Saturado dos reviews de cabines business e first, e de quartos de hotéis de luxo

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

No início, era até interessante. Novidade. Ainda mais sabendo que era possível acessá-los através das milhas e pontos.

Mas, com o tempo, começaram a ficar enfadonhos. Repetição dos reviews anteriores, com poucos acréscimos, poucas novidades.

Depois, percebi que tudo era “farinha do mesmo saco”, e os autores, como regra, os faziam mais para exibirem seus altos padrões de status e consumo, do que propriamente transmitir informação útil ao leitor.

Avião

Sim, eu cansei.

Já me saturei dos reviews de cabines business e first, bem como dos reviews dos quartos de hotéis de luxo.

Já conheci tudo o que tinha de conhecer.

É inegável que tais reviews e trip reports ainda têm sua utilidade, para o público que está entrando agora nesse jogo das milhas e pontos e, logicamente, tem cacife pra bancar tanto luxo.

Conclusão

Mas o fato é que, para mim, particularmente, cheguei à conclusão de que já não vale a pena gastar tanto tempo assim lendo reviews e vendo fotos desses tipos de produtos. E acredito que para muitos leitores também.

Tagged as:

2 Comments

  1. Carlos 22/02/2016 at 22:03 #

    Vou concordar em parte. Eu também, ao acompanhar vários desses blogs diariamente, já não encontro mais muita novidade, mas não acho que seja por exibicionismo. Como fazer uma avaliação de um vôo de primeira classe e avaliar o serviço e produto sem “exibir um alto padrão de status e consumo”, se de certa forma voar na primeira classe é algo de alto padrão e consumo?
    A diferença é que após vários anos lendo sobre este mundo, não tem mais muita novidade sobrando e as postagens ficam repetitivas. Para a maior parte dos blogueiros, isto virou profissão e o papel deles é vender o glamour e atrair os leitores.
    Confesso que após voar e me hospedar, algumas vezes, como estes blogueiros fazem, cheguei à conclusão de que, definitivamente, eu ou não tenho a mesma percepção ou a capacidade de escrever. Eu publiquei algumas postagens de viagens no flyertalk, mas eu não consigo escrever parágrafos e mais parágrafos sobre a comida ou o atendimento das aeromoças. Achei ótimo como recordação das viagens, mas percebi que a minha experiência voando ou ficando nos aviões/hotéis topo de linha não era assim tão fenomenal. Foram ótimos, mas não necessariamente imperdíveis.
    Também não me sinto muito confortável compartilhando estas viagens com amigos para não parecer exibicionista, então só publico no flyertalk mesmo e nunca compartilho o link das minhas postagens. Mas não acho que quem o faz seja necessariamente exibicionista, assim como quem posta no facebook ou instagram. É mais uma questão de perfil; eu encerrei minha conta no facebook por não ver muita graça e quase nunca postar alguma coisa. Se não fico mostrando minha vida diariamente, também não vou fazê-lo quando viajo.
    Enfim, talvez o seu estilo pé no chão, “valor real”, não seja muito compatível com o mundo do “milhão de milhas”. Para mim, a alta do dólar, aliada às várias mudanças nos programas de milhagem, mudou bastante o panorama deste mundo. Apesar de ainda gostar de acompanhar os blogs a respeito, já não vejo com os mesmo olhos de algum tempo atrás.

    • Guilherme 23/02/2016 at 10:58 #

      Oi Carlos, ótimos comentários!

      Também concordo com você em relação aos reviews e trip reports. É possível separar o que é análise que tenta ser o mais objetiva possível (embora sempre haja uma margem de subjetivismo) daquilo que é exibicionismo.

      Os reviews do lucky, do OMAAT, se encaixam perfeitamente na primeira categoria. Ele vive disso, mas ele não faz as matérias dele, tanto no blog quanto nas microredes sociais, principalmente o Instagram, com cunho de se exibir. Ele consegue dar um tom “profissional” aos reviews, e é isso que eu elogio no trabalho dele. Não consigo enxergar exibicionismo e ostentação de status no blog dele (mesmo quando ele fica falando do champagne Brut…..rsrsrss), e eu admiro muito a forma como ele transmite o conteúdo. O tom é respeitoso com os leitores e com a audiência, e por isso que ele tem o respeito que tem.

      Os do TPG também vão na mesma linha, de maneira geral.

      Agora, infelizmente, há certos reviews na Internet, em blogs e fóruns, que extrapolam esse aspecto objetivo e descambam para o egocentrismo, ao melhor estilo ostentação, do tipo “eu tenho, você não tem”. São enjoativos, e é deles que me refiro no post.

      No mais, compartilho com sua opinião: “apesar de ainda gostar de acompanhar os blogs a respeito, já não vejo com os mesmo olhos de algum tempo atrás”.

      Ainda gosto do One Mile At a Time, e do The Points Guy, mas já nem abro as matérias quando se trata de reviews e trip reports, preferindo focar minha atenção em outros posts, mais reflexivos ou que contenham outro tipo de conteúdo.

      Abraços!

Leave a Reply

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×