Você não precisa comprar milhas em promoção, só porque está em promoção.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Ainda mais nessa época de crise.

Avião

Não vejo com bons olhos a tática de “comprar milhas só porque estão em promoção”, já que fazer estoques de milhas é um negócio altamente arriscado, com as constantes desvalorizações nas tabelas de resgates, aumento da quantidade de pontos/milhas para uma emissão de passagem, e as notórias dificuldades de você conseguir usar as milhas nas datas nas quais você tem disponibilidade de viajar.

Por isso, me surpreende a quantidade de pessoas que pensam mais com a emoção do que com a razão, e se endividam fácil por algo completamente desnecessário, atraídos pelo marketing barato das empresas ligadas ao setor de viagens.

Além disso, você precisa também prestar atenção no custo efetivo total de uma viagem, que compreende também:

(a) custos com outros deslocamentos, como da sua casa até o aeroporto, e do aeroporto até o hotel, e vice-versa;

(b) custos com diárias de hotéis, as quais, com o real fortemente desvalorizado, subiram demais nos últimos 2 anos;

(c) custos com alimentação, que mesmo no Brasil tem subido fortemente, por conta da inflação dos alimentos e serviços;

(d) custos com passeios, que também aumentaram de preço tanto no Brasil quanto no exterior.

“Ah, mas eu posso parcelar”, diriam alguns.

Tá, tudo bem, você se endivida pelos próximos 10 meses, mas…. e se o seu salário sofrer uma redução? E se você perder o emprego? E se os preços de outras coisas, mais urgentes e importantes, também subirem? Vai caber tudo dentro do seu orçamento doméstico? Duvido.

Aí, o camarada começa a pegar empréstimo consignado, usar o limite do cheque especial etc. etc. etc., tudo para sustentar um estilo de vida completamente incompatível com sua renda ativa.

Será que vale a pena bancar o “bobo alegre”, comprar 100k milhas, pra dizer pra mundos e fundos que agora você tem 860k milhas no Smiles, 590k pontos no Multiplus etc. etc. etc.? Que tipo de “riqueza” é essa onde você só está acumulando passivos?

Conclusão

Seja inteligente e tenha um pouco de respeito próprio. Não se endivide por coisas pelas quais você pode dispensar. “A vida pode passar sem isso”, como diria um personagem do filme Pequena Miss Sunshine. E pode mesmo.

Tagged as:

16 Comments

  1. Paulo 15/01/2016 at 06:15 #

    Concordo 100%

    • Guilherme 16/01/2016 at 18:11 #

      Valeu, Paulo!

  2. Jack 15/01/2016 at 08:20 #

    muito bom o texto. estava pensando a mesma coisa. Com essa promocao de 1000 milhas por 28,00 fiquei balancado, mas ao ver o quantoa tam esta cobrando para uma passagem GRU-SFO desisti. 60.000 o trecho!!!!!
    o jeito é acumular de boa e no momento da viagem se nao der, vende as milhas e compra em dinheiro.

    • Guilherme 16/01/2016 at 18:11 #

      Isso mesmo, Jack!

  3. Bruno Feliciano 15/01/2016 at 08:23 #

    Acredito que essa promoção é muito válida apenas para quem vai fazer uma emissão imediata.

    Por exemplo, existem datas para a Europa por 48k o RT. Comprando as milhas na promoção sai R$1344,00 + taxas, o que é um excelente valor.

    • Guilherme 16/01/2016 at 18:12 #

      Sim, Bruno!

  4. Marcela 15/01/2016 at 09:01 #

    Concordo totalmente…
    E mais, tenho calafrios quando as empresas lançam essas promoções *super vantajosas* de compra de milhas pq pra mim isso só significa uma coisa: a disponibilidade de assentos vai diminuir, a quantidade de milhas necessárias para os trechos vai aumentar, vai ser mais difícil de conseguir o que você quer, na data que você quer!! Pq né? Vamos combinar que a empresa é que não vai sair perdendo nessa…
    Hoje em dia faz muito mais sentido comprar uma passagem em promoção (que está saindo aos montes) do que comprar milhas em promoção pra depois tentar emitir a passagem pra onde vc quer…

    • Guilherme 16/01/2016 at 18:12 #

      Concordo plenamente, Marcela!

