Uber: por quê não pensei nisso antes?

2 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 2 2 Flares ×

Aderindo ao coro de milhões de usuários no mundo inteiro, não tem como negar: o Uber é um excelente meio de transporte urbano.

Uber

Nas poucas vezes em que usei o serviço, deparei-me com uma série de vantagens em relação ao táxi comum:

  • Motoristas super educados: que não ficam querendo, contra sua vontade, puxar papo com você a cada 15 segundos, e que não querem passar a perna em você escolhendo um trajeto mais caro ou dando uma de “joão sem braço” no taxímetro (já tive péssimas experiências, por exemplo, quando um taxista em Porto Alegre foi me buscar no hotel, e o taxímetro já estava em R$ 15. Ele alegou que a corrida tinha começado quando ele saiu do ponto dele e foi me buscar; é mole?);
  • Carros confortáveis e com ar-condicionado ligado: quantas e quantas vezes já não me deparei discutindo, em dias de calor extremo, com o taxista, para que ligasse o ar-condicionado e fechasse os vidros? Com o Uber isso nunca aconteceu;
  • Preços mais baratos: como regra, pelo menos nas cidades em que utilizei o Uber (por exemplo, São Paulo e Londres, mas usando o UberX), o preço foi incrivelmente mais barato, chegando até a ser metade do preço em relação ao táxi comum;
  • Pagamento com cartão de crédito: não precisar ficar carregando dinheiro em espécie é um alívio, ainda mais porque já houve situações em que o taxista não quis entregar o troco correto, alegando “falta de notas”.

Conclusão

Não vou me alongar muito, pois poderia apontar uma série de outras vantagens.

É evidente que, assim como há taxistas desonestos, há muitos outros taxistas honestos e que cumprem corretamente com seus deveres e respeitam os direitos dos passageiros. Porém, no Uber os motoristas parecem ter um treinamento melhor e mais uniforme.

É claro, também, que o Uber tem suas desvantagens. Por exemplo, o “preço dinâmico” que às vezes aparece como única alternativa de cobrança é muito alto e impossibilita o uso do serviço em determinados momentos.

Porém, no Uber, os prós superam largamente os contras, de modo que não há como não elogiar o serviço. Pena que só comecei a utilizá-lo de dezembro do ano passado para cá, pois poderia ter economizado alguns bons reais se tivesse começado a utilizá-lo antes.

E você? Já usou o Uber? Conte para nós sua experiência!

Tagged as:

11 Comments

  1. Eduardo 08/02/2016 at 11:10 #

    Concordo!

  2. Albino 08/02/2016 at 11:58 #

    Já usei nos EUA, Canadá e São Paulo. Eua e Canadá foi bem mais barato. São Paulo foi um pouco mais barato, mas não acho que compense até que se resolvam esses problemas dos protestos.

    Agora usei aqui no Japão, que só tem o Uber Black, e a experiência foi assim:
    O governo japonês só permitiu o Uber mediante uma empresa ser cadastrada e contratar motoristas para dirigir os carros. Isso se deve a uma lei específica do país de que pessoas individuais não podem exercer atividade de transporte de pessoas sem ser taxista ou trabalhar em uma empresa.

    Com relação à disponibilidade de carros, ainda é fraca. A maioria das vezes esperei mais de 10 minutos para que um carro viesse de ontem estava, sempre longe, até o meu local.

    Com relação ao preço, comparei a bandeirada e o preço do km rodado. A bandeirada do Uber é bem mais barata, porém é cobrada de forma diferente do taxi. No Uber, eles cobram 110¥ na saída, e começa a cobrar logo que sai. Já no taxi (de Tóquio) a bandeirada é 730¥ mas você roda um bocado até começar a aumentar. Isso porque a bandeirada do taxi é uma forma de fixar um preço mínimo pra corrida, mesmo que você ande apenas um quarteirão.

    Com relação à qualidade do serviço, isso é o grande diferencial. Os taxis de Tóquio são bons em geral, mas tem alguns carros antigos (mas não velhos), já no Uber todos os carros foram novinhos e luxuosos, até por ser o serviço “Black”.
    Porém teve um dia que o Uber estava com a tarifa dinâmica de 2,1x. Com isso, minha corrida no uber deu absurdos 6.000¥, ou R$ 200,00, por um percurso de 15 minutos. Depois disso, fiquei muito chateado e decidi usar o taxi e foi aí que entendi o funcionamento do taxi, que terminou sendo igual ou mais barato que o Uber nas minhas corridas que fiz.

    Uma novidade do Uber nos EUA que eu presenciei agora em Chicago foi o Uber Pool. Neste serviço, você pede o seu Uber e diz quantas pessoas vão no carro, podendo ser uma ou duas. Se outro usuário pedir um Uber para um destino perto do seu, ele vai junto com você. No final, cada um paga 50% da corrida. Se o Uber não tiver ninguém para levar junto com você, você tem um desconto de 30% na corrida total, ou seja, paga apenas 70%. Muito bom !!!!! Mas só vale em lugares confiáveis, acho que no Brasil seria perigoso hehehe

    Independentemente de tudo, é bom pesquisar antes. Mas sou fã do Uber, principalmente do UberX.

    • Guilherme 08/02/2016 at 12:42 #

      Excelente depoimento, Albino!

