento financeiro, ou fazendo as compras necessárias para essa viagem – como, por exemplo, fazendo a compra de papel-moeda, comprando ingressos para atrações turísticas online, pagando a prestação da passagem aérea ou do hotel, e assim por diante.

A vantagem dessa estratégia é que, quando efetivamente chegar o período da viagem, você não irá comprometer e desequilibrar o orçamento doméstico do mês da viagem, pois todos os gastos já foram devidamente provisionados nos meses anteriores. 

Daí a importância do planejamento financeiro: pague primeiro, e viaje depois; e não faça o que muitos fazem, que é justamente o contrário: compram por impulso, viajam primeiro, contraem dívidas, e só pagam depois.

A tática de separar “reservas mensais” para a viagem te dá a tranquilidade necessária de que poderá curtir e aproveitar a viagem sem se preocupar com o gasto de dinheiro, pois esse gasto já foi devidamente antecipado.

Muitos leitores do blog já disseram que fazem isso. Veja o excelente depoimento do leitor Cristiano:

“Em um mês compro as passagens, noutro mês pago o hotel, no seguinte o carro, ingressos de atrações assim por diante. Vou viajar em agosto, em outubro emiti as passagens com milhas e paguei as taxas (que são em euro) e uma passagem intra Europa que preferi pagar ao invés de usar milhas. Em novembro paguei o hotel. Em dezembro paguei algumas atrações, em janeiro paguei o aluguel do carro é agora comprei um pouco de papel-moeda. Terei o melhor cenário? Certamente não! Terei o pior? Também não! Fugi do risco e viajarei tranquilo com a viagem toda praticamente paga”.

Conclusão

Executar um planejamento financeiro que englobe também os custos financeiros de uma viagem é essencial para que sua viagem seja melhor aproveitada. 😉

10 Comments

  1. Carlos Alberto 15/03/2016 at 10:33 #

    excelente post. Um outro metodo que ja usei é o dos gift cards.
    Ja usei aqui no carrefour para aproveitar promocao do santander que dobrava todoas a milhas adquiridas naquele mes. Como tinha uma reserva, e gastava por exemplo todo mês 500,00 de supermercado, comprei 4 giftcards do carrefour totalizando 2.000 naquele mes, me garntindo muitas milhas. Depois fui usando os giftcards nos meses seguintes.

    Tambem para segurar o dolar em um preco bom, ja comprei giftcards do Wallmart americano, para uso futuro. Sempre qdo vou com a familia para Florida, com certeza terei muitas desespeas no walmart. Entao ja asseguro o dolar em uma cotacao boa comprando antecipadamente os e-cards, que vc imprime em casa e depois troca na loja. Isso é bom pq tambem alivia o limite do seu cartao no momento da viagem. Eu tenho o cartao da caixa que cobra a taxa mais camarada.

    • Guilherme 16/03/2016 at 09:15 #

      Carlos, excelente essa dica do gift card. Vou utilizá-la nas próximas viagens.

  2. Claudio 15/03/2016 at 10:44 #

    Boa esta dica do e-card do Wallmart, heim?

    Vou utiliza-la na minha próxima viagem. Obrigado!!!

  3. Marcela Sousa 15/03/2016 at 11:33 #

    Pra mim essa é a única forma de poder fazer uma grande viagem. Fazemos depósitos mensais, fixos e quando vai chegando mais perto compramos as passagens, dinheiro, hotéis… Não consigo imaginar fazer uma viagem sem ter o dinheiro guardado antes. Especialmente viagens de férias internacionais, de muitos dias…
    E quando voltamos, no mês seguinte já começam os depósitos pro próximo ano!!

    • Guilherme 16/03/2016 at 09:16 #

      Ótimo depoimento, Marcela!

    • Luiz 17/03/2016 at 17:23 #

      Concordo Marcela. Economizar antes para realizar algo que pode ser planejado, pagando a vista e com descontos, ao invés de fazer uma dívida e pagar juros é algo tão óbvio que eu fico até constrangido de ler o artigo. Porém a triste realidade é que falta até o óbvio na educação financeira de muita gente.

  4. Gabriel 15/03/2016 at 13:09 #

    Uma dica que acho boa, e pertinente ao post, é a compra de refeições no Groupon.

    Já fiz isso na Europa e agora realizei umas compras para os EUA.

    A jogada é se inscrever no site, e aguardar as promoções. Pelo menos uma vez por mês tem descontos adicionais de 20%, mas as vezes são ainda melhores.

    Vou para Miami em junho e recentemente comprei duas refeições que me interessaram. Ambas eram um crédito de $ 50, que custavam $ 27 e $ 32. Quando comprei estava rolando uma promoção de 50% de desconto, logo, paguei $ 13,5 e $ 16. Ou seja, paguei praticamente R$ 1,00 por $ 1.

    Mas alguns cuidados devem ser tomados. Só compro se não precisar fazer reserva, ser possível a utlização em todos os dias da semana, ser para qualquer item do cardápio, o restaurante ser num local conveniente e, principalmente, ter 4 ou 4,5 estrelas no Trip Advisor. Esse último item é muito importante porque praticamente garante a boa qualidade da comida e do lugar.

    • Guilherme 16/03/2016 at 09:17 #

      Excelentes dicas, Gabriel!

      Realmente, tem que tomar cuidado com as “letras pequenas” dessas promoções, pois algumas são tão restritivas que acabam inviabilizando o uso.

  5. Alexandra 15/03/2016 at 13:20 #

    Faço isso desde minha primeira viagem internacional, há quase 20 anos. Separo mensalmente um valor para a compra de moedas e, em geral, aproveito as baixas para comprá-las. As outras despesas também vou pagando ao longo dos meses. Viajei agora em fevereiro, com tudo já quitado (e por conta do dólar alto preferi levar cash, então estou sem praticamente nenhuma despesa no cartão de crédito decorrente dessa viagem). Viajarei novamente em junho e novembro, a viagem de junho já está praticamente paga, a de novembro já estou pagando.

    • Guilherme 16/03/2016 at 09:17 #

      Excelente depoimento, Alexandra!

Leave a Reply

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×