  5. Cristiano Andrade 15/01/2016 at 09:29 #

    Sem dúvida, acumular milhas é uma bobagem. Uso do seguinte princípio: “earn and burn”. Milhas e pontos são moedas em constante desvalorização, podem ser usadas eventualmente como “hedge” como você já explicou, mas apenas se tem um uso em mente nos próximos 12 meses.
    Interessante que às vezes pode ser uma boa comprar milhas (sempre se tiver o objetivo de utilizá-las num prazo curto).
    Atualmente o Multiplus está com oferta para compra de até 100 mil milhas com 60% de desconto. Isso faz com que o custo do ponto multiplus seja R$0,028.
    Se você transferir imediatamente para o Le Club Accor (proporção 3 multiplus = 1 Le Club) terá o custo de R$0,084 por Le Club. Pode esperar uma promoção de transferência 2,5>1, o que daria o custo de R$0,07.
    Se você pretende viajar para a Europa e pretende usar um hotel da rede Accor, cada ponto Accor vale 0,02 euro, convertendo a 4,5, o valor que você consegue no uso dos pontos do Le Club seria R$0,09, ou seja, melhor do que os R$0,084.
    Ainda teria algumas vantagens:
    1 – Estes pontos transferidos lhe são úteis para qualificação ou re-qualificação de status no Le Club (você pode ganhar café da manhã grátis ou upgrades de quarto) mesmo sem ser um viajante muito frequente.
    2 – Mesmo pagando sua estadia (parcial ou total) com pontos Le Club, você ainda ganha pontos na sua estadia.
    3 – O ponto Le Club serve como hedge cambial para o pagamento do hotel
    4 – Comprando os pontos você não paga IOF e pode usar os Le Club em Euros sem o custo do IOF

    Cuidados a serem tomados:
    1 – se você pretende usar os Le Club no Brasil a conta não fica tão boa, porque a taxa de conversão de Euros para Reais que a Accor usa “come” tranquilamente uns 10% dos pontos. Então facilmente o valor recebido pelo ponto Le Club ficaria próximo R$0,075
    2 – Obviamente você deve considerar que se colocasse o dinheiro rendendo em algum investimento, em um prazo de 12 meses ganharia uns 6% líquidos pelo menos, então quanto mais imediato o uso, mais essa conta lhe favorece.
    3 – Duvido que essa promoção de 60% de desconto seja oportunidade única, eu apostaria que eles irão repetí-la no decorrer do ano.

    • Guilherme 16/01/2016 at 18:12 #

      Excelentes dicas, Cristiano!

  6. Tlars22 15/01/2016 at 16:10 #

    Guilherme,
    Uma dúvida … você sabe me dizer se quando eu compro uma passagem com uma agência de viagens , mesmp pagando com cartão de crédito, o seguro do cartão ainda vale ?
    É que eu comprei recentemente uma passagem via agência e o lançamento na fatura não veio o nome da cia aéra e sim o da agência.
    Pela sua experiência, neste caso, mesmo a empresa não sendo de transporte, o cartão honra o seguro ou não ?

    • Guilherme 16/01/2016 at 18:13 #

      Tiars, vale sim, uma vez que o que vale para o seguro do cartão ser honrado é o produto/serviço que se está contratando, ainda que seja por intermédio de uma terceira empresa (a agência de viagens).

      Abraços!

      • Tlars22 16/01/2016 at 23:47 #

        Obrigado, Guilherme !
        Show !

        • Guilherme 18/01/2016 at 17:41 #

          De nada!

  7. Rogerio 27/05/2016 at 21:37 #

    Eu sou meio leigo, mas assim em julho de 2014 comprei 3 passagens pela tam por 21 mil milhas, de Poa a Mcp, um extremo a outro,isso mesmo saiu 7000 milhas cada, e hoje fui ver e preciso de pelo menos 18000, 20000 por cada trecho, isso é assim mesmo? porque esse aumento? esses aumentos vai e volta ou depois que sobe não baixa mais ?

    • Guilherme 01/06/2016 at 13:55 #

      Oi Rogério, é isso mesmo, os valores são aleatórios e mudam constantemente.

Leave a Reply

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×