      Gostei bastante dessa ideia do Pool! Desde que não seja em lugares arriscados….rsrs

      Abraços!

  3. Nuno 08/02/2016 at 13:02 #

    Usei em Boston no ano passado e retrasado, e é sem dúvida um serviço muito bom! Uma das vezes telefonei ara pedir táxi e dissram-ne que tria de esperar 1 hora!! Chamei o Uber e estava no destino em 20 min, 30% mais barato…
    E independentemente das polêmicas também obrigou os táxis a usar aplicativos de reserva e provavelmente a aumentar a exigência no serviço ao cliente em várias cidades e isso é melhor para todos.
    Nada como acabar com monopólios numa economia livre para melhorar o serviço aos cidadãos… Mas isso já devíamos saber, né?

    • Guilherme 08/02/2016 at 13:56 #

      Exato Nunes!

      Abç!

  4. Daniel 08/02/2016 at 16:36 #

    Minha experiência estava sendo excelente com o UBER, até o fatídico dia 24/12/2015. Explico-me:

    Até referido dia, utiliza-me do UBER, dividindo-o com serviço de taxi por app, não tendo maiores problemas. Muito pelo contrário, os dois me serviam muito bem, destacando que taxi se não for por app não mais o pego pois, de fato, passei por situações absurdas de motoristas cujo caráter é discutível.

    Entretanto, em citado dia 24/12, em Belo Horizonte, chamei por um UBER BLACK e recebi um veículo batido em péssimas condições. Para piorar, o motorista aumentou o caminho e muito com minha pessoa.

    Até aí, tudo bem… há péssimos profissionais em quaisquer carreiras.

    Todavia, ao noticiar tal para o UBER, o serviço veio com a alegação que o prazo gasto foi o normal para o trajeto, sem considerar que o trânsito estava livre no dia e que o trajeto foi aumentado em 5km se comparadas às rotas sugeridas pelo Google Maps ou Waze.

    Ou seja, lamentavelmente, percebi que o UBER “ABRAZILEIROU”…. pois seu serviço de suporte acaba contribuindo para as condutas indevidas de seus motoristas.

    Diante disto, restrinjo-me, desde então, a app de taxi, ainda que lamentando, pois o serviço do Uber tinha grande potencial, se não fosse a opção por se “dar bem”, o famoso, jeitinho brasileiro, o qual já se adAPPtou (com todo o respeito para o trocadilho).

    Relatei tal situação no Reclameaqui de forma detalhada para aqueles que desejam entender o ocorrido: http://www.reclameaqui.com.br/16041327/uber/uber-black-pior-que-x-e-editado-pelo-reclame-aqui-para-fatur/
    http://www.reclameaqui.com.br/16250599/uber/uber-compactua-com-motorista-mal-carater/

    • Albino 08/02/2016 at 23:11 #

      É uma pena. Quando as coisas chegam no Brasil, realmente se adaptam aos maus costumes locais.

      Tive uma experiência negativa em Toronto, aonde o motorista fez um percurso bem mais longo que o normal.

      Eu já tinha feito o mesmo percurso 4 vezes em dias anteriores e sempre deu uma média de $30. Nessa viagem deu $50.

      Abri uma reclamação no Uber e eles estornaram os $20 que deu a mais pela viagem mais longa.

  5. Daniel 08/02/2016 at 16:37 #

    Em tempo, AMEX cobram em dólar…

    • Marcos 08/02/2016 at 17:14 #

      Até mês passado era em dólares.

      A fatura do Amex deste mês veio com todas as corridas do Uber em reais.

  6. Cristiano Andrade 09/02/2016 at 21:36 #

    Uso o UBER faz tempo, tanto no Brasil quqnato nos EUA.
    Tive um problema como o relatado pelo Daniel e o UBER me ressarciu.
    De qualquer forma vejo vantagens e desvantagens. Começando por vantagens:
    – Nunca peguei um veículo em más condições, nem peguei motorista dirigindo de forma imprudente. Sempre ar condicionado ligado também;
    – O serviço conecta-se ao seu Spotify, entào vcoê controla a música que quiser ouvir (se for o caso)
    – Você soma pontos no SPG (https://www.spgpromos.com/uber/)
    – O motorista é avaliado então se ele recusar corrida, dirigir de forma imprudente, o carro estiver sujo, fizer um trajeto maluco… zero estrelas para ele. Logo ele será desligado do sistema. Especialmente importante em lugares aos quais você teme pela sua segurança ou pela malandragem dos motoristas.
    – Você pode pedir o UBER direto de diversos aplicativos de hotel (por exemplo Accor, Hilton e SPG)
    Há desvantagens:
    – As vezes é mais rápido pegar um táxi do que o UBER
    – Uber não reserva horário’
    – Uber não pode usar corredores de ônibus em SP
    No geral não tenho dúvidas, UBER na certa.
    Ahh, já usei o Lyft (principal concorrente do UBER) nos EUA, mas preferi o UBER por causa dos pontos do SPG.

    • Guilherme 10/02/2016 at 00:03 #

      Excelente depoimento, Cristiano!

      Não sabia da possibilidade de acumular pontos no SPG.

      Valeu!

Leave a Reply

2 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 2 2 Flares ×